Avaliação da Volotea

Redação 9 · outubro · 2018
Econômica
BOD - MAD
V72464
Airbus A319
16/07/2018

Embarque

Previsto: 14:00h
Efetivo: 14:00h

Partida

Previsto: 14:30h
Efetivo: 15:20h

Chegada

Previsto: 15:55h
Efetivo: 16:20h

A Volotea já é uma velha conhecida dos leitores do Melhores Destinos. Não é raro divulgarmos as promoções dessa companhia aérea low cost espanhola, que muitas vezes chega a oferecer passagens por apenas 1 euro. O leitor Alexandre Rodrigues Sobrinho viajou com a companhia entre a França e a Espanha. Confira neste relato como foi a experiência!

Como é voar com a Volotea pela Europa

Realizei neste mês de julho o trajeto entre Bordeaux (França) e Madrid (Espanha) com a Volotea, uma companhia aérea low cost, com base na Espanha.

Informações do voo
Bordeaux – Madrid
Voo V72464
Horário decolagem: 14h30 (previsto) – 15h20 (real)
Horário de pouso: 15h55 (previsto) – 16h20 (real)

A companhia oferecia uma tarifa excelente para este percurso, na data pretendida, e não houve dúvida no momento de escolher realizar a viagem com a Volotea. Além disso, eu só viajaria com bagagem de mão, o que não me traria custos extras. A compra do bilhete foi realizada através do site da Volotea, o que foi muito simples, intuitivo e não apresentou qualquer dificuldade.

Check-in

8

Os balcões de check-in da Volotea no aeroporto de Bordeaux ficam no prédio principal, o que é uma vantagem. Outras companhias low-cost, como Ryanair e Easyjet operam no Terminal Billi deste aeroporto, um anexo ao terminal principal.

O Billi acho de péssima qualidade, mal estruturado, com (poucos!) banheiros sujos, e traz uma experiência ruim na partida e na chegada. Já o terminal principal é de boa qualidade, com tudo o que comumente se vê em aeroportos: alguns restaurantes, lojas, banheiros adequados, correios, bancos, etc.

Em companhias low cost é comum que se faça o check-in antecipado online para não ter que pagar no aeroporto. É o caso também da Volotea. No entanto, ao tentar fazer meu check-in online, recebi uma mensagem de que eu deveria fazê-lo diretamente no balcão no aeroporto, sem pagar, neste caso, a taxa para tal.

Para minha surpresa, a razão disso é que, a princípio, não havia lugar para mim no voo. A atendente já estava com meu cartão de embarque em mãos quando me apresentei e explicou que a companhia havia vendido mais bilhetes do que lugares, e que eu ficaria em stand-by. O que não entendi é porque eu já estava destinado ao stand-by se fui um dos primeiros a fazer o check-in no local, e ainda havia várias pessoas na fila para este voo. Mistérios da fé! Perguntei, mas não houve resposta adequadamente suficiente.

A solução proposta seria que, caso não houvesse mesmo lugar restante, eu partiria quase cinco horas mais tarde num voo da Iberia, o que atrapalharia completamente meu planejamento para a noite em Madrid.

Enfim, houve lugar e embarquei normalmente. Apesar deste problema, que poderia ter sido um grande inconveniente, o atendimento no check-in foi ótimo, com funcionários muito educados.

O embarque foi realizado pela pista, sem necessidade de tomar o ônibus do aeroporto; apenas caminhamos até a aeronave. Dividiu-se o embarque entre prioritário, fileiras de 15 até o fim, e fileiras de 1 a 15. Novamente, os funcionários foram muito educados e prestativos. Houve, no entanto, atraso, algo que não depende de tais funcionários, pois a aeronave que vinha de outra localidade, chegou ao aeroporto já atrasada.

Como bagagem de cabine, pode-se levar uma mala de mão (tamanho padrão das companhias low cost) e uma bolsa/mochila pequena que caiba sob o assento à frente.

O avião traz algumas frases engraçadas e descontraídas na pintura, como “I’ll be home for dinner” (Chego em casa para o jantar), “Oh vole mio” (uma brincadeira com a famosa canção italiana) e “Maman, j’arrive” (Mãe, tô chegando”). Enfim, se houvesse acontecido o real overbooking, nenhuma dessas frases se aplicaria a mim! Felizmente tudo se resolveu bem.

Cabine

8

O voo foi realizado num Airbus A319, que aparentemente estava em bom estado de conservação, mas não sei julgar qual poderia ser a idade. Apenas o carpete estava bastante desgastado. Os assentos estavam organizados 3×3, apresentavam cores que eu considero sóbrias e agradáveis, e o espaço entre as fileiras achei muito bom. Eu sou um tanto baixo, tenho 1,70m, e pela foto podem ver que sobrava espaço razoável no meu caso.

As poltronas eram, no entanto, um pouco rígidas demais. Isso não foi de forma alguma um problema em um voo de uma hora de duração. Talvez seria cansativo caso se tratasse de um percurso longo. Achei, também, o uniforme dos funcionários de bom gosto, com base em marrom escuro e outros detalhes ou peças nas mesmas cores dos detalhes dos assentos.

Havia uma música ambiente durante táxi, decolagem e aterrisagem, o que achei simpático pois o volume era bem baixo. E achei a escolha interessante, com músicas do tipo “Ain’t no Sunshine” e “Garota de Ipanema”.

Entretenimento

7

Não havia basicamente nada para entretenimento a bordo, nem ao menos uma revista. Havia, sim a possibilidade de acessar o sistema de entretenimento através do smartphone, mas com o pagamento de uma taxa de 1,99 Euro. Não o fiz.

Serviço de bordo

7

Todo o serviço de refeições era para venda; não houve indicação de nada oferecido gratuitamente. Os preços eram aqueles comuns a companhias aéreas, e coloco fotos do menu para dar uma ideia mais clara das opções e valores.

Eu, no entanto, em companhias low cost, sempre peço um copo de água para ver se será oferecida ou se terei que comprar. Nesse caso, fiz o mesmo, perguntei se era necessário comprar a garrafa de água, ou se podiam me oferecer um copo como cortesia. A comissária, educadamente, me disse que sem problema me ofereceria, e que o traria logo em seguida.

O processo de aterrisagem, no entanto, começou logo em seguida ao meu pedido, e a equipe se ocupou com isso e ela não o trouxe. Mas considero como se tivesse sido oferecido, pois, obviamente, cuidar dos procedimentos coletivos é mais importante do que trazer meu copo de água.

Amenidades, como é normal em companhias e baixo custo, nenhuma.

Comissários e equipe de solo

9

A equipe de solo, como comentei anteriormente, foi muito prestativa. E assim também foram os comissários: educados, cordiais e simpáticos. Achei interessante que se preocupavam muito com os procedimentos de segurança. Os cintos de segurança foram verificados cuidadosamente, por dois comissários, na decolagem, aterrisagem, e em um momento em que se anunciou que haveria turbulência.

Também achei interessante que pediram individualmente a todos os passageiros que tinham fones que os retirassem, tanto na decolagem, quanto na aterrisagem.
Os anúncios eram feitos apenas em francês e inglês. Isso achei estranho tratando-se de uma companhia espanhola, num voo com destino a Espanha, com vários passageiros espanhóis.

Programa de fidelidade

6

A companhia não possui programa de fidelidade.

 

 

Nota final

7,5

A chegada ocorreu tranquilamente, no terminal T3 do Aeroporto de Madrid, que se conectou com o T2 para a saída para a área externa. Não sei falar sobre recolha das bagagens, pois estava apenas com bagagem de mão.

A experiência com a Volotea foi boa, e viajaria tranquilamente novamente com ela. Entre as três low cost europeias que conheço (Ryanair, Easyjet e Volotea), achei a melhor. Os serviços me pareceram semelhantes aos da Easyjet, embora um pouco mais cordiais. E não há nem comparação em relação à péssima Ryanair (claro, é apenas minha opinião, mas nas vezes que viajei com a Ryanair sempre presenciei – comigo ou com outros passageiros – uma falta de educação absurda).


Agradecemos ao Alexandre pelo relato! Quer ver a sua avaliação publicada no Melhores Destinos? Capriche no texto e nas fotos e mande para a gente pelo e-mail avaliacao@melhoresdestinos.com.br