logo Melhores Destinos

Viaje ao redor do mundo sem sair de casa no sabor de 20 cervejas internacionais

Rafael Castilho
11/11/2020 às 20:04

Viaje ao redor do mundo sem sair de casa no sabor de 20 cervejas internacionais

A cerveja é uma paixão nacional, mas muito mais que isto é a bebida alcoólica mais consumida no mundo. Nada como se refrescar com uma breja bem gelada. Aqui no Brasil e em todo o mundo a cerveja ganhou novos ares e ultimamente a cervejarias artesanais se espalharam e ganharam as ruas a preferência de uma boa parcela da população. Mas são as mais populares que fazem mais sucesso ainda. Para quem quer dar a volta ao mundo sem sair de casa nestes tempos ainda complicados pela pandemia, que tal fazer isso experimentando as cervejas de outros países?  Veja a nossa lista abaixo com 20 representantes de todos os continentes que você pode saborear em casa!

Fazer lista dá trabalho e o resultado não é unânime. Há muitas boas cervejas por todos os países que agradam aos mais diversos paladares. Levei em conta as mais fáceis de encontrar no Brasil para você curtir com a família e os amigos.

Argentina

Começamos a nossa viagem pela Argentina, um país conhecido por seus vinhos mas que tem na cerveja o principal mercado de bebidas alcoólicas. Como no Brasil, os argentinos preferem o tipo lager para acompanhar um choripan ou um asado à parrilla nos restaurantes de Buenos Aires. Bem fresca e leve, como os brasileiros eles bebem bem gelada!

Para experimentar – A Quilmes e nossa Brahma são sem dúvidas as “cervezas” mais vendidas na Argentina, mas para fugir do comum uma boa opção é a Patagonia Amber Lager, uma American Amber Lager clássica com aroma sutil de caramelo.

Minha colega Leila Aisen, editora do Mejores Destinos Argentina, recomenda algumas boas marcas para provar quando visitar o país: Antares, Andes, Temple, Rabieta, Peñón del Águila e Berlina. “Uma boa dica para conhecer ótimas cervejas quando vier a Buenos Aires é o app GPS Birra, para encontrar cervejarias artesanais na cidade. Além disso é possível conhecer ótimas marcas na Copa Argentina de Cervejas, um prêmio bem importante por aqui”.

Uruguai

Bem aqui ao lado, os uruguaios também acompanham o gosto dos dois vizinhos, brasileiros e argentinos, e a cerveja mais comercializada é do tipo American Lager. Uma cerveja ideal para acompanhar uma bela carne uruguaia numa parrilla uruguaya, pode ser em Punta del Este ou em Montevidéu.

Para experimentar – produzida com cevada dos pampas uruguaios, a Cerveja Norteña é perfeita para curtir os amigos e a família durante um belo churrasco.

Chile

O país conhecido por seus vinhos, frutas e pelo Pisco, hoje tem pela cerveja um gosto todo especial. As cervejarias artesanais e de diferentes estilos e sabores ganharam o Chile. Cada tipo combina mais com um dos pratos típicos, que podem ser de carne ou frutos do mar. A cidade de Valdivia, no sul do país, é símbolo deste novo momento cervejeiro chileno.

Para experimentar – vem de Valdivia uma bela cerveja chilena e uma indicação para provar este sabor. Uma boa pedida é a Kunstmann Lager Sin Filtrar, uma cerveja obtida antes de filtrar, de cor amarelo forte e naturalmente turva. O seu amargor é inconfundível.

Minha colega Yenifer Contreras, editora do Mejores Destinos Chile, recomenda também a cerveja de mel e a Gran Torobayo, esta última de sabor denso e forte. “Como bônus, também originária de Valdivia, a cerveja Cuello Negro é incrível para refrescar uma tarde com os amigos. Se você visitar esta maravilhosa cidade do sul do Chile, visite cada uma de suas cervejarias artesanais, são mais de vinte! A verdadeira iguaria valdiviana: uma mesa de pernil de porco, acompanhada por um grande copo de cerveja!”

Jamaica

A Jamaica é muito mais que praias paradisíacas, florestas tropicais e reggae. Na capital Kingston os turistas encontram o museu dedicado ao cantor Bob Marley. Na costa norte ficam as famosas regiões de Montego Bay e Acho Rios com seus resorts. A culinária também é destaque com pratos locais como o Jerk Chicken, espécie de frango marinado com pimenta Scotch Bonnet e outras especiarias, e o Ackee and Saltfish, fruto da ilha servido junto a algum peixe salgado. Todos eles podem ser muito bem acompanhados de uma boa cervejinha.

Para experimentar – um dos símbolos jamaicanos é encontrado em bares e mercados do mundo. A Red Stripe Lager, produzida desde 1934, tem sabor adocicado e um levíssimo amargor.

México

Arriba, abajo, a la boquita!! A bebida popularmente associada aos mexicanos é a tequila, mas são as cervejas que ganham as mesas dos locais. Bem diferente da comida pesada e picante, as cervejas mexicanas se caracterizam por um sabor suave, mas cheio de personalidade. Entretanto, é comum em todos os cantos do país e na Cidade do México ver os mexicanos incrementando o sabor da “loira gelada”. Que tal uma michela, um drink com cerveja, suco de limão, molhos variados, temperos, suco de tomate e pimenta.

Para experimentar – A cerveja local mais famosa é a Corona, que pode ser saboreada com os amigos na versão pequenina e chamada Coronita, uma clássica Standard American Lager, ou seja, possui cor clara, sabor leve e refrescante.

Estados Unidos

Do outro lado da fronteira do rio Grande chegamos aos Estados Unidos. Há poucos países no mundo com uma cultura cervejeira comparável com a dos americanos.  Um paraíso para os amantes das cervejas. A oferta de cervejarias artesanais é infinita e tem para todos os gostos, mas o maior destaque da cultura cervejeira norte-americana é o tipo Indian Pale Ale (IPA).

Para experimentar –  Um bom exemplo de boa IPA é a marca Goose Island. A Cerveja Goose Island IPA é inspirada nas tradicionais Pale Ales que eram enviadas da Inglaterra para a Índia – altamente lupulada para preservar seu sabor distinto durante a longa viagem.

Irlanda

Ao atravessar o Oceano Atlântico aportamos na Irlanda, local onde a cerveja também faz parte da cultura local. Nada melhor que desfrutar este sabor do que se sentar num Pub e curtir uma boa cerveja acompanhada de um Irish Stew, ensopado de carne com legumes.

Para experimentar – A cerveja Guinness é um dos símbolos do país. É uma cerveja tipo stout, escura e levemente amarga. Foi criada em 1759 por Arthur Guinness, em Dublin, local onde é possível visitar a Guinness Storehouse para saber como a bebida é feita e provar diretamente da fonte.

Inglaterra

Na vizinha Inglaterra o estilo de comida e de bebida se parecem. Nada melhor do que visitar um Pub em Londres e se deliciar com diversos tipos de cerveja. Um pint vai bem com Fish and Chips. Nada mais inglês do que pratos repletos de batatas.

Para experimentar – nada mais londrino do que beber uma Fullers. Que tal a Fuller’s London Pride, que leva em seu nome o orgulho de ser feita na capital inglesa. Fabricada desde 1950, a London Pride é uma cerveja tipo Ale Premium Clássica e é a marca premium número um do Reino Unido.

Bélgica

Só atravessar o Canal da Mancha. Hoje podemos definir a Bélgica como o celeiro de novas cervejas no mundo. São mais de 1.000 rótulos num pequeno país europeu. São inúmeras cervejarias em Bruxelas. Lá os cervejeiros gostam de experimentar e inventar novos sabores, nada preso a um estilo único. A região é muito conhecida também pais cervejas trapistas, aquelas que são fabricadas em mosteiros e tem séculos de história. Veja um roteiro pelas cervejarias trapistas da Bélgica e da Holanda.

Para experimentar – é até difícil escolher uma só cerveja belga para experimentar, mas vamos seguir para uma clássica. Com coloração dourada e sabor suave, a Leffe Blonde é uma Belgian Blond Ale, uma cerveja encorpada, turva, levemente adocicada e refrescante.

Holanda

A Holanda é uma grande produtora de cerveja e tem nas marcas Heineken e Amstel suas maiores vitrines As duas empresas estão na maioria dos países e são as principais cervejas do país. Em Amsterdã você pode até visitar a antiga fábrica no Heineken Experience, onde é possível saborear, curtir e descobrir todo o universo atrás desta gigante cervejaria.

Para experimentar – fugindo um pouco do óbvio e do popular, uma boa pedida é La Trappe Blond de alta fermentação e é fácil de beber. Por utilizar um lúpulo todo especial e selecionado, proporciona um leve amargor na boca.

Alemanha

Este país europeu tem o seu nome associado a cultura das cervejas. Vem de lá a principal festa que cultua esta bebida. É muito difícil escolher uma cerveja da Alemanha para degustar, mas as de trigo estão fortemente enraizadas a vida alemã.

Para experimentar – bem encorpada, cor cristalina, refrescante e aroma levemente frutado, devido à intensidade do fermento dentro da própria garrafa, Cerveja Franziskaner Hefe Weissbier Hell é uma boa pedida para você conhecer e o sabor da Weiss alemã.

Dinamarca

Neste país nórdico a cultura cervejeira também é forte. São centenas de anos de história, um gosto que ultrapassa a Era Viking, aproximadamente entre os anos 800 e 1050. O país conta com grandes fabricantes como a Tuborg e a Carlsberg e abriga um dos festivais de cerveja mais cultuados do mundo, o Copenhagen Beer Celebration.

Para experimentar – no Brasil a dinamarquesa mais facilmente encontrada é Faxe Premium, famosa por sua “latona” de 1 litro. Com teor alcoólico de 5%, esta cerveja deve ser servida entre 0 a 4ºC, podendo ser harmonizada com peixes, frutos do mar e massas.

República Checa

A história e a cultura da República Tcheca está fortemente ligada à cerveja. O país europeu tem o maior consumo per capita de cerveja do mundo, são 191,8 litros por pessoa por ano. Além disto, o país abriga várias cervejarias, algumas delas têm mais de 1.000 anos.

Para experimentar – para provar nada melhor do que uma boa cerveja pilsen tipo lager, a Pilsner Urquell. Este estilo surgiu no país, mais precisamente na cidade de Plzen, que fica pertinho de Praga.

 

Espanha

Caminhando pelas Las Ramblas, em Barcelona, ou curtindo a Plaza Mayor, em Madri, uma boa cervejinha pode ser uma ótima companhia. As cervejas artesanais também aterrissaram em terras espanholas e são perfeitas para acompanhar um tapa ou uma paella.

Para experimentar – no Brasil já é possível encontrar algumas marcas espanholas, uma boa marca para você saborear é a Estrella Galicia, uma cerveja tipo Lager, fabricada a partir de maltes e lúpulos de origem alemã, galega ou checa, fermentada e amadurecida a baixas temperaturas.

África do Sul

A África do Sul é um país de imensa riqueza cultural e natural. A sua diversidade étnica pode ser apreciada na música, dança, vestimentas e na gastronomia. Falando em alimentação, a comida sul-africana sofre influência tribal e dos colonizadores ingleses. Desde o simples Fish and Chips até o Potjiekos, cozido de legumes e carne. Mas o sul-africano gosta mesmo é de uma boa cerveja e de um Braai, o churrasco de carnes.

Para experimentar – para saborear com os amigos ou num Braai, o churrasco local, nada melhor que uma Devil’s Peak King’s Blockhouse IPA. Uma cerveja bem saborosa e muito premiada. Infelizmente ela é meio difícil de encontramos por aqui.

Índia

O roteiro pela Índia normalmente passa por Délhi, Agra e Jaipur. Nada como conhecer o Taj Mahal, comer um tikka masala acompanhado de um pãozinho pita para raspar o molho, e beber uma cervejinha.  Por lá, a nossa “loira” não é a bebida alcoólica preferida. A nossa cervejinha, como conhecemos, chegou por lá no século 18, quando os britânicos trouxeram esta iguaria da Europa.

Para experimentar – a nossa indicação de cerveja indiana é uma que até companhia aérea já teve. A Kingfisher é a cerveja mais popular na Índia, para o nosso paladar a melhor a escolher é a Kingfisher Premium. A cerveja ainda existe e você gostará de saboreá-la, já a companhia aérea funcionou por 10 anos e fechou em 2013.

Tailândia

Nada melhor que uma boa cerveja gelada para enfrentar um dia de calor úmido de Bangkok ou para refrescar o paladar após um prato “bem quente” tailandês. O leite de coco, molho de peixe, capim-limão, manjericão-tailandês, ervas aromáticas e especiarias estão entre os ingredientes mais utilizados no preparo de pratos tradicionais, famosos por combinarem diferentes sabores – doce, salgado, azedo e apimentado. A comida tailandesa é um dos pontos altos de uma viagem ao país!

Para experimentar – a cerveja Chang é definitivamente a mais popular na Tailândia. É encorpada e forte com 6,4% de álcool. Bem oriental, a cerveja leva arroz na sua composição local.

Meu colega Wendell Oliveira, que por muitos anos morou no país, conta que a Chang é conhecida pelo controle de qualidade duvidoso: algumas latas são mais fortes, outras mais fracas: “Já vi gente na mesma mesa caindo com uma latinha enquanto o outro tomava a décima tranquilamente”. Para quem for viajar ao país, ele sugere conhecer a Tiger e a Phuket Beer, que só é vendida em Phuket.

China

O gigante asiático conta com uma infinidade de atrativos culturais, históricos e gastronômicos. A China tem a tradição de mesa farta com uma grande variedade de pratos, como: porco agridoce, pato laqueado, kung pao, wontons, dumplings, etc. Para acompanhar pode ser um chá, para quem curte algo mais relaxante e suave, ou bebidas mais fortes como o baiju, a aguardente local. Mas para o gosto mais ocidental, nada como uma boa cervejinha.

Para experimentar – a marca mais popular e facilmente encontrada em tiodio o mundo é a cerveja Tsingtao. Uma Standard American Lager com mais de 100 anos de história. Seu sabor suave maltado complementa a condimentada e saborosa cozinha chinesa.

Japão

A bebida típica japonesa é o saquê, mas uma boa cerveja gelada vai muito bem para acompanhar um sushi ou um Kare. Nos restaurantes e mercados de Tóquio duas marcas de cerveja se destacam, Sapporo e Kirim.

Para experimentar – a Sapporo Premium é uma pale ale larger. Bem encorpada vai bem com vários tipos de comida. A Sapporo é mais popular e mais antiga cervejaria do Japão, fundada em 1876.

Austrália

A Austrália não é um daqueles países mundialmente conhecidos pela rica culinária, na verdade são poucos os seus pratos típicos. Você encontrará nos restaurantes australianos pratos como o fish & chips e chicken parmegiana; e em alguns locais mais exóticos de Sydney, pratos como canguru e crocodilo. Até a famosa rede de restaurantes “australiana”, na verdade é americana.

Para experimentar – já de cerveja os australianos têm a cerveja Coopers Original Pale Ale, tipo ale, clara, suave e refrescante. Possui caráter frutado e robusto, sendo fermentada naturalmente.

Já provou alguma das cervejas listadas? Elas te fazer recordar alguma viagem? Tem alguma cerveja que gostaria de indicar? Deixe seu comentário logo abaixo.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção