Turismo no futuro: novidades que podem mudar a nossa maneira de viajar nos próximos 20 anos

Thayana Alvarenga
Thayana Alvarenga
22/02/2020 às 5:00 - atualizado em 31/08/2020

Turismo no futuro: novidades que podem mudar a nossa maneira de viajar nos próximos 20 anos

Até o ano de 2040 as viagens internacionais terão se tornado mais rápidas, mais fáceis e mais ecologicamente sustentáveis, prometendo proporcionar uma experiência muito mais interessante para o viajante. A previsão é do Allianz Partners Group, que realizou um estudo e analisou as tendências que devem moldar o futuro.

A pesquisa contou com as habilidades do futurólogo Ray Hammond, que tem quase 40 anos de experiência escrevendo e falando sobre tendências futuristas. Ele apontou prováveis mudanças que vão impactar diretamente nas viagens internacionais e na experiência do viajante nos próximos 20 anos. Ficou curioso? Confira a seguir!

Realidade virtual e aumentada

A tecnologia multissensorial de realidade virtual vai permitir que você confira um hotel virtual, conheça os quartos, visite carnavais de rua, explore museus ou confira restaurantes, tudo isso no conforto da sua própria sala de estar ou em qualquer outro lugar que você queira.

Check-in instantâneo

O sistema de reconhecimento facial já está em uso experimental em alguns aeroportos pelo mundo, porém dentro de alguns anos isso pode melhorar ainda mais. A ideia é que o sistema de computador possa identificar o seu rosto de maneira confiável, sendo amplamente utilizado para fazer o check-in.

Assistente pessoal em hotéis

Atualmente, quase todos os hotéis recebem seus hóspedes com um atendente, porém algumas hospedarias voltadas para negócios devem fazer o check-in do visitante por meio de um assistente pessoal virtual, tudo sem uma presença humana. Alguns hotéis devem até transportar as bagagens com robôs.

Trens super rápidos

As viagens de trem pelo mundo devem melhorar em diversos aspectos. O desenvolvimento da tecnologia pode permitir que os trens andem mais rápido. A velocidade na maioria das redes ferroviárias deve subir para mais de 200 km/h.

Impressão 3D em tecidos

Em 20 anos você não vai levar roupas pois será possível imprimir tudo no hotel. A ideia é que seja possível enviar suas medidas antes da chegada e as suas roupas serão impressas 3D, reduzindo a quantidade de bagagem que o turista de 2040 irá tem que transportar. Ao final da estadia, o viajante deixa as peças para reciclagem no local.

Cruzeiros sustentáveis

Os navios de cruzeiro serão muito mais ecológicos do que os gigantes transatlânticos de hoje. Os navios serão movidos a gás natural liquefeito (GNL), um combustível fóssil leve com quase nenhuma emissão de gases de efeito estufa, transformando as férias de cruzeiro em uma das maneiras mais ecológicas de viajar pelo mundo. A gama de cruzeiros também continuará a crescer.

O espaço como destino regular

Para alguns viajantes em 2040, o mundo pode não ser suficiente pois pode não oferecer mais uma grande opção de destinos. A essa altura é provável que os turistas voem de e para a Lua regularmente, enquanto procuram a experiência de ver a Terra do espaço. Já pensou?


É possível?

Embora algumas coisas da lista pareçam impossíveis, 20 anos em termos de tecnologia é tempo suficiente para muitas coisas evoluirem. Basta imaginar e lembrar como estava o mundo há 20 anos: conexões discadas com velocidade ruim e aqueles modens ruidosos faziam com que o momento se tornasse, na verdade, um exercício de paciência… As pessoas trocavam cartas!

Além disso, fotos eram tiradas somente em câmeras fotográficas, que capturavam as imagens em rolos de filme com um limitado número de poses. Assistir filmes, então? A melhor opção era visitar uma locadora e alugar aos últimos lançamentos para ver no conforto do seu lar – nada de LCD, na televisão de tubo mesmo. Sem contar que se você quisesse uma pizza no sábado à noite ou precisasse de uma corrida de táxi era necessário telefonar para pedir. Aparelhos celulares tinham uma única função até então: fazer chamadas.

Anos passaram e quando vemos o nível da tecnologia hoje em dia não é mais possível desacreditar do que possa estar por vir. Eu adorar ainda mais essa praticidade nas viagens, e vocês?


As previsões mencionadas aqui fazem parte da série ‘O mundo em 2040’ do Allianz Partners Group.

Leia também:
Bagagem grátis: como evitar a cobrança por mala despachada em voos internacionais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *