No ar o Guia de Paraty, o charmoso destino da Costa Verde do Rio de Janeiro

Monique Renne 8 · abril · 2016

Está no ar o Guia de Paraty, a charmosa cidade histórica da Costa Verde do Rio de Janeiro. Paraty encanta pelas belas praias e cachoeiras, oferece uma gastronomia repleta de boas surpresas, vive envolta em intensa atividade cultural e oferece aos viajantes pousadas deliciosas para dias de descanso. Veja no Guia de Paraty tudo sobre o que fazer, os passeios mais procurados, bons restaurantes e pousadas além de, claro, muitas praias para dias de sol e mar.

paraty-014
Centro Histórico de Paraty

O encantamento com o colorido das casas coloniais do Centro Histórico de Paraty é imediato. Os olhos percorrem as fachadas, portas e janelas e tentam se fixar em apenas um ponto. Mas a tarefa é difícil, especialmente porque Paraty é repleta de belezas. E não se trata apenas da beleza arquitetônica, evidente em uma volta rápida pelas ruas com calçamento em “pé de moleque”. A beleza de Paraty está estampada em cada centímetro da Serra do Mar que abraça a cidade. Não à toa a região é conhecida como Costa Verde. A vegetação é exuberante e, de quebra, envolve uma das mais lindas baías do país, onde centenas de praias e ilhas fazem a felicidade dos visitantes.

Paraty tem um ar charmoso e relaxante. E como é fácil entrar no clima. Não precisei mais do que 10 minutos para me sentir em casa. Bastou um caminhada pela Rua da Lapa até o cais para entender que Paraty é um desses destinos apaixonantes, do tipo que dá vontade de voltar pelo resto da vida. Em meia hora eu já tinha visto vários restaurantes repletos de delícias, lojinhas, livrarias, cafés irresistíveis e uma infinidade de cachaças artesanais dignas de boas degustações.

Diferente de outros destinos de praia do Rio de Janeiro, Paraty vai além do mar. A cidade oferece grande variedade de cachoeiras, esportes de aventura, eventos culturais que atraem milhares de turistas (como a Festa Literária Internacional de Paraty – FLIP), um roteiro gastronômico realmente atraente e, como se não bastasse, é um destino repleto de história. Imaginem! Eu não tinha nem chegado às praias e já tinha me rendido à Paraty.

paraty-noite-014
Centro Histórico de Paraty

Diferentes de outras regiões litorâneas do Rio de Janeiro, as melhores praias de Paraty não estão próximas do centro da cidade. É preciso investir em passeios de barco, lanchas ou em trajetos de carro para chegar até elas. Mas, acredite, não será nenhum sacrifício passar um dia em uma escuna visitando praias, alugar um barco para passear com os amigos ou mesmo investir um pouco mais em uma lancha para conseguir ir mais longe, onde os barcos mais lentos não levam. A boa notícia é que os passeios têm custo a partir de R$ 30. Acessíveis ao bolso e repletos de beleza, você terá a oportunidade visitar lugares acessíveis apenas pelo mar, como a Praia da Lula, Ilha Comprida, Ilha da Cotia, Lagoa Azul, Saco da Velha, Ilha do Algodão, Praia do Engenho, Saco do Mamanguá e tantas outras porções de areia que se traduzem em sorrisos a cada mergulho no mar esmeralda de Paraty. Com sorte, durante os passeios, você ainda verá várias tartarugas e golfinhos. Aconteceu comigo, voltando do Saco do Mamanguá, e eu quase tive um treco vendo dezenas de golfinhos saltando ao redor da lancha onde eu estava. É uma emoção realmente indescritível!

paraty-saco-da-velha-001
Saco da Velha

Claro que nem todas as praias são acessíveis apenas pelo mar. E nessa hora, apesar de não ser obrigatório, o carro será um forte aliado. O litoral recortado de Paraty faz com que a região tenha mais de cem praias acessíveis para os visitantes. Só no caminho até Angra dos Reis são mais de vinte opções para uma paradinha estratégica. De carro você poderá visitar várias delas. Caso esteja a pé, não se preocupe. Os ônibus urbanos levam a várias praias e você poderá curtir da mesma maneira. Uma das regiões mais procuradas entre os turistas é a Vila de Trindade. Com fácil acesso, Trindade atrai pelo clima rústico e beleza do mar. Com pequenos trajeto a pé e algumas trilhas fáceis será possível visitar a famosa Piscina Natural do Cachadaço e a Praia do Cachadaço, a Praia do Meio, Praia de Fora (ou Praia dos Ranchos), Praia do Cepilho e Praia Brava. Todas próximas e muito acessíveis.

paraty-cachadaco-007
Piscina natural do Cachadaço

Os mais aventureiros poderão investir em um passeio à preservada e selvagem Praia do Sono. Ela é quase uma entidade entre os amantes de praias e tem acesso por trilha ou trajeto de barco. A partir dela será possível ir até às praias de Antigos e Antiguinhos e, um pouco mais afastada, a Praia de Ponta Negra. As quatro juntas formam um dos mais belos conjuntos de praia da região.

Vencida a etapa das praias, que tal um mergulho na cachoeira? A Serra do Mar é um paraíso para os amantes das quedas d’água. Quem não estiver disposto a enfrentar as trilhas e estradas de terra sozinho, poderá optar por um passeio de jeep que leva às principais cachoeiras. Os mais experientes certamente não terão dificuldades e encontrar belas opções por conta própria. As opções mais comuns entre os viajantes são a Cachoeira da Pedra Branca, em conjunto com o Poço Usina e a Cachoeira do Tobogã, com o Poço do Tarzan. Na Tobogã o espetáculo vai além da natureza e fica mesmo por conta dos moradores da região que se aventuram escorregando e fazendo manobras nas pedras. Não recomendo aos inexperientes tentarem a mesma coisa. Mas certamente vale investir em alguns cliques e gargalhadas com os corajosos atletas. Ao final do passeio, não deixe de se deliciar com as cachaças artesanais dos alambiques da região.

paraty-cachoeira-016
Cachoeira do Tobogã

Depois de um dia de praia ou cachoeira é impossível não se render ao Centro Histórico. Os deliciosos menus são um convite a curtir um jantar enquanto se vê a vida passar pelas janelas coloridas e portas de madeira dos casarões coloniais. Vale também escolher uma mesa na rua, com vista para as Igrejas, onde música, história e gastronomia se unem. Vale até esticar um pouquinho nos bares com música ao vivo ou mesmo assistindo às apresentações ao ar livre. Artistas não faltam na cidade.

Paraty 33
Paraty 33, bar no Centro Histórico de Paraty

 

O charme de toda Paraty se extende às pousadas, que oferecem deliciosas noites de sono em ambientes que aliam o rústico ao conforto, em alguns casos até com um certo luxo. Vale investir um pouquinho mais para se hospedar dentro do Centro Histórico ou mesmo em uma das pousadas em meio ao verde da Serra do Mar. Mas o se o bolso estiver apertado, não há com o que se preocupar. Paraty tem hospedagem para todos os bolsos e oferece também uma boa variedade de albergues. Basta escolher a sua casa por alguns dias para ser feliz nesse paraíso histórico da Costa Verde do Rio de Janeiro.

Quer conhecer mais sobre sobre Paraty e a Costa Verde do Rio de Janeiro? Acesse o Guia de Paraty e veja mais detalhes sobre as praias e cachoeiras, as melhores pousadas e restaurantes, os passeios de barco e lancha, o que fazer em Paraty, os principais pontos turísticos, dicas de compras e muito mais! Certeza que bastará uma voltinha pelo Centro Histórico e um passeio de escuna para você também se apaixonar por Paraty e pela Costa Verde do Rio de Janeiro.

Publicado por

Monique Renne

Editora de Destinos

  • Valeria Azambuja

    Fomos a Paraty em setembro do ano passado, destino fantastico, super bacana, lindo e com preços super acessiveis. Espero voltar em breve!

  • Paty Paz

    Estrada para Paraty LOTADA DE PARDAIS com limite de 40km, dirijo muito devagar , sou a favor de segurança mas, lá é para arrecadar dinheiro mesmo ! Aviso sempre para quem está indo para Paraty, até hoje todos que conheço foram multados ( a multa fica em torno de R$ 500,00 ). Adoro o melhores destinos !! Comento isso aqui para alertar os viajantes…

  • Jorge Frutuoso

    Acho que o correto é Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP). 😉

    • Monique Renne

      Obrigada! 🙂