logo Melhores Destinos

Uber Moto: Aracaju é a primeira cidade do Brasil a receber — e nós testamos!

Wendell Oliveira
17/11/2020 às 7:57

Uber Moto: Aracaju é a primeira cidade do Brasil a receber — e nós testamos!

Que tal pedir um Uber Moto? O mais novo serviço do aplicativo Uber chegou hoje (17/11) ao Brasil, e Aracaju foi a primeira cidade do país a receber. Com o Uber Moto, os usuários do app poderão se deslocar pela cidade na garupa de uma moto, com a vantagem de pagar uma tarifa mais barata e fugir do congestionamento. Uma alternativa prática e econômica, mas será que é seguro? Nós testamos!

A opção de moto no Uber não é novidade ao redor do mundo e já existe em outros países como Índia, Bangladesh e Tailândia. Mas como será usar o Uber Moto no Brasil? O Uber Moto é seguro? É mais barato que o UberX? Confira nossa avaliação, com todos os prós e contras da nova funcionalidade!

Leia também:
Alternativas ao Uber: Aplicativos de transporte para usar em viagens

Como é viajar de Uber Moto no Brasil

A chegada do Uber Moto ao Brasil já era aguardada há tempo, e até mesmo a escolha de Aracaju como primeira cidade a receber o serviço já estava definida, embora não houvesse uma data prevista para o início da funcionalidade. Mas quem usa o aplicativo recebeu o e-mail: “Uber Moto chegou”!

Uber Moto

Uber Moto: desconto na primeira viagem com o código “UBERMOTO10”

Logo em seu dia estreia, o Uber Moto mostrou que é uma excelente alternativa — mas ainda tem muito o que melhorar. Acostumado a utilizar o serviço no exterior, notei algumas diferenças no serviço que poderão determinar seu sucesso por aqui, especialmente num período delicado de pandemia.

Para começar, ainda há poucos motociclistas disponíveis no Uber Moto de Aracaju. Tentei várias vezes encontrar um condutor, sem sucesso. Somente depois de esperar bastante dei a sorte de encontrar alguém relativamente próximo. Isto é, 13 minutos de distância, o que para os padrões de Aracaju, significa cruzar a cidade.

Apesar da longa espera, nota-se que o preço do Uber Moto tende a ser a opção mais barata. Em um trecho de 3 km, a tarifa era de R$ 4,75 em comparação aos R$ 6,98 cobrados pelo UberX. Embora sejam valores nominais baixos e tecnicamente muito próximos, a diferença é de impressionantes 46,9%! No entanto, mais do que economia, o grande destaque do Uber Moto é poder escapar dos congestionamentos, aproveitando a mobilidade das motos nos horários de pico.

Mas para quem está preocupado com as medidas de proteção em tempos de Covid-19, bom… esse não parece ser muito o forte do Uber Moto. Sim, há recomendações básicas de saúde. Mas tenho a impressão de que compartilhar capacete e manter o visor fechado acabe inutilizando a eficácia dessa proteção. Curiosamente, o Uber Moto recomenda “usar o seu próprio capacete”, o que não costuma ser o objeto mais óbvio na casa de quem não tem uma motocicleta. Fica a critério do motorista oferecer álcool em gel, máscara e rede de cabelo.

Ao contrário do Uber tradicional para carros, o Uber Moto não informa o modelo da motocicleta, apenas a identificação do condutor e o número da placa. Outro detalhe é que, por enquanto, não há uma padronização com uniforme ou capacete que identifique o prestador de serviços do Uber. Esse é um fator importante a se considerar no futuro para a segurança dos passageiros.

Como forma de pagamento, são aceitos cartões e dinheiro.

Sem correrias nem barbeiragens, seguimos o trecho com tranquilidade. Ao menos em Aracaju, as motos são respeitadas e não presenciei comportamento agressivo por parte dos carros ou outros motociclistas. Caso você nunca tenha andado na garupa de uma moto, pode ser interessante informar ao condutor. Equilibrar-se ou segurar no banco são as opções mais comuns, mas surpreender o piloto com um abraço por trás não é muito educado.

Outro detalhe — previamente sugerido pelo aplicativo — é fechar a viseira do capacete. Não só para evitar uma infração, mas também manter a máscara no lugar, que pode ser deslocada com o vento.

Uber Moto em Aracaju

Uber Moto em Aracaju

No geral, viajar de Uber Moto no Brasil ficou dentro das minhas expectativas. Apesar disso, o serviço precisa repensar algumas medidas de segurança sanitária e oferecer uniforme adequado aos condutores caso queira ser bem-sucedido em outras cidades brasileiras. No mais, eu usaria novamente o serviço pela praticidade e economia que ele oferece.

Medidas sanitárias no Uber Moto

Quanto às medidas sanitárias de segurança que o período de pandemia exige, a diretora-geral da Uber Brasil, Claudia Woods, alegou que a empresa está “tomando todos os cuidados que o momento atual requer, como recomendar os usuários a levarem os próprios capacetes.”

“Essas viagens de moto fazem parte do dia a dia de quem mora em Aracaju, então, para que sejamos realmente um app que faz parte do dia a dia das pessoas, era importante que também tivéssemos essa opção”, afirmou Woods.

Desafios do Uber Moto no Brasil

Embora os aplicativos de transporte tenham revolucionado a mobilidade urbana e a motocicleta seja uma ótima alternativa para fugir do trânsito e economizar, a introdução do Uber Moto em outras cidades brasileiras não deverá ser tão fácil. O serviço só foi regulamentado no Rio de Janeiro em 2019. Já em São Paulo, a utilização de motocicletas para prestação de serviços de transporte remunerado de passageiros é proibida de acordo com a Lei Municipal 16.901/18.

A Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que permite utilizar aplicativos para passageiros chamarem mototáxi, ao exemplo do que ocorre com apps de carros, como Uber e 99 Pop. O projeto de lei 7376/17 prevê um serviço semelhante ao Uber Moto. Se aprovado, o texto será adicionado à Lei 12.009/09, que regulamenta atividades dos mototaxistas.

Atualmente, no Brasil, aplicativos como o Uber Eats e Rappi são utilizados para entrega de alimentos e objetos por meio de motocicletas.

Requisitos para motociclistas da Uber Moto

Segundo a Uber, para se cadastrar como motociclista da empresa, o condutor deve ser maior de 21 anos, ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) há pelo menos dois anos e ter, no documento, a observação “Exerce Atividade Remunerada” (EAR).

Um detalhe interessante é que todos os entregadores parceiros do Uber Eats, que já trabalham fazendo entregas de alimentos na capital sergipana, também poderão trabalhar com o novo serviço, desde que preencham os requisitos.


E você, pediria um Uber Moto? Deixe seu comentário!

Não perca nenhuma oportunidade!
ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
tela do app do melhores destinos
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção