Santiago: beleza e simpatia aos pés dos Andes

Camille Panzera 7 · julho · 2011

O Melhores Destinos esteve no Chile entre os dias 25 e 30 de junho a convite da LAN Airlines e Ski Portillo, uma tradicional estação de esqui do país. Além dos atrativos da fascinante capital, Santiago, conhecemos a estrutura de um resort na neve, um dos principais atrativos do país para os brasileiros, em especial nesta época do ano. Você é nosso convidado nessa viagem para descobrir os encantos desta terra encantadora, que a cada ano atrai mais turistas do Brasil.

Partindo

Nosso voo saiu de Brasília e fez conexão em Lima antes de chegar à Santiago. Hoje não existe voo direto de nenhuma companhia aérea entre Brasília e Santiago. Normalmente GOL e TAM fazem uma conexão em Guarulhos. No caso da LAN, a conexão é em Lima – pode ser uma boa oportunidade para você fazer um stopover e passar uns dias no Peru.

Durante os 5 dias dessa nossa viagem não tivemos qualquer problema causado pelas cinzas do vulcão Puyehue. Apesar do vulcão ficar no Chile, o principal prejudicado tem sido a Argentina.

Saímos de Brasília às 8:25h e chegamos a Santiago às 17:30h. O Aeroporto de Santiago fica a 15km do centro da cidade e assim como o de Lima já foi eleito algumas vezes o melhor da América Latina.

Aos pés dos Andes

O Chile já causa uma boa impressão desde a chegada no avião. A paisagem dos Andes vista da janela é inesquecível, principalmente se sua viagem ocorrer durante o inverno, quando os picos estão cheios de neve.

Santiago do Chile fica numa região chamada Vale Central, e de diversos pontos da cidade é possível observar os Andes. Apesar do lindo plano de fundo, porém, nem sempre é possível obter essa vista, por causa da forte poluição. O Chile é um país marcado pela natureza imponente, tanto pelas belíssimas paisagens como por acidentes naturais, mas que o povo faz questão de contornar através de organização e precaução. O país tem um turismo muito desenvolvido e explora muito bem suas belezas naturais desde o deserto, as ilhas e neve abundante.

Clima

A capital chilena tem clima seco e as estações são bem marcadas: o verão é quente, e o inverno é frio. Independente da estação é importante beber muita água (peça sem sódio para ser igual à do Brasil), levar hidratante corporal e labial, protetor solar e no inverno caprichar nas roupas de frio. Não se engane achando que só porque é frio no inverno você não irá se queimar! Passe protetor solar e saia com uma roupa mais leve por baixo do agasalho, pois nos horários em que o sol é mais forte você pode sentir calor.

É quanto mesmo?

A moeda usada no Chile é o peso chileno e é fácil se confundir com a quantidade de zeros nos valores. Estipular que 1000 pesos, atualmente, valem 4 reais mais ou menos, é uma boa maneira para não se perder nos números. É possível trocar seu dinheiro já no aeroporto chileno ou na Rua Agustinas, que fica no Centro e tem várias casas de câmbio – nesse caso, compare em todas as casas o melhor valor.

Onde ficar

Hospedamos-nos no Hotel Leonardo da Vinci, no bairro de Las Condes: uma ótima localização, que facilitou o deslocamento para outros bairros, como Bellavista (cerca de 5 mil pesos de táxi – 25 reais), ou ao Parque Arauco. A proximidade com a estação de metrô também possibilitava o deslocamento fácil.
Os funcionários do hotel foram muito solícitos e estavam sempre bem humorados.

Santiago tem uma rede hoteleira bem diversificada, há hotéis para todos os bolsos de gostos. As principais redes hoteleiras estão na cidade e com preços bem convidativos se comparados aos do Brasil.

Um hotel 5 estrelas bem localizad,o como o Radisson Plaza Santiago Hotel, tem diárias por R$230 para duas pessoas. Na região central também há mutos hotéis, que geralmente tem preços menores. O Ibis Santiago, por exemplo, sai por R$95 para duas pessoas!

Em geral os hotéis mais simples estão no Centro e os mais confortáveis estão em Los Condes e em Providencia, bairros um pouco mais afastados porém mais agradáveis.

Simpatia em pessoa

Duas coisas que chamam atenção em Santiago é a limpeza das ruas e educação das pessoas. Os santiaguinos são muito espirituosos e solícitos, tanto para dar informações como para ter paciência em entender nosso portunhol. É comum andar no centro, pela Plaza de Armas, e encontrar pessoas reunidas assistindo a algum artista de rua. A cidade tem um astral muito bom e seus moradores são super alegres, e adoram, inclusive, piadas sobre argentinos.

Transporte

Andar de metrô pela cidade é a melhor opção. O valor varia entre 510 e 620 pesos (entre R$2 R$2,50), de acordo com dia e horário – o mais caro sendo no horário de rush. É um transporte muito eficiente e abastece vários pontos da cidade. Quanto aos táxis tem um preço razoável e existem dois tipos: pretos com teto amarelo (com taxímetro) e os azuis (de valor tabelado). Como em toda cidade do mundo é importante ficar atento quando se pega um táxi. Por lá se confia mais nos táxis com teto amarelo, mas vale ficar esperto para o taxista não fazer um percurso maior do que o necessário, abusando da sua condição de turista. Ande sempre com um mapa (disponível em alguns lugares da cidade, inclusive no aeroporto) para ter uma noção melhor de distância entre os lugares.

Os ônibus que circulam são muitos, mas esse meio é mais complicado de andar para quem não tem uma boa noção da cidade. Além disso,  a passagem não se paga no transporte e sim através de um cartão comprado em bancas.

Ao andar por Santiago, observa-se que ao mesmo tempo a cidade  guarda muitos casarões antigos e construções históricas, inova com sua arquitetura moderna.

Um dos lugares clássicos que conhecemos foi o Palácio La Moneda, sede da presidência do país. Interessante ao se conhecer o local é se informar sobre a troca de guarda, uma solenidade que ocorre em dias alternados, às 10h. Os jardins ao redor do palácio são muito bem cuidados e uma foto nesse lugar é primordial.

Próximo ao Palácio La Moneda está a Plaza de Armas, no centro da cidade. Essa praça é palco de artistas, concentra pessoas de todas as idades e é destino certo de turistas, já que nela se encontram várias atrações como a Catedral Metropolitana e o prédio do Correio Central. Vale a pena conhecer a Catedral, que terminou de ser construída em 1970 e recebe muitos devotos, uma vez que no Chile os cidadãos são majoritariamente católicos.

Tanto de dia como de noite o movimento pela praça e nas ruas ao seu redor é grande, e os guias alertam para ter cuidado com seus pertences. O Chile tem níveis baixíssimos de assaltos com arma de fogo e faca, o que acontece com maior frequência é a atividade daqueles que chamamos de trombadinha, ou batedores de carteira. Ainda que tenhamos sido alertados para esse perigo, não vimos nada que pudesse causar qualquer comoção.

História, compras e sorvetes

No centro guarde também um tempinho para conhecer o Museu de Arte Pré-Colombiana, um deslumbrante museu que mostra a vida dos indígenas antes da chegada dos espanhóis.

Ainda próximo à Plaza de Armas fica o Paseo Ahumada, lugar de concentração de muitas lojas, escritórios, cafés, e restaurantes. Observe os chamados Café com Pernas, cafeterias freqüentadas em maioria por homens, e famosas por possuírem atendentes que usam saias curtíssimas para trabalhar. Não deixe de experimentar a Sorveteria Bravíssimo e de conhecer lojas enormes, que vendem desde roupas e sapatos a cosméticos, como a Falabella e Ripley, que estão em vários lugares. Você encontra roupas na cidade a preços muito bons, principalmente se decidir conhecer os Outlets, que ficam um pouco fora da cidade (pegar Ruta 5 Norte), mas que podem representar uma boa economia.

O Mercado Central é outro ponto turístico da cidade: vende frutos do mar, um forte da economia chilena e tem restaurantes que oferecem pratos com peixes, mariscos e o conhecido caranguejo gigante. São vários os garçons que tentarão te atrair, mas tenha cuidado pois algumas coisas por lá são caras, como o caranguejo (centolla) que custa em torno de 100US$.

Parque Metropolitano

O Cerro San Cristóbal, ou Parque Metropolitano, é um parque de enorme área verde, espaço para caminhada, piscinas e zoológico. No alto há a imagem da Virgen de La Inmaculada Concepción, ponto do qual se pode observar a cidade nos dias claros. É possível subir de carro (entre 3 mil e 4 mil pesos – 12 e 16 reais) mas as maneiras mais legais são o funicular (1.800 pesos ida e volta – 7,20 reais) e o teleférico (atualmente fechado).

O shopping mais falado da cidade é o Parque Arauco e fica no bairro de Las Condes. Além de ser enorme, ele possui uma praça de alimentação ao ar livre, cujos restaurantes ficam bem concorridos aos domingos. Reserve um tempo para conhecer o shopping, que é muito interessante.

Viva la noche!

Na noite santiaguina você pode conhecer o bairro de Bellavista. É um bairro boêmio e bastante badalado à noite. Nele há alguns restaurantes famosos e concorridos como o Azul Profundo, o e o Como Água para Chocolate. Outro lugar bacana é o Pátio Bellavista, um conglomerado de restaurantes, bares, lojas com produtos típicos, e vários outros. Ali se encontra várias opções para comprar presentes.

Estivemos no restaurante Como Água Para Chocolate, e o lugar estava cheio. Resistimos ao tempo de espera e jantamos no lugar, muito agradável por sinal. Ele fica cheio de mesinhas, e é fácil encontrar brasileiros por lá. Um músico com violão tocava músicas que faziam os visitantes se animar e aplaudirem muito ao final da canção. Prepare-se para ver pratos muito bonitos: as entradas saem por cerca de 7 mil pesos (28 reais) e os pratos principais por 9 mil pesos (36 reais).

No post de amanhã contaremos a experiência na neve em Ski Portillo, que fica há cerca de duas horas de Santiago e se apresenta como um ótimo destino para as férias.

Para finalizar, colocamos 15 fotos de Santiago em alta resolução.

Essa viagem foi feita pela Camille Panzera, mas uma leitora do Melhores Destinos que veio para a nossa equipe! Estamos devendo uma apresentação da equipe do blog, no momento certo faremos!

Autor

Camille Panzera - Camille Editora de destinos
  • Valdinho Pellin

    Fui a Chile esse ano.

    É maravilhoso. Vale muito a pena.

  • Monique

    Fui ao chile há 2 semana e me apaixonei, cidade linda e de povo simpático, respira cultura e arte

    amei tudo!

  • Flávia

    Excelente resumo do que é Santiago: uma cidade para descobrir e re-descobrir.

