logo Melhores Destinos

Wi-Fi grátis do Google: como acessar em São Paulo e outras cidades do mundo

Thayana Alvarenga
27/06/2019 às 5:00

Wi-Fi grátis do Google: como acessar em São Paulo e outras cidades do mundo

Acessar wi-fi grátis em São Paulo ficou mais fácil! Isso por que o Brasil é o oitavo país do mundo a receber o Google Station, uma plataforma de internet wi-fi grátis e rápido voltada para países emergentes. A cidade de São Paulo foi a escolhida para estrear o serviço no país, com mais de 70 pontos de acesso espalhados pela capital paulista e que já estão em funcionamento, incluindo o Parque do Ibirapuera e estações de trem da CPTM.

Visitamos o Parque do Ibirapuera, um dos cartões postais de São Paulo, e testamos o serviço de wi-fi grátis do Google. Confira se vale a pena usar!

Como funciona o wi-fi grátis do Google

O Google Station foi lançado em 2016 e seu wi-fi grátis pode ser utilizado em mais de mil pontos de acesso em países como Índia, Indonésia, Filipinas, México, Nigéria, Tailândia e Vietnã. No site dá para conferir quais são os pontos exatos de acesso em qualquer um destes locais, além do Brasil. É importante ter um chip ativo já que, para liberar o acesso, é necessário autenticar com o celular.

Como acessar o Wi-fi grátis do Google em São Paulo

Para acessar internet wi-fi grátis do Google em São Paulo, você terá que ativar o wi-fi do dispositivo (notebook ou smartphone) e procurar pela rede chamada Google Station. Na sequência será necessário colocar o seu número de celular, e um código de liberação será enviado via torpedo SMS. Para liberar o acesso, insira a senha de quatro números recebida no seu aparelho móvel.

E prontinho, você já está conectado! Sua conexão será liberada por 30 minutos e um relógio fica cronometrando o tempo disponível na página de login, que também exibe notícias e outras informações.

O Google informou que a velocidade de navegação é suficiente para assistir vídeos em HD e sem pausas para carregar. No momento do acesso fizemos o teste de conexão e alcançamos 78 MB para download e 64 para upload, o que é realmente muito bom!

Redes wi-fi grátis Google em São Paulo

São diversos pontos de acesso para aproveitar o wi-fi grátis do Google na cidade de São Paulo. Siga o procedimento explicado anteriormente e aproveite!

Confira a seguir a lista dos pontos de acesso na cidade de São Paulo:

  • Parque Santa Amélia
  • Praça Silva Teles
  • Praça Craveiro do Campo
  • Praça Padre Aleixo (do forró)
  • Praça Fortunato da Silveira / Unisul
  • Praça da Estação Vila Mara
  • Praça Jaguamitanga
  • Praça Chico Mendes
  • Praça Cecília Marques de Araújo
  • Praça Jesus Teixeira da Costa
  • CEU Inácio Monteiro
  • CEU Água Azul
  • Praça do Terminal Metalúrgicos
  • Praça Oslei Francisco Borges
  • Praça Osvaldo Luís da Silveira
  • Largo São Mateus
  • CEU Quinta do Sol
  • Praça Giovani Fani
  • Praça Brasil (Praça Mãe Menininha dos Gantois)
  • Parque Raul Seixas
  • Praça Augusto Domingues Alves Maia
  • Praça Dilva Gomes Martins (Cohab 1)
  • Praça Professoras
  • Praça na Rua Gregório Ramalho
  • Praça Torquato Plaza
  • CEU Formosa
  • Praça Vicente Falcetta
  • Biblioteca Lenyra Fraccaroli
  • Parque Linear Tiquatira
  • Largo do Rosário
  • Praça da Conquista
  • Praça São João Vicenzotto
  • Praça Sampaio Vidal
  • Estação Tamanduateí
  • Praça Padre Damião
  • Parque Ecológico da Vila Prudente
  • Biblioteca Cassiano Ricardo
  • Biblioteca Professor Arnaldo Magalhães Giácomo
  • Estação Tatuapé
  • Praça Silvio Romero
  • Praça São Luís do Curu
  • Biblioteca Affonso Taunay
  • Praça Ciro Pontes
  • Estação Brás
  • Praça Kantuta
  • Estação da Luz
  • Praça Lourenço de Bellis
  • Praça Parque Domingos Luís
  • Praça Mariquinha Sciascia
  • Praça Doutor João Batista Vasques
  • Largo do Japonês
  • Largo da Matriz
  • Praça Marco Antônio Primon Maestre
  • Terminal Palmeiras / Barra Funda
  • Estação Ceasa
  • Estação Villa Lobos / Jaguaré
  • Estação Pinheiros
  • Estação Hebraica-Rebouças
  • Estação Cidade Jardim
  • Estação Vila Olímpia
  • Estação Berrini
  • Estação Morumbi
  • Estação Granja Julieta
  • Estação Santo Amaro
  • Estação Socorro
  • Estação Jurubatuba
  • Parque Ibirapuera
  • Praça Oscar da Silva
  • Praça General Humberto de Souza Melo
  • Largo da Concórdia
  • Praça Novo Mundo
  • Estação Autódromo
  • Estação Primavera – Interlagos
  • Estação Grajaú

Lembrando que no site do Google Station é possível conferir a localização exata de todos os pontos de acesso wi-fi por meio de um mapa. A intenção da empresa é lançar mais hotspots em todo o Brasil até o final de 2020.

Wi-fi do Google em Ilhabela

Ao que parece a rede do Google Station está em franca expansão no Brasil. Enquanto produzíamos esse post, foram introduzidas novos pontos de acesso, inclusive fora da capital, nas cidades de Itapevi, onde há três pontos disponíveis, e Ilhabela, na praia do Perequê. Será que em breve teremos a rede wi-fi grátis em outros estados?

Serviço do Google de wi-fi grátis em SP: vale a pena?

Precisamos admitir que a velocidade da internet é realmente muito boa. Todos os sites abriram normalmente e sem travamento, o que é um ótimo ponto a ser destacado. Por outro lado, precisamos concordar que somente 30 minutos de acesso é pouco. Diante de uma conexão tão boa, talvez valesse a pena ter mais tempo livre para navegação, com uma velocidade que fosse inferior, porém estável.

A seguir algumas considerações de nosso teste no Parque do Ibirapuera:

Sinal de conexão

Em nosso teste percebemos que o sinal não fica disponível em todas as áreas. São algumas antenas (encontramos apenas três) com um alcance médio de 50 metros cada. Então para se conectar, você precisa estar relativamente próximo da antena. Considerando o tamanho do Parque do Ibirapuera, que possui 1,6 milhão de metros quadrados, seriam necessárias mais antenas para expandir a conexão a mais lugares distantes dali.

Estrutura

Em um primeiro momento paramos em um café que tem dentro do parque, porém o sinal ali não funcionava. Todos os locais em que era possível achar antena eram públicos e bem movimentados, tipo marquise, porém sem espaço para sentar comodamente e acessar – a menos que você não se importe em sentar no chão mesmo. Provavelmente isso mude nas estações de trem da CPTM, que possuem assentos nas plataformas.

Comunicação visual

Não há sinalização alguma nos pontos de acesso, a não ser a plaquinha nas antenas que representa outro projeto de internet grátis na cidade de São Paulo. Para encontrar o sinal, o visitante terá que literalmente caçar as antenas para consequentemente conseguir um bom sinal. Além disso, nem todos os funcionários do parque sabem onde ficam as antenas. Poderia ter mais avisos sobre o serviço do Google de wi-fi grátis, onde encontrar internet…

Propagandas

Como o wi-fi grátis do Google em São Paulo é patrocinado pelo Banco Itaú, aparecem várias propagandas durante o processo de cadastro, mas basta ignorar.

Wi-fi grátis do Google em suas viagens

Você pode aproveitar o wi-fi grátis do Google nos sete países em que o serviço está habilitado: Índia, Indonésia, Filipinas, México, Nigéria, Tailândia e Vietnã. No site dá para conferir quais são os pontos exatos de acesso.

Entre as cidades turísticas em que dá para se conectar pelo Google Station estão: Guadalajara, Cidade do México, Bali, Abuja, Chiang Mai, Bangkok, Manila, Makati, Nova Delhi, e muitas outras.

Aplicativos para encontrar redes wi-fi gratuitas

Além da rede gratuita do Google há várias formas de conseguir acessar uma rede wi-fi sem custo durante sua viagem. Redes públicas, bares e restaurantes, museus e atrações por vezes oferecem o acesso sem custo ao visitante. Uma das maneiras mais fáceis de encontrar redes de wi-fi abertas são os aplicativos especializados. Alguns deles permitem que os usuários divulguem as senhas, facilitando o acesso a redes bloqueadas.

  • Instabridge

Compatível com Android e iOS, o Instabridge busca redes sem fio perto de você e informa a senha, localização e outros dados como a velocidade de acesso.

  • Mandic Magic

O Mandic Magic mostra as redes abertas e senhas. Funciona como uma rede social, em que os usuários se cadastram e compartilham senhas utilizadas em estabelecimentos como restaurantes e cafeterias. Disponível para Android, iOS e Windows Phone.

  • WiFi Map

Neste aplicativo você pode consultar a senha da internet de algum lugar. Parecido com o app citado anteriormente, é como se fosse um banco de dados em que os usuários compartilham as redes wi-fi próximas.


Não deixe de conferir a nossa lista com 25 coisas (quase de graça) para fazer em São Paulo, além do nosso guia completíssimo com tudo o que você precisa saber antes de visitar São Paulo, a maior cidade da América do Sul!

E você, já usou wi-fi grátis em São Paulo? Comente abaixo e ajude outros leitores!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção