Vale dos Vinhedos: quatro restaurantes autorais inesquecíveis em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha

Por Bruna Scirea

Digam o que quiserem, mas uma viagem ao Vale dos Vinhedos, região vinícola da Serra Gaúcha é, sobretudo, para beber e comer. E muito bem. São tantas as opções de restaurantes que é até difícil escolher! Já temos posts sobre o que fazer no Vale dos Vinhedos, um roteiro pelo Caminho de Pedras, outro pelo Vale do Rio das Antas, contamos como foi nossa experiência no trem Maria Fumaça e também listamos as vinícolas que merecem muito uma visita. Chegou a hora, portanto, de falar sobre comida. E, apesar de Bento Gonçalves e arredores ser a região da polenta e do galeto, a ideia aqui é ir um pouco além.

Relacionamos quatro restaurantes inimigos da pressa, onde são servidos pratos conforme a estação e a disponibilidade dos produtos. Tem orgânico, biodinâmico e também aquele com a cara do Rio Grande do Sul, em que praticamente tudo é feito na brasa. À frente de todos eles, estão chefes de destaque em solo gaúcho – cuja boa fama você certamente espalhará Brasil afora após algumas garfadas. Bom apetite!

Guri – Cozinha de Origem

O Guri – Cozinha de Origem é um dos mais novos restaurantes do Vale dos Vinhedos. Aberto em outubro de 2018, a casa comandada pelo chefe Ênio Valli, que aprendeu a arte das facas e do fogo com o mestre argentino Francis Malmann, serve comida pampeira (gaúcha, argentina e uruguaia). Quase todos os preparos são realizados em grelhas ao estilo parrilla ou em forno à lenha e a cozinha é praticamente toda aberta, então você acaba vendo um pouco da correria dos bastidores, o que torna a experiência ainda mais legal.

No cardápio, têm destaque vegetais produzidos na Serra e saborosos cortes de carne (há também opções vegetarianas, veganas e para crianças). O Guri oferece um cardápio a la carte (os pratos principais variam entre R$ 55 e R$ 80) e tem também a opção de menu degustação (R$ 120 por pessoa) com seis a sete pratos – ideal para quem não consegue se decidir por apenas uma das opções do cardápio.

Quando conhecemos o restaurante, em março de 2018, provamos a seguinte sequência: pãozinho de fermentação natural com molho pesto; salada de tomate na brasa com cebola roxa, alho poró e lascas de queijo; sobrepaleta de porco com frutas assadas e tutu de feijão; legumes assados; entranha com purê de cebola e salsa crioula e, para sobremesa, um creme cítrico com uma fruta tostada, amendoim e raspas de limão. Pensa na deliciosa fartura!

O atendimento é feito de quinta-feira a sábado, com almoços e jantares, e aos domingos ao meio-dia, preferencialmente sob reserva.

GURI – Cozinha de Origem
Endereço: Linha 15 da Graciema, 676, Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves.
Horário de funcionamento: quinta-feira a sábado, das 12h às 15h e das 19h às 22h; domingo, das 12h às 15h.
Contato: (54) 3459-1084 ou (51) 99525-0303 (Whatsapp)
Site: www.gurirestaurante.com.br

Champenoise Bistrô

O Champenoise Bistrô é daqueles lugares que trazem arte em forma de comida. Todos os pratos são lindamente servidos – e, obviamente, não ficam com nota máxima só na beleza. Os produtos são orgânicos, produzidos localmente e preparados pelo chefe Israel Santos. O ambiente é aconchegante, o atendimento simpático, a carta de vinhos inclui vários rótulos da região e também da própria casa (Marina, companheira e sócia de Israel, é enóloga), e a comida, bem… é de fechar os olhos e aproveitar cada garfada. Estamos falando não apenas de uma refeição, mas de uma vivência. E das melhores!

A casa também trabalha com o conceito slow food (então reserve umas duas horas), servindo menus de cinco a sete tempos, com pratos que podem ser escolhidos conforme as opções do dia. Na última vez que estivemos por lá, fomos em dois, e pudemos provar uma variedade maior de pratos, que incluíram: pães e focaccia de entrada; flor de abóbora recheada com ratatóuille e anchovas; beringela defumada em cama de cebola roxa com ameixa seca e picles de ameixa fresca e sálvia; tortellini gratinado de alcachofra com queijo colonial, manteiga e cheiro verde; queijo de porco com gelatto de pepino, iogurte e pó de erva-mate; porco crioulo na cachaça deglaceado com melado e gengibre e cenouras grelhadas.

Para a sobremesa, ceviche de flores, figo e lima, com calda de gengibre e semente de coentro e também um semifredo de uvaia com grostoli crocante de hortelã. É de se perder entre uma opção mais atraente que a outra. A certa é que seja qual for a escolha, ela valerá a pena. O Champenoise é o lugar ideal para aproveitar um bom início de tarde, conhecendo combinações de sabores que você nem imaginava que existissem!

O menu de cinco tempos (três entradas, um prato principal e uma sobremesa) custa R$ 100 e o de sete tempos (cinco entradas, um prato principal e uma sobremesa) sai por R$ 120. O restaurante fica a cerca de 30 minutos de Bento ou do Vale dos Vinhedos, então a dica é: concilie uma almoço por lá enquanto estiver fazendo o Caminho de Pedras ou conhecendo vinícolas bacanas como a Cave Geisse e a Dom Giovanni.

Champenoise Bistrô
Horário de funcionamento: quinta-feira a domingo, das 12h às 14h30. Em datas especiais ou alta temporada, é recomendado que se faça reserva.
Endereço:
Linha Amadeu, Pinto Bandeira – RS
Contato: 
(54) 9660-3382
Site:
www.facebook.com/champenoisebistro

Locanda di Lucca

O caminho até a Locanda di Lucca já é um passeio por si só. E, conforme você vai se aproximando do restaurante, surge um belíssimo gramado e uma casa antiga, bem preservada, que vai te lembrar de uma coisa: você está no Caminhos de Pedra. Aí, então, você será recebido com espumante ao som de gaita! Quem dá as boas-vindas é Edgar, proprietário do restaurante junto com sua companheira, Marilei, responsável pelas maravilhas que saem da cozinha.

A casa é toda decorada com objetos antigos e originais, da própria família. Por ali, boa parte do que é servido é biodinâmico e o gostinho de comida caseira é uma certeza. Além do ambiente pra lá de aconchegante, o destaque também vai para a simpatia dos proprietários, que se envolvem do começo ao fim no atendimento e ainda arranjam um tempinho pra falar sobre a história da região e da família. E tem mais: se o dia convidar, é possível aproveitar também uma tarde no jardim, com degustação de petiscos e saboreando os rótulos servidos na casa. Belo programa!

Quando estivemos por lá, provamos a seguinte sequência (R$ 115 por pessoa): lascas de pão com caponata de banana; creme de abóbora com cama de queijo e crocante de copa; pão artesanal com ovo poché, flor de sal de alecrim, creme de brócolis, pesto, vagem, tomate e queijo crocante; arroz cateto com leite de coco, pimentões, carne de porco se desmanchando, crispy de couve e purê de pera. De sobremesa, sorbet de mel produzido pelo próprio Edgar, maracujá negro, farofa e redução de merlot. De suspirar comendo!

Locanda di Lucca
Endereço:
 Distrito de São Pedro, Linha Palmeiro, 330 (logo após a Pousada Cantelli), Bento Gonçalves – RS
Horário de funcionamento: de sexta a domingo a partir das 13h, com agendamento. O restaurante também pode abrir para grupos em almoços ou jantares em outros dias da semana – entre em contato para mais informações.
Contato: (54) 9175-8744 ou (54) 3455-6277
Site: www.locandadilucca.com.br

Valle Rústico

Valle Rústico, do chef Rodrigo Bellora, é um dos grandes nomes quando o assunto é ecogastronomia na região de Bento Gonçalves. Por ali, as refeições são dentro do conceito slow food e todos os produtos são orgânicos, biodinâmicos e produzidos localmente ou por produtores próximos. O ambiente é romântico, em madeira e tijolos à vista, com mesas decoradas com flores e uma luz bem baixa, que deixa o clima super agradável.

A casa funciona com menus degustação surpresa, em que cada prato só é revelado no momento em que chega à mesa –  e esse é justamente um dos atrativos da experiência: terminar um prato já tentando imaginar o que vem na sequência. São duas as opções, de cinco ou dez pratos, que custam R$ 150 e R$ 210, respectivamente (sem bebidas).

Quando fomos jantar no Villa Rústica, essa foi a nossa surpresa: pães artesanais com frios e antepastos; sopa de gaspacho de araçá vermelho; purê de milho com peixe rei e tempurá de PANCs; cogumelada com arroz e coalhada; polenta com ragu de pato e costela de porco com moranga no forno e salada de rúcula com PANCs. De sobremesa, comemos sorbet de guabiroba com calda de framboesa, palha italiana e crème brûlée de milho. Um espetáculo!

VALLE RÚSTICO
Endereço: Estrada Linha Marcílio Dias, 15 da Graciema, Garibaldi – RS.
Horários de funcionamento: de quarta a sábado, das 19h30min às 22h, e aos domingos, das 12h às 15h. Faça reserva antecipadamente.
Fone: (54) 3459-1162
Site: vallerustico.com.br