  • Matheus Ravel

    Esqueceram-se de falar sobre o restaurante de comida contemporânea Zouly em Bellavista. Tem um ambiente muito agradável, bom para jantar a dois, uma boa carta de vinhos,uma ótima e muito bem apresentada comida… Um dos melhores, senão o melhor, restaurante que eu já fui.

  • Fernanda Lages

    Eu quero conhecer o Chile!! Adorei as dicas.. Parabéns.

  • Diego Ernan

    Cheguei de Santiago semana passada, é posso garantir que é uma ótima viagem, além de Santiago, que é belíssima, tem os arredores onde encontramos Vinícolas, estações de esqui, praias do pacífico. Fiquei no Radisson Hotel, mencionado no post, mas consegui tarifa de 107 doláres para 2 pessoas.

  • Alan Tamer

    Muito legal o relato. Estou indo no final de setembro, saindo de BSB também, e já anotei algumas dicas do seu relato. Só estou em dúvida em relação à hospedagem, que ainda não encontrei uma opção mais interessante, como os apartamentos por temporada de Buenos Aires. Ficar no centro de Santiago é melhor que o centro de Buenos Aires? Abraços…

    • Eli Moreira

      Alan,

      Já estive em Santiago duas vezes. Na primeira, em 2007, fiquei num ótimo hotel em Providência (Eurohotel) e não tenho do que me queixar.

      Na última, em maio deste ano, fiquei num apartamento mobiliado novíssimo e muito bem localizado, umas cinco quadras da Plaza de Armas, numa parte do centro chamada Bellas Artes, devido à proximidade com os museus.

      Foi um milhão de vezes melhor que ficar em Providência! De lá deu para fazer a pé quase tudo que importa, além de existir uma estação de metrô a uma quadra e meia.

      A hospedagem se chama Andes Apartments e pode ser encontrada no booking.com ou no site do Andes Hostel, albergue pertencente ao mesmo pessoal e que já foi premiado algumas vezes entre os melhores do Chile.

      A diária inclui café, porém ele é servido no hostel, que fica ao lado da estação do metrô, ou seja, a uma quadra e meia de distância. O café é fraco, mas o bom é que existe um ótimo supermercado no térreo do prédio onde ficam os apartamentos. Como o ap tem tudo – geladeira, fogão, panela, prato, talher etc -, é só dar um pulinho no supermercado e comprar o que precisar.

      O preço foi igualmente incrível: a metade do que seria no Ibis, por exemplo.

      Espero ter ajudado. Abraço e boa viagem.

      Eli Moreira

  • Fernanda

    Pessoal,

    peguei aquela promoção da LAN para Madrid e farei uma escala de 7 horas em Santiago. Chego na cidade ao meio-dia.

    Dá para conhecer um pouco da cidade nesse tempo? Tava pensando em trocar um dinheirinho no aeroporto, pegar um táxi para o centro e voltar.

    Dicas?

    • Eli Moreira

      Fernanda,

      Pegue um transfer compartilhado da empresa Transvip e diga que vai ficar na Plaza de Armas (5.500 pesos).

      Visite a Catedral, faça umas fotos externas do prédio do Correo Central. Desça pelo Passeo Ahumada (cafés, lojas, câmbio etc) até a Calle Moneda (três quadras), vire à direita, ande mais duas quadras e você estará no Palácio La Moneda. O centro cultural do palácio lhe tomaria muito tempo. Faça uma volta no prédio, porque tanto na frente quanto nos fundos existem praças muito bonitas.

      Pegue um táxi, vá ao Cerro San Cristóbal e peça para ficar na entrada do funicular. Não perca tempo embaixo, nem na primeira parada do funicular. Vá direto à última e tente ser rápida, subindo aos pés da Virgem.

      Quando você descer, caso ainda reste um TEMPO RAZOÁVEL, tente visitar a La Chascona, uma das casas de Neruda, que fica logo na saída do funicular: dobre à esquerda, ande duas quadras e entre num bequinho, também à esquerda. É só perguntar, que todo mundo saberá indicar onde fica.

      Caso reste pouco tempo, desista da La Chascona e vá ao Pátio Bellavista, como indicou a Camille Panzera, aqui do MD (ótimo post, por sinal). Ele fica na Calle Constitución, a mesma que você pegaria para ir à La Chascona, porém sem entrar no tal bequinho e seguindo por mais umas duas quadras. Dê uma pernada por lá e coma alguma coisa, de preferência no Le Fournil ou no Sinfuegos.

      Pegue um táxi e voe para o aeroporto, que a essa altura seu voo já deve estar taxiando para partida.

      Espero ter ajudado. Você fez me bater uma saudade de Madrid…

      Boa Viagem,

      E.

  • dayse

    Como funciona o stopover em Lima ? Ele é possível por qq cia aérea que faça conexão em Lima ? A passagem é diferenciada ? Aproveito para agradecer por todas as dicas, tenho viajado bastante graças ao site, vcs são excelentes !!!

  • Mendonça J&ua

    Muito bom o post. Valeu galera do MD.

    O problema é fiquei mais ansioso ainda para que chegue agosto, quando irei visitar o Chile (rsrsrs), tanto a capital quanto o sul do país, até Bariloche, voltando por Buenos Aires. Não vejo a hora… Se Deus quiser as cinzas não vão atrapalhar.

  • Bruno Simões

    O Chile é sensacional. Toda vez que eu vejo um review de uma viagem para lá, dá vontade de voltar. Ambos os Cerros (Santa Lucia e San Cristobal) são visitas necessárias. O Patio Bellavista é um ótimo lugar para se comer, e a pimenta defumada vendida no Mercado Municipal é fantástica.

