Airbus entrega primeiro A350 XWB à Qatar Airways

Denis Carvalho 22 · dezembro · 2014

Hoje é um dia histórico para a aviação mundial. A Airbus entregou à Qatar Airways o primeiro A350 XWB, seu avião mais moderno. O jato de médio porte é a aposta da fabricante europeia para combater o sucesso do 787 Dreamliner e do 777, da rival Boeing.

A Airbus investiu A fabricante europeia investiu entre R$ 36 bilhões no desenvolvimento do novo avião, que é equipado com motores Trent XWB, da Rolls-Royce, e tem fuselagem de fibra de carbono composta. A sigla XWB significa Extra Wide Body e há três versões da nova aeronave: A350-800, A350-900 and A350-1000, que têm capacidade para 270, 314 and 350 passengers, respectivamente, em três classes.

A350_XWB_Qatar_Airways_media_flight_take_off

O primeiro jato entregue à Qatar Airways foi um A350-900, com 283 assentos dispostos em duas classes: 36 na business class e 247 na econômica. No total, a companhia encomendou 80 jatos – 43 A350-900 e 37 A350-1000. No Brasil, as companhias TAM, Avianca e Azul têm pedidos do A350, mas outras empresas como a TAP também poderão usá-lo no país. A TAM deve receber seu primeiro jato do tipo em dezembro de 2015.

1280_1419244740_A350_XWB_Qatar_Airways_in_flight_6

Assim como o rival 787, o novo jato inova nos materiais de construção, com 53% de fibra de carbono composta em sua fuselagem, e no design, o que garante mais economia de combustível e menos ruído.  Entre as inovações há um novo sistema de qualidade do ar da cabine, que durante o voo no A350 é renovado a cada três minutos. Até o fim de novembro, a Airbus recebeu 778 encomendas do jato, de 41 companhias aéreas de todo o mundo.

Com informações da AirbusCNN e Reuters

 

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Gabriel

    Lindo avião, espero que ele seja econômico, para que as companhias aéreas, adquiram este avião magnífico e moderno!

  • Thiago Castro

    Muito bacana! O avanço tecnológico é sempre uma boa notícia na aviação, traduzindo-se em mais conforto e segurança.

    Sobre o texto, revisar o início do segundo parágrafo: “A Airbus investiu A fabricante europeia investiu entre R$ 36 bilhões no desenvolvimento do novo avião…”.

  • Denis Colli

    A Qatar é uma cia que admiro, pois preza pelo conforto do passageiro, enquanto muitas cias colocam configurações cada vez mais densas, ela coloca uma configuração com menos capacidade para dar mais conforto aos passageiros.
    Nestes A350 entregues a configuração será
    1-2-1 na Executiva
    3-3-3 na Economica.
    Pelas fotos que vi, os monitores IFE são de 11″, poltronas com bom espaçamento.
    Parabens para a Qatar!

    • Fernando Espósito

      a config 1-2-1 e 3-3-3 já é a adotada por eles não? pelo menos no gru – eze que fiz era essa…

      • Denis Colli

        sim, eles usam a configuração 3-3-3 no B777 que opera na rota para o Brasil, enquanto as demais empresas usam a configuração 3-4-3

        • gus

          o problema é que eles também usam a 3-3-3 no 787…

  • Fernando Espósito

    belíssima aeronave mesmo.. parabéns a airbus e a qatar…

  • Tito Bosco

    Lindo avião. Acompanhei o trajeto dele quando veio fazer um voo teste aqui na América Latina.
    A Catar sempre prezando pelo conforto dos passageiros na classe economy. Se fosse possivel capaz que na TAM venha com a config. 3-6-3. verdadeira lata de sardinha.

  • FREDERICO K. CHAGAS

    a AIRBUS torce para não ser um MICO como o A-380. E antes que alguém discorde, peço – para seu bem – que faça uma pesquisa bem simples na internet. A AIRBUS se arrependeu do gigantismo do 380 e os pedidos caíram drasticamente. Se não fosse a EMIRATES, que querendo ser gigante fez mais de uma centena (!!!) de pedidos, a AIRBUS teria corrido risco de falir por conta do 380.

    • Jonatas

      Eu não diria que o A380 seja um mico, longe disso, sua grandeza e superioridade está mais para um gorila. Acontece que a Airbus errou a mão ao apostar em um mundo onde os deslocamentos seriam apenas entre grandes centros, com conexões para outras cidades menores. Porém vemos hoje em dia que há uma preferência por vôos diretos, em aeronaves menores, tornando a viagem mais rápida e menos cansativa. Por exemplo, quem vai de Nice a Dublin não quer passar por Paris nem Londres, quem vai do Porto a Veneza não que ir à Lisboa ou Roma. Aí está o “erro” da Airbus, se estou em Manchester e vou a Boston, prefiro um voo direto num A330 do que ir à LHR em um A320, então pegar um A380 até JFK e novamente um A320 até BOS.

  • ARTUR ARANHA

    É impressão minha ou a airbus copiou os bagageiros internos da boeing? Belo avião, tomara que com essas aeronaves mais modernas e econômicas os preços das passagens fiquem mais baratas, kkk.

  • Claudia

    Tive o desprazer de viajar com a Qatar em Novembro para Bangkok e tanto na ida como na volta a configuração das poltronas era 3-4-3, nada de excepcional e ainda o serviço de bordo foi sofrível: comida horrível e comissários que mais pareciam robôs mal humorados. Eu ainda considero emirates, klm e air france as top da aviação e a Qatar ainda vai ter que fazer muitas promoções p chegar a ser a melhor do mundo. Qatar so mesmo se a promo for mega.

  • Filipe Almeida

    Finalmente foi entregue, pois a concepção gerou tantas polemicas e reclamações por parte das companhias.
    Espero que seja muito útil e assim como 787 sejam o futuro da aviação.
    E claro a Qatar dispensa apresentações e comentários, a melhor companhia que já voei, neste mês fiz GRU-DOH-PER, 26 agradáveis horas de vôo.