No ar o Guia de Budapeste

Gisela Cabral 28 · setembro · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Em nossas andanças pela Europa não poderíamos deixar de fazer uma visita a Budapeste, a capital da Hungria e destino escolhido por turistas do mundo todo. E para facilitar a vida dos brasileiros que estão de passagens marcadas para esta parte do Leste Europeu, o MD acaba de publicar um guia completo sobre a cidade, um verdadeiro cartão-postal que recebe uma grande quantidade de turistas todos os anos.

Budapeste é uma cidade-cenário, daquelas em que dá gosto “perder-se” pelas ruas sem muito compromisso. Dividido pelo famoso Rio Danúbio, Buda, na margem oeste, e Peste, na leste, o destino tem muitas opções de O Que Fazer, entre eles um tour pelo suntuoso Palácio Real, no Morro do Castelo, e o passeio pelas pontes que unem os dois lados da cidade, entre elas a mais antiga, a Széchenyi.

DSC_7028-txt

Isso sem contar com a belíssima Basílica de São Estevão e o Parlamento Húngaro, às margens do Danúbio. Um dos monumentos mais belos do país do ponto de vista arquitetônico e considerado o “orgulho da nação”. Outro tipo de programa que não pode faltar no seu roteiro é uma visita (ou várias, porque não?) aos famosos e relaxantes banhos termais, lembrando que Budapeste é tida como a capital mundial das águas termais.

Na seção O Que Fazer você ainda confere algumas dicas para economizar na compra de ingressos, com o Budapest Card, e também um roteiro mais curto, apenas com os destaques. Uma seleção apropriada para os que, infelizmente, não dispõem de muito tempo na cidade.

Gastronomia

Sopas e ensopados como o Goulash e o Pörkölt, carnes de caça e os vinhos produzidos no país, como o famoso Tokaji. Aqueles que apreciam uma mesa farta não terão do que reclamar em Budapeste, pois a gastronomia é simplesmente divina. Em nosso guia você terá uma boa noção do que comer por lá, além de várias dicas de restaurantes.

Falando nisso, é bom ressaltarmos que, no geral, Budapeste é uma cidade mais barata se comparada à outras capitais europeias como Paris, Londres e Amsterdam. Falamos um pouco sobre dinheiro e outras dicas úteis como “gorjetas em restaurantes” e “segurança” na seção Dicas. Não deixe de conferir!

DSC_6665Outra informação muito útil para os que visitarão a cidade é sobre o sistema de transportes local, que, por sinal, atende muito bem o turista. Mas se o clima estiver favorável, é bom lembrar que o destino é excelente para ser explorado à pé. Em nosso guia você ainda encontrará as seções Quando Ir, Como Chegar na cidade, Compras, entre outras.

Já esteve em Budapeste antes? Então deixe a sua Avaliação sobre a cidade em nosso guia!

Autor

Gisela Cabral - Editora de Destinos Jornalista brasileira vivendo uma grande aventura na terra dos queijos, moinhos e tamancos!
  • Pedro

    MD de parabéns, só falta búzios, lençóis maranhenses e Curitiba de destinos nacionais e Veneza, dúbai e Bogotá de internacionais para completar os principais roteiros de viagem.

    • William Junior

      Mandou bem no comentário Pedro. Eu também sinto falta dos mesmos guias de destinos que você mencionou.

  • fernando

    Estive em Budapeste há 4 anos atrás e é marvilhoso. Arquitetura incrível, pessoas hospitaleiras e a comida é muito, mas muito boa.Não deixe de tomar Pálinka a bebida típica deles. Tem um onibus anfíbio que faz um passeio pelo Danúbio que é muito legal.Existem várias casas de banho, procure bem pra não cair numa roubada. Por via das duvidas procure as mais famosas que não vai ter erro .Movimentar-se pela cidade é fácil e seguro.

  • Luciana

    Essa cidade é simplesmente demais! Fui no verão e, apesar do calor, foi maravilhoso! Destino mais que recomendado!

  • Guilherme Brenner

    Budapeste é uma cidade que deve ser visitada.
    A cidade comparada com o resto da Europa é mais barata.
    Fiquei no centro da cidade no Zenit Budapeste Palace. Acesso direto ao metro e bem localizado no centro da cidade.
    Quem tiver tempo fique na cidade. No minimo uns 3 dias.
    Tem tanta coisa para olhar e lugares para caminhar.
    Nao deixe de ir nos banho termais Szechenyi Spa Baths,

  • Marcio Correa

    Pessoal do MD, desculpe-me pelo assunto “off topic”, mas o site da AA no Brasil esta fora do “ar”, parece-me que teve outro bug e eles deixaram o site indisponivel, voces estão sabendo de algo a respeito?

    • Guilhe

      Fiz uma simulação ontem no site até a tela de pagamento e estava normal

  • Jonatas Elias

    [OFFTOPIC]: pessoal que já fez conexão em Narita com a Delta, afinal precisa ou não do visto? O pessoal do consulado diz que se passar pela imigração precisa, se não não. O atendente da Delta informou que mesmo sendo só conexão tem que passar pelo processo.

    • Guilherme Brenner

      Eu acho q tem que ter visto.
      Tu vai “entrar nos E.U.A.” . Tem que ter o visto.

      • Jonatas Elias

        Estou me referindo ao japonês.

  • Não ficamos sabendo Marcio

  • Jonatas

    Budapeste está no meu roteiro para março de 2016 e este guia veio em boa hora e será mais um reforço à minha trip. Porém estou com muitas dúvidas quanto ao roteiro que planejei, pois, assim como Budapeste, outras(os) cidades/países estão na rota dos refugiados, por isso tenho receio de ter problemas nas “fronteiras” porque a maior parte do trajeto estou planejando fazer via terrestre trem e ônibus, pois as cidades são bem próximas. Alguém sabe dizer se os turistas estão tendo problemas em se locomover na região?

    • Antonio Silva

      Provavelmente não !

      • Jonatas

        Valeu pela opinião Antonio.

        • Flávio Gomes

          Estarei em Budapeste em uma semana, minha preocupação era algum impedimento devido ao que está ocorrendo.

    • Dragan

      Quais são os países que você quer visitar? Tem problemas nas fronteiras entre a Sérvia e Hungria e também entre a Hungria e Áustria, os trens não funcionaram. Mais, acho que isso vai mudar, não se preocupe.

    • euler

      Cheguei sabado por trem vindo da Romenia. E ta super tranquilo.

  • Fernando Albuquerque

    Eu estive em Budapeste no ano passado. É sem dúvida uma das cidades mais lindas do mundo (eu só não achei mais bonita que Veneza). Por outro lado, o clima do povo não me agradou muito. Achei a maioria das pessoas extremamente apressadas e irritadiças, num nível até mesmo maior do que em São Paulo. Gostei bem mais de Praga, que é uma cidade que é quase tão bonita quanto Budapeste.

  • Fernando Albuquerque

    Eu estive em Budapeste no ano passado. É sem dúvida uma das cidades
    mais lindas do mundo (eu só não achei mais bonita que Veneza). Por outro
    lado, o clima do povo não me agradou muito. Achei a maioria das pessoas
    extremamente apressadas e irritadiças, num nível até mesmo maior do que
    em São Paulo. Gostei bem mais de Prague, que é uma cidade que é quase
    tão bonita quanto Budapeste.

  • Dragan

    Uma dica importante sobre o transporte dentro da cidade, principalmente o metro. Sempre guarde o seu bilhete, pois tem fiscalização na saída do metro. Se você não tem bilhete na mão, pode ser muito ruim, vai ter que pagar a multa. Quem quiser visitar Praga ou Viena, ou outras cidades na Europa, o ônibus é bem barato, tem duas empresas de baixo custo-Student Agency e Orangeways, dá para comprar tudo pela internet. Quem quiser visitar o Belgrado, capital da Sérvia, o preço de trem é 26 euros, ida e volta. Vale a pena visitar Szentendre, uma cidadezinha linda perto de Budapeste. E claro, tem que visitar os banhos termais, isso é obrigatório!

  • Jonatas

    Hungria, Áustria e Alemanha estão no roteiro.

  • Julia

    Alguém esteve lá a pouco tempo e sabe informar como está astral lá, tendo em vista a questão dos refugiados? Estou pensando em ir em outubro, mas tenho receio de a cidade estar um tanto caótica. Help, please!

  • Tatiana

    Oi galera.
    Preciso da opinião de vocês…estou planejando um roteiro pelo leste europeu, de carro.
    Pretendemos passar por 6 países (Hungria, Eslovaquia, República Tcheca, Austria, Alemanha e Polônia), mas estamo com muito receio da crise de refugiados que está rolando por lá.
    O que vocês acham?
    É arriscado?
    Valeu!