Brasil negocia céus abertos com Reino Unido, Holanda e Luxemburgo

Thayana Alvarenga 21 · agosto · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O Brasil está perto de assinar acordo de céus abertos com Reino Unido, Holanda e Luxemburgo, possibilitando voos ilimitados para esses países. De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), os acordos estão fechados pelas áreas técnicas, faltando apenas a aprovação pelas autoridades políticas do Brasil e dos países europeus. A agência explicou, no entanto, que as alterações já entram em vigor, sendo posteriormente formalizados.

A novidade é bastante importante já que sem limite de voos entre o Brasil e os países envolvidos no acordo será possível que as companhias operem mais rotas, com mais competição e melhores tarifas.

Na prática funciona assim: uma vez assinados pelas autoridades de aviação civil, os termos acordados entram em vigor. No caso de Holanda e Luxemburgo, as frequências já estão ilimitadas. O acordo com o Reino Unido tem previsão para ser firmado em setembro.

Após a assinatura dos acordos entre as autoridades de aviação civil dos países, os documentos passam a tramitar internamente nas esferas administrativas dos governos envolvidos a fim de serem assinados pelos Chefes de Estado ou seus representantes legais (embaixadores) e depois seguir para a aprovação dos respectivos parlamentos e promulgação do Senado.

Mais países

Além destes três acordos de serviços aéreos, o Brasil tem uma reunião com a Finlândia agendada para setembro, além da intenção de negociar também com vários outros países durante evento de negociações programado para Nairobi, no Quênia, em dezembro. Entre os países estão Áustria, Dinamarca, Grécia, Noruega, Polônia, Suécia e Colômbia. Atualmente, são 57 os entendimentos negociados pelo país com características de céus abertos, dos quais 26 se concretizaram em acordos formais já assinados e que se encontram em etapas diversas de tramitação para ratificação.

Será que teremos passagens em promoção para estes países? Aguardemos!

Autor

Thayana Alvarenga - Repórter