Avaliação da MAP Linhas Aéreas

Redação 19 · setembro · 2017
Econômica
MAO - PIN
9032
ATR 72
30/06/2017

Embarque

Previsto: 07:00h
Efetivo: 07:30h

Partida

Previsto: 07:30h
Efetivo: 08:00h

Chegada

Previsto: 08:25h
Efetivo: 08:55h

A MAP Linhas Aéreas é uma empresa aérea brasileira criada em 2011, com sede em Manaus. Possui operações regulares de passageiros em 15 destinos nas Regiões Norte e Centro-Oeste, utilizando aeronaves modelo ATR 42 e ATR 72, com capacidade de 46 e 70 passageiros, respectivamente.

Nossa leitora Deise Mota voou da capital do Amazonas até Parintins pela companhia. Confira a avaliação que ela fez para o Melhores Destinos:


No último final de semana de junho viajei de Manaus para Parintins, para o 52º Festival Folclórico dos Bois Garantido e Caprichoso. Foi minha primeira experiência na MAP Linhas Aéreas e resolvi fazer a avaliação para o Melhores Destinos, pois já havia pesquisado anteriormente e vi que não havia avaliação desta companhia. O texto é um pouco longo, pois foi ida e volta em aeronaves diferentes, logo, fiz o relato dos dois voos.

Adquiri as passagens no dia 01 de Junho de 2017. Desde o início já achei os valores bem caros, mas como não teria disponibilidade de ir de barco ou lancha (muito comum no interior do Amazonas), optei por viajar na MAP Linhas Aéreas, que atende algumas cidades do interior do Amazonas, Pará e Mato Grosso.

Tive muita dificuldade no pós venda, pois para utilizar um crédito que tenho disponível na MAP para comprar a ida para a minha sobrinha, eu precisava ir até a loja da MAP do Aeroporto Eduardinho, pois não se fazia diretamente no site como as outras empresas, nem no escritório que fica no Bairro Vieiralves, em Manaus. Complicado! Até chegar ao aeroporto para fazer uso do crédito, eu já teria perdido a passagem promocional, que nesta época de Festival é disputadíssima!

Além disso, também não me senti bem atendida no telefone ao pedir informação, como se fosse obrigação do cliente saber tudo referente à empresa. Enfim, resolvi comprar a passagem sem o crédito que eu tenho na MAP a fim de não perder a tarifa.

A ida foi no dia 30/06, em um avião ATR 72 com capacidade para 70 passageiros, partindo às 07h30 do Aeroporto Eduardo Gomes (Eduardinho). A passagem custou R$549,90.

Check-in

8,0

No dia da viagem, o check-in foi feito no balcão e a marcação dos assentos também. Despachei as bagagens pois cada uma pesou 6,4kg (2 volumes: 1 meu e 1 da minha sobrinha).

Houve atraso no embarque e partimos às 8h. O voo de Manaus para Parintins dura 55 minutos e com 15 minutos foi iniciado o serviço de bordo.

Cabine

7,0

A aeronave tinha aspecto de ser bem antiga, mas não foi problema, pois o voo foi tranquilo.

O voo de volta também foi tranquilo, a aeronave tinha aspecto de ser mais nova que a ATR 72 da ida, mas a poltrona que sentei não reclinava e a climatização do voo deixou a desejar, estava bem quente!

Outra coisa que me incomodou bastante foi o cheiro do aromatizador de ambiente da aeronave. Sério, estava tão forte que cheguei a sentir náuseas.

Entretenimento

9,0

Após o serviço de bordo ter sido finalizado, os passageiros tiveram uma surpresa, pois a MAP contratou dois comediantes locais para fazer um stand-up rápido no final dos voos para Parintins, na semana do Festival.

Eles realizaram um sorteio de 8 kits oferecidos pela Cerveja Devassa (6 latinhas, um copo e uma camisa) com as cores dos bois, sendo quatro do boi Garantido e quatro do Caprichoso.

Infelizmente não fui sorteada =(

Mas foi bem interessante a sacada da MAP. Ponto pra ela!

Serviço de bordo

9,0

Disponibilizaram sucos da fruta de dois sabores, refrigerante Schin e Guaraná Antarctica, água, Club Social Original e biscoitos de leite Bauducco.

