Governo pretende ressuscitar a aviação regional no Brasil

Leonardo Marques 20 · dezembro · 2012

Recentemente a presidente Dilma deu declarações que pretende construir quase 900 aeroportos regionais no Brasil e incentivar a avião regional. Construir 90 aeroportos regionais em 2 anos já seria um grande feito, imagine 900.

O fato é que as mudanças que foram feitas nos últimos anos praticamente eliminaram a aviação regional no Brasil. A região Norte que é a mais dependente desse tipo de transporte foi a mais prejudicada, mas isso afeta o país todo. Hoje temos dezenas de cidades que já tiveram voos regulares e que hoje não têm mais.

Mesmo que nenhum aeroporto regional seja construído, o Governo Federal finalmente anunciou medidas que vão realmente trazer de volta a aviação regional. 

– liberação de R$7.3 bilhões para melhorar 270 aeroportos regionais
– isenção de taxas pagas por empresas aéreas para utilizar aeroportos com até 1 milhão de passageiros ano. (O governo irá reembolsar)
– subsídio para passagens em voos considerados regionais (ainda não sabemos o que isso significa)

Certamente veremos críticas ao formato utilizado pelo Governo, mas é um primeiro passo e sem dúvida é um passo muito importante.

Agora é aguardar mais detalhes e ver o que vai de fato sair do papel.

Atualmente as empresas regionais respondem somadas por menos de 1% de todo o mercado de avião no Brasil. São pouquíssimas empresas, operando pouquíssimas rotas e com preços absurdos.

Publicado por

Leonardo Marques

Diretor do Melhores Destinos

  • tcampos

    Já era tempo.

    Praticamente não possuimos aeroportos regionais em condições de receber voos de porte.

  • tcampos

    Essa história do subsídio está muito estranha, pois os preços seguem a onda do mercado (oferta x demanda).

    Subsídios não para preços fixos ou regulados, o que não ocorre na viação comercial do Brasil, ainda bem.

  • Tito Bosco

    Se a infraestrutura impulsionar a aviacao regional e com ela a concorrencia acirrar vai ser bom. Pois de que adianta ter aeroportos bons se nao tem passageiro, ou se poucos sao dispostos a pagar altos preços por um trajeto de pouca duração.

    A longo prazo, será que a GOL e a TAM entrariam nesse bolo voando de ATR ou EMB175? É esperar pra ver, mas faça como eu, espere deitado.

  • Danilo Fernando

    Essa eu realmente quero ver! Tomara, tomara que essas medidas saiam do papel… Acharia excelente fazer rotas do tipo: Campo de Marte (SP) – Jacarepaguá (RJ)… rs! Só aqui em São Paulo tem diversos aeroportos quase que abandonados! Sabiam que a pista do aeroporto de Itanhaém é quase do mesmo tamanho de Congonhas? Temos Bragança, Jundiaí, Sorocaba, Atibaia, a lista é enorme! Sem investimentos nada disso vai sair do papel… Olha só a lista: http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Aeroportos

  • Ricardo Goss

    Infelizmente não sera construído um único aeroporto novo, isso e fato. O governo perdeu a unica oportunidade nas privatizações feitas recentes dos aeroportos. Você quer o aeroporto de Guarulho então tem que administrar mais X aeroportos que só dão prejuízo, nesse moldes seria correto. privatizou o lucro e socializou o prejuízo. Alguém ainda acredita que com atual gestão de ANAC e INFRAERO esse 7,3 B vão chegar em algum lugar, subsidio em passagens aéreas só em voos regionais. Como? dois pesos e duas medidas para o mesmo produto ou serviço. Alguem duvida disso. Mesmo com o acidenta da TAM olha so quem administra nossos voos e nossas vidas la em cima.
    http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/brasi

  • Rogerio Timoni

    A acessoria de imprensa da presidente deve estar aquivocada quando informou 900 aeroportos. Devem se 90, mas mesmo assim acho muito dificil isso acontecer, pois a burocracia e uma administracao de aeroportos como Infraero torna isso quaze impossivel. O monopolio daa empresas aereas no Brasil tem aumentado e muito, tornando nossas viagens cada vez mais caras e com menos destinos. Recentemente a azul comprou a trip por exemplo e em minha cidade que tinhamos um voo Bauru – Guarulhos, ja nao teos mais. Estamos apenas com um voo para Sao Paulo feito pela Gol e com precos absurdamente altos. Estou citando apenas um caso, no estado de SP e em uma cidade de 400.000 habitantes, imaginem com mais aeroportos em cidades menores…. Tem muita coisa pra ser feita antes de pensar em construir mais aeroportos.

  • Vicente Cassepp Borg

    Essa notícia vem muito tarde. Ninguém ainda se tocou que investir em aviação regional é desafogar os aerooportos das capitais. Eu moro em Dourados-MS, e tenho que enfrentar 4 horas de ônibus mais 50 reais de taxi para pegar um avião em Campo Grande. Minha cidade tem 1/3 da população da capital do estado, mas não recebe nem 5% dos vôos que a capital recebe. Se houvessem voos para cá, eu viajaria muito mais, com mais conforto e seria um passageiro a menos em Campo Grande.

    • José Medeiros

      Concordo absolutamente, moro em uma cidade a 500 Km de Maceio, 600 Km do Recife, 500 Km de Aracaju e 600 km de Salvador. Estou a 35 km de Paulo Afonso, com um aeroporto já contruido e várias promessas. Um vöo com existia da antiga BRA, PA para GRU ou mesmo para SSA.

  • Enrico

    Dilma,enquanto candidata à presidência da República, passou a campanha de 2010 prometendo inaugurar 6 mil creches nos quatro anos seguintes. Passados dois anos, construiu sete. Aplicada aos 800 aeroportos, essa conta permite calcular quantos estarão em funcionamento no fim de 2014.Nenhum! O fato é que o governo não cuida do que existe nem executa o que planeja, mas é muito inventivo…

    • Fabio Rohde

      Falou tudo. O Governo Dilma preza muito pela propaganda, nem que seja enganosa.

    • William Boscardini

      Nem é por nada não, mas só aqui no Rio de Janeiro foram mais de 100 creches nos últimos 4 anos…! Claro que não são creches federais, mas sim municipais.

    • Rogério Bueno

      Como o colega disse são recursos federais repassados aos municípios (Fundeb). Pare de acreditar em textos da Veja, amigo rsrsrss

  • Daniel Ramos

    Só achei estranho o termo "Ressuscitar", afinal, nunca nasceu pra morrer. Mais com certeza é uma excelente notícia, nosso país é muito privado de aeroportos pequenos/regionais…sem falar que o preço das passagens é um absurdo, se houvesse diminuição nisso também seria algo bem-vindo.

  • Fabio Rohde

    Na minha modesta opinião, esse plano de aviação regional tem muito mais a ver com cidades do interior que não têm outra opção a não ser ônibus, que muitas vezes leva horas para conduzir passageiros a alguma capital, do que cidades como RJ e SP que são bem atendidas pela aviação comercial.

  • Raphael Fanezze

    Governo não precisa gastar um real para alavancar a aviação no Brasil. Basta liberar as empresas aéreas terem até 100% de capital estrangeiro, que a iniciativa privada cuida do resto. Aí veremos a mágica acontecer. Outro grande problema não são os preços das passagens, mas o MEDO que as pessoas de classe C e D tem de viajar de avião.

    • Matheus de Castro

      kkkkkkkk. …"foi com medo de avião"…

  • fabio passos vilela

    O subsidio seria o governo bancar parte dos gastos das passagens. Tipo, vamos dizer que uma passagem seja vendida por R$ 50,00 para o passageiro, esse não seria o valor real, pois o governo subsidiaria algum valor, tipo R$ 20,00, ai o valor cobrado para o cliente seria R$ 30,00

  • Diones Reis

    Esta Dilma ou é mal acessorada, ou não sabe o que fala.

    800 Aeroportos? Nem na China tem tudo isto.

    E olha que lá eles são mais de 1 bilhão.

    A não ser que ela troque as rodoviárias com aquelas coxinhas "Jesus me chama" por aeroportos de teco-teco.

    Tá parecendo aqueles mendigos que gritam coisas sem sentido, em busca de atenção.

  • Sergio

    Nos aeroportos que dão prejuízo, o governo da subsídio. Nos aeroportos que dão lucro, o governo cobra seção onerosa. E assim se faz esse equilíbrio. Esse modelo em que aeroporto lucrativo sustenta deficitário já é usado pela Infraero e é isso que estão tentando mudar.

  • André Wagner

    Assessoria.

  • Rogério Bueno

    Na Argentina existe uma espécie de subsídio para compra de passagens aéreas por cidadãos nacionais. Talvez seja algo nesse sentido, o que é fundamental, principalmente na região norte do país.

  • Enrico

    Pelo visto,o colega acredita em Papai Noel… A propósito, um Feliz Natal!

    • Rogério Bueno

      hahahaha Sem argumentos, amigo? Traga dados sobre as creches! hahahaha Leitor de Veja!

  • Enrico

    Pare de sonhar com a VEJA,"cumpanheiro" Rogerio! Quem afirma que a meta prometida por Dilma não foi cumprida é o seu ministro Mercadante. É muito provável que você tenha alguma boquinha nesse governo, mas, convenhamos, contra fatos nao há argumentos. Se você ainda tiver "dúvidas", procure o "cumpanheiro" Mercadante para "maiores esclarecimentos"…(hahahaha!) http://www.imil.org.br/blog/seis-mil-creches-promhttp://oglobo.globo.com/educacao/das-seis-mil-cre