Latam irá cobrar por lanche, pontos e reserva de assentos para oferecer tarifas mais baixas!

Leonardo Cassol 10 · novembro · 2016

A Latam anunciou grandes mudanças em seus voos nacionais a partir do segundo semestre de 2017. A companhia tornará opcionais serviços como a reserva de assentos, o lanche a bordo e os pontos do programa de fidelidade. Em troca espera reduzir o preço das passagens em até 20%.

A mudança vai ocorrer nos seis países em que o grupo Latam opera, mas será customizada para cada mercado, em função do perfil dos passageiros e da legislação vigente.

Segundo a Presidente da Latam, Claudia Sender, o passageiro vai poder escolher por quais serviços quer pagar. “Hoje o passageiro já paga, junto com a passagem, pelo serviço de bordo e pelos pontos, mesmo que não tenha interesse nesses serviços”, destacou Sender. “A diferença é que será possível encontrar uma tarifa até 20% menor, com a possibilidade de pagar por esses serviços individualmente.”

O serviço de bordo pago deverá oferecer 50 opções de itens para os clientes, entre lanches, bebidas, petiscos e até, possivelmente, refeições, no caso dos voos mais longos. “Ainda estamos estudando. Deveremos ter cardápios personalizados de acordo com o tipo de rota, duração do voo e região do país”, disse Claudia.

Outro item que deverá compor esse novo pacote de tarifas é a possibilidade de alterar o voo ou reembolsar o bilhete. Isso já ocorre nos bilhetes comercializados hoje, mas deve ganhar uma nova roupagem.

Já o despacho gratuito de bagagens, que no Brasil é garantido pela regulamentação do setor aéreo, não sofrerá mudanças nesse primeiro momento. Mas é uma possibilidade, já que há uma proposta da ANAC para extinguir a franquia gratuita como forma de favorecer a redução no preços das passagens aéreas. Esse modelo já funciona nos Estados Unidos e na Europa e é uma tendência.

Latam low cost?

Com as mudanças, o modelo de tarifa da Latam ficará muito parecido aos das companhias low cost, low fare, que oferecem passagens muito baratas, mas sem adicionais. Perguntada se a Latam estaria se transformando numa companhia de baixo custo, Claudia Sender foi enfática: “Não! Diferentemente das low costs, a Latam vai continuar centrada num serviço diferenciado para o passageiro, em voos em aeroportos centrais e com horários convenientes e com um programa de fidelidade forte e atrativo. São diferenciais que as companhias de baixo custo não costumam oferecer.”

claudia-sender-presidente-latam

A presidente também confirmou que a Latam está estudando as tecnologias para implantação de internet Wi-fi nos aviões. Mas, ainda não há uma previsão para o início da implantação.

Sobre os assentos “espaço +”, não haverá mudanças. Eles continuaram restritos às primeiras fileiras e saídas de emergência, sendo comercializados como item adicional.

A Latam estima um aumento de até 50% no volume de passageiros transportados até 2020, boa parte impulsionada por essa mudança.

“No caso do Brasil, nossas tarifas médias caíram cerca de 60% na última década, permitindo o acesso a milhões de passageiros ao transporte aéreo. Nosso objetivo é seguir avançando neste caminho. Com as mudanças, nossos passageiros poderão escolher como voar e poderão voar mais vezes, o que resultará num crescimento de todo o tráfego aéreo”, afirma Claudia Sender.

Publicado por

Leonardo Cassol

Editor

  • É comum lá fora a cobrança para marcação de assentos?

    • Tiago Torresani

      A Maioria das cias só deixa você marcar o assento na hora do check in online, caso queira fazer isso antes, deve pagar o preço.

      • Jorge Pizarro Revival

        Ou pior são empresas como a United que deixam uma grande parte dos assentos como “confort”, mas eles nem tem muito espaço adicional e são praticamente iguais aos de econômica. Aí você não consegue reservar o assento por falta de vaga, e entra numa fila de espera sendo humilhado pela empresa no balcão de check in e na área de embarque

      • FabioPalmeiras

        A Delta e a American sempre me permitiram marcar os assentos no momento da compra, sem custo adicional, mesmo em vôos domésticos nos EUA

    • Jorge Candango

      Tem a Spirit que sorteia o seu lugar na hora do check in. Se quiser escolher, paga.

    • Remy Mendelez

      Fui fazer checkin pela internet na Aeromexico, estavam cobrando quase 100 reais pra marcar o assento (por trecho).

    • Thiago Castro

      Certa vez um familiar meu foi para a Europa de British Airlines e a marcação do assento só ocorria no check-in online (48h antes do embarque). Se quisesse reservar antes, tinha que pagar. Detalhe: era uma passagem de executiva. Aí eu achei um abuso!

      • Deyvisson F. R. Almeida

        WTF

    • César Novaes

      Cobra a Swiss quer me cobrar 300 reais por reservar assentos antecipadamente, acho um absurdo pois isso dá 15% do valor total pago na passagem.

    • Carlos Vinícius

      Infelizmente é comum sim… primeiramente, quando permitem escolher “gratuitamente” só permitem no check in (falando de classe econômica) ou pagando pelo serviço.. outras nem isso.. já viajei de Iberia e só poderia escolher o assento se pagasse 30 euros pra isso (30 na ida e 30 na volta)… de fato, eu acho positivo excluir os serviços do pacote padrão.. eu por exemplo raramente preciso de duas malas de 32 kg.. e pro Brasil tem essa exceção… vôos partindo da Europa (com exceção de TAP e Iberia) não têm essa mordomia toda.. eu acabo pagando por um serviço q não vou usar… enfim.. quem voa com relativa frequência entende os pontos positivos dessas propostas… 😉

  • Rafael Guerreiro

    A LATAM está fazendo jus à tradução literal do nome da fabricante das aeronaves que utiliza “ônibus aéreo”. Péssimo serviço após essa “fusão” com a LAN, desconfortável e deixando claro que a operação brasileira é apenas mais uma no seu portfólio. O saudoso Cmte. Rolim, fundador da TAM, deve estar rolando no túmulo.

    • Maria Amelia

      Isso mesmo Rafael.

      Estou INDIGNADA com essa LATAM. Ha tempos ela está cada dia pior. Daqui a pouco irmã da GOL.

      Os preços das passagens cada dia mais alto. O serviço horrivel. Um lanchinho bauducco e refrigerante quente. As vezes nao tem opção de bebida, falta até gelo.

      Aeromoças com cara fechada e nada simpaticas.

      SAC peca no atendimento, é super demorado.

      Agora essa desculpa de baratear em até 20% é balela pura. Isso só para retirar serviços e justificar que os custos aumentaram em 2017 para permanecer com o mesmo valor das passagens ou maquiar com uma redução minima nas passagens e aplicar a pratica do nove no final. A Gol fez isso em questão do lanche e varios assentos. Hoje na maioria dos trechos está mais cara do que Azul e Avianca que no minha opiniao sao as melhores no mercado interno brasileiro.

      Vamos esperar para ver. Esse desconto deveria ser no minimo 60% para compensar voar com eles. Estão retirando muitos serviços e anunciando desconto que é uma miséria.

      Decepcionada com essa empresa. Está na hora de começarmos a evitar essa LATAM e a GOL que por sinal está carrisima e inumeros problemas (aeronaves velhas, atendimento pessimo, nada de lanche, ar da aeronave parece uma sauna de tao quente, pontuação do smiles arrebenta nos valores exorbitantes em trechos curtos)

      As duas ridículas!!! Queremos abertura para estrangeiras já e vamos evitar LATAM e GOL no máximo para ver se tomam vergonha e respeite o consumidor brasileiro.

    • Bruno Bastos

      Mais uma viúva desse comandante sei lá o quê. Não lembra que no tempo dele a passagem era cara

  • Rodrigo Queluz

    20% de desconto nas tarifas nacionais chega a ser ridiculo.
    Uma passagem de avião Ribeirao Preto – Sao Paulo custa 500 reais. Vai cair para 400 reais. Ou seja, continua ridiculamente alto.

    Continuaremos pagando preco de passagem high cost e cada vez mais teremos um servico low cost!

    • Marcos Nakayama

      Isso é o que divulgam (ATÉ 20%), mas na prática vai cair bem menos e eles vão embolsar mais.

    • Essas distâncias, avião para mim apenas em extrema urgência.

      Por 120 reais (uma viagem de 4 horas), aa companhias de ônibus oferecem leito cama, wifi 4G, kit lanche, água mineral, carregador de tomada, travesseiro e manta.

      Na rota São Paulo x Maringá é gritante a diferença. Entre 800 reais para sair de Campinas pela Azul, posso viajar de ônibus (9h) em leito cama, com travesseiro, manta, carregador e DVD de 7″ individual com o mesmo conteúdo da Avianca, wifi, kit lanche, refrigerante, suco e água a vontade por 250 reais.

      Em resumo, avião só vale a pena para rotas como Sudeste x nordeste.

  • Curious Jorge

    Sempre mudando para ferrar o consumidor. Vamos tentar diminuir o preço em 20% (o que não farão) e piorar o serviço em 45%.
    Parabéns aos envolvidos. Se for pra ficarmos presos aos vilões nacionais, que abra logo o mercado aéreo ao mundo todo! Chega de protecionismo absurdo!

  • Curious Jorge

    Alguém mais percebeu um pequeno detalhe nessa fala: “Hoje o passageiro já paga, junto com a passagem, pelo serviço de bordo e pelos pontos, mesmo que não tenha interesse nesses serviços”.
    Será que a Latam terá a audácia de tirar a pontuação da tarifa mais baixa?

    • José Wanderson

      A Gol ja faz isso na tarifa promocional. Se o valor for realmente mais em conta nessa tarifa, não vejo problema, principalmente para quem viaja esporadicamente.

    • Rafael

      A gol já faz isso

  • Tiago Torresani

    Seguindo a tendência mundial apenas. É aquela velha história, de realmente mostrar queda de 20% nas tarifas, tudo certo… Maaas.. Vamos aguardar

    • Maria Amelia

      Concordo plenamente Tiago.

      Estou INDIGNADA com essa LATAM. Ha tempos ela está cada dia pior. Daqui a pouco irmã da GOL.

      Os preços das passagens cada dia mais alto. O serviço horrivel. Um lanchinho bauducco e refrigerante quente. As vezes nao tem opção de bebida, falta até gelo.

      Aeromoças com cara fechada e nada simpaticas.

      SAC peca no atendimento, é super demorado.

      Agora essa desculpa de baratear em até 20% é balela pura. Isso só para retirar serviços e justificar que os custos aumentaram em 2017 para permanecer com o mesmo valor das passagens ou maquiar com uma redução minima nas passagens e aplicar a pratica do nove no final. A Gol fez isso em questão do lanche e varios assentos. Hoje na maioria dos trechos está mais cara do que Azul e Avianca que no minha opiniao sao as melhores no mercado interno brasileiro.

      Vamos esperar para ver. Esse desconto deveria ser no minimo 60% para compensar voar com eles. Estão retirando muitos serviços e anunciando desconto que é uma miséria.

      Decepcionada com essa empresa. Está na hora de começarmos a evitar essa LATAM e a GOL que por sinal está carrisima e inumeros problemas (aeronaves velhas, atendimento pessimo, nada de lanche, ar da aeronave parece uma sauna de tao quente, pontuação do smiles arrebenta nos valores exorbitantes em trechos curtos)

      As duas ridículas!!! Queremos abertura para estrangeiras já e vamos evitar LATAM e GOL no máximo para ver se tomam vergonha e respeite o consumidor brasileiro.

  • Sandro Qsboy

    A cada dia que passa as estratégias da Tam só pioram a maneira como vejo essa empresa. Pra mim antes era uma empresa acima das outras, diferenciada. Hoje vejo como uma qualquer. Antes dava preferência, hoje…

    • Bruno Santos

      Exatamente!

  • Diego Vargas

    Cobrar por água deveria ser crime, simples assim. A reserva de assentos também não deveria ser cobrada, com exceção aos assentos conforto. Tenho uma família grande e pagar pra viajarmos juntos é um absurdo. Imagina se não consigo colocar meu filho de 3 anos na mesma fileira que eu ou minha esposa? Ou que ela seja obrigado a viajar do lado de uma pessoa que não gosta de crianças? Patético! Tomara que isso não vire moda.

    • Cleisson Amorim

      Pelo que sei criança nesta idade sempre viaja ao lado do responsável… Acho que não tem essa possibilidade dele viajar sozinho… Mas sabe como é no Brasil, tudo é possivel hehehe

    • Guilherme Rezende

      Em geral, nas companhias low cost os assentos são atribuídos juntos. Sempre viajo com minha namorada pela RyanAir, e apesar de não escolher o assento, o sistema sempre escolhe assentos juntos pra pessoas que estão no mesmo bilhete. Ou seja, você não escolhe onde você vai sentar, mas de todo modo pessoas do mesmo bilhete vão sentar juntos.

  • Rodrigo Correa de Oliveira

    O brasileiro é tão otario que nao percebeu que no português claro eles vão aumentar as passagens em 20% meses antes e depois implantar este novo método reduzindo para o preço antigo caso vcs não escolham os opcionais, que hj todos já tinham esse direito, e qd forem perguntados porque aumentou 20% vão por a culpa na inflação e no combustível. Kkkkkk

    • Maria Amelia

      Tenho a mesma opiniao.

      Estou INDIGNADA com essa LATAM. Ha tempos ela está cada dia pior. Daqui a pouco irmã da GOL.

      Os preços das passagens cada dia mais alto. O serviço horrivel. Um lanchinho bauducco e refrigerante quente. As vezes nao tem opção de bebida, falta até gelo.

      Aeromoças com cara fechada e nada simpaticas.

      SAC peca no atendimento, é super demorado.

      Agora essa desculpa de baratear em até 20% é balela pura. Isso só para retirar serviços e justificar que os custos aumentaram em 2017 para permanecer com o mesmo valor das passagens ou maquiar com uma redução minima nas passagens e aplicar a pratica do nove no final. A Gol fez isso em questão do lanche e varios assentos. Hoje na maioria dos trechos está mais cara do que Azul e Avianca que no minha opiniao sao as melhores no mercado interno brasileiro.

      Vamos esperar para ver. Esse desconto deveria ser no minimo 60% para compensar voar com eles. Estão retirando muitos serviços e anunciando desconto que é uma miséria.

      Decepcionada com essa empresa. Está na hora de começarmos a evitar essa LATAM e a GOL que por sinal está carrisima e inumeros problemas (aeronaves velhas, atendimento pessimo, nada de lanche, ar da aeronave parece uma sauna de tao quente, pontuação do smiles arrebenta nos valores exorbitantes em trechos curtos)

      As duas ridículas!!! Queremos abertura para estrangeiras já e vamos evitar LATAM e GOL no máximo para ver se tomam vergonha e respeite o consumidor brasileiro.

    • Valdemir Oliveira

      Hahaha muito bem! É isso mesmo que vai acontecer. Resumindo: pagaremos o mesmo preço e teremos menos serviços!!

  • ThiagoR

    Num primeiro momento, você pensa “ok, é estratégia de negócio da empresa”. Dentro de um mercado livre o consumidor escolheria o serviço que melhor lhe servisse em razão dos preços oferecidos. Só que não dá pra esquecer que o mercado aqui é bastante concentrado. A concorrência é mínima. Não quero parecer cético, mas me parece que o serviço vai piorar e o valor não deve ter queda significativa – e já é bastante alto.
    A abertura do setor aéreo para companhias 100% estrangeiras seria positiva num movimento para aumentar a concorrência. Sem isso, os consumidores ficam numa posição complicada, sem muitas escolhas e tendendo a ter desvantagens cada vez maiores.

    • euler

      Abrir para as cias estrangeiras sendo que os principais aeroportos e horarios são disputados “a tapas”. Mesmo sendo otimista, acho que é muita farofa para pouco churrasco.

    • Bruno Bastos

      As estrangeiras já estão no negócio, todas as companhias nacionais têm alguma participação de fora. Tirando alguns trechos com muito movimento, não vejo muita atratividade pra empresa estrangeira voar aqui.

  • Leonardo

    A LATAM tá perdidinha na sua estratégia de negócio no Brasil. Era minha segunda opção de companhia, vai ficar muito mais perto da Gol e muito, muito longe da Azul.

    • Maria Amelia

      AZUL vai reinar. Acabou o LATAM para voce. Pode unir com a GOL e sumir para bem longe. Que venha VivaColombia, Rynair, EasyJet….

      • Marcos

        Uns querendo retirar pontos e a Azul pontuando 250 pontos pelo check-in online, mesmo que resgatando a passagem pelo TudoAzul. Mais os pontos das passagens compradas a dinheiro. Azul já começou a reinar … snacks a vontade hehehe!

        • Pois é… eles poderiam dar mais pontos pra quem não despachar bagagem ou pra quem despachar menos que a franquia.

          • Marcos

            Entendi … se for por aí não tenho do que me queixar da Azul. Comprei um voo direto de 1:45h numa tarifa promo de R$ 92 e pontuei o triplo porque sou Safira, 276 pts, no check-in online foram +250 pts, usei o assento preferencial grátis (são 3 por ano) e pontuei + 100 pts. Só com a Azul consigo isso. Para mim se melhorar, estraga, rsrsrs!

          • Cristiano Alencastro

            Realmente não é uma má ideia. Gostei

      • AZUL reinando? Só se for nos sonhos de vocês!

  • Ruan

    O famoso modelo brasileiro “Low cost, high fare”

    • Lucas R. Martins

      O pior é que é verdade hehehe

    • Guilherme

      discordo…
      transformando o valor q pagamos em reais para euros, pagamos um preço menor q “low costs” europeias

      • Adriano Chaves

        What?? De onde você tirou isso Guilherme? Só se você deixa pra comprar passagens low cost em cima da hora. Ano passado paguei 18 euros (+ou+ 70 reais) em uma passagem Lisboa x Londres e 50 euros (180 reais) de Londres para Croácia. Onde que no Brasil você encontra passagem nesse preço? De Palmas a Goiânia (ridiculamente perto me cobram uma média de 400 reais). Pesquisei ontem uma passagem de Palmas a Boa Vista e estava custando R$ 1.800,00 (valor de viagem pra europa). Tirando Rio e São Paulo os brasileiros que vivem em qualquer outra capital do Brasil pagam uma fortuna em passagens aérea, uma low cost de verdade (igual Ryanair) aqui no BR seria o sonho de muitos brasileiros que passam 10 anos sem ver a família que mora no nordeste ou em estados mais afastados como Acre, Amapá.

    • Alvina Maciel

      Assim mesmo.

  • Nilton Mondego

    “Um novo jeito de recompensar a sua fidelidade nos voos internacionais. Você acumulará Pontos Multiplus de acordo com o valor da sua passagem. Quanto maior a tarifa, maior o acúmulo.”

    Vamos pontuar por distância voada ou por pelo preço que pagamos ??????????

    • lucas

      entre as ” ” tem a resposta.

      • Nilton Mondego

        Tem não, pq hoje nas regras é pela distancia voada. Agora se eles querem se equiparar a American Airlines, United ou Delta… te garanto que será um tiro no próprio pé.

    • Cristiano Alencastro

      Deixei de ser cliente UNITED justamente por terem feito uma mudança semelhante. Na pratica a UNITED diminui o acumlo de pontos e aumentou o custo (em milhas/pontos) das passagens premio

  • J Paulo Silva

    gol é vc?

  • Raoni Fonseca Duarte

    Humm… tenho a impressão que já vi esse filme antes com a GOL…
    Bom, confesso que essas mudanças da LATAM não me surpreendem (já até esperava algo nesse sentido, pra falar a verdade). Além de seguir algumas tendências já em vigor no mercado internacional da aviação, a LAN já adotava um padrão de serviço mais “simplificado” em seus voos se comparada a TAM (e nem preciso dizer qual das duas que está “dando as cartas” no controle da LATAM né?).
    Mas, acho que esse modelo é um caminho arriscado para a LATAM (ao menos no que tange o mercado brasileiro) – poderia dar certo se se tratasse de uma empresa totalmente nova no mercado, e não por uma cia que, embora sob nova roupagem e direção, está muito associada a seus clientes por oferecer um padrão diferenciado de atendimento e serviço (mesmo que já há tempos não o ofereça, na prática).

  • Deyvisson F. R. Almeida

    Haviam mudado suas regras há pouco tempo e estavam caminhando para ser a melhor empresa em operação aqui. Com esse movimento, afundaram de vez toda a expectativa que havia colocado neles. Vou continuar forte na azul, de longe a melhor empresa operando no Brasil hoje.

    • euler

      O programa de fidelidade da azul é desanimador.

      • Marcos

        Sudeste e Brasília tem tido boas promoções, já fiz alguns voos por 3.200 pontos e 4 mil pontos entre estas cidades.

  • Jorge Pizarro Revival

    Nunca vi presidente mais feia que essa, com exceção da última que ocupou o posto na presidência da república em Brasília …

    • PK

      A matéria fala sobre negócios, não é concurso de Miss.

      • Jorge Pizarro Revival

        Mas com os seguidos resultados negativos da empresa nem de negócios podemos falar. Se ela não é competente nem bonita o que mais ela pode oferecer?

    • Leonardo Azevedo

      Kkkkkkkk

    • Márcio Ferreira

      Agora pré requisito para ser uma executiva é ser bonita?

      • Jorge Pizarro Revival

        O primeiro requisito deveria ser a competência. E pelos últimos resultados da empresa isso não aparece. Então deveria ser a beleza, mas isso também está em falta

  • Ainda não está definido, mas terão tarifas que não pontuam e outras que pontuam.

    • Marcos

      Cassol, ainda não vi nenhuma promoção do Clube Multiplus. Alguma novidade?

  • Fabricio Reis

    Tenho certeza que a redução no preço não será compatível à redução nos serviços. Logo agora que eu vinha concentrando meus pontos no programa de fidelidade da LanTam…

    • marcosvalenca

      Eu, agora, estou na política: “Tchau, Latam. Oi, Gol e Azul.” Escolha de lugar deve ser um privilégio de quem compra logo a passagem. Impulsiona o cliente a comprar com antecedência. A escolha não deve ser vista com um serviço a ser cobrado a parte.

  • Ricardo

    Isto é mais uma coisa que mostra que não devemos ter fidelidade com nenhuma e com nenhum dos seus programas de milhagem, porque o que importa no final não é fidelizar atendendo bem ao cliente, e sim extorqui-lo de todas formas possíveis. Daqui a pouco pagaremos mais pelas poltronas da janela e do corredor, e menos pelas do meio, porque ora bolas alguém pode estar pagando pela poltrona da janela/corredor embutido no valor mesmo não gostando delas e gostando da do meio! Fala sério.

    • Maria Amelia

      Estou INDIGNADA com essa LATAM. Ha tempos ela está cada dia pior. Daqui a pouco irmã da GOL.

      Os preços das passagens cada dia mais alto. O serviço horrivel. Um lanchinho bauducco e refrigerante quente. As vezes nao tem opção de bebida, falta até gelo.

      Aeromoças com cara fechada e nada simpaticas.

      SAC peca no atendimento, é super demorado.

      Agora essa desculpa de baratear em até 20% é balela pura. Isso só para retirar serviços e justificar que os custos aumentaram em 2017 para permanecer com o mesmo valor das passagens ou maquiar com uma redução minima nas passagens e aplicar a pratica do nove no final. A Gol fez isso em questão do lanche e varios assentos. Hoje na maioria dos trechos está mais cara do que Azul e Avianca que no minha opiniao sao as melhores no mercado interno brasileiro.

      Vamos esperar para ver. Esse desconto deveria ser no minimo 60% para compensar voar com eles. Estão retirando muitos serviços e anunciando desconto que é uma miséria.

      Decepcionada com essa empresa. Está na hora de começarmos a evitar essa LATAM e a GOL que por sinal está carrisima e inumeros problemas (aeronaves velhas, atendimento pessimo, nada de lanche, ar da aeronave parece uma sauna de tao quente, pontuação do smiles arrebenta nos valores exorbitantes em trechos curtos)

      As duas ridículas!!! Queremos abertura para estrangeiras já e vamos evitar LATAM e GOL no máximo para ver se tomam vergonha e respeite o consumidor brasileiro.

  • Luclecio

    Cassol, sei que nao tem haver com esse post, mas vc viu que ja esta sendo possivel emitir pela Aerolineas com o Smiles? Porem os resgates aumentaram absurdamente. Trechos saindo de varias cidades brasileiras para destinos argentinos que saiam por 10 mil o trecho, agora chegam a mais de 60 mil como para ushuaia, bariloche entre outros. Ate para buenos aires ficou mais caro, em mediaa 30 mil o trecho saindo de SP

    • Maria Amelia

      ta tudo mais caro com o smiles no ano passado ate data atual. trechos que pego com azul e multiplus entre 4 a 6 mil. a smiles vende a 11mil. GOL passou de hora de sumir do mapa. e dar lugar a uma estrangeira.

      • Marcos

        Pouco a pouco está se tornando estrangeira …

  • Maria Amelia

    Estou INDIGNADA com essa LATAM. Ha tempos ela está cada dia pior. Daqui a pouco irmã da GOL.

    Os preços das passagens cada dia mais alto. O serviço horrivel. Um lanchinho bauducco e refrigerante quente. As vezes nao tem opção de bebida, falta até gelo.

    Aeromoças com cara fechada e nada simpaticas.

    SAC peca no atendimento, é super demorado.

    Agora essa desculpa de baratear em até 20% é balela pura. Isso só para retirar serviços e justificar que os custos aumentaram em 2017 para permanecer com o mesmo valor das passagens ou maquiar com uma redução minima nas passagens e aplicar a pratica do nove no final. A Gol fez isso em questão do lanche e varios assentos. Hoje na maioria dos trechos está mais cara do que Azul e Avianca que no minha opiniao sao as melhores no mercado interno brasileiro.

    Vamos esperar para ver. Esse desconto deveria ser no minimo 60% para compensar voar com eles. Estão retirando muitos serviços e anunciando desconto que é uma miséria.

    Decepcionada com essa empresa. Está na hora de começarmos a evitar essa LATAM e a GOL que por sinal está carrisima e inumeros problemas (aeronaves velhas, atendimento pessimo, nada de lanche, ar da aeronave parece uma sauna de tao quente, pontuação do smiles arrebenta nos valores exorbitantes em trechos curtos)

    As duas ridículas!!! Queremos abertura para estrangeiras já e vamos evitar LATAM e GOL no máximo para ver se tomam vergonha e respeite o consumidor brasileiro.

  • Jose Roberto Teixeira

    Já vi esta história com a GOL e o resultado se mostrou diferente. Espero esta errado, mas penso que o consumidor não terá estas vantagens ditas pela Cláudia Sender.

    • Maria Amelia

      vai é piorar pode ter certeza. cade os famosos preços baixos da gol? na maioria das viagens que faço a GOL fica a mais cara de todas. aliado a tantos problemas (aeronaves velhas, conforto zero, atendentes e aeromoças super grossas, ar da aeronave nao funciona, muitos atrasos, promoçoes mais que ridiculas)….

      • Marcos

        Aeronaves velhas? Você está falando da Gol ou Latam? Já 3 vezes tive problema com ar condicionada na Latam.

  • Lucas R. Martins

    GOOOOOLLL da Latam!! 🙁

    • Maria Amelia

      isso. GOL E LATAM unidas na depreciação

  • Esse papo de low cost é uma tremenda piada. Se tudo der errado e for extinta a franquia gratuita, veremos o quanto é low cost viajar + comer + levar uma mala.

  • Johnny DeBruce

    Não boto muita fé nessa estratégia. Essa coisa de parecer uma low cost mas oficialmente não ser uma low cost não me cheira bem. Ou tem uma politica pra preço baixo ou não tem. Estou achando que a LATAM vai lançar esse sistema e a primeiro momento vai ter uma redução de preço somente para depois de um certo período tocar o preço lá no topo com a diferença de não oferecer mais nenhum tipo de serviço pro consumidor. E no fim das contas todos aqui já sabem pra quem vai sobrar… Veremos.

  • Jonathan Kenji Hirakawa

    Se é pra voar de low-cost eu vou Gol, que tenho Smiles Platinum e atendimento “preferencial”, além das novas salas vip em voos domésticos. TAM, já fui um cliente de vocês, aparentemente em um passado bastante distante. LATAM, boa sorte nessa empreitada, que reste algum desavisado que vai pagar caro pra voar com vocês.

  • Alexandre Martins

    Isso é feito debaixo de muita pesquisa. Eu imagino o medo de vir pro Brasil uma Ryanair dessas da vida…

  • Alvina Maciel

    Vai acabar como a Gol que retirou o lanche grátis mas as passagens nem sempre são mais baratas. Aqui sempre nos assustamos quando empresas “decidem ” que vão favorecer o consumidor.

    • Marcos

      Tem um snack manero pelo menos.

  • Bruno Bastos

    A Latam vai implementar tudo, com exceção da parte da tarifa mais baixa…

  • Sidarta Violinista

    No e-mail que recebi diz também que o acúmulo de pontos pra internacional em 2017 será por cashback. Retrocesso total!

  • Marco Ávila

    Se pensarmos em uma viagem tão curta como Vitória Rio, ou Rio São Paulo, um lanche é algo perfeitamente dispensável. Creio que isso ainda deva ser um resquício da época que voar era glamour. No entanto não creio que a supressão do lanche vá afetar de alguma forma o resultado final da venda de passagens, dificilmente isso irá refletir em um desconto significativo no preço, e, creio eu, ninguém vai voar dou deixar de voar por uma diferença final de R$12,00 ou R$15,00. Mas para o lucro da empresa no fim do mês fará uma diferença considerável.

  • José Adriano

    Banho de água fria :(. Vejo que após essas medidas devemos esquecer de vez a Tam e ver a Latam como uma nova empresa que segue modelos ja adotados em outros paises. O maior problema e aceitar essas mudanças de uma empresa que dava uma “atenção” especial aos seus passagerios e que proporciona voos mais confortáveis e com uma boa opçīão de lache e bebidas. Me indigna ver que essas medidas são anunciadas de forma “mentirosa” pois sabemos que dificilmente havera descontos, o máximo é pratica-las em promoções. Acredito que a empresa tem que ser mais transparente e anunciar verdadeirante suas mudanças e seu novo foco. Preço baixo é bem vindo, pois esse e o maior motivo da escolha da companhia, mas fazer os clientes de bobo é outra história.

  • Anderson Souza

    Sou completamente a favor de abrir concorrencia para as empresas estrangeiras poderem entrar fortemente no mercado nacional.
    Viver de Tam com redução 20% não dá (LixoOoo)

  • Ana Cláudia

    Tô pouco me lixando pra lanche, mas não ter ponto? Pra quê programa fidelidade então?

  • PK

    Piada! Low cost “à brasileira”. Ainda bem que segurei meus pontos, tava quase transferindo pro multiplus

  • Marcilio De Araujo

    O problema não são as cobranças. Venda de lanches, cobrança de marcação de assentos e até mesmo de bagagem são normais em várias companhias no mundo. O problema é que o valor do bilhete não fica mais barato, só no começo que há uma pequena queda, mas depois fica tudo caro de novo! Aí não se trata de diminuir custos e sim diminuir privilégios (quem lembra da proposta da Gol que do chegou no mercado). Os problemas das Aereas brasileiras estão mais em falta de estrutura de aeroportos, altas taxas de impostos (de vendas e impostos trabalhistas), alto preço dos combustíveis e altos lucros das empresas sem pensar em responsabilidade social… Lamentável que mais uma vez a ANAC não vai se posicionar em favor da população, já tão penalizadas com altas taxas de remarcação e de multas abusivas, além de um serviço deficiente e uma malha aérea desconfortável…

  • Fabio

    Cláudia Sender manda tanto na Latam quanto a rainha na Inglaterra

    Lamentável essa atitude dos chilenos, estragando uma cia que já foi boa.
    Hoje é a pior do Brasil e não vôo nela como pagante de jeito nenhum.

  • Dalton

    Movimento contrário ao da Gol na parte de pontuação. Eu deixei de voar Gol em 2016 por conta disso, mas em 2017, haverá pontuação mesmo nas tarifa Promo. Pelo jeito, a Latam criará tarifa mais barata que não pontuará; na prática acho que a tarifa básica ficará mais cara (pois pontuará) e a nova Básica que teria o mesmo preço da atual, não pontuará.

  • cleidiane amorim

    A LATAM daqui a pouco estará pior do que ônibus

  • cleidiane amorim

    Ao invés de baixar 20% nas tarifas, a LATAM vai é embolsar esse valor em forma de lucro. Já observei que quando o lanche é cobrado quase ninguém quer, ou seja, a empresa desagrada os seus clientes e faz do vôo um mercado…

  • RABUGENTO SFQNS

    20% a menos para no final custar de verdade 50% a mais…
    Cadê as panelas?

  • Edu Santos

    Saída de emergência comercializada como espaço + só aqui mesmo. Espaço de segurança vedado a menores, idosos ou pessoas sem condições de operar as saídas. Quem voa seguido sabe o quanto isso causa transtorno. ANAC e Infraero só querem saber de shopping…

  • Antonio Duarte

    Lá vai a TAM imitar a Gol pra ferrar os consumidores. A GOL “inventa” e a TAM vai depois, copia e faz pior. A GOL reduziu espaço das poltronas, a TAM copiou a GOL já voltou um pouco atrás mas a TAM continua cheio desses assentos apertados. E o pior que nunca abaixam o preço. Tomara que a Azul continue fora dessa mentalidade, pois só temos ela e a Avianca para alguns trechos para nos salvar. Uma vez que preço menor nunca aparece.

  • As tarifas mais baratas não pontuam

  • Rodrigo Pizzatto

    Sinceramente, com lanche ou sem lanche, o interessante para mim é chegar ao destino com segurança e pagando pouco.
    O resto é… digamos, resto.

  • Adriano Chaves

    Não Guilherme, vc entendeu errado. Eu paguei apenas 18 euros no trecho Lisboa x Londres.. Mesmo se eu tivesse despachado bagagem ainda estaria mais barato do q a média de passagens aqui dentro. No meu caso, eu só pego voo Ryanair se eu não for despachar nada. Ano passado eu passei um mês na europa em 6 países diferentes e eu viajava só de ryanair e ônibus… viajei com mochila mesmo, e como eram muitos dias eu sempre utilizava serviços de lavanderias (hostel) quando as roupas acabavam . Então isso varia de perfil para perfil de cada viajante. No meu caso, eu prefiro viajar só com o essencial mesmo, assim eu economizo pegando low cost e posso ficar muitos mais dias viajando. Pra quem curte mochilão eu acho que é a melhor opção, agora para quem viajava com criança, ou gosta de andar com muita bagagem, realmente vai pagar bem mais caro, neste caso eu acho que antes de escolher a low cost vale a pena ver se compensa.

  • Antonio Silva

    Cada dia pior !

  • Rangell Oliveira

    Vou voar de South African em dezembro e a questão de assentos cobram mesmo viu, paguei 170 ida e volta(os trechos internos domesticos são de graça), agora absurdo é cobrar por lanche, verdadeiro onibus aereo mesmo, absurdo ter q levar lanche, a gol já é manoteira por fazer isso e a latam não satisfeita resolveu imitar.

  • Fernando Vieira

    Maior conversa pra boi dormir. Vão tirar serviços e não vão baixar o preço! Isso aí não passa da velha tática do Premium ou seja, você perde coisas que você tinha antes e para voltar a tê-las, tem que pagar a mais.

    A dona Claudia Sender pode falar o que quiser, mas tá virando Low Cost Low Fare sim, mas sem a parte do Low Fare

  • Marcos

    Ué, e o que fizeram com o A380 que estava nessa rota?

  • FabioPalmeiras

    A TAM já não permitia a marcação de assentos faz tempo. Não consegui marcar assentos com antecedência para Londres em 2015 e nem para o Chile em 2016. Só na hora do check-in ou por telefone (se vc conseguir ser atendido). Ou seja, a TAM só vai assumir publicamente o que já fazia (ou não fazia) faz tempo. A marcação de assentos é essencial. Mas tem gente que ainda não marca assentos. Semana passada, pela Azul, voltando dos EUA, uma confusão no assento do meu lado, de pessoas que ficam sabendo seu assento na hora de embarcar (por puro desconhecimento ou desleixo). Os meus estavam marcados há 3 meses.

  • Jorge Pizarro Revival

    Acho que o mesmo elogio também cabe para você!