BH Airport recebe licença para início das obras do Terminal 2 em Confins

Denis Carvalho 29 · setembro · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

As obras de construção do novo Terminal 2 no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, estão liberadas. A BH Airport, concessionária do aeroporto de Confins, obteve nesta terça-feira (29/09) a liberação da Licença de Instalação (LI) do Terminal 2, pelo Conselho de Política Ambiental (Copam), do Estado de Minas Gerais.

A partir da publicação da licença no Diário Oficial do Estado, serão imediatamente iniciadas as obras de implantação do novo Terminal, o principal projeto de curto prazo da concessionária, que irá duplicar a atual capacidade do aeroporto para 22 milhões de passageiros/ano, suficiente para suportar o incremento de demanda até 2023. A obra será concluída em 2016.

A concessionária irá investir R$ 750 milhões na implantação do novo terminal de passageiros, que terá uma área de 47 mil metros quadrados, distribuídos em quatro pavimentos. O método construtivo utilizará a estrutura metálica em aço, revestimento interno e externo com isolamento termo-acústico e uma grande área de pele de vidro com performance termo-acústica. O projeto prevê também a interligação do novo Terminal 2 ao Terminal existente (Terminal 1).

O novo Terminal terá mais 17 novas pontes de embarque, o que irá ampliar o número total de pontes no aeroporto para 26. Para maior conforto no deslocamento de passageiros e usuários, serão instalados seis esteiras rolantes, nove escadas rolantes e 18 elevadores. O acesso ao Terminal será construído em dois níveis, para facilitar o embarque e o desembarque de passageiros.

Serão abertas mais de 1,8 mil vagas de estacionamento próximas ao Terminal 2, com acesso fácil ao sistema viário. Além do Terminal 2, a concessionária BH Airport irá ampliar o pátio de aeronaves em cerca 29 mil metros quadrados e readequar os acessos para um mix de aeronaves mais atual.

 

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • João

    Bom, se a promessa é 2016, talvez em 2018 tenha algo pronto.
    E como usuário quinzenal de Confins, digo: a atual concessionária não fez absolutamente nenhuma melhoria no terminal 1.
    Existem vários remendos por todo o terminal, patético…..

  • Luis

    Vai demorar

  • Gustavo Sousa Accacio

    Excelente notícia!! Minas Gerais merece um Terminal moderno afinal o atual terminal 1 parece uma Rodoviária.

    • Vinicius Garcia da Silva

      Mas sejamos honestos, desde que a BH Airport assumiu o comando do terminal, muita coisa melhorou! A começar pelo incremento na oferta do setor alimentício, baias de eletricidade para carregamento de eletrônicos, novos banheiros, elevador, entre outras facilidades… Há uma semana foi inaugurado o terminal internacional, totalmente independente e exclusivo. Confins melhorou demais, e com a construção do terminal 2 têm tudo para retomar o prestígio!

      • Gustavo Sousa Accacio

        Concordo plenamente que melhoraram alguns espaços, mas a área de raio X, a de embarque,(pelo que eu sabia é a única no Brasil que é conjunta com o desembarque) e as esteiras são uma vergonha, causam super lotação, igual embarque de terminal de ônibus urbano, nem de Rodoviária é tão confuso.

      • Gabriel

        O terminal internacional, na minha opinião, é um retrocesso absurdo! Onde já se viu inaugurar um terminal internacional em que todos os embarques e desembarques são remotos? Sem falar nas opções de lanche, que são praticamente inexistentes e o fato de que não há sala vip.

        • Vinicius Garcia da Silva

          O terminal antigo também não dispunha de sala VIP. Quanto às opções de alimentação concordo contigo, mas o intuito da administradora é incrementar a oferta em adequação aos horários dos voos, já que hoje em Confins apenas 6 voos executam trajeto internacional. Quanto ao desembarque na remota, não vejo como grande motivo de críticas, desde que haja pleno acesso aos deficientes. É difícil cobrar de um terminal pequeno que opera poucos voos, uma infraestrutura de ponta! Mas vamos torcer pra que tudo chegue no lugar em breve!

          • anderson faria

            Vinicius Garcia, vc é da BHAirport:

          • Vinicius Garcia da Silva

            Sou não amigo, mas é que por vezes me indigno com a mania de só reclamar da nossa sociedade, deixando de perceber os avanços, mesmo que mínimos. Melhorou e ponto, basta ver o avanço de Confins nas avaliações dos terminais brasileiros do último ano.

  • Vinicius Garcia da Silva

    Cara, não repasse suas angústias através de inverdades. Se você é usuário quinzenal sabe que MUITA coisa foi feita e melhorada no T1. As obras ainda não acabaram, os remendos estão sendo solucionados e se houve remendos foi porquê algo foi feito. Como o amigo abaixo disse, as áreas de embarque/desembarque (Raio-X e esteira de bagagens) ainda sofre por sua estrutura precária e, por isso foi retirada a ala internacional do T1, que ocupava quase 40% do espaço total do terminal. Agora sim será realizada melhorias de infra-estrutura interna. Daí a falar que absolutamente nenhuma melhoria foi feira, é muito mau humor com a vida!!