  • Rodrigo

    Que legal! Vou para Santiago amanhã!

    Muito bom o post.

  • Ah! Eu amo o Chile! Cai de "paraquedas" nesse País que tomou o meu coração. Adoro Santiago, mais a Região X – Região dos Lagos é a minha favorita!

  • Nilson

    Uma dica ao ir para Santiago é se hospedar em alguns flats que são listados em sites como o Booking, junto dos hotéis convencionais. São apartamentos completos, bem confortáveis e de decoração moderna, com serviço de arrumar o quarto incluso. O principal diferencial é o preço: metade do preço de hotéis equivalentes.

    Quando fui para lá há 2 meses atrás me hospedei nos Apartamentos Demoblados Costa Nueva de Lyon e recomendo.

    • Duarte

      Nilson, fiz a mesma coisa. Fiquei em um apart hotel duplex com tudo novinho em folha, do lado do Cerro San Cristobal por 70 dólares a diária.

      • Duarte

        Perdão, do lado do Cerro Santa Lucia, confundi. Fica na Huerfanos, há várias empresas que gerenciam os aparts nos mesmos prédios, como Plaza Suites, Park Suites, Bellas Artes Suites (o que eu fiquei). Recomendo!

  • Duarte

    Nesse post vou poder ajudar, mês passado estive lá.

    Ao marcar a poltrona, daqui pra lá escolha o lado esquerdo da aeronave, é melhor pra ver os Andes.

    O clima é seco MESMO, pior do que Brasília. A dica do protetor labial é verdadeira, todo mundo que vai acaba comprando lá se tiver esquecido de levar.

    Souvenirs -> Se eu pudesse voltar atrás, deixaria pra comprar no aeroporto, na volta pro Brasil. Logo depois que passa o free shop, tem uma loja grande à esquerda com uma variedade muito grande de chaveiros, camisas, bonés, muita coisa mesmo, mas de boa qualidade. Acho que, apesar do preço um pouco mais alto, compensa muito, porque os itens são mais bem feitos do que os encontrados nas feiras de artesanato.

    Feira de Los Dominicos -> Muito bacana, parece que são 291 lojas, vale a pena ir, mas não vá na segunda-feira, é o dia em que os feirantes não são obrigados a abrir, portanto muitas lojas estarão fechadas.

    O Mercado Central não recomendo de jeito nenhum. Se você, assim como eu, não gosta dezenas de garçons enchendo o saco, tenha certeza que vai ficar muito puto. Na boa, você não consegue nem conversar, porque eles são chatos ao extremo, e não adianta dizer que já almoçou, vc vai dar mais um passo e outros 2 garçons vão aparecer pra te perturbar. Achei a comida do Donde Augusto uma porcaria. Não peçam a sopa, é feia e ruim.

    Escolhi restaurantes bacanas todos os dias, tanto no almoço quanto no jantar. Gastava entre 70 e 120 reais para o casal, mas dá pra gastar bem menos que isso. Recomendo a pizzaria Tiramisu, o restaurante Boulevard Lavaud (muito louco esse), Celtika no Patio Bellavista (a sopa é boa demais e tem grande variedade de cerveja), Galindo (tipo um bar com comida de boteco do Chile), Como água para Chocolate, Backstage no Patio Bellavista (a pizza é muito boa e é diferente). O restaurante Giratório é legalzinho, mas nada imperdível.

    Tome muito suco de framboesa, é bom demais. Não gostei de Mote con Huesillos, muito doce e enjoativo.

    Também tive as mesmas impressões, Santiago é limpíssima e os chilenos tratam super bem os brasileiros. Os taxistas são todos gente fina e alguns gostam de sertanejo, é mole?

    Pra quem gosta de Taco Bell, tem um no Shopping Parque Arauco, mas não é idêntico ao dos Estados Unidos. É um pouco mais simples, não tem todos os pratos nem a pink lemonade.

    Em geral lá é tudo mais barato. Não chega a ser como EUA, mas teve um dia que fiquei de bobeira num supermercado fazendo contas, vendo os preços das coisas. Nessas horas dá raiva do Brasil, os impostos são absurdos ao extremo mesmo… desodorante é metade do preço, pizza, congelados, geleias, tapetes, facas, pilha, iogurte, caramba, é tudo mais barato… quando vc volta pro Brasil e vê os preços rola uma indignação.

    O Ipad 2 mais simples lá estava saindo por R$1020,00, na Apple Store do Parque Arauco e na Falabella. No Mercado Livre no Brasil o mais barato tava R$ 1500,00. Legal né?

    Também estive em Portillo, quem for a Santiago e tiver 1 dia livre TEM que ir lá. Passar por Los Caracoles é uma experiência incrível, é considerada uma das estradas mais bonitas do mundo, e quando se chega a Portillo é o auge. O lugar é lindo, procure Lago Inca Portillo no google e vai entender o que estou falando. O almoço lá foi cerca de 76 reais pra mim e pra minha esposa, mas a temporada de ski ainda não estava aberta, não sei os valores mudam depois.

    As melhores cervejas, na minha opinião, são a Escudo e a Kunstmann. A Austral é boa também. O pessoal bebe muito a Kross 5 lá, mas não gostei, achei meio doce e sem gás, pra quem gosta de Malzebier talvez agrade. Tem também a Cusqueña, mas é do Peru, essa cerveja é boa demais, mas demais mesmo.

    Se for a Concha y Toro, vá de metro até a estação Las Mercedes, desça e pegue um táxi, vai ter um monte de taxista olhando pra vc e perguntando: Concha y Toro? Faça o tour completo na vinícula (agende antes pelo site), senão o passeio fica sem graça, pois no final o passeio fulero só dá direito a 2 taças de vinho, numa mesinha fulera, o cara bebe e quando vai embora passa em frente a sala onde está tendo a degustação do passeio completo, com um monte de queijos, biscoitos, 4 tipos de vinhos e tipo um mini curso com uma sommelier, que ensina e responde a todas as perguntas, muito legal.

    Fui a Viña del Mar, mas não achei grandes coisas. Deve ser legal no verão. Valparaíso é feio demais e é meio que grudada em Viña, nem desci do carro, só fui passando pelas ruas. Não gostei.

    Caso queiram ver fotos, coloquei umas mil e poucas no Picasa. O endereço é http://migre.me/5cu6Q

  • Rodrigo

    Uma dica, comprem chocolate COSTA RAMA nos supermercados ou nas banquinhas (camelôs) do centro da cidade, uma delícia, e custa só 1000 pesos uma caixa com 130 gramas.

    Experimentem as comidas típicas como mote con huesillos, pastel de choclo e os sanduíches com palta (abacate c/sal), apesar de muita gente falar mal da culinária chilena eu gostei de tudo!!!

  • Ismailon

    Muito bom este post viu, senti ate vontade de conhecer Santiago acho que irei nas próximas férias. No geral em média quanto você gastou,nesta viagem pode informar?

  • Vanderlei

    Estive no Chile no feriado de junho, e gostei muito da cidade, mt linda e limpa, povo acolhedor, o valle nevado é mt lindo voltarei em breve, vale mt a pena conhecer Santiago e todo o Chile, é um otimo passeio.

  • Priscila

    Diego, aonde achou essa tarifa?

    Grata

  • Priscila

    Adorei esse post! O melhor dos últimos tempos, já ques estamos cogitando passar nossa lua de eml lá. Em novembro já faz muito calor?

    Grata

  • Edilson Furquim

    Estou indo pela segunda vez a Santiago é uma cidade linda vale a pena conhecer,estou levando meus filhos p conhecer e esquiar…valeu as dicas..

  • Anselmo Martinez

    Parabéns ao MD e a todos que contribuíram neste post, realmente um dos melhores que tenho lido. Bastante completo, com muitas dicas, que sem duvidas serão valiosas.

    Fiquei com a sensação de já ter conhecido o chile, sem duvidas aguçou ainda mais a vontade de ir o mais breve possível.

  • thadio

    Acabei de ler essa notícia e estou no Chile. Vale muito a pena conhecer. Assistimos ao jogo do Chile no pátio Bellavista e a cidade se transformou. É uma pena estar indo embora amanhã… Vale lembrar, que para quem é apaixonado por peixes a cidade oferece uma excelente variedade com preços atraentes.

  • Thiago Maia

    Estive em santiago a pouco menos de 2 semanas e é realmente um país muito bonito, com um povo super educado e solicito, principalmente com brasileiros…

    Assim como o Eli, fiquei em um apart hotel no centro super bacana, de muito bom gosto e a poucas quadras da Plaza de Armas, metrô.

    Recomendadissimo e a preços bastante atrativos… paguei US$56,00 na diária pelo apart; caso esteja interessado é no Andes Apart (www.andeshostel.com), os funcionários são super atencioso e os quartos excelentes. O apart fica localizado na Rua Merced 567. E como dito anteriormente o melhor é fica ao lado de um supermercado e perto de tudo… Vale a pena.

    Abraço!!

  • nelson

    Portillo e a estação mais chata do Chile. E um absurdo o tratamento dado no local ! Eu explico, alem de ser skiador professional, ao mesmo tempo amante do esporte e instrutor, cansei de ter problemas na estação de Portillo. Sem mais e nem menos a estação muda, se ela vai aceitar ou não turista e – os proprios chilenos – se podem usar a estação NÃO SENDO HOSPEDES DO HOTEL. Nos sites chilenos existem inumeras reclamações sobre este fato….E pior ainda, já levei grupos de amigos brasileiros. Alguns caucasianos e outros afro-descendentes. Na hora de pagar…alguns foram aceitos e outros não. Nem os chilenos não suportam mais ir para Portillo. Espero que não exista corporativismo e que seja colocado meu comentario.

    • Leonardo Marques

      Aqui não tem isso, a gente deixa os comentários prós e contras. Só assim as pessoas podem fazer suas escolhas da melhor forma. O que não pode é ficar repetindo o mesmo comentário em vários posts, senão fica esquisito. Mas esse não é seu caso.

  • nelson

    Duas dicas de quem conhece muito bem Santiago: Andar a cavalo em vinã del mar. Um pequenos haras +- a 30Km do centro de vinãs, faz passeios a cavalo pela vegetação, areia e passando pelo riacho local. O cavalo praticamente nada …inumeros restaurantes no local…um dos melhores de fruto do mar, as cochitas em providencia e para conhecer um pouco do chile, o restaurante-show " los buenos muchachos". Procurem , existem muito melhores opções do que ir ao mercado central…

  • André

    Olá Leonardo,
    Apesar de ser leitor do se blog há mais de ano, nunca havia comentado por aqui. Mas dessa vez me senti na necessidade de parabenizá-lo pelo seu trabalho.
    Seu blog/site traz informações muito úteis e interessantes para pessoas apaixonadas pelo turismo como eu.
    Leio além do seu blog, outros sites/blogs que contém muita aparência e pouco conteúdo (que só falam sobre singapura).
    Parabéns, você é eclético e sabe transcender o que sente.

