logo Melhores Destinos

11 dicas infalíveis de comissários para uma viagem de avião mais tranquila com bebês e crianças

Thayana Alvarenga
Thayana Alvarenga
01/08/2020 às 5:43

11 dicas infalíveis de comissários para uma viagem de avião mais tranquila com bebês e crianças

Vai viajar de avião com bebê ou criança? Não se preocupe, isso pode ser mais fácil do que você imagina! Contudo, é importante observar alguns pontos: se o voo pode ser entediante para nós, adultos, imagine então para os pequenos? Pensando nisso, o Melhores Destinos fez uma pesquisa com 80 comissários de bordo da Azul, Gol e Latam algumas dicas infalíveis para tornar a sua viagem de avião com bebês e crianças ainda mais tranquila. Confira a seguir!

  • Faça o check-in antecipado

“Lembre-se de fazer o check-in antecipado para que seja possível marcar os assentos e todos sentarem juntos.”, lembrou um comissário da Gol.

  • Brinquedinhos podem ajudar a distrair

Uma aeromoça ressaltou: “Sempre tenha algo que distraia a criança no voo para que ela não fique irritada e sofra. Roupas confortáveis para as crianças são fundamentais.” Outra comissária complementou: “Entre as opções, estão os livrinhos para colorir e tablet com desenhos (sem esquecer do fone)”.

  • Aliviando dores dos pequenos a bordo

“É importante ter bastante paciência, pois a pressurização pode causar desconforto, principalmente para os bebês.”, ressaltou um comissário da Gol. “Levem algodões para usar como tampões, isso alivia possíveis dores de ouvido causada pela pressão da aeronave.” “Ofereça uma bala ou chiclete às crianças pois estimular os movimentos do maxilar durante pouso e decolagem pode amenizar os efeitos da pressurização a bordo”, disse outro comissário.

  • De olho nas crianças

É sempre importante ficar de olho nas crianças a bordo, principalmente por estarmos em um transporte coletivo. “Tentar ter o controle da criança é essencial, pois muitos passageiros se sentem extremamente inconfortáveis com crianças desobedientes próximo”, lembrou um comissário da Azul.

“Não deixe as crianças fazerem o que querem e passearem pelo avião, pode ser perigoso” “Não deixe as crianças brincarem ou engatinharem no chão do avião, além de sujo, se houver uma despressurização ou turbulência repentina, é perigoso e ela pode se machucar pra valer”, orientou outra comissária.

  • Atenção na hora de escolha dos assentos

O lugar que você vai sentar durante o voo dirá muito sobre a sua experiência a bordo com crianças. “Não compre os primeiros assentos da fileira, pois muitos tem braço fixo, o que impede o compartilhamento de espaço entre poltronas”, recomendou uma comissária da GOL.

  • Fones de ouvido sempre

Por ser um ambiente compartilhado, é necessário respeitar o espaço de cada um. “Levem fone de ouvido para os tabletes. Ninguém precisa ouvir as musiquinhas ou desenhos que a criança está assistindo.”

  • Fraldas somente no trocador

Nunca troque fraldas nos assentos e também não entregue fralda suja ao comissário no recolhimento do serviço de bordo. “Todos os aviões possuem trocadores nos banheiros e lixo adequado para descarte deste material.” “Não troque a fralda da criança nas poltronas em que alguém vai sentar depois. Utilize o fraldário do aeroporto se possível.”, sugeriu um comissário da Latam.

  • Itens essenciais

Há itens essenciais de viagem que sem dúvida precisam estar fácil “a mão” com você, principalmente viajando com bebês e crianças. “Não deixar de levar coisas essenciais, como medicamentos básicos, papinha, leite em pó, fraldas descartáveis e outros itens de higiene pessoal, além de uma troca de roupinha. Para crianças maiores, snacks e um tablet para a criança viajar tranquilamente.”

“Leve tudo o que for necessário para o conforto do seu filho, até manta e um pequeno travesseiro para apoiar a cabeça enquanto dorme, evitando deitar no colo sem o cinto de segurança”, recomendou um comissário da Azul.

  • Levar comida para as crianças

Uma comissária de bordo da Gol fez questão de deixar claro que não há como aquecer comidas para os bebês e que também não fornecem leite. Para minimizar o problema, os papais podem levar consigo algumas comidinhas específicas. “Traga mamadeira ou lanchinho para eles. Nem sempre vou ter algo a bordo que eles gostem de comer ou que seja adequado para a idade”.

“Importante controlar o quanto as crianças comem e bebem, pois é super comum elas vomitarem por excesso”, completou outro comissário.

  • Tem mais de dois anos? Cinto obrigatório

Crianças com mais de dois anos precisam colocar o cinto de segurança a bordo, isso é uma regra. “Afivele o cinto dele querendo ou não”, disse uma comissária. “É importante sempre deixar as crianças com o cinto, pois turbulências podem aparecer do nada e sem o cinto elas podem se machucar”, disse.

  • Leve com você somente o necessário

A sua bagagem de mão deve conter todos os itens necessários para um voo com bebê ou criança. Apesar disso, quando se está com crianças é ótimo levar o mínimo de bagagem possível para voltar a atenção e cuidados somente a elas. “Entre na aeronave somente com o necessário e não cheio de bagagem, mais bebê, mais carrinho, mais bolsa, etc… Busque despachar o maior número de volumes para dar mais atenção às crianças”, sugeriu uma comissária da GOL.


E você, quais suas dicas para viajar com bebês e crianças? Compartilhe abaixo e ajude outros leitores!