Ryanair vai operar na Argentina em 2017 e descarta Brasil por causa da corrupção

Leonardo Cassol 21 · junho · 2016

A companhia de origem irlandesa Ryanair, low cost mundialmente conhecida por tarifas baixas e serviços espartanos, anunciou que vai iniciar operações na Argentina em 2017 e que está em negociações com vários países da América Latina, exceto o Brasil. Segundo Declan Ryan, é “porque no Brasil há muita corrupção”, disse ao jornal argentino La Nación, de acordo com uma reportagem publicada hoje pelo Estadão.

A empresa deve comprar a Andes Linhas Aéreas para viabilizar a sua entrada no mercado argentino, segundo a reportagem. Numa reunião com o ministro do Transporte argentino, o empresário teria reclamado do valor das taxas aeroportuárias, entre as mais altas do mundo. Ressaltou ainda que existe uma empresa que controla 35 dos 38 aeroportos do país (Aerolineas). “Na Colômbia, há quatro empresas que competem”, disse.

ryanair-aircraft-(12)

A empresa está entre as low costs mais amadas e odiadas da Europa. Revolucionou o conceito de viagem por manter tarifas muito baixas e cobrar extras por tudo que não seja o assento.

Nos últimos anos, expandiu fortemente suas operações dentro e fora da Europa, estando presente no México há 10 anos e na Colômbia há 4 anos, sob a marca Viva. Todas as subsidiárias pertencem ao grupo Irelandia Aviation, controlador da Ryanair.

Apesar da alegação do Presidente da Ryanair de descartar operações no Brasil no curto prazo, é óbvio que superada a crise econômica e política, bem como havendo mudanças na regulamentação do setor que viabilizem o modelo de operação de low costs no País, ser bem provável que tenhamos a Ryanair ou suas concorrentes operando aqui no futuro.

Publicado por

Leonardo Cassol

Editor

  • Manu_Floripa

    esse tipo de empresa é bom que cresce na mundo mesmo. Quem não gosta que paga 3x o preço com assento marcado, que reclina, amendoim agua. etc etc.

  • EIion Tallet

    que piada!!! só no Brasil que tem corrupção… haha que piada!

    • Curious Jorge

      Somos um dos países mais corruptos do mundo, e isso é FATO!

  • mariostefa

    Acho que teve alguem da Anac, tentando levantar uns troco(alias milhoes)para a Ryanair entrar no Brasil.

  • Deyvisson F. R. Almeida

    Eu sinceramente acho que não é a corrupção o problema. Argentina e Mexico não são flores que se cheire. O problema é legal: Empresa arcar com vôo perdido por mal tempo, malas de 23 quilos, etc. Eles trabalham com margem pequena e nós somos alto risco pela estratégia de negocio deles.

    • Thiago

      Lógico. É tudo uma questão de ambiente regulatório. Muito “deselegante”, pra dizer o mínimo, essa declaração da empresa.

  • Thiago Mandrake

    Duvido que venha para o Brasil atuar com preços baixos. Se praticarem isso, as grandes que já estão aqui, não deixarão. E caso aceite ficar iguais as cias brasileiras, eles vão ganhar muito mais dinheiro no Brasil do que em qualquer lugar do mundo, uma vez que nós aceitamos tudo que nos é imposto, seja bom ou ruim para nós.

    • Caco Nogueira

      Concordo, mas na Europa também existe gigantes da aviação e ela sobrevive bem…

  • Lucas R. Martins

    No mercado de viagens domésticas argentino, o transporte rodoviário é muito forte, e o aéreo é menos acessível, realidade um pouco diferente do Brasil. Talvez seja essa a fatia de mercado que eles querem abocanhar.

    • jorge moraes

      No Brasil também o rodoviário é muito forte e o aéreo caro para a maioria da população.

  • Leonardo Cattani

    Que bueno que venga a Argentina pero es gracioso que no nos descarte por la misma razón!!!

  • marcosvalenca

    Penso a mesma coisa que mariostefa: “Acho que teve alguém da Anac tentando levantar um troco (aliás milhões) permitindo que a Ryanair entre no Brasil.”

  • Paulo

    Tipicamente brasileiros!

  • Line Mendonca

    Uma lástima!
    Adoraria ter Ryanair e Megabus aqui no Brasil. Já pensou como seria bom?

    • Guilherme Appolinario

      Já tive esse pensamento sobre a Megabus… Mas ao que parece as passagens de ônibus aqui tem preço tabelado por km. Eu NUNCA vi uma promoção de passagem de ônibus no Brasil. O mais perto disso foi um cartão fidelidade da Itapemirim em que a cada 10 viagens tu ganhava uma.

      • Jonatas Elias

        Isso é verdade, parece que para as empresas de ônibus fazerem promoções precisam de autorização da agência reguladora. Observe também que o preço não varia conforme o momento da compra (na hora, um dia antes ou um mês antes) nem pela data da viagem (final de semana, feriado, ano novo).

        • Line Mendonca

          Normas reguladoras podem (e devem) ser alteradas quando for em benefício do consumidor (sem prejudicar a liquidez das empresas, claro). Portanto, sonhar ainda é válido!

  • Quem Sabe

    é só não voar, simples, pague mais caro por outra compania, deixe ela pra quem precisa e quer pagar menos.

  • João Luis Bim Gomes

    Já dizia um sábio: “Isso ai moçada, vamos defender a corrupção brasileira! brasil n pode ficar atrás da argentina em nada.”

  • Ruan

    Porque México e Argentina são comparáveis à Islândia e Noruega nos rankings de corrupção mundial né…

  • Rogério Cardoso

    [ironia]Nossa, não tem corrupção na Argentina e no México! Pelo jeito o problema é só no Brasil mesmo… [/ironia]

  • Hipocrisia sim, mas não deixa de ser verdade, certamente já houve uma sondagem e algum político ou até mesmo algum órgão público já foi logo dizendo como funcionam as coisas aqui e foi colocando o valor da propina no preço final.

  • Tarcísio Medeiros

    Aqui no nordeste a Webjet não era lá low cost. Tanto que só voei acho que 1 ou 2x com ela (e acredito que a segunda já foi num bilhete da GOL). Naquela época a GOL tinha promoções melhores. Ao menos pro perfil de quem quer viajar barato com flexibilidade de datas, e aqui no nordeste, a GOL ainda tinha preços menores que a Webjet…

  • Thiago Castro

    Incrível mesmo!!! Eu quero é opção e preço justo. Vai quem quer.

  • D’artagnan Villegagnon

    Ainda existem leis bem inflexíveis por parte da INFRAERO e ANAC que, por incrível que pareça, ainda protegem os passageiros. Atrasos, cancelamentos, extravio de bagagem etc., ainda são punidos e temos alguma garantia/ressarcimento se procurarmos a justiça, é claro. Digo isso pq uso, já sofri desrespeito, acionei a justiça e ganhei todas as vezes (já foram + d 5 processos). Nesse quesito INFRAERO e ANAC sempre me apoiaram como cliente/passageiro. Empresas como a RYANAIR ñ querem esse ônus das leis aéreas brasileiras, por isso é melhor operar no México, na Colômbia. No Brasil ainda há 1 mínimo exigido de bagagem gratuita, ainda há exigência de serviço de bordo gratuito em voos internacionais (pq será que a GOL serve sanduíche, suco e café gratuitos nos seus voos internacionais e nos domésticos ñ??). Corrupção há até na própria Irlanda e na transação p/ atuar em diferentes espaços aéreos, a Ryanair só quer bônus. Brasil ainda é muito ônus p/ ela!!

    • Julio Romeo

      Comentario deselegante este da Ryanair.

  • Sergio Gomes

    Que conversa mole, Não vem porque o modelo de negócio não será lucrativo o bastante. Só.

  • Guilherme Ribeiro

    Pelo amor de Deus! Vcs querem um conforto extremo em um vôo por 10,20,30 euros. Na vida é assim, se querem mordomia é só pagar. É a mesma coisa de se hospedar em um hostel e querer um quarto privado com cama King. Saibam que a vinda na Ryanair para o Brasil é extremamente importante para o crescimento da “cultura low cost”em nosso país. Chega de mimimi e vão voar de Singapore ou Catar se querem mordomia seus idiotas…

  • Caco Nogueira

    Quem disse que não tem? Acontece que aqui está estampada em todos os tabloides do mundo… é corrupção descarada… com certeza alguém da ANAC ou do Congresso Nacional quis dinheiro da Ryanair e ela não cedeu.

    • Bruno Caporalini

      Não se iluda… A conta na Argentina irá chegar para a RyanAir. Um país que controla o preço mínimo das passagens e tem por tradição não cumprir contratos. Verdade é que o Brasil não cedeu às chantagens da RyanAir, empresa que não respeita direitos básicos dos passageiros.

  • Antonio Silva

    Declaração extremamente desnecessária !!!

  • Marco Pacheco

    Eu vôo de easyjet, concorrente da ryanair, e nunca tive problemas.

    Os preços são absurdamente baixos, especialmente nos horários menos desejados.

    Viajo com esposa e criança pequena e nunca tive problemas. Já paguei para despachar bagagem e nao tive problemas. Carrinho de bebê despacha sem custo se estiver com criança pequena.

    Uma mala de mão é suficiente para uma viagem curta! Se precisa despachar mais de uma mala, convém olhar os preços nas demais empresas. Em todo o caso, é sempre uma opção.

    E… o mais importante: acho justíssimo o preços e o serviço ofertado. Uma viagem de 2h de Genebra, na Suiça, para Veneza, na Itália, custou em janeiro, menos de 100 dolares para 3 passageiros ida e volta. Ofereceram apenas água (não mineral). Os valores dos lanches eram compatíveis com os preços do aeroporto ou de qualquer lanchonete em Genebra. Comprei um box cheio de lanchinhos, snacks e uma surpresinha por 10 euros (era 8 libras) para filhota e comemos nós três. Eu realmente não vejo problema em pagar pelo lanche se o preço da passagem for bem mais barato. Também não tenho problema em viajar no horário menos procurado se isso me fizer economizar uma boa grana que poderei usar para curtir a viagem.

  • Thomaz Tobias

    kakakakakakakakakkakaakakakakakakakakakakakakakakaka <3