Como é voar pela Tailândia com a AirAsia

Por Marcel Bruzadin
CNX Chiang Mai
URT Surat Thani
FD5420
Avião A320-200
Classe Econômica
Poltrona 4B
Data 28/12/2018
Partida 11:16
Chegada 12:50
Duração 1:30

Durante nossa viagem pela Tailândia, estivemos em Bangkok, fomos até Chiang Mai, na região norte do país, e essa vez voaremos de Chiang Mai até Surat Thani, de onde pegamos um ferry boat até Koh Tao e ficamos por alguns dias.

Para realizar esse voo escolhemos voar com a AirAsia, escolhida principalmente por conta do baixo custo do voo para o trecho.

A AirAsia é uma das maiores companhias aéreas da Ásia, com uma frota total de 252 aeronaves, composta de A320 e A330 e atuando em mais de 320 destinos do continente.

Check-in

Por se tratar de um voo doméstico, nossa antecedência de voo não precisaria ser tão grande, mas por precaução, chegamos com mais de 2 horas de antecedência ao início do embarque, principalmente por que teríamos que despachar uma bagagem.

Já havíamos feito o check-in online através do website da AirAsia, que funcionou muito bem por sinal, não tivemos problema nenhum. Aproveitei o processo do check-in e comprei 30kg de bagagem despachada, o que nos custou 903 THB (aproximadamente R$ 108,00). Apenas para terem noção do custo, as passagens aéreas custaram 12.517,80 THB, aproximadamente R$ 1.490 para 2 adultos.

Assim que chegamos ao Aeroporto Internacional de Chiang Mai (CNX), que inclusive fica bem próximo ao centro da cidade, nos deparamos com enormes filas nos portões de entrada do aeroporto. Logo descobrimos que a fila era por conta de inspeção de bagagem por raio-x já na entrada para os balcões de check-in.

Devido ao grande volume de passageiros, confesso que a fila nos assustou um pouco, mas o processo de checagem da bagagem foi bem rápido e seguimos para o check-in, onde despacharíamos nossa mala.

A área de check-in da AirAsia contava com muitos funcionários identificados e logo um deles nos perguntou se precisávamos de ajuda. Informamos que tínhamos um voo para Surat Thani e nos auxiliou a fazer todo o procedimento via totem, inclusive a etiquetagem da mala despachada.

Fizemos todo o processo em menos de 10 minutos e em seguida fomos despachar a mala no balcão, que estava sem filas. Em 3 minutos estávamos com tudo pronto para seguir até o nosso portão de embarque (03).

Logo que subimos para acessar nosso portão de embarque tivemos que passar por uma segunda etapa de raio-x das bagagens de mão, obrigatória para todos os passageiros.

A sala de embarque estava bem cheia, haviam pouquíssimas poltronas disponíveis para nos sentarmos. Como chegamos com bastante antecedência, tivemos cerca de uma hora de espera até o início do embarque, previsto para acontecer às 10:30.

Com atraso de 15 minutos, o embarque iniciou-se exatamente às 10:45 e ocorreu sem nenhum problema.

Cabine

O trecho que voaríamos, de Chiang Mai até Surat Thani, foi feito em um A320-200 com configuração 3-3. O espaço para as pernas certamente foi um ponto negativo para o voo em questão, principalmente para mim que tenho 1,88 de altura.

Dias antes desse voo com a AirAsia voei um trecho com a companhia Thai Smile de Bangkok (BKK) até Chiang Mai (CNX) e o espaço para as pernas era consideravelmente maior. No caso de você ser alto, isso pode ser um fator decisivo no momento da compra da sua passagem aérea.

Fora isso, a aeronave estava bastante limpa e organizada.

Entretenimento

Por se tratar de uma low cost já não esperava nenhum entretenimento de bordo  muito avançado. O bolsão da poltrona possuía algumas revistas, manual de segurança, cardápio com alguns produtos (vendidos separadamente) e revista de produtos duty-free.

Infelizmente a aeronave não contava com wi fi nem com porta USB individuais nas poltronas, o que certamente faz muita diferença, até mesmo para os voos de curta duração.

Afinal, hoje em dia, quem voa sem um celular ou tablet nas mãos?

Serviço de bordo

Bem, por se tratar de uma low cost e de um voo curto, todo o serviço de bordo oferecido era cobrado à parte, desde as bebidas até as refeições.

Durante o processo de check-in online já era possível comprar alguns itens para o voo. Já para os passageiros que desejassem comprar durante o voo, era possível pagar com cartão de crédito ou em cash, como foi o meu caso, ao comprar uma lata de Coca-Cola por 60 THB, algo em torno de R$ 7 (bem caro quando comparado ao valor em terra, de aproximadamente 10 THB).

Comissários e equipe de solo

No quesito de equipe da AirAsia, tanto para os comissários de bordo como a equipe de solo, todos foram 100% atenciosos, pró-ativos quando necessário e simpáticos. Confesso que nesse ponto a companhia me surpreendeu bastante.

Programa de fidelidade

O BIG Loyalty é o programa de fidelidade da AirAsia, que permite o acúmulo de pontos e sua eventual troca por passagens aéreas através de um esquema de pontos fixos, de acordo com a duração do voo. É bem interessante para quem mora na Ásia.

Em geral os voos da AirAsia não costumam ser longos e acumular muitos pontos voando não é uma tarefa fácil. Felizmente a companhia possui parceria com sites de reserva de hotel, bancos e até aplicativos de entrega de comida, o que facilita bastante.

Também vale a pena ser membro do programa e aproveitar as promoções do Big Sale, famoso saldão da AirAsia que vende passagens bem baratas ou até mesmo por 0 pontos – isso mesmo, de graça!

Conclusão

Em resumo, para voar internamente na Tailândia, a AirAsia é uma boa opção caso a sua tarifa seja mais barata ou equiparada com as concorrentes.

Caso você tenha mais de 1,88 de altura, tenha em mente que o espaço para as pernas é bastante reduzido. Nesse caso, considere pagar um pouco mais para pegar os assentos com mais espaço (na saída de emergência por exemplo).

Pela proposta oferecida pela companhia aérea, acho o serviço bastante justo, especialmente quando se faz voos de curta duração.

Nota final

AirAsia

Chiang Mai - Surat Thani

Voo FD5420

7,3
Embarque 8
Assento 6
Entretenimento 6
Amenidades 6
Equipe 10
Fidelidade 8