    • Leonardo Marques

      🙂 😉 Muito obrigado pelos elogios, divido eles com todos que ajudam a melhorar o site. Tô sempre buscando fazer o site melhor mas sem perder o foco.

  • Maria Melo

    Estarei indo ao chile em uma semana e amei ler todos os comentários. Obrigada e até a volta!

  • Foram ao Chile e não falaram sobre o Pisco Sour? Como assim? Essa bebida típica do Chile/Perú é viciante e é a marca registrada de quem viaja pra lá 😛

    Abs

    Senna

    • camille

      Senna, o pisco sour é característico e um dos orgulhos de lá, pelo que percebi. Os chilenos ainda fazem questão de dizer para experimentar o pisco chileno e não o peruano.

      Mas fique ligado que, de repente, o pisco sour aparece aqui no MD. =)

  • Juliana

    Leonardo, parabéns pela matéria, excelentes dicas. Estava pensando em ir para Santiago e um amigo indicou descer até os lagos, fazer a travessia e chegar a Bariloche, entretanto, não sei se as cinzas do vulcão podem atrapalhar a viagem pois acredito que tenha afetado a beleza natural do local. Você chegou a receber notícias sobre os locais mais afetados. Estou indecisa se poderei me frustar e me decepcionar, pois posso deixar a viagem para outra época.

  • camille

    Monique, foi exatamente o que pensei quando conheci a cidade. Vale muito a pena!

  • camille

    Obrigada, Matheus. Fica a dica para a próxima vez. =)

  • camille

    Duarte, suas dicas são muito interessantes. Como o tempo por lá não foi muito grande, não foi possível conhecer mais coisas.

    Santiago tem muito a oferecer e surpreender.

  • camille

    Priscila, apesar de em novembro a cidade não ser tão quente, como a maior parte do Brasil, já dá pra usar roupas mais leves durante o dia. De qualquer forma, a temperatura a noite sempre cai, então é bom levar roupas de frio também. A temperatura média de novembro é de 18ºC, e posso dizer que de dia, mesmo no inverno, o sol esquenta e dá pra sentir calor.

  • Samuel Paiva Arantes

    acabei (mesmo!!) de chegar do chile.. e vou deixar um relato de como é voar na executiva da TAM para lá.

  • mansur abrao

    gostaria de saber se eu conseguiria ver cair neve e até ate quando,se alguem puder me informar, agradeço.

  • Marcos Mattos

    Léo, Fizeste eu aqui ficar na saudadeee… fui no Chile este ano e percorri de carro de Sul ao Norte.É tudo isso mesmo de bom. Quanto de avião ainda não fui, mas obrigado pela dica da LAN apesar que possivelmente vá de GOl usando minhas milhas. Abçs. M.M

  • Flávia

    Obrigada pelas dicas!

  • Osória

    Leonardo, parabéns pelo seu trabalho, excelentes dicas. Estava pensando em ir para Santiago e fazer a travessia, chegar a Bariloche, não sei se as cinzas do vulcão prejudicou muito a Argentina.Podem atrapalhar a viagem pois acredito que tenha afetado a beleza natural do local. Você chegou a receber notícias sobre os locais mais afetados. Estou indecisa acho que vou deixar a viagem para o ano que vem.

  • Letícia

    Duarte,

    Aquele pizza comprida?? Aonde foi?

    Parece "divina"!!!

  • Roberto

    Otimo post MD! Dicas valiosíssimas! Estou de passagens compradas para passar o reveillon em Santiago – passarei 9 noites. Alguém sabe dizer se tem alguma programação especial nessa época do ano? Imagino que deve ser bem quente, acertei? E quanto a relacao pesos x dolar x real? De que forma é melhor se preparar para pagar menos?? Obrigado a todos. Abraço.

  • Duarte

    Foi no Backstage, é um bar/restaurante que fica no meio do Patio Bellavista. Acho que rola uns shows lá, pois tem um palco grande lá dentro, o lugar é muito bonito. De fato a pizza tava muito gostosa, tinha shitake e presunto parma, bom demais. O atendimento lá foi excelente!

    Outro lugar bom pra pizza é o Tiramisú. É um pouco mais caro, o ambiente é mais requintado, as pessoas vão mais bem vestidas, não gosto de frescura mas achei legal lá. A dica para o Tiramisú é: a pizza é individual, mas se estiver em 2 pessoas considere a possibilidade de pedir somente uma, porque é muito grande.

  • Duarte

    Rapaz coincidentemente acabei de botar na geladeira uma garrafa que eu trouxe heheheheheh

  • Neima Furtado

    É impossível não se apaixonar por este país incrível, por essa gente amável e atenciosa e não "extrañar" para sempre tudo que se vive ali!

  • Sidnei

    Fernanda,

    a distancia de 7 horas e' entre um voo e outro?

    Se for isso, e' bastante arriscado.

    Lembre-se: se vc e' brasileira, tem de passar pela imigracao (tanto na entrada quanto na saida), e isso te consumira', brincando, no minimo uma hora e meia (dependendo do movimento no aeroporto), sendo 15-20 min pra sair, mas de 40 a 80min. pra entrar de novo.

    Proximo ao aeroporto nao tem nada pra ser visitado (nao que eu tenha visto), e um taxi ate' o centro levara' de 20 a 30 minutos (arredondando e contando ida e volta, la' se foi mais uma hora).