Achei suficiente para o voo com duração de 55 minutos, mas a desejar para o valor pago pela passagem.

Comissários e equipe de solo

10

Sem reclamações em relação aos comissários e equipe de solo.

Programa de fidelidade

A MAP Linhas Aéreas não possui programa de fidelidade.

Nota final

7,1

O voo chegou às 08h55 em Parintins e a restituição da bagagem foi rápida. Com 15 minutos em solo, eu já estava na frente do aeroporto pronta para ir pra casa.

A volta para Manaus foi no dia 04/07 em um ATR 42, com capacidade para 46 passageiros, partindo às 14h30 do Aeroporto Júlio Belém. O valor da passagem foi de R$629,90. Assim como na ida, o check-in e a marcação de assento também foram feitos direto no balcão do aeroporto e o voo saiu com 10 minutos de antecedência, pois todos os passageiros já tinham embarcado. Ponto para a MAP.

Talvez eu volte a viajar na MAP, considerando o crédito que tenho disponível para compra de passagem.

No geral a experiência não foi ruim, mas ainda prefiro viajar com outras companhias não regionais.

Agradecemos à Deise pelo relato! Quer ver a sua avaliação publicada no Melhores Destinos? Peça as instruções, capriche no texto e nas fotos e mande para a gente: avaliacao@melhoresdestinos.com.br

  • RABUGENTO SFQNS

    Os preços das passagens para voar sobre a Amazônia são absurdos.
    Isso quando se encontra passagem.
    Parece-me que essa também é a única empresa que vai até São Gabriel da Cachoeira… 🙁

  • Dannilo Martinz

    Apesar de tudo, daria uma nota melhor .. 7,1 é tenso.. pra uma regional está ótimo .. claro que não dá pra comparar com empresas bilionarias

    • SirNiXXon

      7,1 é tenso? Em que escala? Por que numa escala de 0 a 10 é uma boa nota – talvez até acima do que é apresentado no texto do relato.

      • Dannilo Martinz

        pouco.. regional e ainda no norte ? um média 8,0 estaria bom ..

  • Bruno Bastos

    Haja vontade pra ver esse boi. Mais de mil conto!!!!

    • Marie

      E que estou pagando até hoje kkkkkk
      Mas não era só boi.. tem meu pai que mora lá, logo compensou ir para ver os dois 😉

      • Bruno Bastos

        Ah tá, nesse caso tudo OK. Pai não tem preço 😉

      • Jackie Queen

        Marie! Me fala uma coisa, aqueles voos fretados da Gol estavam mais caros? Quando fui ao festival em 2014 comprei passagens com uma agência de Manaus, Tucunaré.

      • Ronaldinho Gaúcho

        Pagaria o dobro pra te ver =D com essa foto linda!
        Hahahahaha

    • Kkkkkk essa resposta foi hilária.

  • Achei os preços exorbitantes. O governo deveria subsidiar o valor da operação ou criar um limite para o valor dessas passagens.

    • Ronaldinho Gaúcho

      Subsidiar passagens pra ver festa de bois? Não néh… Vai quem quer ninguém é obrigado… Até porquê tem ponte aérea em datas de feriadões final de ano verão e etc que chega custar 2 mil reais pelos 55 minutos de voo e nem bolachinha com refri você ganha…

    • Alan

      Não basta a gente gritar aos 4 cantos que “ama e protege a Amazônia”, é necessário ter ações concretas: a floresta tem um preço e a aviação é muito mais respeitosa com o meio ambiente que o modal rodoviário: daí a necessidade de subsídio.

  • Ludwig von Mozart

    Meu Deus, se um cara faz stand up num ATR eu começo atirar coisas na cabeça dele.

    • Ronaldinho Gaúcho

      hauahauahahaha concordo!!

  • Luiz Antonio

    Putz…tá muito tranks. Quem voava pela Amazônia antigamente tinha de ir de Bandeirante da TABA (Transportes Aéreos da Bacia Amazônica). Aquilo sim, era para os fortes. E duvido que alguém fosse fazer review aqui no MD. Era traumático demais para compartilhar. Ah, sim. O preço sempre foi um coice.

  • Lucas Ribeiro

    “pelo qual deveria receber subsídios do governo federal” claro, afinal é melhor do que abrir o mercado e facilitar o surgimento de novas empresas.