logo Melhores Destinos

Poltrona com mais espaço: conheça mais sobre os assentos da saída de emergência dos aviões

Daniel Gadelha
Daniel Gadelha
13/01/2022 às 18:42

Poltrona com mais espaço: conheça mais sobre os assentos da saída de emergência dos aviões

Um dos procedimentos de segurança que sempre ouvimos antes da decolagem de qualquer voo é sobre a localização das saídas de emergência do avião. Mas você sabe para que servem essas saídas? Quais os benefícios e responsabilidades de sentar próximo a elas? Saiba nesse post!

Muitas pessoas pensam que os assentos do avião são todos iguais, mas não é bem assim. Além de variar de acordo com a classe de serviço (econômica, econômica premiumexecutiva e primeira classe), as poltronas também mudam a depender do avião que irá fazer o voo e da configuração adotada pela companhia.

Mesmo que você viaje em um avião em que aparentemente todos os assentos sejam iguais, é bem provável que existam algumas poltronas mais espaçosas, algumas delas são os assentos das saídas de emergência.

O que são as saídas de emergência do avião?

As saídas de emergências são portas destinadas à evacuação dos passageiros no caso de uma situação de emergência. Para facilitar a passagem dos ocupantes do avião, a distância entre as poltronas onde ficam as saídas de emergência é, em média, 25% maior do que as demais. Sendo assim, o viajante que sentar em um desses assentos terá mais espaço e conforto para as pernas tornando a sua viagem mais agradável.

Quanto custa viajar nos assentos da saída de emergência?

Esses valiosos assentos sempre foram bastante concorridos entre os passageiros e as empresas aéreas logo perceberam a oportunidade de designá-los como sendo “assentos conforto” e cobrar a mais dos clientes que quiserem sentar neles.

O preço pode variar bastante. As companhias cobram a partir de R$ 35 pela poltrona em voos domésticos curtos e o valor pode facilmente chegar até algumas centenas de reais em voos internacionais de longa duração. Além de mais espaço, as companhias geralmente também oferecem embarque preferencial aos clientes que adquirirem este serviço.

Dá para viajar nos assentos da saída de emergência de graça?

Sim, é possível! Passageiros frequentes que possuam status no programa de fidelidade da companhia ou em alianças parceiras como Star Alliance, SkyTeam ou Oneworld podem ter acesso a esses lugares sem custo adicional dependendo do acordo de reciprocidade entre as empresas. Consulte a empresa aérea que irá operar o seu voo e pergunte se o seu status é elegível ao assento.

Caso não seja possível marcar a poltrona sem custo, ainda não desista! Algumas companhias oferecem descontos na aquisição do serviço como, por exemplo, os clientes Smiles Ouro que podem marcar os assentos da saída de emergência em voos Gol com 50% de desconto, o que já ajuda a reduzir o custo.

Assentos saída de emergência

Existe ainda a possibilidade de você sentar na saída de emergência sem pagar nada e sem ter status elite! Atualmente a maioria das companhias cobram pela marcação dos assentos até no momento do check-in. Os passageiros que optarem por não pagar recebem um assento aleatório e podem ter a sorte de sentarem na saída de emergência gratuitamente por falta de outros assentos.

Mas atenção: assim como existe a possibilidade de você ganhar um bom lugar no avião sem pagar nada, também pode acontecer de você ser alocado no assento do meio em uma fileira que não reclina, então pense bem antes de correr esse risco.

Quem pode sentar nas poltronas da saída de emergência?

Esses ótimos lugares não podem ser ocupados por qualquer passageiro. É importante lembrar que quem sentar neles pode ser solicitado a operar as saídas de emergência em uma situação de evacuação.

Veja alguns dos requisitos que devem ter cumpridos para que você seja elegível a esse assento especial:

  • Ter idade entre 15 e 59 anos;
  • Possuir mobilidade e força suficiente para manusear a porta;
  • Ser fluente em inglês ou no idioma do país da companhia;
  • Poder se comunicar de forma oral com os demais passageiros e com a tripulação;
  • Não possuir nenhuma deficiência auditiva ou visual;
  • Não ser ou estar acompanhando pessoas com necessidades especiais ou dificuldade de locomoção;
  • Não é permitido o uso do assento por gestantes;
  • Não é permitido o uso do assento por passageiros que necessitem de cinto de segurança extensor.

Passageiros que não cumpram as condições para uso do assento serão alocados em outro mesmo que tenham pago pelo mesmo (consulte a empresa para solicitar o reembolso).

Se você cumprir os requisitos mas não se sentir confortável com a possibilidade de ter que operar a saída de emergência, você também poderá solicitar outra poltrona sem problemas. Normalmente os comissários de bordo não têm dificuldade em encontrar voluntários para ocupar esses lugares.

Mas se ainda assim você quiser uma poltrona com mais espaço, opte pelas primeiras fileiras que, embora também possam ser cobradas, geralmente tem mais espaço e não possuem restrições quanto a quem pode ocupá-los.

Saiba mais sobre os assentos da saída de emergência das companhias aéreas nacionais (Gol, Latam e Azul).


E você, já viajou nos assentos da saída de emergência? Acha que vale a pena? Comente e participe!

Veja também: