Qual é a maneira mais barata de acessar uma sala VIP de aeroporto?

Sandro Kurovski
21/02/2020  ·  5:0221 · fev · 2020  ·  5:02

Qual é a maneira mais barata de acessar uma sala VIP de aeroporto?

Se você ainda acredita que o acesso às salas VIP e Lounges dos aeroportos é algo super difícil, privilégio de ricos e famosos (no caso viajantes de negócios e passageiros de classe executiva ou primeira classe) precisa rever seus conceitos. Na verdade, os lounges são grandes aliados de quem gosta de economizar durante a viagem, pois oferecem comida e bebida gratuitas (além de outras amenidades), enquanto os restaurantes e lanchonetes do aeroporto cobram um rim para você fazer um simples lanche.

As salas VIP estão cada vez mais acessíveis, tanto que as companhias aéreas estão investindo na criação de novos espaços ou na melhoria dos já existentes, tudo para conquistar a fidelidade dos clientes.

Mas, embora o acesso possa estar mais perto do que nunca, nem sempre ele sai barato. Então, para facilitar a sua vida, listamos as formas mais acessíveis para que você possa curtir um desses espaços na sua próxima viagem.

Cartão de crédito

Seu cartão de crédito pode ser a rota mais barata para te levar direto ao mundo das salas VIP. Muitos cartões oferecem acessos como benefício aos seus clientes. E embora essa vantagem geralmente seja reservada para cartões de alta renda, com anuidades mais caras, é possível conseguir um bom cartão com isenção dessa taxa mesmo sem ter uma renda super alta, como já explicamos no artigo sobre como conseguir um bom cartão de crédito para acumular milhas e viajar.

O ideal é ter um cartão de crédito com acesso Lounge Key ou Priority Pass, como Mastercard Black, Visa Infinite ou ELO Nanquim, emitidos por vários bancos e cooperativas de crédito. Vale destacar que todos os cartões Mastercard Black oferecem acesso às salas Mastercard Black no aeroporto de Guarulhos, que ficam no Terminal 3 Internacional.

Não deixe de conferir nosso ranking com os melhores cartões de crédito. Lá estão relacionados os benefícios, anuidades e tudo o que você precisa saber para escolher o cartão que mais se encaixa no seu perfil. Como os benefícios e requisitos dos cartões mudam com frequência, regularmente divulgamos atualizações.

Outra opção acessível são os cartões de crédito co-branded, ou seja, emitidos em parceria com as companhias aéreas. Uma opção é o Smiles Visa Infinite emitido pelo Banco do Brasil, que frequentemente oferece a primeira anuidade grátis em campanhas promocionais. Este cartão oferece dois acessos gratuitos pelo Lounge Key por ano, além de acessos ilimitados às salas nacionais e internacionais da GOL nos aeroporto de Guarulhos (em São Paulo) e do Galeão (no Rio de janeiro) ao voar com a GOL ou parceiras.

Agora, se você não conseguir ser aprovado para ter um cartão que ofereça esses benefícios existem outras opções:

Priority Pass, LoungeKey e DragonPass

O Priority Pass é um programa de acesso à salas VIP que permite que você se associe, pagando uma taxa anual, independente do seu cartão de crédito. Mas a assinatura não vale tanto a pena para quem viaja pouco, ou só pretende usar salas no Brasil.

Isso porque o plano mais básico do Priority Pass, por exemplo, que custa 99 dólares por ano, não inclui nenhuma visita grátis. Ou seja, além da assinatura anual você ainda vai ter que desembolsar a taxa de visita de 32 dólares por acesso. Como já comentei, há cartões que oferecem 2 acessos grátis pelo Lounge Key por ano com anuidade mais acessível que a assinatura do plano básico.

Há ainda planos com 10 acessos, pelo custo de US$ 299, ou com acessos ilimitados, ao custo anual de US$ 429. Umas duas vezes por ano o programa oferece descontos de até 30% nas assinaturas.

O Dragon Pass é um programa pouco conhecido no Brasil mas bem popular em países asiáticos. A inscrição também pode ser feita mediante pagamento e os planos são bem similares aos do Priority Pass. O plano mais básico também custa 99 dólares e só dá direito a uma visita. Quem quiser ter o plano com acessos ilimitados terá que desembolsar US$ 399. Embora seja um pouco mais barato que o Priority Pass, pode ser ainda mais viável investir em um cartão de crédito que ofereça associação a algum programa de salas VIP.

Já o LoungeKey é um programa bem similar aos anteriores, mas ele não permite associação mediante pagamento. A inscrição é exclusiva para portadores de cartões de crédito das bandeiras Mastercard Black ou Visa Infinite. Não há custo para a inscrição, mas a quantidade anual de acessos isentos da taxa de visita depende do banco emissor do cartão. Alguns bancos cobram por todos os acessos, outros oferecem um limite anual e poucos oferecem acessos ilimitados.

Status nos Programas de Fidelidade

Ser um passageiro frequente de uma companhia aérea, ou das grandes alianças globais como a Star Alliance, Oneword e Skyteam, pode render acessos ilimitados às salas VIP, sempre que tiver voando com empresa onde você possui status, ou com as suas parceiras, mesmo que de classe econômica.

No Brasil, por exemplo, a GOL oferece salas VIP doméstica e internacional nos aeroportos de Guarulhos e do Rio Galeão para clientes Smiles Ouro e Diamante. E o Diamante pode levar acompanhante. Quem tiver voando com a Delta ou com a Air France também pode utilizar as salas VIP da empresa no exterior.

Já a Azul oferece acesso ao Lounge Azul para clientes TudoAzul Diamante e um acompanhante que estejam viajando para o exterior com a empresa, partindo de Campinas.

A Latam oferece sala VIP em vários aeroportos para clientes com status Platinum, Black e Black Signature voando internacionalmente com a empresa, junto com um acompanhante.

Muitas vezes seu status numa companhia aérea pode render equivalência de status numa concorrente. Saiba como isso funciona em nosso post sobre status match ou desafio de status.

Voando de Classe Executiva ou Primeira Classe

Independentemente do valor pago pela passagem, todos os clientes que voam em classe executiva ou primeira classe têm direito a utilizar a sala VIP da empresa ou conveniada antes de sua viagem, ou durante as conexões. Quem acompanha o Melhores Destinos sabe que às vezes divulgamos promoções de passagens em classe executiva com preço de econômica, ou dicas para conseguir upgrades em sua viagem. Por isso, mesmo que você imagine que nunca vai viajar de executiva na sua vida, saiba que pode estar enganado. Falo porque isso aconteceu comigo!

Acesso Pago

Se você não conseguiu um cartão de crédito que dá acesso à sala VIP ou não viaja tanto assim para ter status ou justificar a assinatura de um programa, nem tudo está perdido. A maioria das salas oferece acesso pago, algumas até dão desconto para portadores de certos cartões ou membros de categorias iniciais dos programas de fidelidade. No Brasil o valor do acesso fica em média entre R$ 100,00 e R$ 150,00 e no exterior pode custar de 20 até pouco mais de 100 dólares.

Os valores são altos, mas se você for passar bastante tempo no aeroporto e precisar comer alguma coisa (e beber alcoólicos), de um lugar mais confortável para descansar ou mesmo tomar um banho, pode sair mais barato que um hotel perto do aeroporto. Para quem viaja até duas vezes por ano o custo dos acessos pagos, inclusive, pode sair mais em conta do que a anuidade de um cartão.  O acesso pago também é uma boa maneira de conhecer os serviços das salas VIP e avaliar se vale a pena investir em um cartão de crédito que permita acessá-la mais vezes.

Caso for comprar acesso, pode ser interessante se inscrever gratuitamente no programa Dufry Red, que oferece descontos em algumas salas.

Aplicativos como o LoungeBuddy também podem ser grandes aliados na hora de comprar passes com desconto, principalmente em salas do exterior. Além disso você pode ler as avaliações dos lounges escrita por outros visitantes, assim poderá escolher qual sala irá visitar caso exista mais de uma no aeroporto em que você está embarcando. No canal do Melhores Destinos no Youtube também mostramos algumas salas VIP e falamos sobre as formas de acesso, confira a playlist:

 

E aí, conhece alguma outra forma ou tem alguma dica para ter acesso a salas VIP? Deixe seu comentário.