Serviço de monitoramento e alerta de câmbio gratuito indica a melhor hora para comprar moeda estrangeira!

Leonardo Cassol 20 · abril · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Comprar moeda estrangeira em espécie é a forma mais utilizada pelos viajantes para levar dinheiro numa viagem internacional. É também quase sempre a opção mais econômica, com a menor incidência de impostos (1,1% de IOF, contra 6,38% do cartão de crédito, ou do débito, saques internacionais ou Travel Money). A grande questão é, qual o momento certo de comprar dólar, euro, libra, ou qualquer outra moeda estrangeira para a sua viagem? Não é uma questão fácil de ser respondida!

A boa notícia é que você não vai precisar estudar economia para descobrir isso. Existe um serviço gratuito de alertas e fechamento de câmbio online que avisa quando a cotação da moeda estrangeira atinge o preço que você deseja, ou um bom momento de compra. E ainda é possível fechar a operação online, pelo WhatsApp, ou por telefone, aproveitando o bom momento. E, dependendo da cidade que você morar, a entrega poderá ser feita na sua casa, ou no seu escritório. Veja como funciona!

Vou viajar para o exterior em 2018 ou 2019. Quando devo comprar moeda estrangeira?

Como economista, aprendi que é muito difícil prever com exatidão o comportamento das taxas de câmbio. O que se sabe é que a paridade das moedas vai variar de acordo com a expectativa e desempenho da economia brasileira e mundial, das políticas fiscais e comerciais dos países, do contexto político etc.

Especialistas dizem que o ideal é comprar a moeda aos poucos, para pegar diferentes cotações. Não há nada de errado nisso, mas, ainda assim, é preciso definir quais os momentos de compra.

O ano de 2018 já mostrou que será um ano de grande instabilidade e variação no câmbio. A cotação oficial do dólar comercial chegou a R$ 3,14 no dia 25 de janeiro (foi o melhor momento para comprar do ano, até o momento), mas bateu em R$ 3,42 no dia 9 de abril, uma variação de R$ 0,28. Ou seja, quem comprasse 2 mil dólares gastaria R$ 560 a mais comparando essas duas datas!

Em 2017, a variação do dólar comercial foi semelhante. A menor cotação foi 23 de fevereiro, a R$ 3,05, e a maior em 18 de maio, a R$ 3,38. Mas notem que ao longo das semanas existem vários bons momentos para comprar a moeda, e é aí que entram os alertas gratuitos e uma outra funcionalidade do ClickCâmbio: os alertas de oportunidade. Eles vão te avisar quando o mercado tiver uma queda repentina, proporcionando uma boa oportunidade para compra de moeda.

Como criar e receber alertas com o ClickCâmbio

O ClickCâmbio é um serviço gratuito de alerta e fechamento de câmbio online que avisa quando a cotação do dólar e das principais moedas atingem o preço que você deseja, ou um patamar de preço interessante, considerando a cotação média dos últimos meses.Em menos de um minuto você cadastra seu alerta gratuito e recebe no celular, ou e-mail, uma mensagem caso a moeda escolhida se aproxime da cotação desejada. É simples, prático e seguro. Testamos o serviço e aprovamos! E é bom destacar que a ClickCâmbio é do grupo Treviso, uma das principais corretoras de câmbio do Brasil.

O mais legal é que, após receber o alerta, os leitores do Melhores Destinos terão a opção de fechar a operação pelo próprio celular, ou WhatsApp, dependendo da cidade de residência, garantindo o valor do câmbio, e depois buscar a moeda num dos 60 representantes credenciados, nas principais cidades brasileiras. Em algumas cidades e bairros é realizada a entrega da moeda estrangeira na sua casa, ou escritório, a partir de 500 dólares. Basta ter o cadastro aprovado. O valor indicado no alerta já inclui o imposto (IOF).

Segundo o Click Câmbio, as cidades que hoje com atendimento presencial para fechamento de operações são: SP (São Paulo, Barueri, Bauru, Mauá, Campinas e Lorena), MG (Belo Horizonte, Poços de Caldas, Varginha e Juiz de Fora), GO (Goiânia e Anápolis), DF (Brasília), RS (Santa Cruz do Sul, Lajeado), MS ( Campo Grande), CE (Fortaleza), BA (Salvador), ES (Vila Velha), RJ (Petrópolis), PR (Londrina), RN (Natal). Mesmo que a sua cidade não seja atendida, você poderá utilizar o monitoramento com alertas gratuitos, que é aberto a todos. Além disso, a lista de cidades com unidades de atendimento deverá ser ampliada e poderá ser consultada no site do Click Câmbio.

Mais informações e cadastro do alerta gratuito na página do ClickCâmbio.

Porque eu não consigo comprar o dólar pela cotação que eu vejo na imprensa?

Porque geralmente a imprensa divulga a cotação do dólar comercial, utilizado nas transações entre empresas, importações e exportações. Nas casas de câmbio e no turismo em geral se trabalha com o dólar turismo, que tem um valor um maior em função dos custos de transação e transporte da moeda em espécie, e da comissão (ou ágio) cobrada pelas corretoras e lojas de câmbio.

Qual valor eu devo cadastrar no alerta?

O valor que você desejar. Mas não vai adiantar colocar o valor do dólar muito baixo, a R$ 2,50, por exemplo. Por mais legal que seria se isso acontecesse, é bem improvável que a moeda volte a esse patamar, e você corre o risco de não ser avisado nunca e perder a oportunidade de compra para a sua viagem!

Algumas dicas: se sua viagem for até agosto desse ano, você tem menos tempo para esperar uma super cotação. Nossa sugestão é cadastrar o alerta em torno de R$ 3,40 para o Dólar Turismo.

Caso a sua viagem seja de setembro em diante, é possível esperar mais por uma cotação interessante. Então, a nossa sugestão, é cadastrar o alerta em torno de R$ 3.30 para o Dólar Turismo.

Lembrando que, além do Dólar, também é possível cadastrar alertas para o Euro, Libra, Yen, Dólar Australiano, Franco Suíço e Yuan Chinês.

Ficou com alguma dúvida? Comente e participe. Caso precise de orientação sobre compra de moeda, locais de entrega e unidades de atendimento, a equipe do ClickCâmbio poderá auxiliar diretamente.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Economista, apaixonado por viagens, aviação e milhas! Especialista em programas de fidelidade do Melhores Destinos