logo Melhores Destinos

Resorts planejam reabertura com medidas para reduzir contato: confira as principais mudanças

Thayana Alvarenga
Thayana Alvarenga
19/05/2020 às 6:03

Resorts planejam reabertura com medidas para reduzir contato: confira as principais mudanças

O ramo hoteleiro foi sem dúvida um dos mais impactados com a chegada da pandemia do coronavírus. Enquanto algumas cidades estão autorizadas a reabrir seus hotéis, como aconteceu em Gramado e Foz do Iguaçu, outras estão de mãos atadas aguardando a retomada das atividades. Ainda assim, os planos e preparativos estão acelerados. O Melhores Destinos entrou em contato com os melhores resorts do Brasil segundo o Prêmio MD para saber quais as projeções e planejamentos para o retorno das operações. Confira as informações a seguir!

Salinas Maragogi

O Salinas Maragogi no lindo litoral de Alagoas anunciou que vai retomar suas atividades no dia 1 de setembro, porém com algumas mudanças necessárias para se adaptar ao novo momento. Para começar, a capacidade até o final do ano será reduzida em 50%. O resort informou que a diminuição na quantidade de hóspedes não vai aumentar o preço das diárias. “A maior parte já está vendida para estes períodos e no momento não planejamos um aumento nas tarifas”.

Entre as mudanças que serão feitas estão novos protocolos de limpeza, ajustes na disposição das áreas comuns e alterações na programação de lazer que será preferencialmente em espaços abertos. O modo como os clientes fazem refeições também deve mudar para evitar aglomerações no buffet, com opções à la carte, room service e buffet assistido, em que os colaboradores servem refeições porcionadas. “Ainda não temos todos detalhes, mas a operação de cada ponto de consumo está sendo revista de forma individual”, disse.

Hot Beach Resort (Olímpia)

As águas termais são as grandes responsáveis pelo turismo em Olímpia, no interior de São Paulo. É lá que fica o Hot Beach, que trabalha com a perspectiva de reabertura do resort e parque aquático em julho “considerando o melhor dos cenários quanto à pandemia a partir de agora”, segundo o empreendimento.

O local informou que não possui muitos detalhes de como será a retomada nas operações pois ainda não há regras dos órgãos públicos para a volta de atividades turísticas. “É fato que serão adotadas várias medidas para a segurança dos turistas e que ocorrerão mudanças na operação e programação”, lembrou.

Nannai Resort & Spa (Porto de Galinhas)

O Nannai Resort, em Porto de Galinhas, prevê voltar a receber hóspedes no dia 1 de julho. No momento, estão sendo estudadas maneiras de garantir a segurança de todos no retorno, inclusive com a criação de um manual de boas práticas.

Para funcionar, o resort vai obedecer às recomendações de distanciamento social, reduzindo a disponibilidade de acomodações. “mas não deve afetar os preços de venda”, ressaltou. Segundo o Nannai, as rotinas de limpeza e higienização estão intensificadas e os colaboradores já estão sendo capacitados para novos procedimentos. Muitos ambientes estão sendo revistos para obedecer às recomendações de distanciamento. Além disso, as atividades de lazer que antes aconteciam em ambientes fechados estão sendo revistas. “Vamos aproveitar mais as áreas externas, que são muitas”.

Outra mudanças anunciada pelo resort é que refeições no sistema buffet serão suspensas. O restaurante está adaptado para obedecer às recomendações de distanciamento e as equipes capacitadas para intensificar a rotina de higienização dessa e demais áreas. “O café da manhã será oferecido na acomodação com agendamento, mas o restaurante continua disponível para quem preferir utilizá-lo.” O hotel também informou ao Melhores Destinos que as demais refeições terão serviço à la carte e volante (porções servidas à mesa).

Iloa Resort (Barra de São Miguel)

O Iloa Resort, que fica na Barra de São Miguel (AL), ainda não bateu o martelo sobre a data de reabertura, que está entre agosto ou setembro. “Nosso desejo continua de pé, mas pode haver mudanças”, comentou. A empresa informou que a prática de refeições no buffet será substituída pelo serviço à la carte. Além disso, como medida de segurança será adotada a ocupação de apenas 50% dos quartos. “Nesse momento estamos incentivando as remarcações e aplicando algumas ofertas, sendo assim, não estamos apostando em aumento de valores, mesmo com a redução de leitos”, disse.

A empresa lembrou que o bar da piscina e o restaurante principal são abertos, dispensando a necessidade de descontaminação de ar condicionado. Por outro lado, as atividades de esporte e lazer terão de ser reinventadas para se adaptar a nova realidade, sem práticas de contato físico como o futebol nesse primeiro momento. “Tênis, arco & flecha, arvorismo, tirolesa e escalada devem ser o nosso forte, pois permitem a prática individual”, ressaltou o resort.

Arraial D’Ajuda Eco Resort

O Arraial D’Ajuda Eco Resort, na Bahia, está projetando sua reabertura para o dia 1 de julho. Apesar da previsão, ainda não foram divulgados como ficarão os serviços, “evidentemente que estamos nos adequando aos novos tempos, tanto no que se refere a novos procedimentos de higienização dos aptos e áreas sociais, como na manipulação dos alimentos”, resumiu a empresa.

Sauípe Premium (Mata de São João)

Ainda sem data para reabrir, o Sauípe Premium (Mata de São João) já anunciou que algumas novas regras para as estadias pós-pandemia. Para começar, as máscaras serão obrigatórias em todas as áreas sociais. Além disso, os hóspedes serão orientados a fazer o check-in online antecipado para evitar contato.

Os quartos terão à disposição dos clientes álcool em gel e álcool 70%. O resort também informou que testes de temperatura serão feitos frequentemente durante a estadia. As piscinas e demais áreas de lazer terão a capacidade reduzida para evitar aglomerações. Além disso, algumas atividades e serviços vão funcionar somente com agendamento. Assim também vai acontecer nos restaurantes, em que os hóspedes vão precisar de reserva para fazer as refeições com serviço à la carte. O cliente vai encontrar um menu com pratos preparados na hora.

Costão do Santinho Resort (Florianópolis)

O Costão do Santinho, famoso complexo de luxo de Floripa (SC), deve reabrir no dia 10 de junho. Para começar, o uso de máscara será obrigatório em todas as dependências do resort. Antes de entrar, os hóspedes e colaboradores terão a temperatura verificada, além de passar por um túnel de desinfecção corporal com ozônio que limpa toda a superfície do corpo, roupas e sapatos. A desinfecção leva no máximo 30 segundos e não molha.

A recomendação também será a realização de check-in antecipado pelo celular – mas ainda assim será possível fazer na recepção ao chegar. Uma das vantagens é que quem chega com o check-in feito basta pegar o transporte para ir até a acomodação, recebendo ali mesmo do mensageiro a pulseira e o cartão de hospedagem. O check-out express também será recomendado, possibilitando ir embora sem a necessidade de passar pela recepção evitando filas.

Uma novidade bem bacana é que os hóspedes vão receber um kit com máscara e álcool em gel para uso pessoal e um informativo para consulta com as informações das boas praticas e medidas para evitar a contaminação com o coronavírus. Os espaços públicos do resort terão álcool em gel para higiene das mãos. Além disso, os móveis, corrimões e espaços de convivência serão limpos a cada 30 minutos com os produtos indicados para desinfecção e radiação ultravioleta, bem como as acomodações diariamente.

O resort também vai funcionar somente com 50% da capacidade atendendo aos decretos estadual e municipal. “O valor das nossas diárias será mantido e inclusive faremos promoções, afinal, o nosso cliente também está vivendo uma situação adversa”, completou.

Além das medidas de limpezas, o setor de entretenimento está refazendo as atividades recreativas para evitar salas fechadas, priorizando os espaços abertos do resort, como parque ecológico, fazendinha e caminhadas ecológicas. Para apresentações e espetáculos serão seguidos critérios de distanciamento e limite de hóspedes nos espaços.

As refeições, antes feitas em buffet livre, também terão mudanças para evitar aglomerações e filas. “A refeição será feita em estações, então o hospede escolhe o que vai querer, se dirige até o local e o chef serve na hora”, explicou o resort. ‘Em alguns casos será servido na mesa pelo chef”, completou. A disposição das mesas também terá as configurações alteradas para evitar o contágio e aglomerações, bem como a capacidade. Nas mesas quadradas será possível ter somente um hóspede, enquanto nas mesas retangulares dois hóspedes e nas redondas quatro hóspedes, podendo suspender para seis.

Rio Quente Cristal Resort

O Rio Quente Cristal ainda não tem data para voltar a funcionar, mas já é possível conhecer algumas mudanças planejadas nos serviços. No início da viagem será recomendado que os hóspedes realizem o check-in online antecipado para evitar qualquer tipo de contato. As máscaras também serão obrigatórias em todas as áreas sociais do resort.

Nas áreas de lazer, como piscinas, haverá um controle na capacidade para evitar aglomerações, assim como algumas atividades e serviços, que vão funcionar somente com agendamento prévio. Da mesma forma serão os restaurantes, em que os hóspedes terão de reservar horário para fazer as refeições com serviço à la carte. Haverá um menu com pratos preparados na hora.

Os quartos vão contar com álcool em gel e álcool 70%, e o resort garantiu protocolos mais rígidos de higienização nos apartamentos. Além disso, testes de temperatura serão feitos frequentemente durante a estadia.

Wyndham Gramado

O Wyndham reabriu no dia 14 de maio seguindo orientações das autoridades de saúde no combate à disseminação do coronavírus. O empreendimento adotou medidas como limpeza nas áreas do hotel e ventilação dos espaços, bem como limpeza e ocupação de quartos somente após 72 horas do último check-in. Os elevadores somente podem ser utilizados por um passageiro ou família por vez. Também foram colocadas fitas de marcação no chão para orientar quanto ao distanciamento de no mínimo dois metros entre as pessoas na recepção para evitar aglomerações. Além disso, o restaurante vai atender com no máximo 50% da sua capacidade.

A utilização de máscaras para hóspedes e funcionários dentro do hotel será obrigatória. “Além disso, manteremos todas as áreas de lazer fechadas, atendendo assim ao decreto da Prefeitura de Gramado. Este fechamento inclui espaços coletivos de áreas sociais, de lazer e de conveniência, como piscinas, jacuzzis, academia, sauna, brinquedoteca, sala de jogos, de cinema e de eventos, cyber zone e outros”, explica o gerente geral Marc Balanger. Segundo ele, o Wyndham Gramado terá termômetros digitais na entrada para aferição de temperatura dos hóspedes, além de antissépticos no balcão da recepção e na entrada dos elevadores.


O Wish Resort, de Foz do Iguaçu, informou ao Melhores Destinos que ainda não tem uma data de reabertura definida. Também entramos em contato com os resorts Vivá Porto de Galinhas, Club Med Rio das Pedras e Iberostar Praia do Forte, mas ainda não tivemos retorno. Vamos atualizar o post com mais informações em breve!

Lembrando que as medidas acima podem mudar a qualquer momento.

E você, quando tudo isso passar tem planos de se hospedar em um resort para relaxar? Aprova as medidas adotadas pelas empresas? Participe abaixo!