    Portanto, lhe sobra aproximadamente quatro horas pra conhecer uma cidade que, sem exagero, de carro nao consegui conhecer toda em quatro dias… sem contar que, para voos internacionais (para a Europa imagino que seja pior), a LAN e' extremamente rigida com horarios, e o check-in deve ser feito com antecedencia MINIMA de uma hora do voo (eles recomendam 3hs no folheto, mas nao e' necessario tanto).

    Se ainda lhe interessar, adote um ponto que queira conhecer (San Cristobal? Vinicola? Centro Historico? Mercado Municipal?), e va' direto a ele.

    O transito em Santiago nao e' tao caotico quanto o de Sao Paulo, os motoristas sao super educados, mas e' igualmente engarrafado em horario de pico, portanto observe tbm os horarios de ida e volta ao aeroporto para nao ficar presa no transito. As autopistas liberam o trafego, mas para chegar ao centro vc acaba entrando nas alamedas, que em horarios de pico sao desaconselhaveis!

    De qualquer forma, otima viagem pra ti!

    E quando tiver tempo, visite Santiago. Eu tinha muita vontade de conhecer a cidade, e nao me arrependi.

  • Sidnei

    Ah, discordo de ti quanto a Vina del Mar…

    Achei muito bonito, fiquei para ver o por do sol e achei simplesmente fantastica a vista! Tem um mirante meio escondido na praca do relogio de flores que rendeu otimas fotos. E ainda conheci uma intercambista estadunidense, super falante e muito gente fina.

    Nao sei se a cidade tem muito a oferecer, cheguei a tarde e fui embora a noite, entao nao tive tempo de explora'-la de verdade.

    Quanto a Valparaiso, nao me agradou muito tambem. Dos mirantes, tive a impressao de estar olhando para Heliopolis – com o mar ao fundo, confesso que estava mais a cara da Rocinha.

    Valparaiso nao tem nada a ver com Santiago, a cidade e' suja e cheia de rampas por todo lado, o transporte e' sucateado ao extremo (excecao ao Metro Valparaiso, que tem um servico agradavel apesar de bastante pequeno).

    O que fiz foi deixar o carro em um estacionamento em Valparaiso, perto da estacao do funicular e do porto – a mulher do estacionamento "recomendou" cuidado ao andar por la' a noite – e segui de metro ate' Vina del Mar, voltando a noite tbm de metro.

    Felizmente fiz isso, e recomendo a todos. O transito em Vina chega a beira do insuportavel, estive la' numa quinta feira e no fim da tarde parecia que eu estava no cruzamento da Reboucas com a Faria Lima, quilometros de carros praticamente parados por horas!

    Fica a dica, quem quiser conhecer estes lugares e estiver de carro, deixe-o em Valparaiso (e' mais barato e mais comodo, por conta do transito), e va' de metro ate' Vina.

    E se, como eu, gostar de aventura E tiver um bom senso de direcao, tire um dia e tente o Caminho ao Vulcao. Vc chega de carro quase ate' a divisa com a Argentina, nao e' um roteiro muito comentado mas a vista e' maravilhosa e eu consegui pegar neve em ABRIL (agora deve estar com uns tres metros de neve por la'…).

    Mas somente recomendo se tiver um espirito aventureiro: diferente das demais estradas no Chile, este caminho nao e' asfaltado, e quase nao existe sinalizacao – eu sai e voltei da rota uma duas ou tres vezes, uma delas por conta de uma placa que indicava para a esquerda quando eu devia ir 'a direita!

    A proposito, as tarifas de locacao da Localiza sao bem acessiveis, US$ 48 a diaria com km livre, carrinho basico (que nem se compara as carrocas que eu alugo aqui no Brasil), faca as contas e vera' que o custo e' muito menor que locomover-se de taxi. Se dirige em Sao Paulo, pode ate' dispensar o GPS (eu mesmo nao aluguei nao), as rotas sao bem sinalizadas e a unica regra diferente do Brasil e' trafegar com os farois SEMPRE acesos, independente de horario, nas autopistas. Fiquei com carro somente tres dias, e usei-o para ir aos lugares mais distantes; para andar no centro e regioes proximas de Santiago, prefira SEMPRE o metro, e' barato e muito organizado (os santiaguinos sao civilizados ao extremo, mesmo em horario de pico chega a ser agradavel utilizar o metro, e' bem rapido e serve praticamente toda a cidade).

  • Sidnei

    Tudo depende das escolhas que vc fizer.

    A passagem e' o mais caro, foram R$ 1500 ida e volta para duas pessoas.

    Fiquei num hotel mediano (que, sinceramente, superou minhas expectativas), que me custou aproximadamente R$ 68 / dia, aproximadamente R$ 450 por uma semana, tbm para duas pessoas; ao lado do Metro Santana, mais ou menos tres quadras do Palacio da Moeda.

    Comer tambem nao e' caro, varia entre 7000 e 12000 pesos. O restaurante do hotel que fiquei tinha pratos em media a 30000 pesos, mas era um restaurante indiano e, apesar de bastante acima da media dos outros locais, depois que comi la', nem achei assim tao caro…. 😉

    O aluguel do carro saiu por menos de R$ 250 tres diarias, mas tem um raio de um seguro obrigatorio e os pedagios eletronicos na cidade (saindo do aeroporto ja' tem um; nao tem pracas de pedagio como aqui, e' um dispositivo eletronico tipo SEM PARAR / VIA FACIL, so' que te desconta mesmo vc estando a 120 km/h), que somaram mais uns R$ 100 na conta. Mesmo assim, valeu a pena.

