Está no ar o Guia de Manaus

Camille Panzera 22 · fevereiro · 2013

Está no ar o Guia sobre Manaus, a capital amazonense, que mescla cenários urbanos e naturais a todo instante. Agora nosso Guia de Destinos conta com 45 cidades, e oferece ótimas informações para quem planeja viagens pelo Brasil e exterior. Eu estive em Manaus em outubro do ano passado, e conto aqui alguns detalhes sobre a viagem.

Conhecer Manaus é se deslumbrar com as surpresas de uma região ímpar, onde a natureza impõe soberania incontestável. Famosa pela biodiversidade da Floresta Amazônica, com rios recheados de peixes e matas onde correm os animais, a capital manauara envolve muitas surpresas. Há quem viaje à cidade apenas em busca de contato com a natureza, mas é preciso saber: Manaus e seus arredores têm muito mais que fauna e flora. 

No centro da cidade é fácil perceber que além de beleza, Manaus tem história. Basta uma caminhada pelo centro para notar seus edifícios antigos bem preservados. Para conhecer essa faceta da cidade, visite o Palacete Provincial, o Palácio Rio Negro e o Teatro Amazonas, símbolo de toda a glória e luxo do ciclo da borracha.

Quem aprecia uma boa comida, não vai se decepcionar com Manaus! Peixes que desmancham na boca e sucos de sabores inusitados são frequentes nos restaurantes. Os sabores amazonenses são deliciosos, satisfação na certa!

O grande barato da cidade é que seus costumes são tão intensos e diferentes do que se vê no sul e sudeste brasileiro, que às vezes temos a impressão de estar em outro país. Manaus é como um outro Brasil dentro do Brasil, mas que fala nossa língua e é nosso povo.  Não deixe de conferir nossas dicas sobre onde ficar, o que fazer, quando ir, onde comer e como chegar. Confira detalhes sobre os pontos turísticos, passeios, transportes, atrações próximas e vida noturna.

E você, já esteve em Manaus? Faça uma avaliação e conte o que achou da cidade!

Publicado por

Camille Panzera

Camille

  • Kleiton Bezerra da S

    Engraçado, antes quando se falava em Pantanal ou Amazônia eu pensava. Cara, quem é q vai deixar de ir para o litoral pra ir pro meio da Amazônia ou Pantanal? Depois de viajar um pouco por esses estados litorâneos, hoje olho pro mapa para montar uma nova viagem, e meus olhos só se voltam pra Amazônia…

  • Bruno Willames

    Já fui pra Manaus e infelizmente não pretendo mais ir.

    A cidade sofre com muitos problemas: trânsito tão ruim quanto o de São Paulo, poucas opções de passeios (os que tem valem muito a pena – exemplo o encontro do Rio Negro e Solimões, dentre outros) e principalmente a falta de educação das pessoas. Perdi a conta das vezes que fui mal tratado pelos moradores locais.

    Lembro de uma vez que estava na rodoviária esperando pegar o onibus pra Presidente Figueiredo e a tiazinha que faz a limpeza por lá chegou tascando balde com água suja na minha mochila que estava do meu lado falando pra eu sair do meio que ela tava querendo trabalhar… Eu fiquei assustado… esse foi só um dos episódios… Não pretendo voltar lá.

    Mas tenhou uma super recomendação pra quem for, visite Presidente Figueiredo, fica a uns 100 km de lá, é uma cidade que tem muitas cachoeiras de todos os tamanhos, foi o que valeu mesmo a pena!

    E peço desculpa aos manauaras que se sentirem ofendidos.

    • Luiz Cunha

      Bruno, boa tarde!

      Gostaria de complementar alguns detalhes como o péssimo estado de conservação do aeroporto com varias goteiras, lentidão extrema para colocação das malas na esteira, entre outras coisas…Contudo, não posso dizer que deixarei de ir outras vezes em Manaus, existe um lado histórico rico, uma gastronomia peculiar bem como um turismo ecológico potencial no estado como um todo. Tomara que o lado negativo das criticas construtivas (as minhas em particular) seja motivo de mudanças de comportamento. Espero sim, voltar em Manaus e poder recomendar a todos meus amigos!

      Abraços!

