logo Melhores Destinos

Comissão da Europa pede a reabertura dos países para turistas estrangeiros vacinados

Rafael Castilho
Rafael Castilho
03/05/2021 às 10:57

Comissão da Europa pede a reabertura dos países para turistas estrangeiros vacinados

A Comissão Europeia propôs hoje a reabertura de todo o bloco europeu a viajantes estrangeiros vacinados contra a covid-19. A ideia é retomar o turismo com a entrada de viajantes de países onde a situação epidemiológica está controlada.

A ideia da comissão, que ainda será analisada pelos 27 países membros, é que seja liberada a entrada de todos os turistas que tenham recebido, pelo menos 14 dias antes da chegada, a última dose recomendada de uma vacina autorizada no bloco (Astrazeneca, Moderna, Pfizer ou Janssen).

Apesar da grande maioria dos brasileiros estar recebendo a Coronavac, vacina não aprovada no Bloco, o comunicado da Comissão Europeia vai além e traz uma boa notícia. A entidade pede a extensão do livre trânsito aos vacinados com qualquer vacina aprovada para uso de emergência da Organização Mundial de Saúde.

“Os Estados Membros também poderiam estender isso aos vacinados com uma vacina que tenham concluído o processo de listagem de uso de emergência da OMS. Além disso, se os Estados-Membros decidirem dispensar os requisitos para apresentar um teste PCR negativo e / ou submeter-se à quarentena para pessoas vacinadas no seu território, devem também dispensar esses requisitos para viajantes vacinados de fora da UE.”

Vale destacar que a OMS ainda não deu seu parecer sobre o uso emergencial da Coronavac. A expectativa é que a decisão seja divulgada ainda nesta semana.

Apesar da possibilidade da Coronavac ser aceita pelo países Europeus para entrada de turistas, o Brasil atualmente não se enquadra na lista de países com baixa infecção. A proposta da Comissão é que somente nações com menos de 100 casos/100 mil habitantes poderiam entrar na Europa. No último balanço divulgado pela ECDC (Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças) o Brasil aparece com 400 por 100 mil habitantes.

Renascer o turismo na Europa

No Twitter, a presidente das Comissão Europeia, Von der Leyen, disse que “está na hora de fazer renascer o turismo e as relações além das fronteiras”. Esta medida visa reconhecer o esforço das campanhas de vacinação e o progresso da evolução da pandemia a nível mundial.

Já para circulação interna, a União Europeia deve adotar, até o verão, a emissão do Certificado Verde Digital que foi aprovado pelo Parlamento na semana passada.

Apesar da possível liberação da entrada de estrangeiros, a Comissão Europeia propõe uma medida para frear novos contágios. Para limitar o risco da importação de novas variantes da covid-19, a ideia é introduzir um “travão emergencial” que permitirá a introdução de restrições de viagens para países onde a situação de saúde se agravar. Sendo assim, todo o Bloco ou um determinado país terá liberdade de frear a entrada de passageiros de determinada localidade.

A proposta deverá ser analisada já na próxima quarta-feira numa reunião dos embaixadores dos 27 países da União Europeia.