Anac atualiza normas para inspeção em aeroportos e lista de objetos proibidos nos aviões

Denis Carvalho 28 · novembro · 2011

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A Agência Nacional de Aviação Civil(Anac) divulgou hoje uma atualização dos procedimentos de inspeção de passageiros nos aeroportos e uma nova lista de itens proibidos nas cabines dos aviões aeronaves.

As informações estão na Resolução 207 da Anac, disponível na edição de hoje do Diário Oficial da União.  O objetivo, segundo a agência, é prevenir que armas, explosivos e outros produtos perigosos sejam introduzidos em áreas restritas de segurança dos aeroportos ou a bordo de aeronave. Os itens proibidos vão desde tacos de sinuca e golfe a isqueiros com mais de 8 centímetros.

A novidade em relação à última publicação, de agosto de 2010, é que a agência deixa expresso que agentes de segurança poderão solicitar ao passageiro que retire “algum tipo de vestimenta que possa ocultar item proibido”, como peças que cubram a cabeça, casacos e sapatos.

De acordo com a resolução, o passageiro pode pedir um local reservado durante a inspeção, para garantir privacidade. A lista de itens proibidos detalha objetos que trazem risco à segurança de voo e, por este motivo, só devem ser transportados por pessoas autorizadas.

Estão na lista armas de fogo e de ar comprimido, spray de pimenta, facas e objetos pontiagudos, tacos de golfe, explosivos e produtos químicos. Tesouras, facas e canivetes podem ser transportados desde que suas lâminas tenham comprimento inferior a 6 centímetros.

A lista também aponta objetos liberados, mas que podem ser proibidos em situações de elevado nível de ameaça, como saca-rolhas, bengalas, raquetes de tênis, isqueiros, fósforos e aerossóis.

A lista completa pode ser consultada no site da Anac ou no Diário Oficial.

Com informações da Anac, Diário Oficial e  Folha de S. Paulo.

Dica do leitor Luiz Henrique Cunha

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe