Sri Lanka: dicas e tudo que você precisa saber antes da sua viagem

Wendell Oliveira
11/06/2019  ·  5:00Publicado 11 · jun · 2019  ·  5:00Atualizado 31 · out · 2019

Sri Lanka: dicas e tudo que você precisa saber antes da sua viagem

Sri Lanka foi eleito o melhor destino para viajar em 2019 pela Lonely Planet. É um país de paisagens paradisíacas e preços baixos, que pouco a pouco vem conquistando a preferência de turistas do mundo todo.

Poderíamos definir o Sri Lanka como uma ilha rodeada por praias cristalinas de areia fina e dourada. Palmeiras e coqueiros no litoral completam o cenário — que também é repleto de montanhas verdinhas no interior.

Um paraíso distante e isolado? Que nada! O pequeno território já foi disputado e colonizado pelo Reino Unido, Holanda e até Portugal. Dos britânicos herdaram a paixão pelo chá (o melhor do mundo, dizem), a praticidade dos holandeses e os sobrenomes dos portugueses, que chegaram em 1505 e batizaram de Souza, Silva Carvalho os habitantes do “Reino do Ceilão”.

É provável que você nunca tenha pensado em viajar para o Sri Lanka. Mas acredite, isso vai mudar. A natureza bem preservada, bem como a diversidade cultural e religiosa, já atraem visitantes do mundo inteiro, que deixam-se levar pelo apaixonante ritmo da vida local. Trens cênicos que cruzam florestas, praias exclusivas e santuários de elefantes são apenas um detalhe. Confira!

Onde fica o Sri Lanka?

O Sri Lanka está localizado no Oceano Índico, entre a Índia e a Tailândia. Não existem voos diretos saindo do Brasil e será necessário fazer ao menos uma conexão — as mais rápidas são em Doha, com a Qatar Airways, ou em Dubai, com a Emirates.

praia sri lanka

“Praia lotada” é um conceito que não existe no Sri Lanka.

Promoções de passagens aéreas não costumam ser frequentes, por isso a maneira mais barata de viajar para o Sri Lanka é aproveitar uma passagem para outros destinos asiáticos. Voos partindo da ÍndiaSingapuraBangkok (Tailândia), ou até mesmo das Maldivas costumam custar na faixa dos US$150 ida e volta, comprados com antecedência.

O visto para o Sri Lanka pode ser obtido online, ao custo de US$ 35. É uma mera formalidade, sendo liberado quase que imediatamente por e-mail. Basta imprimir e apresentar à Imigração na chegada ao país.

É seguro visitar o Sri Lanka?

Apesar dos recentes atentados, o Sri Lanka ainda é um destino considerado seguro para turistas. Vítima de sua própria popularidade, o país até então pacato viu-se inserido na ingrata lista de destinos que já sofreram algum tipo de terrorismo, tais como Londres, Paris, Nova York e Istambul.

Mas assim como esses destinos não perderam o seu encanto, tampouco os turistas, o Sri Lanka já está se recuperando. Fora das áreas afetadas, a vida continua normalmente, com hotéis e comércios funcionando, embora com sinais de segurança reforçada. A melhor maneira de ajudar o país é indo visitá-lo.

Roubos e crimes violentos são raros. Ainda assim, mantenha precauções básicas, como em qualquer outro lugar. Acompanhe o noticiário internacional e as recomendações do Portal Consular do Ministério das Relações Exteriores.

Roteiro de viagem pelo Sri Lanka

Praias desertas e paradisíacas, montanhas verdes repletas de plantações de chá ou uma imersão na rica cultura local? É possível fazer de tudo um pouco no Sri Lanka. O país é uma ilha relativamente pequena e os trajetos costumam ser curtos, principalmente nas áreas próximas ao Centro e ao Sul, onde concentram-se as principais atrações turísticas.

Confira o mapa do Sri Lanka:

sri lanka mapa

Sri Lanka: Como não amar um país que tem formato de coxinha? ?

Estivemos no país em março de 2019. Chegamos pelo Aeroporto Internacional de Colombo e seguimos o roteiro por Negombo > Galle > Mirissa > Tangalle > Ella > Kandy, até retornarmos a Colombo. Além desse post, você também pode acompanhar tudo o que rolou nos destaques do Instagram do Melhores Destinos.