      • Renato Almeida

        Moro em Manaus e infelizmente tenho que reconhecer que muito do que foi relatado é verdade. A cidade está um caos, trânsito terrível, transporte público deficiente, aeroporto em obras para a copa, centro da cidade sujo e fétido. Manaus não pode ser considerada uma cidade turística. Há poucas coisas a fazer, se a pessoa não for adepta do ecoturismo. Mas um dos pontos é de se discordar: a população é extremamente acolhedora, são capazes de te levar para dentro de casa quando te conhecesm e te dar o melhor lugar para ficar. Manaus é uma cidade onde o turismo de negócios prevalece. Tem suas estações climáticas bem definidas (Dez-Jun muita, mas muita chuva) e o resto do ano um calor escaldante. No mais, é isso! Abraços.

        • Gabriel Borgo

          Morei por quase 3 anos em Manaus e posso dizer que não vale muito a pena conhecer a cidade. Como já disseram, o trânsito é extremamente pesado, e para piorar as pessoas dirigem sem qualquer respeito pelo próximo. A cidade também é mal cuidada é há pouca coisa para se fazer. Em 2 dias já se conhece todos os principais locais. Mais do que isso só para quem quiser conhecer outras coisas, como Presidente Figueiredo (vale a pena) ou outros passeios ecoturísticos.

          Sobre as pessoas de lá, fiz ótimas amizades durante minha estadia, mantenho contato com elas até hoje, mas já sobre atendimento em lojas e etc, é bastante ruim, bastante mesmo. Fui super mal atendido em várias e várias lojas, desde imobiliárias até pizzarias, e até o pessoal da cidade reclama disso. O pior é que no geral tudo é caro e o atendimento ainda é ruim.

          Lembro que quando eu me mudei para lá e fui olhar uns apartamentos, disse pra corretora que estava achando muito simples (na verdade eram horríveis mesmo) os que ela estava me mostrando, e pedi para ela me mostrar alguns melhores, mesmo que mais caros. Daí ela me respondeu que eu tinha que aprender o que era sofrer na vida e tinha mais era que morar em um apartamento mais simples mesmo, pra aprender sobre a vida. Em outra imobiliária a corretora não deixou nem eu entrar na loja, já na porta de entrada ela disse que não tinha nada pra alugar, só porque eu estava de chinelo e bermuda. Esses são só alguns dos casos, para se ter ideia.

          Enfim, meu conselho é: para quem vai viajar para o exterior e vai ter que passar por Manaus, tudo bem, dê uma volta de um dia na cidade. Agora viajar só para conhecer Manaus, acho que não vale a pena.

          • Tito Bosco

            Caramba essa do tratamento so pq vc tava de chinelo foi dose. Vai ver que ela levou a serio a pergunta: Na frase Joao foi ao shopping de chinelo.Qual o sujeito? Sujeito simples, João é uma pessoa humilde.

            Gracinhas à parte, tenho alguns amigos em MAO e ate era inclinado a conhecer a cidade, mas com a visao de outros visitantes fiquei bem menos contente com a manutencao da ideia.

    • Bruno Lins

      Bruno, parabens pelo seu comentario! Falou a verdade sem ofender o povo ou com ignorancia ou prepotencia de algumas pessoas de outros estados.

      Sou Amazonense e o que voce relatou e a mais pura verdade, mas aproveito para fazer algumas consideracoes a respeito da hospitalidade do povo. Certamente voce esteve em um lugar publico onde infelizmente as pessoas que ali trabalham ainda sao pessoas sem a menor educacao, por isso o ocorrido com a sua bolsa. Ainda ha muito a melhorar no atendimento e tratamento ao publico em geral aqui, mas existem lugares que esse aspecto esta melhorando, com pessoas mais instruidas e preparadas para recepcionar e atender visitantes.

      Nao deixe de visitar nossa cidade!

      Abracos.

    • Hannah Sanchez

      Poxa querido que pena! pois eu moro aqui em manaus e muito pelo contrário que vc falou as pessoas de manaus sâo muito educadas sim, porém existem pessoas mau-humoradas que já estão cansadas de viver. Eu pelo menos sou muito educado. Só lamento se vc não pretende vir mais, vc já conheceu nossa arena? ficou top. uma das mais bonitas do Brasil. ( sem ressentimentos ). Presidente Figueiredo é lindo mesmo, mas nós manauaras temos orgulho de poder ter todos os dias um tambaqui assado na mesa , poder desfrutar da nossa fauna e flora e de nosso pontos turísticos sensacionais! porque nós pode!

  • Jose Levino Barbosa

    …Espero sim, voltar a Manaus…trânsito ruim, políticos ruis como em todo o Brasil…bandidos e violência, infelizmente (como em todo o Brasil)…

    …..Vale a pena ver o Tetro Amazonas e desfrutar das cachoeiras existente em Presidente Figueiredo, assim como o passeio até o encontro dos rios…

  • Alan

    Bom, vai aqui meu relato em relação a Manaus.

    Eu e minha esposa fomos ano passado, ficamos 1 dia em Manaus e 4 em Novo Airão conhecer as Anavilhanas, O passeio em Novo Airão é único e marcou eu e minha esposa para toda nossa vida, subir o Rio Negro de barco, dormir na floresta é muito bom! E o melhor é possível ir de carro de Manaus a Novo Airão, tudo asfalto e de ótima qualidade (umas 3 horas de carro).

    Bom já Manaus, que decepção 🙁 desculpe os nativos mas é muito feia, fedida, bagunçada. Ressalto uma feira de artesanatos que houve no domingo pela manha, um passeio muito agradável, de resto nada.

  • Carolina

    Concordo com os comentários, eu como moradora da cidade também não gosto muito de passear por aqui por conta de muita coisa, começando pelo transporte público, visto que não tenho carro. Isso a cidade, pois no interior tem bastante coisa pra conhecer, principalmente pra quem curte selva e cachoeira. É claro quem tem coisa bonita, como a área do Teatro Amazonas (Largo São Sebastião), a Ponta Negra que foi reformada a pouco tempo, mas no geral mesmo, falta bastante coisa e pra uma cidade com o potencial de turismo como a minha e uma das sedes da Copa do Mundo, a aparência da cidade tem que ser a primeira coisa que deve ser mudada, assim como o transporte, que realmente é um caos. Já viajei pra muitos lugares e posso dizer que Manaus precisa de muita coisa pra ser uma cidade atrativa para o turismo… Veja bem, me refiro à cidade em si, pois como disse, no interior tem muita coisa pra fazer.

    • Carolina

      há pouco tempo*

    • Hannah Sanchez

      Mana tu deverias está defendendo a tua própria cidade! Qual é o transporte público que não é bagunçado, se isso fosse só em Manaus seria bom, mas não é! só lamento, porque ônibus ainda não faz reservas. (sem ressentimentos) Bjs reflita!

  • Washington Lima

    Olá a todos,

    Fiquei surpreso com muitas coisas que foram escritas a respeito da cidade de Manaus gostaria de avaliar algumas coisas comentadas.

    1- Falta de educação da população: Uma vez eu no centro de São Paulo fui pedir uma informação a um policial e ele foi grosso comigo e ainda me ensinou a direção errada. Uma vez no Rio de Janeiro fui enganado por um taxista e agora recente em novembro passado após comprar uma garrafa de vinho em um supermercado de Gramado fui ao balcão de atendimento solicitar um saca-rolhas para comprar ou me emprestar para abrir o vinho e após eu reclamar que um estabelecimento que vende vinho deveria vender ou ter no atendimento ao cliente um disponível para emprestar simplesmente ouvi a seguinte resposta bha tchê e se tú não tem um saca-rolhas pra que compras o vinho.

    Sujeira: Todas as pessoas sabem que próximo de mercado e porto de embarque e desembarque de todos os produtos (inclusive peixes)é muito difícil ser limpo.

    Violência: Manaus é uma cidade com dois milhões de habitantes o que significa que tem um índice de criminalidade alta como é de costume em nosso país, mas por outro lado não temos aqui ônibus queimados,chuvas com alagamentos e perdas de vida e bens materiais, morte de policiais e chacinas diárias. Qualquer pessoa caminha em todos os pontos turísticos de Manaus com maquinas fotográficas, filmadoras etc. E raríssimos casos de assaltos são registrados.

    Para as pessoas que reclamaram desta cidade influenciando negativamente outras a não virem, peço que olhem para suas próprias cidades e vejam que não somos diferentes de nenhuma cidade com população acima de 2 milhões de habitantes.

    • Renato Almeida

      Desculpe Washington, mas você pegou pesado ao dizer que em Manaus assaltos são raríssimos. Manaus realmente possui um índice de criminalidade bem abaixo da média nacional, mas não sejamos bairristas ao ponto de postar este tipo de afirmação. Sou manauara e se você abrir os jornais (10 Minutos e Manaus Hoje) vai se deparar cotidianamente com este tipo de notícias. Ademais, gosto da minha cidade, da culinária (do x-caboclinho, do tambaqui, da tapioca), das pessoas e não a troco por nenhuma outra no Brasil. Abraços e bom final de semana!

      • Washington Lima

        Estimado Renato,

        Não disse que em Manaus não havia assaltos o que disse foi que nos pontos turísticos onde estão o turistas nos visitando as reclamações de assaltos são quase ZERO, digo isto pois trabalho como guia a 16 anos já atendi turistas de todas as partes do mundo e nunca tivemos e nunca vi assaltos a turistas.

        Mais uma vez volto a dizer que não somos diferentes de nenhuma cidade no Brasil com população acima de 2 milhões de habitantes.

        Abs,

        Washington

    • Suzana

      Olá Washington procurando informações sobre Manaus me deparei com seus comentários,como estou pensando em ir morar com o meu filho que é militar e foi transferido para Manau, gostaria de conhecer um pouco mais sobre esse estado. Poderia me falar um pouco mais sobre o clima ,todo mundo fala que é quente sou do RJ e acho aqui super quente , o calor é mesmo insuportável, nunca faz um clima agradável?Tudo é mesmo muito muito caro, se tiver um tempinho me responda.Um abraço. Suzana.

  • Jairo Thiago

    Com apenas um dia andando pelo centro você não vai ter impressão boa de lugar algum, digo isso porque moro em floripa e o centro é fedido, com lixo, craquieros e assaltos muito mais contantes que manaus, nem por isso a cidade é ruim, pelo contrário.

  • Raiana Cabral

    Ahhh, Manaus, minha terra querida! Voltar a morar lá é um sonho pra mim. Mesmo com trânsito ruim (o mundo todo está assim), com o calor (infelizmente, não dá pra afastá-la da linha do equador), com algumas pessoas rudes (como em todo lugar), pra mim, não existe lugar como esse! Sobre os problemas da cidade aqui comentados, acredito que aqueles que viajam com frequência saberão identificar como problemas comuns pelo mundo. Mal atendimento? Ah, já fui muito maltratada em Paris e em Lisboa também. Falta de lugares para visitar? Bem, se vc quer tudo mastigadinho, quanto a onde visitar, se hospedar, comer bem, sugiro que contrate os serviços de um guia, como o caro Washington Lima, pois, sim, Manaus ainda não se tornou uma cidade acostumada a receber muitos turistas, principalmente para turismo urbano, pois a maioria dos que vão à região querem ver o que não existe nas suas cidades: diversidade de animais e plantas, rios que mais parecem mares, um povo de cultura original ainda mantida (falo dos índios, caboclos e seus costumes) e por isso não é fácil encontrar na internet todos os bizus sobre os melhores passeios, a melhor forma de conhecer a região. Achou que na cidade falta estrutura? Também acho! Que tal nos organizarmos pra solicitar providências dos nossos governantes que não se importam com o povo situado na região norte e nordeste? Que tal exigirmos que seja liberada a construção da estrada que ligará Manaus ao resto do Brasil, há tanto almejada por nosso povo que, por esse motivo, tem uma das cestas básicas mais caras do país? Bem, mas isso aí é política, e nem todo o mundo gosta de se envolver com isso. Violência? É verdade, não podemos dizer que Manaus está blindada contra bandidos, mas nunca senti lá o desespero que sinto em Brasília ou senti quando morei no Rio de Janeiro. Em Brasília, cidade planejada, morada da presidente do Brasil, o sequestro relâmpago e os pequenos roubos cometidos por craqueiros são uma constante, que deixa o povo amedrontado, em estado de constante alerta. Quanto ao Rio, acho que nem preciso comentar.Aeroporto com goteiras? hahaha… Tadinho, ele é antiguinho e não muito bonito mesmo, mas goteiras também podem ser vistas no Galeão, o ar-condicionado do Santos Dumont vive pifando, as salas do aerorporto de Brasília não têm cadeiras suficientes para a quantidade de passageiros que por ali passam todos os dias, ah, e o que falar sobre 40 minutos esperando sua mala? que é o que já aconteceu várias vezes comigo nesse aeroporto? Bem, o que ocorre é que somos sempre muito críticos em outros lugares mas raramente observamos detalhadamente o que está ao nosso redor. Manaus, minha linda, Manaus dos banhos de rio, do picolé de tapioca, do X-CaboQUInho, Manaus do embalo na rede, do tambaqui de banda, da praia do Tupé e Açutuba, do Museu da Seringa, dos encontros com os botos, Manaus da farinha, do cupuaçu, das tapiocas, quero tudo isso de novo, com mais frequência! Abraços a todos.

    • Edy Barros

      que lindo seu depoimento! estou indo viver em Manaus em dezembro e concordo com tudo que disse. Violência, trânsito caótico, sujeira, gente mal educada, isso não é mérito só de Manaus é do Brasil inteiro e quem não quer viver na correria, no stress do dia a dia ou na muvuca…me desculpem, mais o Lar dessas pessoas é o Cemitéiro onde realmente a paz reina…..rs… sou de São Paulo e estou muito feliz em conhecer outras culturas como a de Manaus…

    • rayna

      Concordo,plenamente manaus é uma cidade linda,,um pouco quente mas da pra viver,no nordeste é mas quente ainda e ninguem morreu,e o transito é ruin em quase todo o Brasil ,pessoas mal educacadas ou grossas ,tem em todo lugar, tanto em manaus como em São Paulo ,no Rio ,no Japão ,etc …então não vem com esse papo de que manaus as pessoas são grossas ou outras coisas,por que em todo lugar tem gente que presta e gente que não presta….eu já fui no Rio ,e não fui muito bem recebido ,por preconceito pôr se do norte …acham que são melhores do que o resto do brasil…Quando eles morerem vão feder do mesmo jeito…. Então é assim cada um vive na cidade que lhe agrada ,,eu sò sei de uma coisa ,,não troco minha cidade,por nem uma outra no Brasil ,,,Amo Manaus ..

  • Claudio Oliveira

    Conheço bem Manaus, porém para viver eu posso dizer que vale a pena pela tranquilidade, porém para turismo infelizmente não vale nem um pouco a pena gastar um centavo por aqui…

    VANTAGENS: POVO MUITO HOSPITALEIRO E BELEZAS NATURAIS.

    DESVANTAGENS: 1) Táxi caríssimo, pois um trecho partindo do aeroporto com cerca de 18Km, pagamos R$80,00, pois a máfia das empresas de táxi em conjunto com a Prefeitura, fez com que o preço chegasse a este patamar, um roubo! Atualmente deixo o carro no estacionamento do aeroporto, pois vale mais a pena durante os finais de semana em que viajo.

    2)Falta total de sinalização dos pontos turísticos;

    3) O Teatro Amazonas fecha aos feriados e finais de semana para visitação.

    4) Os turistas estrangeiros chegam ao aeroporto, são colocados em vans e direcionados aos hotéis de selva, que são caríssimos e não oferecem nada demais, portanto não conhecem a cidade direito, apenas fazem um city tour e nada mais. O forte portanto são os hotéis de selva, que agradam os gringos, porque gringo rico gosta de visitar país pobre, somente por isso… Alguns destes hotéis de selva bem famosos, estão para lá de decadentes e em péssima conservação, devido ao sol e chuva diários.

    5) Fiz uma pesquisa recentemente, entre 06(seis) restaurantes renomados na cidade, sendo que somente um deles havia uma funcionária que falava inglês. Como eles atendem os turistas estrangeiros que são o forte da cidade???? Falam Esperanto, a língua universal?

    6) Os serviços nos restaurantes e casas de show são lentos, caros e muito ineficientes. Comida a quilo com qualidade, mas somente com o básico mesmo, custa em média R$60,00 o quilo.

    7) Aeroporto sofrível, não sendo somente agora porque está durante a fase de "maquiagem", sempre foi ruim e continuará ruim, pois já nasceu subdimensionado.

    8) Cidade suja, trânsito caótico, as alegorias no centro da cidade são as horrorosas barracas dos camelôs, que são em número excessivo e prejudicam o ir e vir dos cidadãos.

    9)Na Orla da Ponta Negra houve uma invasão de bares e restaurantes, aglomerados, confusos e que deixam o local sujo, parecendo uma praça de guerra aos finais de semana.

    10) Internet em quase todos os hotéis é de baixíssima qualidade, com lentidão e intermitência e os preços dos quartos estão nas alturas.

    11) Sistema de transporte público caótico, sem metrô, sem trem, sem vias expressas, sem táxi nas ruas para livre escolha (apenas por telefone). Os ônibus são velhos, adquiridos em leilões na cidade de São Paulo, que são "maquiados" e lançados como novos novamente, mas basta ver o serial de cada um deles pintado nas latarias, que poderão comprovar o que estou dizendo. Todos os ônibus datam dos anos de 2006 à 2009. Muito velhos mesmo. Não existe ônibus com ar condicionado, em uma cidade em que as médias de temperaturas são elevadíssimas, ou seja, andar de ônibus em Manaus é uma aventura. Peguem então um táxi e vejam quanto custará….Sua aventura aumentará!

    12) Carros de aluguel, somente uma empresa funciona 24 horas no aeroporto, em uma cidade em que a maioria dos vôos são na madrugada e também praticam os valores mais altos do país, comparados com a média nacional.

    Portanto….não recomendo ainda a cidade para turismo, pois é caríssima e não vale a pena mesmo pelo que oferece ou proporciona de conforto para o turista, mas quem desejar morar em uma capital tranquila para viver, já pode arrumar as malas!

    Antecipadamente peço desculpas pelas críticas, mas é porque viajo bastante e sou admirador do turismo, conheço as facilidades e necessidades básicas de um turista, que não existem em Manaus e eu gostaria que existissem, pois quando estamos fora do país ouço muito falarem da Amazônia, do Rio de Janeiro, do Carnaval, das Mulheres, do Samba; no entanto o primeiro desta lista, que é Manaus, o coração da Amazônia, deixa muito a desejar e o Brasil poderia utilizá-la como "carro chefe" para o turismo, mas estamos bem longe disso… Uma pena.

  • Suzanne Fernandes

    Moro em Curitiba há dois anos e sou amazonense com muito orgulho. Recomendo muito bem minha cidade aos meus amigos pois existem muitas coisas boas para fazer por aí.

    Concordo com o que foi dito sobre a cidade. Mas problemas existem em todas. Curitiba é vista como cidade modelo e etc, e o lado ruim ninguém divulga. Aliás, eu sempre digo que muito, mas muito mesmo se deve ao que é mostrado na televisão.:Manaus só tem indio, São Paulo é extremamente violenta, e no RJ a qualquer momento vc poderá ser assaltado. Mas Curitiba não, Curitiba é cidade modelo. Cidade modelo NADA! Morei durante 23 anos da minha vida em Manaus e nunca fui assaltada. Sempre sai tranquilamente de carro e nunca tive a preocupação de fechar o vidro ou travar as portas pq poderiam me abordar no semáforo e levar meu carro. Inclusive em Manaus as pessoas fazem seguro com medo que batam no seu carro( realmente dirigem mal e não tem educação no trânsito), aqui é muito raro que alguém não possua seguro pois a chance de alguém levar teu carro é quase certa. Ando com os vidros sempre fechados, com a preocupação de que ar portas estejam bem travadas. E ainda por cima dirigem mal, não dão seta e são extremamente lentos.

    Quanto as pessoas, nem preciso comentar né. O povo amazonense é muuuuito receptivo SIM! Te tratam super bem, viram seus amigos com uma facilidade que as vezes chega até assustar muita gente. Mas quer saber, eu prefiro gente que te trata bem, do que esse povo do Sul, que acha que eles não deveriam fazer parte do Brasil, pois são muito superiores. Só olham para o seu próprio umbigo. Teu vizinho chega de carro e sai correndo para não precisar dividir o elevador e ter que falar com vc. É claro que sempre exitem excessões, mas no geral são tão frios quanto a cidade.

    Washington Lima, super apoiado quando disse que as pessoas deveriam olhar para as suas próprias cidades.

  • Bruno Brum

    Não vai se arrepender! 😉

  • Tito Bosco

    O comentario mais sensato aqui foi o de Bruno Lins. Reconheceu as dificiencias da propria cidade (que nao eh muito diferente da maioria do nosso país inclusive da que eu moro Salvador), mas sabe que estao trabalhando para mudar essa realidade.

  • Marisa Marisa

    Fui a Manaus duas vezes devido ao fato do meu irmão morar lá. Vale a pena sim conhecer. Nos passeios que fiz fui bem atendida em todos os lugares que passei. Já meu irmão e minha cunhada não estão felizes de morar lá, consideram o povo sem educação e também houve o caso semelhante ao descrito pelo Gabriel Borgo, eles entram numa loja e a revendedora olhou para os dois (meu irmão estava de bermuda e chinelos) e disse que não tinha nada que eles pudessem comprar lá..

    O trânsito é realmente caótico, o povo dirige feito louco.

    Para quem for, não deixe de ir no encontro das águas e comer no restaurante que tem no meio do passeio: rainha da selva!

  • Rafael

    Gostei muito de Manaus, já fiquei lá por vários dias (ao menos sete dias) em duas oportunidades, pois minha ex-sogra mora lá. Na primeira vez que fui fiquei um pouco desapontado com a falta de consciência ecológica da própria população (mas nada diferente do que vemos no resto do Brasil), pois a Floresta é o mais importante pilar de sustentabilidade da cidade.

    Os rios, em qualquer porto, estaleiro ou píer na cidade e arredores, são imundos, com lixo em todas as margens. Essa sujeira se estende ao Centro Histórico (que é interessante, dá para conhecer em um dia andando, mas em dois dias dá para fazer tudo com calma e até entrar nos mercados municipais), mas novamente, nada de diferente de Centros Históricos de muitas capitais espalhadas pelo Brasil. Nas praias e orlas, muita gente não se preocupa em manter a cidade limpa, descartando lixo em qualquer lugar ou no chão mesmo. Porém a maioria das praias é boa para dar uma nadada e a água é uma delícia.

    Na minha segunda ida à cidade, me "acostumei" à realidade da cidade e a visita fluiu melhor, me entendendo (mas não concordando) com esta parte "chata" da coisa.

    Em algumas áreas (portos), a barra é mais pesada e há algumas pessoas que claramente não passam boa intenção ao interagir (um mal-encarado passou por mim insinuando que eu poderia "perder" a minha câmera – mas como sempre uso seguro e estava acompanhando de dois amigos, nem dei muita bola).

    Mas, por outro lado, além de me sentir mais solto na segunda visita, Manaus tem muita coisa interessante que gostei: os passeios (encontro das águas, por ex.), a maior parte da população é amistosa e de bom grado ao conversar, a culinária (ao mesmo tempo exótica e cheia de boas surpresas) e as cidades aos arredores têm muita coisa ao oferecer.

    E se estiver à vontade, recomendo bastante ir ao Mercado Municipal, perto de um dos portos. Está meio sujo e degradado, mas nos boxes há várias coisas interessantes disponíveis, como pimentas, temperos, a maior parte sendo itens relacionados à culinária típica.

    Há também os mercados de peixe em alguns portos, e ficam abertos durante a madrugada esperando chegar os barcos com a carga. Dá para chegar umas 5 ou 6 da manhã e comprar peixes de várias espécies, fresquinhos.

    Para quem quer provar comida típica no jeito mais simples e próximo da população local, uma dica boa e barata é ir ao terminal de passageiros (de onde também sai as voadeiras no passeio para o encontro das águas) e escolher um dos restaurantes próximos, que costumam servir porções generosas e deliciosamente temperadas de vários pratos à base de peixes. Na rodovia que liga o centro ao terminal também há alguns barzinhos (que parecem quiosques) que servem boa comida também. Pirarucu ao molho de camarão, acompanhando farofa e um arroz típico (esqueci o nome, parece baião-de-dois) é combinação certa.

    Tem uma barraquinha em uma praça do Centro (que não me recordo o nome) que vende tigelas de tacacá, uma espécie de sopa local, que tem camarão e uma planta (que anestesia lábios e língua) deliciosa e diferente.

    De sobremesa tem de tudo, mas o destaque deixo para os sorvetes feitos com ingredientes locais. Espetaculares.

    Enfim, Manaus, na parte "ruim", não se diferencia de muitas cidades brasileiras: Centro Histórico sujo, abandonado em alguns horários e finais de semana, violência, preços nem sempre razoáveis (táxi, comida, supermercado) e péssima infraestrutura de transporte urbana.

    Mas, por outro lado, Manaus tem muita coisa boa a explorar se estiver disposto, me surpreendi positivamente com a culinária, gostei do que conheci, há algumas opções de lazer ambiental nas cidades próximas (gostei de Presidente Figueiredo), tem um povo amistoso na maioria das vezes e, por fim, há cada vez mais opções de voos para lá.

    O que precisa de urgente mesmo é melhorar a infraestrutura, tanto para turistas quanto para os locais (o conto de terror dos ônibus velhos, calorentos, apertados e sujos é verdade).

    Enfim, Manaus vale a visita, SIM! Mas é bom se preparar, pois nem sempre tudo pode/é como se espera.

    Abs.,

  • Rafael

    Meu comentário de ontem foi engolido…

  • Washington Lima

    Queridos amigos e a todos que gostam de opera, abaixo segue algumas informações a respeito de nosso festival anual de opera.

    Abraço a todos,

    XVI FESTIVAL AMAZONAS DE ÓPERA

    Abril anúncia a chegada daquele que já é um dos eventos mais tradicionais do estado, o Festival Amazonas de Ópera (FAO), que será realizado entre os dias 20 de abril a 27 maio, em diversos espaços culturais da cidade e no interior. O XVI Festival Amazonas de Ópera é mais uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura, com patrocínio máster do Banco Bradesco.

    Com uma vasta programação, o XVI FAO vem com 22 apresentações, seis óperas, quatro convivênciais da ópera, três recitais, três vesperais líricas, dois municípios do interior, um concerto/balé e um espetáculo de música e balé. A abertura do Festival acontece no Teatro Amazonas, no dia 20 de abril, às 20h, com a ópera inédita "Lulu" de Alban Berg (1885 – 1935).

    O Festival não fica só com os holofotes do Teatro Amazonas, espaços como o Centro Cultural Palácio da Jústiça, Teatro da Instalação, Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou, Centro Cultural Largo de São Sebastião e Centro de Convivência da Família Pe. Pedro Vignola também serão palcos deste grande evento.

    Uma das novidades desta edição é ida do Festival Amazonas de Ópera para dois municípios. Manacapuru recebe a ópera "La Bohème" de Giacomo Puccini (1858 – 1924), no dia 26 de maio, e em Rio Preto da Eva será executada a ópera "Carmen" de Georges Bizet (1838 – 1875), dia 27 de maio. "Estamos atendendo ao pedido pessoal do Governador Omar Aziz de descentralizar a ópera e levar espetáculos aos quatro cantos da cidade e ainda a mais dois interiores, dando a oportunidade para que mais pessoas possam se emocionar com a arte da ópera e também despertar o interesse profissional de jovens talentos", explica Robério Braga, secretário de cultura.

    Receita de sucesso nos festivais passados, a programação academica do Festival Amazonas de Ópera traz, este ano, quatro convivências da ópera, que serão realizadas no Centro Cultural Palácio da Justiça, sempre às 18h. Os temas deste ano são: "Ópera e o Carnaval" com Rosa Magalhães; "Direção Cênica de Ópera" com Gustavo Tambascio; "Canto Lírico" com Gabriella Pace e Savio Sperandio; e "Flauta Mágica – Produção" com Robert Driver, Guia Buzzi e Katy Tucker. A programação é voltada ao público em geral, interessado no universo erudito. XVI FAO tem direção geral de Robério Braga, direção artística de Luiz Fernando Malheiro e direção artística adjunta Marcelo de Jesus.

    Confira a Programação Geral