    Alias, as estradas com cobranca eletronica de pedagio (telepeajes) sao identificadas por uma placa branca com o desenho de um automovel e umas linhas curvas, como ondas; todos os carros alugados sao equipados com este dispositivo, entao nao se preocupe com isto. Alem do mais, o preco desses pedagios e' irrisorio, variam entre 42 e 135 pesos, ou seja, centavos de real.

  • camille

    Mansur, o inverno é a época que mais chove no Chile, consequentemente neva nos pontos altos. Se você for pra algum lugar alto, como uma estação, é possível ver neve caindo, sim, mas tudo depende da natureza, né? O ideal é ver a previsão para os dias que você pretende viajar. De qualquer forma, não espere por neve em Santiago, só em lugares altos mesmo.

  • camille

    Viña del Mar e Valparaíso são opções legais para o reveillon e recebem bastante gente.

    Em relação ao câmbio, é bom analisar a situação na época em que você estiver indo viajar. Considere que em Santiago você irá usar o peso chileno, e ao trocar o real por dólar e depois transferir ao peso você irá pagar as taxas de câmbio duas vezes.

    Optei por trocar o real por peso direto e não usar muito o cartão de crédito por causa dos impostos.

  • Bruno Simões

    Verdade… o primeiro Pisco Sour que tomei no Chile foi no centro cultural que fica embaixo do La Moneda. Deveras bom!

  • Leonardo Marques

    Osória, não sei te falar como está aquela região. Mas sei que os preços pra lá baixaram.

  • alan leite machado

    muito util este site, estou indo para o chile agora 05/08/11 e retorno 14/08/2011 e colocarei meus relatos aqui.

  • Camille,parabéns pela matéria,gostei muito e despertou o meu interesse de ir a Santiago antes que as milhas expirem.

  • Pingback: LAN terá voo direto entre Florianópolis e Santiago()

  • Vera mattoso

    Iremos ao Chile agora em agosto de 5 a 10.somos 4 casais adultos,bem maduros e ficaremos no Eurohotel,na providencia.Para aproveitar bem estes poucos dias,onde devemos ir sendo que no 2º dia está incluido um citytur?

  • Luis Gustavo

    Estamos indo pra Santiago no final de agosto, mas estou com medo de não querer voltar mais pro Brasil (rsrs)

  • Joana

    Oi acabdei de entrar aqui e adorei as dicas. Pretendemos ir em novembro ao Chile, mas estou com dúvidas, pois queria ver neve … rsrsr Me disseram que tem um festival de uva/vinho nesse período, o que sugerem?

  • Richard

    Olá espero que leia meu comentario.

    Estou indo para o chile no dia 19, e queria saber se voce que ja foi, recomenda eu comprar o peso aqui ou la no chile mesmo?

    vou levar uns 350 mil pesos para 7 dias, acredito que de para as cosias basicas menos compras correto ?

  • Teresa Silva

    Estou indo para Santiago,agora, (dia 7.12.11), eu e o maridão, somos cinquentões, mas gostamos de nos divertir. Comprei no pacote de viagem os tours por Viña Del Mar e Valparaiso e os vinhedos, inclusive Concha y toro. Estou pensando em alugar um carro. Onde me sugere ir?

    Obrigada e parabens pelas dicas ótimas.

  • francisco

    Alguém tem dicas de como ir de metro para as vinicolas nos arredores de santiago e quanto custa o taxi das estações até chegar na vinicola. Agradeço

  • Katiuscia

    Boa tarde, adorei as dicas! Mas queria saber se alguém pode me ajudar numa dúvida cruel.

    Não sei falar praticamente nada em espanhol,mas no inglês eu n terei dificuldade,sendo assim, alguem sabe me dizer se dá pra curtir tudo sem falar espanhol ???

    Abraços

    • Denis Martins

      Pelo que dizem você se vira bem falando português mesmo! =)

  • Aderaldo Trajano

    Qual o hotel que vc ficou amigo? Os preços que estou encontrando são muito superiores ao mencionado e estou procurando algo mais econômico.

    grato

  • renata

    Ainda este ano to indo morar la com meu amor,perguntei a ele se as pessoas la sao racistas ele disse que nao me preoculpo com tudo,como as mulheres se vestem? o que vc acha ?

  • Ronério

    Estou indo a santiago em agosto adorei as dicas principalmente sobre dinheiro.

  • delio

    Gostei de passear em Santiago, Cidade limpa nova, moderna..só não gostei dos preços das comidas que achei caras e pouca variedades…As roupas que alugamos para subirmos as cordilheiras também caras….e tem que ter cuidados com os obsjetos pessoais para não serem furtados…o meu amigo deu maoi bobera de ir ao banheiro e ao sair esqueceu a sua máquina fotográfica na banca no banheiro de uma cafeteria no Shopping quando retornou já era…e aí foram as belíssimas fotos da viagem que ficaram só na memória….Val Paraíso cidade suja só gostei da Viña Del Mar.

    Fui assistir um show fiquei decepcionado…espera mais. O melhor passeio realmente foi subir aquela bela montanha…e ver a neve…..Santiado não estava frio..isso a partir do dia 18/07..Mas valeu o passeio…Conhecer uma nova cultura vale a pena…

  • Delio

    Só cuidado com os preços das comidas…

  • jonathan thoma

    Gostaria de conhecer o chile juntamente com minha esposa e minha filha de 07 anos, é um bom lugar para se levar uma criança nesta idade ? E gostaria de saber também quanto devo levar em reais e em pesos ..agradeço desde já as dicas de todos.