Quanto tempo ficar no Sri Lanka vai depender do seu estilo de viagem, mas recomendamos no mínimo 10 dias para aproveitar com calma os pontos turísticos mais famosos do país:

Ella

A viagem de trem mais bonita do mundo? É o que dizem muitos viajantes ao embarcarem no trajeto entre Ella e Kandy, uma das atrações imperdíveis do Sri Lanka. O percurso de 160 km passa pelas paisagens mais cênicas do país, entre montanhas, plantações de chá e vilarejos locais. As vistas são de tirar o fôlego!

Embora os tickets de segunda classe custem a partir de 240 rúpias (menos de US$1,50, diretamente na bilheteria da estação!), a viagem pode durar de 6 a 7 horas, compensando investir um pouco mais em conforto. Bilhetes de primeira classe devem ser comprados online com antecedência de pelo menos um mês, em agências especializadas como a Visit Sri Lanka Tours (preços em libra esterlina).

Muito além das ferrovias, Ella é um destino de natureza no Sri Lanka, com montanhas perfeitas para trilhas. Ella Rock e o Little Adam’s Peak são as preferidas, incluindo até mesmo atividades de Zip Line. A Ponte dos Nove Arcos (“Nine Arches Bridge“) é outra atração de destaque, uma imponente construção datando de 1921, com 24 metros de altura no meio da floresta. Para quem quiser conhecer mais sobre o processo de produção de chá, Ella possui fábricas que abrem as portas para os turistas em tours completos, com degustação!

ella rock sri lanka

Ella Rock, vista do Little Adam’s Peak.

Kandy

Kandy é considerada a capital cultural do Sri Lanka e lar do Templo da Relíquia do Dente Sagrado, onde acredita-se que há guardado um dente de Buda! Listado como Patrimônio Mundial da Unesco desde 1988, o interior do templo é aberto à visitação para locais e turistas, com guardas em trajes típicos, rituais e tambores rufando após o pôr do sol.

Devido à sua localização entre as montanhas, o clima em Kandy é bem mais ameno do que no restante do país. Praças bem conservadas e um grande lago nas proximidades do templo dão um charme especial.

kandy sri lanka

Templo da Relíquia do Dente Sagrado (Sri Dalada Maligawa)

Mirissa

Mirissa é um pequeno vilarejo de pescadores que recentemente começou a ser explorado pelos turistas, especialmente mochileiros. O lugar é bem pequeno e é possível fazer tudo a pé, embora como em todas as outras praias do Sri Lanka, ter uma moto à disposição ajuda a desbravar as praias vizinhas mais afastadas.

Mirissa ficou famosa por ser um dos melhores pontos do país para passeios de observação de baleias e golfinhos. Os operadores levam os tours tão a sério que até prometem devolver o dinheiro caso não haja avistamentos no dia.

mirissa sri lanka

Parrot Rock, Mirissa.

Ainda no centrinho de Mirissa, a praia principal é excelente para nadar e até fazer snorkel. A Secret Beach, não tão mais secreta assim, também é perfeita para um dia de calor. O pôr do sol é imperdível, especialmente em cima da Parrot Rock, uma ilhota acessível por escadas bem em frente à praia.

Outra atração símbolo de Mirissa são os coqueiros da fotogênica Coconut Tree Hill, que não raramente tem filas de turistas procurando o melhor ângulo. A poucos quilômetros dali, as praias de WeligamaMidigama são o paraíso para surfistas. Já a gigantesca praia de Koggala também se destaca não somente pela sua beleza, mas também pela inusitada aeronave (!) estacionada na orla, ideia de um restaurante bem criativo.

mirissa sri lanka

Coconut Tree Hill

Ainda em Mirissa, não deixe de jantar no No. 1 Dewmini Roti Shop, um restaurante que já se tornou marca registrada da cidade, famoso por ter “o melhor roti do Sri Lanka”. Fomos lá e comprovamos: é verdade!

Tangalle

Tangalle atrai um público mais diversificado para as suas belas praias. Há desde jovens mochileiros até famílias com crianças em pousadas, hotéis e resorts para todos os bolsos. A praia principal é longa o suficiente para dar ares de “praia deserta”, mesmo com várias opções de acomodação nos arredores.

Goyambokka Beach, Sri Lanka

Goyambokka Beach

Quem se dedica a explorar as praias vizinhas será presenteado com uma das partes mais encantadoras de todo o litoral do Sri Lanka. As praias de GoyambokkaMarakkalagoda e Amanwella são tudo aquilo que podemos esperar de um paraíso tropical. Não se deixe enganar pelo aparente isolamento das fotos: há sempre cocos amarelos e fresquinhos sendo vendidos por perto.

Tangalle Sri Lanka

Galle

Facilmente acessível por ônibus e trens, Galle é uma cidadezinha litorânea que conquista pela sua beleza e simplicidade. As muralhas do Forte de Galle guardam o passado repleto de histórias da dominação portuguesa, holandesa e britânica. Perto dali, o Farol de Galle também é um excelente ponto para contemplar o pôr do sol. Dentre as melhores praias nas proximidades, recomendamos Dalawella e Unuwatuna, com areia fofa e repletas de coqueiros, frequentemente com preços imbatíveis de hospedagem.

galle sri lanka

Forte de Galle

Colombo

Ao contrário do restante do país, a maior cidade do Sri Lanka tem pouco a oferecer aos turistas. É apenas um grande centro comercial e financeiro, frequentemente confundido com a capital (que na verdade é Sri Jaiavardenapura-Cota, na região metropolitana de Colombo).

Ainda assim, quem quiser se aventurar pelas ruas caóticas e movimentadas de Colombo poderá se surpreender com a variedade de bazares e mercados a céu aberto na região de Pettah; a icônica Mesquita Vermelha (“Jami-Ul-Alfar“) e o maior e mais velho santuário hindu da cidade, o impronunciável Templo Sri Kailawasanathan Swami Devasthanam Kovil.

Colombo

Lotus Tower ao fundo, Colombo

Caso realmente seja necessário passar uma noite em Colombo (ex: voo cedo no outro dia), uma boa alternativa pode ser pernoitar na cidade vizinha de Negombo, que é muito mais próxima do aeroporto e com bem menos trânsito.

Negombo

Negombo é conhecida no Sri Lanka como a “Pequena Roma”, devido ao grande número de igrejas católicas na vizinhança. Além de cristãos, boa parte da população local dedica-se às atividades de pesca, tornando o Mercado de Peixes de Negombo a principal atração. Sua localização estratégica, a poucos quilômetros do Aeroporto Internacional, faz da cidade uma parada perfeita na chegada ou saída do país.

Negombo Fish Market não é um passeio recomendável para pessoas sensíveis. O cheiro forte de peixe, vendedores falando alto e a lotação do local podem ser sufocantes. No entanto, visitar as barraquinhas e a praia ao fundo garantem ótimas fotos.

As praias de Negombo não são tão bonitas quanto as de Tangalle ou Mirissa, mas são um alento para os dias de sol forte. Quanto mais afastado do mercado de peixes, melhor.

Outros destinos no Sri Lanka

O Triângulo Cultural é uma das regiões mais visitadas do Sri Lanka, que compreende as cidades de Anuradhapura, Polonnaruwa, Sigiriya, Dambulla e Kandy. Sigiriya é um sítio arqueológico com uma das atrações mais famosas do país: a Lion Rock, uma fortaleza de pedra de aproximadamente 200 metros, onde o palácio do antigo reino foi construído. A cidade de Dambulla, localizada bem no meio do país, possui um complexo de templos esculpidos em cavernas, de grande importância histórica.

sigiriya rock sri lanka

Sigiriya Lion Rock

Para os apaixonados por chá, uma parada intermediária em Nuwara Eliya durante a viagem de trem entre Ella e Kandy pode ser uma excelente pedida para conhecer um pouco mais sobre a produção e ainda descansar do trajeto. Já Arugam Bay é o destino perfeito dos surfistas, uma cidade litorânea na Costa Leste do país, famosa por suas ondas perfeitas. O Parque Nacional Udawalawe atrai visitantes do mundo todo interessados na vida selvagem e safáris, com elefantes, leopardos e outros animais bem protegidos.

Transportes no Sri Lanka

Que tal alugar um tuk-tuk e sair dirigindo por aí? Se a ideia parece interessante, saiba que já existem empresas no Sri Lanka oferecendo o serviço, ideal para os turistas mais aventureiros! Quem preferir algo mais “normal”, pode ainda contar com aluguel de carros e motos a preços módicos.

Leia também:

Transportes Sri Lanka

Em termos de transporte público, o Sri Lanka conta com duas opções: ônibus coloridíssimos e trens super lentos. Em comum, ambos são extremamente baratos, frequentemente com jornadas de mais de 100 km custando poucos centavos de dólar. Planeje bem os trajetos, contando com imprevistos. Sair cedo pela manhã é uma decisão inteligente.

Você pode consultar os horários dos trens no Sri Lanka diretamente no site oficial da Sri Lanka Railways. Os ônibus costumam ser frequentes e a geografia da ilha facilita a locomoção. O ideal é perguntar pelo itinerário diretamente na rodoviária ou no seu hotel.

Se conforto e praticidade for mais importante que o orçamento, é possível alugar carros com motorista pelo dia todo a partir de US$50 (diária), um valor razoável.

Comida no Sri Lanka

Considerando que o Sri Lanka é uma ilha formada basicamente por coqueiros e plantações de chá, até que eles se esforçam bastante na hora de cozinhar. Embora esteja longe de ser um destino famoso pela culinária, é possível deliciar-se com os sabores distintos — e eventualmente picantes — da comida local.

Coco amarelo Sri Lanka

O tradicional coco amarelo do Sri Lanka, espécie nativa da região.

Não deixe de experimentar o tradicional coco amarelo, encontrado em todas as praias a partir de 60 rúpias (algo em torno de US$ 0,30). A espécie é nativa da região e possui um sabor levemente mais adocicado do que o coco verde.

Frutas exóticas e seus respectivos sucos estão presentes nos vários “Juice Bars” espalhados pelas cidades. Além de durian, mangostão e limonia (de sabor marcante, mais conhecida em inglês como “Wood Apple“), também é fácil encontrar nossa velha conhecida graviola, que foi levada pelos portugueses e adaptou-se bem ao solo do Sri Lanka.

Para o café da manhã, a Appa é o prato preferido dos locais. Uma massa levíssima e crocante de farinha de arroz com leite de coco, assada em uma forma oval, podendo ser comida pura ou recheada com ovo, queijo e o que mais a imaginação permitir! O Roti, típico pão achatado sem fermento do subcontinente indiano, também é servido em vários estilos. Mas é sua versão picotada que chama a atenção: o Kottu Roti nada mais é do que pedacinhos de pão acompanhado de legumes, ovos/carne e especiarias.

Buffets ilimitados são bem comuns, a partir de 500 rúpias (menos de US$ 3!). Uma oportunidade de experimentar combinações de arroz com diversos tipos de curry, banana frita, sementes cozidas de jaca e outros ingredientes simples, típicos de uma ilha. Acrescente Pol Sambola (පොල් සම්බෝල, uma espécie de farofa feita com coco ralado, cebola e pimenta) e bom apetite!

Melhor época para visitar o Sri Lanka

Embora seja afetado pelas monções asiáticas, no Sri Lanka elas vêm de maneiras alternadas, atingindo cada região do país separadamente. Ou seja: o Sri Lanka pode ser um destino a ser visitado durante todo o ano, basta planejar!

Outubro a março: Época ideal para as praias da Costa Oeste e Sul, além das regiões montanhosas ao Centro. Evite os meses de abril a junho.

Abril a setembro: Melhor período para visitar a Costa Leste. Evite os meses de novembro a março.

Pescadores sobre estacas, um símbolo do Sri Lanka.

Dicas de viagem para o Sri Lanka

O inglês é um dos idiomas oficiais do Sri Lanka, mas o sotaque pode atrapalhar um pouco a compreensão. Seja paciente. Não tenha vergonha de perguntar a mesma coisa várias vezes.

– Não se espante com os preços baixos, o Sri Lanka realmente é um país muito barato! Por isso, na hora das compras dê preferência a negócios socialmente justos e ambientalmente corretos. Confira uma tabela com a média de preços no Sri Lanka.

A moeda oficial do país é a Rúpia do Sri Lanka (LKR). Leve dólar, euro ou libra para trocar e confira a cotação atual. Casas de câmbio são facilmente encontradas logo na chegada ao aeroporto, e praticamente todos os bancos nas cidades também trocam dinheiro — mas as filas podem ser grandes.

Estátua de Buda na cidade de Kandy

Estátua de Buda na cidade de Kandy.

O Sri Lanka é majoritariamente budista, fique atento aos costumes locais. Lembre-se de tirar sapatos e chapéus antes de entrar nos templos. Fotos em frente às estátuas religiosas e tatuagens de Buda são proibidas por lei. Respeite!

– Quem nasce no Sri Lanka é o quê? Por muito tempo o gentílico “cingalês” foi utilizado, referente ao grupo étnico majoritário sinhala. Mas como nem todos que vivem na ilha pertencem à essa etnia, recentemente o termo “srilanquês” vem sendo adotado.

– Apesar da colonização portuguesa, Sri Lanka significa “Ilha Resplandecente”, e não tem nada a ver com os pequenos siris que habitam as praias. Aliás, a pronúncia correta do nome de país é algo como “Shiri Lanka”.


E você, tem vontade de conhecer o Sri Lanka? Deixe seu comentário!