logo Melhores Destinos

Planeja viajar no segundo semestre? Saiba a hora certa de programar sua viagem

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
28/07/2021 às 9:47

Planeja viajar no segundo semestre? Saiba a hora certa de programar sua viagem

O avanço da vacinação no Brasil está provocando um rápido e consistente aumento na demanda por passagens e estadias. Companhias aéreas e redes hoteleiras comemoram, ao mesmo tempo em que recompõem suas margens, aumentando as tarifas que estavam congeladas por conta da pandemia. O resultado já foi constatado pelo IBGE no resultado prévio da inflação de julho, medida pelo IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), com um aumento de 35,6% no preço das passagens, muito acima do esperado para o mês.

Ainda que a metodologia do IPCA seja limitada para incorporar toda as variáveis e complexidades nos preços das passagens aéreas, é possível perceber na prática que algumas tarifas super baratas simplesmente desapareceram. E que os preços para viagens nos feriados nacionais de 2021 já começam a lembrar o período pré-pandemia, tanto nos hotéis e resorts mais badalados, como nos dias e horários com maior demanda por voos. Não é à toa que não temos mais feirões ou megapromos há alguns meses.

Portanto, se você planeja viajar no segundo semestre de 2021, Réveillon ou mesmo nas férias de janeiro e no Carnaval 2022 é melhor se planejar com mais antecedência que nos anos anteriores. Tudo indica que a demanda por viagens dentro do Brasil vai crescer muito mais até o fim do ano e que vai faltar avião e estadias para acomodar todas as pessoas. Especialmente porque há uma demanda reprimida de quem deixou de viajar durante a pandemia e também porque ainda existem muitas restrições nas viagens para fora do país.

Qual a hora certa de planejar uma viagem no Brasil para o 2º semestre de 2021 ou início de 2022?

Se você já está vacinado ou tem uma data prevista para se vacinar, minha recomendação é iniciar a pesquisa imediatamente. Quanto mais a vacinação avança, mais pessoas planejam e compram viagens. E isso deve se manter até o fim de setembro, quando é esperado que toda a população adulta tenha recebido pelo menos uma dose de vacina.

Nas passagens aéreas, ainda é possível encontrar bons preços em algumas rotas para viajar até janeiro, especialmente nos destinos onde a Itapemirim começou a voar ou onde há maior concorrência, já que as empresas são obrigadas a disputar os passageiros com tarifas mais competitivas. Podem haver promoções pontuais nos fins de semana para quem quer viajar até novembro. Mas para viagens em dezembro, janeiro ou fevereiro, dificilmente teremos boas ofertas daqui pra frente. Utilize o app gratuito do Melhores Destinos para ser alertado sobre as promoções que realmente valem a pena.

Os pacotes de viagem podem ser uma opção interessante nesse cenário, já que na maioria das vezes incluem um desconto diferenciado nos voos e na hospedagem, pela compra conjunta. Temos acompanhado e divulgado excelentes oportunidades que você também pode receber gratuitamente pelo nosso app.

Lembre-se que essa pode ser uma boa oportunidade de utilizar vouchers de viagens não realizadas em 2020 ou 2021, bem como gastar aquelas milhas que estão prestes vencer. Além disso, viagens programadas até 31 de dezembro de 2021 tem flexibilidade garantida pela lei Lei 14.174. Saiba mais em nosso guia para remarcar ou cancelar gratuitamente passagens durante a pandemia.

Resorts de luxo e hotéis mais procurados já estão com preços inflacionados nas datas de maior procura. Portanto, se este é o seu objetivo, é melhor reservar logo, de preferência com opções canceláveis que vão permitir o reembolso em caso de imprevistos ou de aparecer algum preço mais em conta. Veja os melhores resorts do Brasil!

Qual a hora certa de planejar uma viagem internacional para o 2º semestre de 2021 ou início de 2022?

Aqui a recomendação vai depender do destino escolhido. Se for um dos 109 países abertos para brasileiros o ideal é planejar a sua viagem o quanto antes. Isso porque a demanda vai aumentando conforme a vacinação avança e mais pessoas podem viajar. E ainda há excelentes tarifas para a França, Suíça, Dubai, Egito que já estão recebendo os nossos turistas (França e Suíça apenas viajantes vacinados com as duas doses).

Já quem deseja viajar para os Estados Unidos ou para outros países da Europa que ainda não retiraram as restrições de viagem para turistas vindos do Brasil, é importante ter cautela. Ainda não há uma previsão de quando isso vai ocorrer. Os Estados Unidos planejam iniciar a reabertura ao turismo internacional a partir de setembro, mas a data pode ser adiada novamente e não sabemos se o Brasil estará incluído na primeira leva de países liberados. O mesmo vale para os países da União Europeia, que estão receosos de uma nova onda de contágio com a variante Delta. A vacinação deve avançar substancialmente no continente até o fim do verão (no fim de setembro), quando é possível que as medidas sejam relaxadas. Mas nada é garantido!

live imigracao dicas

Com as inúmeras restrições de viagens o número de voos internacionais, especialmente para esses destinos, está bastante reduzido, o que impacta a oferta e limita ações promocionais do setor. Mas as companhias aéreas estão contando com uma retomada no segundo semestre, mantendo a programação de boa parte da frota especialmente a partir de novembro.

Minha sugestão nesses casos é já definir as datas de viagem, o mais pra frente possível. De preferência de outubro em diante. E começar a pesquisar os preços das passagens. Se achar um bom preço, ao primeiro sinal de abertura das fronteiras, garanta a sua! Porque se a demanda subir muito rápido, como está acontecendo em outros países e é esperado que ocorra no Brasil, não vai sobrar muita tarifa promocional para contar história. Quem tem o aplicativo do Melhores Destinos para celular é alertado gratuitamente sobre as melhores promoções.

As companhias aéreas têm oferecido remarcação sem multa (apenas com o pagamento de diferença de tarifa) na maioria dos voos programados para 2021. Isso dá uma certa tranquilidade caso você tenha algum imprevisto antes da viagem.

Lembrando que ainda não há previsão para a normalização das emissões de vistos para os Estados Unidos, o que pode complicar os planos de viagem de muitos brasileiros. Além disso, é importante ficar atento para as regras e exigências de cada país, inclusive para voos em conexão. Testes ou comprovação de vacina podem ser exigidos, sob o risco de negarem o seu embarque. E como as regras têm mudado com uma certa frequência, é bom conferir novamente perto da data de embarque.

Para reservar hotéis no exterior é importante conhecer as regras de cancelamento. Eu tenho deixado para reservar cerca de um mês antes da viagem, quando já dá pra ter um horizonte mais claro se ela vai mesmo se concretizar. Ainda assim, se possível opte por reservas reembolsáveis, que vão garantir mais tranquilidade em caso de problemas ou novos fechamentos de fronteiras. Fazer o pré-pagamento em reais no Brasil também é recomendado, já que você evita a flutuação da cotação do dólar e já sabe o quanto vai pagar. Confira 12 dicas para economizar em viagens internacionais em tempos de dólar e euro nas alturas.


Veja também: