logo Melhores Destinos

Rio de Janeiro terá superferiado de 10 dias para conter a covid-19

Monique Renne
22/03/2021 às 9:36

Rio de Janeiro terá superferiado de 10 dias para conter a covid-19

O estado do Rio de Janeiro terá um superferiado de 10 dias para tentar conter o avanço da covid-19. Com a medida, alguns feriados de 2021 serão adiantados e o Rio de Janeiro terá uma longa folga de dez dias, válida de 26/03 (próxima sexta-feira) a 04/04, domingo de Páscoa. A medida, tomada pelo Governo do Rio de Janeiro, foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) no dia 23/03. Além do superferiado prolongado, o estado do Rio de Janeiro pretende tomar outras medidas restritivas, ainda a serem anunciadas. Já a cidade do Rio de Janeiro vai aplicar medidas ainda mais rígidas, entre elas o funcionamento apenas de serviços essenciais a partir do dia 26/03.

Superferiado no Rio de Janeiro

O feriado prolongado válido para o estado do Rio de Janeiro e aprovado pela Alerj começa no dia 26/03 e segue até o Domingo de Páscoa, em 04/04. Para ser possível o superferiado, foram antecipados os feriados do Dia de Tiradentes (21/04) e Dia de São Jorge (23/04), além deles, foram criados mais três feriados. Confira como fica o calendário do superferiado no Rio de Janeiro:

  • 26/03 – feriado criado
  • 27/03 – sábado
  • 28/03 – domingo
  • 29/03 – antecipação do feriado de 21 de abril, Dia de Tiradentes
  • 30/03 – antecipação do feriado do Dia de São Jorge (originalmente em 23/04)
  • 31/03 – feriado criado
  • 01/04 – feriado criado
  • 02/04 – Sexta-Feira Santa (Paixão de Cristo) – feriado nacional
  • 03/04 – sábado
  • 04/04 – Domingo de Páscoa

Medidas restritivas no estado do Rio de Janeiro, além do superferiado

A Covid-19 também atingiu em cheio o Rio de Janeiro e estado adotou diversas novas medidas de combate à covid-19, especialmente depois da decisão do superferiado, que será válido de 26/03 a 04/04. Entre as principais medidas restritivas adotadas, está a proibição da permanência de pessoas nas praias de todo o estado. Confira as principais medidas no estado do Rio de Janeiro adotadas em decreto e com validade de 26/03 a 04/04:

  • Proibição da permanência de pessoas em todas as praias do estado, sendo proibido, inclusive, o banho de mar;
  • Fica proibido o funcionamento de casas de espetáculos, shows, boates, arenas, casas de festas, espaços kids, parques de diversões itinerantes, clubes sociais (exceto marinas) e parques temáticos;
  • Proibição de festas, shows, feiras culturas, congressos e eventos de qualquer natureza (ver lista completa no decreto);
  • Permitida a prática de atividades esportivas individuais;
  • Estão mantidas as atividades esportivas de alto rendimento, sem público, respeitando os devidos protocolos e autorizados pela Secretaria de Estado de Saúde;
  • Bares e restaurantes poderão funcionar com 50% da capacidade de lotação, até as 23h, com distanciamento de um metro e meio entre as mesas (serviços de delivery, retirada e drive-thru estão permitidos sem limitação de horário);
  • Permitido o funcionamento de shoppings centers, entre 12h e 20h, com limite de 40% da capacidade de público;
  • Lojas de rua podem funcionar das 8h às 17;
  • Cinemas podem funcionar com 40% da capacidade.

Vale dizer que os municípios do Rio de Janeiro podem adotar medidas mais restritivas que as do estado. Confira todas as medidas do decreto do estado do Rio de Janeiro.

Medidas restritivas na cidade do Rio de Janeiro

A cidade do Rio de Janeiro anunciou que tomará medidas de combate à covid-19 ainda mais rígidas que o estado. A Prefeitura do Rio de Janeiro publicou em decreto o fechamento dos serviços não essenciais a partir de sexta-feira (26/03). O objetivo é frear a disseminação do coronavírus diante do cenário epidemiológico do Brasil e do aumento do número de casos e de internações. As novas medidas valem até o dia 04/04 e não afetarão o funcionamento de mercados e farmácias, por exemplo. Bares e restaurantes também podem continuar apenas com entregas em domicílio e nos sistemas retirada e drive-thru.

A Prefeitura do Rio de Janeiro já tinha decreto medidas restritivas antes, entre elas a proibição de acesso às praias, tanto para banho de mar quanto para permanência na faixa de areia. A permanência na faixa de areia das praias seguirá proibida na cidade, mas a prática de atividade física individual está autorizada. As novas medidas restritivas na cidade do Rio de Janeiro, com validade de 26/03 a 04/04 são:

  • Proibida a permanência de pessoas em vias públicas das 23h às 05h;
  • Proibida a permanência de indivíduos nas areias das praias, em qualquer horário;
  • Proibido o funcionamento de museus, galerias, bibliotecas, cinemas, teatros, casas de espetáculo e salas de apresentação; além de boates, danceterias, salões de dança, casas de festa e outros;
  • Proibido o funcionamento de clubes sociais e esportivos e serviços de lazer, além de parques de diversões e circos;
  • Proibição de eventos e festas em áreas públicas e particulares, incluindo rodas de samba;
  • Proibida a entrada de ônibus e demais veículos de fretamento no município, como ônibus de turismo, exceto aqueles que prestem serviços regulares para funcionários de empresas ou para hotéis, cujos passageiros comprovem, neste caso, reserva de hospedagem;
  • Proibido o estacionamento de veículos automotores em toda a orla marítima, exceto para os moradores, idosos, pessoas com deficiência, hóspedes de hotéis e táxis;
  • Proibida a utilização das pistas de rolamento das avenidas Delfim Moreira, Vieira Souto e Atlântica e de ambos os sentidos das pistas de rolamento do Aterro do Flamengo como áreas de lazer;
  • Atendimento presencial é permitido apenas em atividades essenciais;
  • A prática de atividades físicas individuais em praças, parques e logradouros do município, bem como nos espaços abertos de uso comum em áreas particulares está liberada, desde que não gere aglomerações e atenda às medidas de proteção à vida;
  • Lanchonetes, restaurantes e bares podem funcionar exclusivamente para entrega em domicílio, retirada e drive-thru, sendo proibido o atendimento presencial e a permanência de público no interior do estabelecimento;
  • Podem funcionar serviços de comércio de alimentos e bebidas, como açougues e peixarias supermercados, hortifrutigranjeiros, padarias, lojas de conveniência e outros, sendo proibido o consumo no local e recomendada a ampliação do horário de funcionamento.

Confira, na íntegra, as medidas adotadas pela cidade do Rio de Janeiro.

Feriados antecipados na cidade de São Paulo

Assim como o estado do Rio de Janeiro, a cidade de São Paulo também anunciou que antecipará feriados para conter o contágio da covid-19. A cidade de São Paulo decidiu antecipar cinco feriados de 2021 e também feriados de 2022. Com a medida de antecipação dos feriados, anunciada no dia 18/03 devido ao aumento de casos da Covid-19, não haverá dia útil na cidade de São Paulo entre os dias 26 de março e 04 de abril. Com um superferiadão prolongado, a Prefeitura de São Paulo espera reduzir a movimentação de pessoas na cidade e ajudar no controle do contágio pelo novo coronavírus. Os feriados antecipados pela Prefeitura de São Paulo serão emendados com finais de semana e também com a Sexta-feira Santa e Páscoa.

Leia também:

Mapa da covid-19: como estão as restrições em cada estado do Brasil

Com informações do Jornal Extra.


Medidas restritivas de combate à Covid-19 estão sendo tomadas em todos os estados do Brasil. Este não é o momento de viajar. Caso seja necessário, confira as medidas restritivas em todo o Brasil e esteja bem preparado.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção