Aeroportos terão lanchonetes com preços mais acessíveis

Denis Carvalho 1 · fevereiro · 2012

Uma boa notícia para todos os que usam os principais aeroportos do Brasil. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) pretende criar lanchonetes populares em 12 dos principais aeroportos do Brasil. A ideia da licitação, que deve ser lançada hoje, é baixar os preços dos lanches e alimentos vendidos nos terminais, já tendo em vista a Copa de 2014.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a  Infraero escolheu 15 itens e fixou um preço máximo que poderá ser cobrado. Um salgado de 80 a 100 gramas, por exemplo, não vai poder custar mais de R$ 3,30. De acordo com o jornal, em aeroportos como o de Congonhas, em São Paulo, um croissant chega hoje a custar mais de R$ 10, já que além de serem poucas, as lanchonetes nos aeroportos praticam preços similares.

O objetivo da proposta é que a concorrência da lanchonete popular leve  os outros restaurantes e cafés a cobrar menos também. Segundo Estadão, um pão de queijo no Aeroporto de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, custa R$ 3,70. Na lanchonete popular, o passageiro vai pagar no máximo R$ 2 pelo mesmo produto. O cafezinho de 50 ml, que custa R$ 3,20 em Congonhas, na lanchonete popular poderá custar, no máximo, R$ 1,60.

Para chegar ao valor máximo dos produtos, a Infraero realizou uma pesquisa no entorno dos terminais, verificando os preços cobrados pelo comércio fora do aeroporto. O primeiro a receber a lanchonete será o de Curitibae a mesma pesquisa será feita nos próximos aeroportos que receberão a novidade – Confins, Galeão e Salvador estão entre eles. Os aeroportos que serão concedidos à iniciativa privada no leilão do dia 6 de fevereiro (Guarulhos, Viracopos e Brasília) não estão incluídos no projeto de lanchonetes populares.

Confira a lista dos produtos e os preços fixados:

– Pão de queijo (porção com 6 unidades) R$ 3
– Pão de queijo (80 a 100 g) R$ 2
– Salgados de 80 a 100 g (coxinha, quibe, empada) R$ 3,20
– Sanduíche natural R$ 3,90
– Misto quente (pão francês ou de forma) R$ 3,30
– Café simples (50 ml) R$ 1,60
– Café expresso curto R$ 2,70
– Café com leite (300 ml) R$ 2,90
– Leite 300 ml R$ 1,30
– Suco natural 300 ml R$ 3,20
– Suco caixa 250 ml R$ 2,80
– Suco lata 300 ml R$ 3,50
– Refrigerante lata R$ 3,20
– Água mineral sem gás (copo 250 ml) R$ 1,50
– Água mineral sem gás (garrafa 500 ml) R$ 2,30

Sem dúvidas trata-se de uma excelente iniciativa da Infraero, mas que sem dúvida deve causa bastante polêmica, sobretudo por parte das lanchonetes e restaurantes que hoje prestam serviços (caríssimos) nestes aeroportos. Esperamos que estes espaços sejam ocupados por empresas sérias que ofereçam estes produtos com qualidade e acabem com a exploração dos passageiros nos terminais pelo Brasil a fora. Fica também a pergunta: e os aeroportos que serão privatizados? Nunca terão nada neste sentido?

É muito importante lembrar que hoje os preços dos alugueis nos aeroportos são absurdo. Como as empresas vão conseguir vender por esses preços? Só se a Infraero oferecer aluguéis mais baratos para essas “lanchonetes populares” e aí será injusto com as outras empresas. Essa mesma Infraero que acha os lanches caros cobrava R$230.000 por mês de aluguel do McDonald’s do aeroporto de Porto Alegre. Ou seja R$7.600 de aluguel por dia! Imagina quanto tem que vender pra pagar isso?

Leia a matéria completa no site do Estadão

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • Eduardo Favila

    Parabéns INFRAERO

  • Ângelo

    Muito bom a iniciativa. Os preços são absurdos nos aeroportos brasileiros.

  • Tham

    Poderia ter opções veganas para não que não comemos alimentos de origem animal. Uma sugestão que faria muita diferença na vida de várias pessoas.

    • Felipe

      De menos de 1% da população…

  • Fernando

    As empresas atuais justificam os altos preços com base no "alto aluguel" dos pontos nos aeroportos, ou seja, colocam a culpa na própria infraero. É realmente uma grande chance para polêmica entre as atuais empresas e a Infraero, já que esta estaria criando uma concorrência desleal dentro dos aeroportos.

    A não ser que a justificativa das empresas seja infundada e que os preços sejam realmente abusivos… nesse caso a Infraero está tomando a atitude correta.

    • Rodolfo Guidi

      Muito pertinente a tua ponderação, Fernando. Estou totalmente de acordo. Esperamos que agora o fantasma saia da gaveta!

    • Rodrigo Gonzalez

      Fernando, disseste muito bem!

      O custo do aluguel é realmente abusivo. Justifica? Não sei, só fazendo muita conta, mas sei que loja em aeroporto é uma coisa quase inviável se praticados os preços de mercado…

      Essa licitação poderá gerar uma certa "revolta" dos antigos lojistas, afinal, o contrato deve ser diferente…

    • Junior

      Concordo plenamente com voces. Vamos agora ver quem esta falando a verdade, os lojistas ou a INFRAERO. Se os lojistas com certeza haverá um enorme problema com os serviços prestados em todos os estabelecimentos de todos os aeroportos. Mas se for a INFRAERO….. aí os senhores proprietarios de lojas e conveniencias terão que reavaliar seus conceitos de serviços prestados nos aeroportos.

      • Tiago Rosa

        No aeroporto em Floripa, a Hertz tirou sua loja de dentro do aeroporto (uma loja 2×2 mts) custava mais de 30k mês, e na renovação do contrato queriam aumentar.. Eles alugaram uma casa ao lado do aeroporto, com estacionamento etc por 3k e agora um funcionário espera os clientes dentro do aeroporto.

        Perderam dinheiro? Não sei, mas que 30k por mês é um absurdo, é…

  • André

    Muito boa a iniciativa, porque os preços são realmente ridículos.

    Mas uma vergonha ver que a Infraero só está fazendo isso por causa dos gringos, e não por causa de nós, brasileiros.

  • luciano

    é uma otima iniciativa da INFRAERO ja pagamos tantas taxas (INCLUSIVE SAIU ONTEM QUE AS TAXAS DE EMBARQUES SOFRERÃO REAJUSTE NOS PROXIMOS MESES) vai ai uma dica, enfim voltando, pagamos tantas taxas e temos um serviço de pessima qualidade nestes aeroportos super lotados do nosso país, e ainda pagar caro por um cafe, um pao de queijo e injusto.

    parabens INFRAERO

  • E pensar que um dia desses paguei mais de 40 dilmas por 2 sanduiches + 2 refrigerantes. Bela iniciativa da infraero.

  • leoh

    Eu sempre levo um lanche e uma garrafa pra por agua. Uma vez esqueci minha garrafa e precisei comprar uma em Congonhas. O preço de 500ml de água era R$5,00. UM ROUBO! Fui na lanchonete, pedi um copo de plástico e fui no bebedouro. Tem que ser muito sem noção (ou gastador) R$5,00 em uma garrafinha. Sou farofeiro com orgulho. Levo 2 misto quente embrulhados em papel aluminio, 1 garrafa de agua e 1 barra de chocolate. Custo total: R$5. Se não como no aeroporto, como no avião. É bem melhor que aquelas goiabinhas.

  • Ricardo

    Nossa finalmente uma boa medida, visto que a alimentação nesses aeroportos é sempre cara, até as redes de fast-food mais baratas cobram valores fora do padrão. A primeira vez que fiz conexão em Guarulhos fiquei surpreso com os preços e com a falta de opções. Na segunda vez que fui acabei utilizando um serviço de delivery que me entregou comida no aeroporto com uma taxa de entrega acessível.

  • leoh

    Outra coisa interessante é a infraero disponibilizar WI-FI gratuito no galeão (ainda em testes). Recomendo a todos a colocar na caixa de sugestão dos aeroportos um pedido de sistema de wi-fi gratuito. Pagar R$25 pra usar 24h de wi-fi é um roubo. A speed e a vex estão faturando alto com isso.

  • julio

    É uma vergonha os valores absurdos q pagamos nas lanchonetes dos aeros. Principalmente qd estamos em conexao(BSB, CGH, GRU…) pois nas areas fechadas dos embarques os precos sao mais caros ainda. Eles aproveitam pois sao oportunistas! Tomara q isto seja verdade e mude mesmo!!!

  • Triste ver que as coisas só funcionam quando estamos na vitrine do mundo.

  • Anderson Brito

    Eu admitido! Sou farofeiro! No voo da Pluna levei uma caixa de chocolates e uma Raffles de quase 1kg(!).

    Não compro nada em aeronave e em aeroporto! Nem comida! Já basta as passagens caras!

    Ótima notícia!

  • Gilberto Souza

    Bom, como SEMPRE as coisas no Brasil são uma piada e fazem tudo pela metade. Em vez de colocar na iniciativa 100% dos aeroportos, colocam só alguns. Lamentável. O governo precisa entender que privatização eh como contratacao de terceiros, ou seja, a empresa vencedora da licitação obrigatoriamente tem q seguir as regras do governo, da infraero, ou de nao sei mais quem.

  • Leonardo D

    Já passou da hora. É um absurdo termos que pagar altíssimos preços no aeroporto e dentro do avião "ganhar" um saquinho de amendoim…

  • Pedro H

    Até admito que os preços em aeroportos sejam mais altos. .

    Normalmente é um lugar afastado(ou seja, tem o deslocamento de tudo), é um lugar que hoje em dia é de espaço muito limitado(alias como que a infraero vai achar loja em congonhas???) e a concorrencia é pequena. Mas os preço praticados são roubo!

    Acho a medida ruim, ninguém regula o preço assim, a infraero não é uma empresa de pesquisa de preços, ela nao vai ter como atualizar o preço da coxinha de forma correta e vai acabar deixando tudo defasado, aina mais em épocas que a inflação ta lá no alto.

    Controle de preços me lembra Sarney, que me lembra fracasso….

    Acredito no livre mercado, com um orgão controlador.

    Há de se verificar carteis no aeroporto, porque se a concorrência realmente houvesse, os preços cairiam.

  • Rodrigo

    A INFRAERO quer apenas satisfazer a população com essa medida. Perderemos qualidade nos produtos, isso é fato. O mais correto seria a INFRAERO abaixar os preços de aluguel e todas as outras taxas que os lojistas pagam para estarem nos aeroportos. A taxa caríssima é repassada ao consumidor, que já paga a enorme quantia (média) de R$ 20,00 por um embarque doméstico e R$ 65,00 por um embarque internacional. Essa medida não ataca a causa do problema, apenas o "esconde" e a população ainda acredita em medidas assim.

  • Alisson

    Eu quero Mc Donalds!

  • Felipe

    Os preços não estão bons… Continuam caros. Refrigerante por R$3,20??? Deviam fixar os preços de acordo com as RODOVIÁRIAS das cidades.

  • Marcos Sobral

    Isso é um grande problema não só no Brasil mas em aeroportos da América do Sul. Me lembro que no Aeroparque (Buenos Aires) paguei em torno de 10 reais por uma garrafa de água mineral pequena. Mas acho que isso é uma cultura mundial. Percebi, pelas cidades que já viajei, que o preço é um pouco mais elevado no aeroporto, mas não tão exagerado como no Brasil.

  • Lilian

    Excelente iniciativa!

    Quando viajo fico sempre imaginando como uma família com vários filhos faz para pagar um lanche em aeroporto porque é muito caro!

    Outra questão é que na área de embarque geralmente há apenas uma opção de local para lanche, logo abusam do preço!

  • Leonardo Marques

    Eu concordo contigo. Hoje os preços dos alugueis nos aeroportos são absurdos, como as empresas vão conseguir vender por esses preços? Só se a Infraero oferecer aluguéis mais baratos para essas "lanchonetes populares" e aí será injusto com as outras empresas.

    Não custa lembrar que essa mesma Infraero cobrava R$230.000 por mês de aluguel do McDonald's do aeroporto de Porto Alegre. Ou seja R$7.600 de aluguel por dia! Imagina quanto tem que vender pra pagar isso?

    Bom, vamos aguardar o desenrolar.

    • Luciana

      Aqui em Brasília o aluguel de um quiosque de cookies, com menos de 9m2, é mais de R$ 20.000 de aluguel. Como bem disse o Leonardo, impossível o cara vender a preços módicos com uma conta dessa pra pagar no final do mês….

  • Denis Martins

    Aqui em SP você não acha refrigerante por menos que isso no terminal Tietê…

  • Liz

    Parabens Melhores Destinos! Não só pela publicação da notícia, mas pela perspectiva crítica e ampla com a qual vocês trataram a questão.

  • Wesley Rios

    Para a o Governo Federal (Infraero) o dinheiro dos aluguéis não faz tanta diferença. Mas os preços absurdos cobrados nos aeroportos, são verdadeiras facadas nos bolsos de nós consumidores.

    Equação simples então: Infraero diminui os valores das locações, e as empresas se enquadram na tabela descrita. Todos saem ganhando.

    • Leonardo Marques

      Tô com você.

    • Wesley Rios

      Vindo de Porto Alegre, fiz escala em Guarulhos. Mesmo achando elevado os preços praticados em Salvador, fiquei chocado com os "roubos" de Cumbica. Batata frita custando R$ 13,00…água mineral de 500 ml por R$ 6,00…realmente é inaceitável, fora completamente da realidade de 90% dos brasileiros.

      Antes que os elitistas de plantão apareçam, aquilo ali deixou já há algum tempo, (ou deveria) de ser espaço exclusive das elites, hoje deve ser espaço para qualquer cidadão (inclusive que ganha salário mínimo) frequentar e desfrutar.

  • Cristiano

    ÓTIMO!! Maravilha o que a INFRAERO irá fazer!!! Já estou cansado de pagar e caro por um lanchinho nos aeroportos! Eu quero que a grande maioria tenham uma franquia de MC Donalds ou Giraffas. Seria tudo de bom.

  • Igor – Poa

    Tomara que isso seja colocado em prática logo.

    Paguei R$ 10,00 por um misto quente no Congonhas, o mesmo misto em Guarulhos custa R$ 15,00 e no Galeão R$ 5,70 uma diferença gritante.

    Já em Porto Alegre se chega fechar o McDonalds que é o mais barato estamos ferrados.Paguei R$ 4,50 um Capuccino com pão de queijo lá.

  • Mauricio

    HAHAHAHAHAH verdade. Levem uma folha de alface no bolso e ta tudo certo kkkk

  • Mauricio

    Então vai viajar de onibus

  • Rodrigo

    Chará, é só pensar um pouco. Supondo que a infraero diminua o valor do aluguel cobrado pela lanchonete X vc acha que: a) reduziriam-se os preços e o lucro final do empresário continuaria o mesmo. ou b) manteriam-se os preços abusivos e o lucro final do empresário duplicaria?????

  • Rodrigo

    Leonardo, onde foi que vc já viu um MC Donalds quebrar, meu amigo?

    Nada mais justo que se diminuam os lucros astronômicos dos grandes empresários milionários em prol de um preço justo para a população. Senão a gente cai naquela de o "rico sempre mais rico"…

    • Leonardo Marques

      Vamos fazer uma continha…. R$7,600 de aluguel por dia! É preciso vender 1.500 saunduiches por dia com lucro de R$5 em cada um pra conseguir pagar o aluguel.

      Eu concordo que tem que diminuir lucro sim, mas tu acha mesmo que R$7.600 de aluguel por dia é correto?

      • moacir

        Aqui em porto alegre um MaC já quebrou.Mas é verdade que empresário gosta de ganhar um lucro exorbitante.. E que os empregados gostariam de ganhar salários milionários. 🙂

    • Angelo Eugenio

      Eu já vi vários MC Donalds quebrar, quem é de BH sabe.

      MC Donalds Venda Nova e MC Donalds Augusto de Lima (Em frente ao Fórum)

  • Rodrigo

    Em todo lugar vende salada. Não é bem esse o problema.

  • Iniciativa no mínimo curiosa, será que o tal aluguel cobrado pela Infraero aos lojistas nos aeroportos seria menor e tal? E o "lobby" dos já presentes restaurantes e lanchonetes, vai deixar isso assim? É esperar pra ver…

  • suelen

    mtu bom!!!!!

  • William

    Leite 300ml R$1.30

    água 250 ml R$ 1,50

    Absurdo! Falta respeito aos produtores!

  • Guilherme

    O pior q msm com as privatizações dos aeroportos a Infraero vai continuar sendo sócia dos parceiros privados, sendo assim, eu duvido que os preços nesses aeroportos melhorem, alem dessa taxa de conexão q vamos ter q pagar.

    Eu sempre prefiro comer nas grandes redes (Mac, bobs,etc)a impressão q eu tenho eh q praticam preços parecidos com a realidade.

  • Pedro

    Mas a causadora dessa situação é da própria INFRAERO! Será que ninguém leu a matéria até o fim?

    A INFRAERO cobra caro tanto de concessionários quanto de passageiros e oferece em troca um serviço pífio.

    Em miúdos: Inventaram uma medida tapa-buraco para resolver um problema que eles criaram.

    Serem aplaudidos por isso é algo surreal!

    • Leonardo Marques

      1 pessoa curtiu isto.

    • Luiz Henrique Rodrig

      2 Pessoas….

    • Lorena

      Concordo com o Pedro! As lanchonetes não cobram aqueles preços absurdos a toa. Muitas fecham por não conseguirem pagar o aluguel absurdo.

      Se cobrarem aluguel diferenciado dessas lojas, realmente é muito injusto com as outras.

    • Feliciano Martins

      Isso aí vai pegar fogo! É só esperar pra ver.

      Também curti isso!

  • Roberta

    E ainda tem gente que acha que a Infraero está fazendo um favor pra gente!!! Vamos refletir galera…temos q ter mais mentes críticas!!! Isso nao passa de algo que eles fizeram p amenizar o q sempre fizeram, ou seja, exploraram o povo!!!!

  • André

    É um roubo, mas não é exclusividade nossa… A maioria dos aeroportos nos EUA também tem internet paga que é tão cara quanto a nossa!

  • Alecsandro

    E quase sempre não aceita pagamento por cartão!

  • hornan

    esperamos que isso ocorra rápido e seja para todos…já sabia que os preços nos aeroportos são exorbitantes, e agora com essa informação do aluguel do Mac em Porto…e o serviço oferecido muitas vezes deixa a desejar…veja como exemplo o GIG(Galeão, RJ) em completo abandono e pouquíssima estrutura.

  • David Pitombeira

    Leonardo, acho que você tem razão partes com relação aos valores cobrados pela Infraero. Entretanto, cobrar R$ 10 por duas fatias de pão de forma com manteiga, como é praticado na sala de embarque de CGH, é um pouco absurdo, ainda mais quando nós consumidores não temos o direito de escolher, pois não há concorrência no espaço.

    • Leonardo Marques

      David, eu também acho um absurdo. Congonhas acho que é o exemplos mais sinistro. Poucas opções e preços absurdos. Eu não acho que faz o menor sentido esses preços.

      O ponto é que, enquanto a Infraero cobrar um valor absurdo de aluguel ela não pode reclamar que os valores dos alimentos estão absurdos. Não faz sentido.

      O que eu acho que deve ser feito? Oferecer aluguéis mais baratos, apenas dentro da realidade do Brasil. E colocar valores máximos para alguns produtos. Isso resolve, mas será que alguém não sabe disso? Claro que que sabe!

  • Adriano

    Olá pessoal, mudando um pouco o foco, penso que seria bem interessante o Melhores Destinos publicar a reportagem do UOL, que aborda a cobrança de mais de 200% da gol nos voos operados pela webjet

    http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1042148-gol-

    • Leonardo Marques

      a gente postou sobre isso aqui no ano passado 🙂 só que na ocasião estava invertido.

  • Leonardo

    Melhores Destinos, de onde tiraram a informação de que a Infraero cobrava R$ 270.000,00 de aluguel mensal do McDonalds? Isso pra mim não faz o menor sentido e a reportagem do Estadão não faz menção a esse fato.

  • titobosco

    você pagar 2,50 numa barrinha de ceral que custa 1 real na rua é complicaado…

  • Eu acho que encontrei a empanada de aeroporto mais cara do mundo. Fica em Fortaleza, um abuso.

    http://garimpandodestinos.com/2012/01/16/fortalez

  • Vinicius

    Curti 😉

  • Vania Gori

    Excelente notícia! Diversas vezes senti que estava sendo roubada nos aeroportos.

    Parabéns a Infraero pela iniciativa!

  • Alexandre

    Pessoal,

    Nós, consumidores, temos que NÃO COMPRAR quando o preço é abusivo.

    Na verdade, o principal motivo que mantém o preço "abusivo" é o consumo.

    Sei que, por vezes, pode ser difícil não consumir comida no aeroporto, mas, em sendo possível, a alternativa para queda dos preços (e/ou aluguéis) é a ausência de consumo.

    O forneceder vive do consumidor.

    Isso vale para tudo que consumimos.

    Aliás, no Brasil, em geral, os preços estão muito altos (carros, roupas, aluguel, escola, telefonia, etc…), porque o lucro é muito alto assim como a carga tributária. Poderíamos lançar uma campanha do tipo "Diga não ao abuso de preços nos aeroportos. Não consuma"… sei lá, não sou publicitário…

    Enfim, acho que seria um bom começo diminuirmos o consumo de produtos com preços abusivos.

    abraços.

  • Capitão publi

    Wilson Trópia: "A crise no Brasil é de Caráter!"

    • Capitão publi

      Este é o Brasil. Todo mundo querendo ser mais esperto e achando que está enganando todo mundo. Desde os índios, portugueses, escravos, senhores etc. No final, todos saem perdendo e muito. Nos espelhamos nos EUA que possuem uma economia muito diferente e 20x mais "gorda". Mas agimos às vezes pior do que economias africanas (que possuem tremendo potencial e recursos, mas muito pouca gente preparada – nada contra África que admiramos). O resto aqui sobre iNFRAERO aéreas e estas novelas é só um mero reflexo do doce de marmelo!

  • Capitão publi

    3 pessoas

  • Marcelo

    Prezado MD,

    Informação da Infraero deve ser tratada praticamente como informação da desciclopédia. Sugiro resguardo e, toda vez que essas informações partirem de órgãos assim, fazer como parte da imprensa faz: "Infraero diz que…"

    Pq, do jeito que está na chamada, o MD acredita na Infraero.

    • Denis Martins

      Bem observado, Marcelo, mas como o edital já está pronto, vamos dar este voto de confiança. Se voltarem atrás publicamos também!

  • Capitão publi

    Em Confins tem um BOB'S…o preço é 50% + e o atendimento é pior do que nos shoppings….

  • Edwagner

    Você curtiu isso! (desfazer)

  • RogerioC

    230mil????????????????????????

    Como pode isso, não é aluguel é roubo. Esse é o retrato do nosso país com política da ganância.

  • Fernando

    Caro Leonardo, grande parte das lanchonetes que "existiam" no Salgado Filho em Porto Alege, fecharam as portas devido ao aluguel EXORBITANTE que a Infraero cobra.

    No momento que o governo cobrar um preço justo pelo aluguel, com certeza o preço dos alimentos irão baixar.

    • Leonardo Marques

      Sei disso.

  • Joao Oliveira

    Queria que a Policia Federal invesstigasse qual o milagre que o dono de uma lanchonete e um restaurante no andar superior do Aeroporto Eduardo Gomes em Manaus faz para pagar o aluguel. Pois o movimento ali nào da nem para pagar a luz. Deve existir algum milagre da Infraero exclusivo para os dois.

  • Samira

    Adorei saber, principalmente quando lembro que semana passada estive no aeroporto de Campinas e a lanchonete da Casa do Pão de Queijo estava lacrada pela Vigilância Sanitária… e olha que os preços praticados por eles não são baratinhos, já o serviço é bem porquinho…

  • Danieli

    Aqui em São José dos Campos-SP já quebrou um Mc também!!!

  • PEDRO CURITIBA

    AEROPORTO NAO PRECISA DE ESTACIONAMENTO,

    PRECISA SIM DE TRANSPORTE PUBLICO DE QUALIDADE, BARATO, AGIL, SEGURO E CONFORTÁVEL…

    ESTACIONAMENTO É SO PARA OS STALINISTAS DO PT FAZER CAÇA-NIQUEIS…

    EM OUTROS PAÍSES É POSSIVEL FAZER CHECK – IN, FORA DO AEROPORTO, EM ESTAÇÕES DE METRO, LOJAS DA EMPRESAS, ATÉ 48 HORAS ANTES DO VOO…

    XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

    ME ENGANA QUE EU PAGO IMPOSTO! STANILISTAS, CRIAS DE FHCCCCCC!

  • ANTONIO ALVES DA SIL

    Em novembro, no aeroporto de Foz do Iguaçu, paguei R$3,50 por uma garrafinha de água, que custava R$3,00 a bordo da Webjet! Aluguéis caros ou não, os lojistas se prevalecem do fato do passageiro não ter opções mais baratas próximas dos aeroportos.A concorrência é sempre saudável, onde que que seja!

  • Edwagner

    Boa Idéia, próxima viagem que eu fizer vou levar uma rapadura, um ovo cozido e duas bananas! Ah, e uma garrafinha de leite com nescau…

  • Se só 1% das pessoas tivessem alguma necessidade especial, não deveria haver política de acessibilidade então?

    • Felipe

      Quando Vegan tiver na Constituição a gente conversa…

  • ANTONIO RUCKER

    Absurdamente caro no Brasil, muito por causa da

    própria Infraero (preço aluguel).

    Teria que ver como faz o Aeroporto de Bogota, Colombia. Tem wireless gratuito e bom sinal, e todos tipos de lancherias com preços iguais ao centro da cidade. Inclusive vendedores ambulantes.

    ambu

  • EduardoSL

    Por favor, alguem me corrija se eu estiver equivocado, mas o Salgado Filho (Poa) nao tem nem um bebedouro para o cidadao matar a sede durante suas longas esperas.

  • No aeroporto de Dublin tem uma loja de conveniências de uma rede que possui lojas em toda a cidade. O preço no aeroporto é o mesmo das outras lojas. Comprei uma lasanha congelada e uma caixinha de suco, a funcionária aqueceu a lasanha no micro-ondas, me emprestou talheres e pude almoçar no aeroporto por 5 euros!

  • André Bas&iac

    Essas coisas no Brasil são uma roubalheira danada! Não me surpreenderei se, ao procurar uma dessas "lanchonetes populares", vários destes itens acima simplesmente não forem vendidos com o argumento de que "já vendemos todos", passando esses novos estabelecimentos a venderem os demais salgados e sanduíches no preço que bem quiserem.

    A questão dos estacionamentos mesmo acabou virando uma máfia com preços cada vez mais altos a cada ano que passa.

  • JONATAS

    Ao começar a ler o texto pensei em comentar sobre o absurdo que é o aluguel nos aeroportos sem parecer estar a favor dos lojistas rsrsrsrs. Aqui em Macaé ouvi de um gerente de um PAB do Real(Santander) que ficava no minúsculo aeroporto da cidade, um espaço de +- 25m², que a "InfLaerro" queria cobrar 40,000 mensais. Até aí tudo bem né, ladrão que rouba ladrão…

  • Felipe

    Enquanto tiver brasileiro pensando assim eles vão nadar de braçada… À partir do momento que você NÃO tem outra opção o preço deve ser JUSTO, caso contrário, isso caracteriza exploração de necessidade humana. É algo como cobrar R$1000 o kg do arroz caso ele esteja em falta.

  • Segundo a matéria, o preço de R$ 230.500 foi três vezes mais que o preço inicial sugerido pela Infraero no pregão. Ou seja, o preço inicial era por volta de 77 mil por mês e subiu para 230 mil porque houve quem pagasse!

    77 mil ainda é um preço alto, mas precisaria comparar com o valor de um aluguel num grande shopping center para termos uma ideia.

    • wanderson flá

      Também percebi isso na reportagem do Zero Hora. O franqueado do McDonald's ou a própria franqueadora fez os cálculos e resolveu, pelas regras do pregão, oferecer um valor 3 vezes maior que o preço inicial para não perder o espaço e deixá-lo para as redes de fast food concorrentes. Nesse caso atual, há uma imposição de tabela com valores máximos para produtos e provavelmente preço mínimo para locação. Resta aos interessados avaliar se a proposta será lucrativa. Não quero ser simplista afirmando que a culpa é da INFRAERO apenas. No Brasil temos uma cultura de querer ganhar muito em pouco. Isso é generalizado. Ou vocês imaginam que os donos de lojas e lanchonetes em aeroportos cobrariam preços normais caso o aluguel fosse menor? A lógica é a da oferta e procura, pura e simples. Por isso, quero acreditar que essa medida possa ser um ponta-pé inicial para a mudança de paradigma e que as futuras licitações, inclusive de renovação dos aluguéis nos aeroportos brasileiros, sigam esse padrão, ponderando preço de locação e valor máximo para produtos e serviços típicos.

  • Mari Pavesi

    Concordo plenamente Antonio, sem dúvida a Infraero tem sua parcela de culpa, mas, não tenho a menor dúvida de que as empresas também abusam, e muito, da falta de opções que nós, simples passageiros, temos. Gastei R$ 15,00 para comer um salgado e tomar um capuccino em Congonhas há 15 dias atrás, isso é inadmissível. Em muitos lugares eu almoçaria com este valor.

  • Miguel Gonçal

    A Infraero é simplesmente um grande cabide de emprego que apoia financeiramente sua diretoria e colegionarios.

  • Osória

    Eu concordo. Hoje os preços dos alugueis nos aeroportos são absurdos, como as empresas vão conseguir vender por esses preços não sei.Mas aluguéis caros ou não, os lojistas se prevalecem do fato do passageiro não ter opções mais baratas próximas dos aeroportos.

  • Danielle

    4 pessoas!!!

    Jà participei de licitações da infraero e o preço é bem alto dos alugueis ao final!

  • Leandro Alves

    4 pessoas

  • Zé Antô

    Nos aeroportos brasileiros há muita discrepância em todos os setores que exploram as atividades comerciais. A Infraero cobra caro demais por alugueis de espaços e o resultado aparece no preço final dos produtos.Há empresas especializadas em aeroportos e todas formam um cartel que penaliza muito os usuários que são forçados a ficarem esperando voos atrasados por culpa da própria Infraero. É um circulo vicioso onde só que paga o pato é o consumidor.Com mais passageiros das classes B e C que compram as passagens na promoção, o custo de um lanche fica as vezes mais caro que a passagem.Até quando teremos que pagar pela falta de competência dos dirigentes aeroportuários?? Por isso, penso que a privatização é o caminho correto, pois a coisa pública não é respeitada e o consumidor só tem a perder pela falta de concorrência no setor.

    vergonhoso!!!!

  • Danielle

    O grande problema está no fato de serem necessárias licitações, e depois, o tipo de licitação que faz com que vire um grande leilão do espaço disputado entre as grandes empresas ou as que estão dispostas a pagar MUITO para estarem em um aeroporto. Esse é o pensamento deles, infelizmente.

  • Leandro Alves

    kkkkkkk

  • Necy

    CONCORDO!

    Turismo é uma forma de movimentar dinheiro mas não adianta conseguir passagens com um preço honesto e ter despesas enormes com taxi, estacionamento ou qualquer consumo nos aeroportos. A solução seria a própria INFRAERO rever os valores cobrados aos permissionários e o governo fiscalizar. Essa medida seria correta inclusive nos estacionamentos.

    NÃO TEM LÓGICA.

  • Iago

    Eu tive a infelicidade de pedir um hambúrguer numa lanchonete do aeroporto SDU e recebi um pão com uma carne empanada dentro e nada mais. Além de caro, aquilo jamais foi um hambúrguer. A qualidade também tem de ser revista.

  • wanderson flá

    Não acredito nisso. Tendo procura alta e pouca ou nenhuma concorrência, os preços tendem a ser elevados. É a lei do livre mercado. Funcionaria mais ou menos assim: INFRAERO abaixa o aluguel dos espaços e os donos de lojas e de lanchonetes embolsariam essa diferença.

  • André

    Já tem nos principais aeroportos do Brasil é só sair para fora e comer capim.

  • jussara

    isso é muito bom porque uma agua mineral custa 5 reais um absurdo pensam,que porque viajamos de avião somos ricos kkkkkkkkk

  • RABUGENTO

    Em Viracopos a Casa do Pão de Queijo foi fechada várias vezes pela Anvisa neste último mes…

  • Sarah

    Leve mesmo porque a gol só da água se quiser comer alguma coisa no avião tem o cardápio pra você escolher e pagar,claro.

  • yano

    eu sou um pouco pessimista sobre o isso. vcs acham que a infraero está preocupada com os passageiros ????

    Lanchonetes populares não interferirá em nada nos preços cobrados pelos estabelecimentos que já estão instalados. O movimento nos aeroportos cresce vertinosamente a cada ano e haverá demanda para todos as lojas e todos os bolsos.

    Conclusão : a arrecadação da infraero só vai aumentar, não importa qual medida seja tomada, o povo vai continuar reclamando e comprando seu cafezinho e pão por R$ 15,00.

  • Mauro

    Só um pouco pessoal. Quem define o valor do aluguel não é a Infraero. A infrero disponibiliza o local, e os concorrentes que disputam o valor. Quem oferecer o maior valor é que tem direito de explorar o local. Se os comerciantes não quizessem pagar uma valor tão alto, a licitação seria encerrada com um vencedor por uma valor muito menor.

    A concorrência é entre os comerciantes.

  • Leandro Alves

    Concordo…é só deixamos de comprar, que o preço terá que cair. Façam como muitos falaram aqui, levem garrafinha de água, sanduiche em papel aluminio ou algo do gênero, mais não colaborem com o abuso.

  • É importante essa iniciativa. Na semana passada estive em Brasília e paguei R$ 9,70 por uma coxinha de frango + suco de laranja. Normalmente pagaria no máximo R$ 5,00 fora do aeroporto. Se estão democratizando o acesso aos voos no país, nada como democratizar os preços nas lanchonetes de aeroportos brasileiros.

  • Marlene

    Pessoal, se tudo isso não mudar, acho que terei que levar uma marmitinha e algumas frutinhas na bolsa, assim garanto a minha refeição, pois pra quem mora ao lado do aeroporto de congonhas e tem que ir para Guarulhos,em voo internacional sempre saio de casa bem antes do horário, porque nunca se sabe como estará a marginal.

  • Esse é apenas mais um exemplo da mal administração que o governo exerce na infraero. E se fosse só a Infraero a coisa não serai tão feia como e. Como eles pretendem mater negócios nos aeroportos cobrando esse preço de aluguéis? O empresário precisam vender as suas mercadorias do preço que vendem, do contrário fecham as portas!

  • Vinícius

    Pois é, não sei porque as pessoas acham que é obrigatório comprar algum lanche em aeroporto. Se o chocolate está 5 reais no aeroporto, é só comprá-lo por 1 real no supermercado e levar na mochila. Além do mais, conheço gente que almoça as 12h e fica sem comer até voltar da faculdade as 23h; porque essa mesma pessoa vai desmaiar de fome se ficar sem comer em vôos que, somadas conexões, não ultrapassam 5 horas?

  • Raphael

    O aluguel é um absurdo. O preço da comida é um roubo. Mas nada melhor do que o pão de queijo da lanchonete da área de check-in de congonhas. Em três pessoas gastei 25 reais em pouqíssima comida, mas MEU DEUS, que pão de queijo.

    • Karen

      A Samira, lá em cima, disse que os produtos da Casa do Pão de Queijo 'não são baratinhos'. Bondade dela: são um assalto mesmo, inclusive nos terminais rodoviários do Tietê em SP, e de Campinas/SP, se não me engano administrados pela mesma empresa que, literalmente, 'explora' também o terminal de Ribeirão Preto.

      Não sei o que o Raphael comprou, mas nem o melhor pão de queijo do mundo (que não é o dessa empresa), justifica a cobrança que me fizeram em novembro/2010 no aeroporto de João Pessoa: 13 reais por aquele pacotinho de uns 8 mini-pães. Paguei sem reclamar porque não perguntei o valor antes, mas foi a última vez na vida que me tiveram como cliente.

    • isabel cristina

      Aluguel absurdo gera preço exorbitanteeee!só muda

      privatizando.Tudo q governo administra tem bezerrinho mamando,sempre um roubando mais q o outro.Tem q haver um basta nesta roubalheira em nosso país…VAMOS REAGIR PESSOAL!!!

  • Hildo

    Sou usuario normal de aeroportos, mas ainda nessa semana, em Confins, já comentava com um familiar como a Infraero permitia a pratica de preços abusivos nas lanchonetes daquele e em outros aeroportos brasileiros, chegando ao ponto de cobrarem R$ 3,00 por uma garrafa de 300 ml de agua (Aracaju, por ex.). Como se aguarda horario de voo, tornamo-nos reféns dos preços cobrados quando sentimos fome e isso vale tambem para os restaurantes e suas refeições carissimas. Acho que em boa hora a Infraero toma uma medida acertada em relação as lancherias (com concessão autorizada por ela própria). Outra coisa a ser feita seria a proibição da venda de lanches e refrigerantes nos aviões, como o caso da Web Jet (leia-se Gol). Chega ao ponto do avião mudar a rota para o Rio de Janeiro, por falta de teto em BH e, por causa do calor, no patio, onde estava estacionado, vem a tripulação oferecer a venda de agua aos passageiros, quando estes nem poderiam prever uma situação em que a empresa seria a responsável pelo contratempo. Parabéns a Infraero.

  • GUILHERME MESQUITA

    Sinceramente, o serviço é caro em qualquer aeroporto do mundo… Mas alguns chega a ser absurdo. Não vejo mal em pagar R$ 8-10 por um salgado EVENTUALMENTE, o problema é que MUITA GENTE VIAJA DIARIAMENTE, e acaba gastando eventualmente 200-300 reais em salgados no mês… Não sei se vcs conhecem os "porões" do Congonhas, onde ficava o antigo aeroporto antes da reforma. Por lá tem vários estabelecimentos "escondidos", que não ficam no saguão.. Desde banca de revista, até cabelereiro, lanchonete, restaurante.. Então, lá os preços são mais em conta. Tanto que tu só ve tripulação passando por lá.

    Mas vamo baixar esse aluguel mesmo, é ridículo. Tão ridículo que o aeroporto de Porto Alegre não está todo ocupado. Tem várias lojas para alugar fechadas. Culpa da própria infraero. Se custasse R$ 10 mil para alugar, com certeza teria muitas lojas por lá.

  • isabel cristina

    Titobosco,opreço é R$1,99 quatro barrinhas:LJS Americanas,Drog.Araújo e outras mais.

  • Eduardo Galvã

    País complicado este.

    Por isto que estou planejando vir a Orlando (estou aqui agora) 1 vez por ano, pelo menos aqui meu dinheirinho tem o valor que merece.

  • Mestre Yoda

    Curtiu isso mestre Yoda, jedais todos também!!!

  • MCO tem wifi gratuito, oferecido pela administração de turismo ou aeroporto de lá, e é boa. E olha que é uma destinação tipicamente turística e não business.

  • Ah não, gente, vcs não estão entendendo. Sou servidor público e trabalho com licitações e etc. O fato de a Infraero não colocar preço máximo nas licitações que faz o preço do aluguel subir tanto, pois o licitante sabe que pode colocar o valor que desejar. Ao colocar em edital os preços máximos cobrados, os licitantes vão realizar propostas que cubram seus custos operacionais, obviamente o valor do aluguel vai ser mais baixo, pois ninguém vai fazer uma proposta de R$230.000,00 mensal se o faturamento esperado é menor do que isso. Se eu entendi direito como está elaborada a proposta, vai dar certo sim.

    Abs.

  • Paulo Schiaveto

    É que você não paga 80.000 Dilmas de aluguel…

    Senão venderia pelo mesmo preço.

  • Paulo

    1) Diminuir o aluguel mínimo nos contratos existentes e nas licitações futuras (essencial, não foi feito)

    2) Promover a concorrência com novas licitações

  • Paulo

    Acabo de ler o edital. Lance de Aluguel MÍNIMO de 16.500 reais, ou 5% do faturamento. O sujeito vai ter que vender muita coxinha para sair do vermelho…

    Pra terem uma idéia, há alguns anos eu pagava 12000 em uma cafeteria de um grande shopping de BH e tinha que vender 60, 70 mil para o ponto de equilíbrio.

    Negócio furado…

  • Paulo

    E porque o aluguel mínimo não está de acordo com o mercado?(no mínimo o dobro para um ponto equivalente e os preços praticados)

    Lembrando que responsáveis por licitações deveriam também ter cuidado com negócios que permitam "lavadores" de dinheiro sujo!

  • hornan

    Foz é outro exemplo da falta de concorrência e pouca estrutura de aeroportos no BR. A cidade que tem o segundo ponto turístico mais visitado do país com pessoas vindo de todas as partes do mundo…é uma vergonha! Que lembranças levam os turistas, brasileiros ou não, da cidade?

  • Parabéns mesmo.

    Estive a pouco tempo em GRU e paguei por um salgado a bagatela de 7,00 (muito caro para os valores de mercado).

  • 5 pessoas curtiu isso.

  • Realmente, vi no Salgado Filho muitas lojas fechadas.

  • titobosco

    eh pode variar, pelo menos em alguns lugares aqui vao de 1 a 1.50 😉

  • titobosco

    Lembra ate um pouco da medida dos supermercados que encheram o mundo de sacolas plasticas e agora com a conversinha besta de cuidar do meio ambiente nao dao mais sacolas plasticas mas vendem as de pano ou biodegradaveis… tinha que dar eh de graça.

    Mesma a coisa a infraero, cobra altos preços de aluguel e agora quer colocar moral nos preços praticados …

  • Paulo

    Mesmo sendo rico. $5 numa água é abuso.

  • PEDRO CURITIBA

    OS STALINISTAS DA INFRAERO PT, NAO CONHECEM:

    – MAQUINAS DE VENDA CAFÉ?

    – MAQUINAS DE VENDA REFRIGERANTES?

    – MÁQUINAS DE VENDA DE SANDUICHES?

    XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

    VAO FAZER DEMAGOGIA COM A LANCHONETE POPULAR OU SERIA SNACK BAR LOW COST?

    MUITOS RISOS, ISSO TUDO É UM GRANDE CIRCO QUE O POVO INOCENTE PAGA… NUM PAIS QUE NÃO TEM UMA UNICA EMPRESA LOW COST NO AR!

    XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

  • Sol

    Sensacional!!

    TUDO é caro no GIG e o pior de tudo é que não tem opção!!

  • Flávio

    Parabéns! Bela iniciativa com esses preços justos! Espero que se mantenham e que não sejam apenas preços inaugurais!!!

  • Leonardo

    Na verdade esse é um círculo vicioso que tende a quebrar agora. As empresas pagam alto para estar nos aeroportos sim, mas essa concessão do espaço é feito por meio de leilão, as empresas que brigam entre si para conseguir um espaço pois sabem que o retorno é garantido com os preços astronômicos que cobram nos produtos. Ocorre que com essa lanchonete popular, a tendencia é de que haja uma concorrência e os demis estabelecimentos serão obrigados a baixar os valores dos produtos, com isso, as empresas hoje instaladas irão sofrer um pouco pagando aluguel alto e com pouca margem de lucro, mas nas próximas licitações com certeza não irão brigar e chegar aos alugueis astronômicos como hoje.

  • EDSON SIEG

    O que tu usou tava estragado!

  • Everton Roncaglio

    Boa Iniciativa.

  • Diego Junqueira

    Muito boa a iniciativa, mas infelizmente aqui no Galeão não aconteceu. Entrou até uma nova cafeteria com preços menores que as outras, mas nada comparando à lista de preços mostrada na matéria. Ainda paga-se muito caro nos aeroportos.