logo Melhores Destinos

Thai Airways perde controle estatal e entra em recuperação judicial na Tailândia

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
29/05/2020 às 8:03

Thai Airways perde controle estatal e entra em recuperação judicial na Tailândia

Depois dos pedidos recentes da Latam Airlines e da Avianca Holdings, agora foi a vez da Thai Airways entrar em recuperação judicial. Essa semana a companhia aérea teve seu pedido aceito na corte de Bangkok, na Tailândia, e nomeou um conselho de cinco executivos para conduzir o processo de reestruturação.

Veja: Tudo o que você precisa saber sobre a recuperação judicial da Latam

A Thai Airways é a principal companhia aérea da Tailândia, conhecida por serviços de alto padrão. É uma das fundadoras da Star Alliance, com uma frota de quase 100 aeronaves e mais de 20.000 funcionários. Mas, nos últimos anos, viu sua participação de mercado e receitas despencarem, devido a forte concorrência com companhias low cost asiáticas.

Recentemente, o governo tailandês reduziu sua participação na empresa de 51% para 47%, fazendo com que ela deixasse de ter controle estatal pelas leis da Tailândia. O plano é torná-la definitivamente uma empresa privada para que tenha mais flexibilidade, eficiência e condições de se adequar às novas condições de mercado.

Em 2019, mesmo antes da pandemia de coronavírus, a empresa teve um prejuízo de mais de 200 milhões de dólares (mais de R$ 1,1 bilhão), com uma dívida estimada em 9 bilhões de dólares (quase R$ 50 bilhões). Para se ter uma ideia, a receita média por milha voada por passageiro (Yield) da Thai em 2019 foi apenas metade da Japan Airlines.

A expectativa é que o processo de reabilitação permita que a Thai Airways continue com sua operação comercial normalmente. Mas a empresa terá um grande desafio pela frente. Analistas indicam que corrupção, interferências políticas e má gestão tornaram empresa extremamente ineficiente, enquanto sindicatos poderosos já declararam guerra aos planos de privatização do governo.

Vamos torcer para um final feliz! Eu tive a oportunidade de voar com a Thai em 2013. Fiquei impressionado com o excelente padrão do serviço. Mesmo num voo relativamente curto, serviram refeições quentes completas. Além disso, as aeronaves oferecem um conforto acima da média.

Veja também: