Viajar na pandemia: Como está a reabertura nos principais destinos do Brasil

Wendell Oliveira
Wendell Oliveira
4/09/2020 às 9:00

Viajar na pandemia: Como está a reabertura nos principais destinos do Brasil

Alguns destinos no Brasil já voltaram a receber turistas! A reabertura do turismo doméstico acontece aos poucos, com a preocupação de manter a segurança durante o “novo normal” da pandemia. Algumas cidades desenvolveram protocolos de segurança, reduzindo a capacidade dos hotéis; barreiras sanitárias e medição de temperatura. Veja como está a situação em cada cidade, atrações abertas e fechadas, e o que está funcionando durante a quarentena.

Confira abaixo a lista de destinos brasileiros que estão recebendo turistas, mas lembre-se: ainda não é hora de viajar. Se puder, fique em casa!

Leia também:
Viagem pós-quarentena: dicas e destinos para recomeçar
Como ser turista depois da quarentena: dicas para a sua primeira viagem

Nordeste 🇧🇷

Reabertura em Alagoas

Alagoas iniciou a retomada do turismo em Maceió e no interior do Estado desde o final de julho. As praias estão reabertas para banhistas, desde que evitem aglomerações e consumo de bebidas alcoólicas. De acordo com a Secretaria de Turismo de Alagoas, é muito provável que haja Réveillon e Carnaval nos destinos alagoanos. O estado registrou mais de 70.000 casos da Covid-19. Alagoas deve avançar para a fase Azul, última antes da verde, na próxima segunda-feira (17/08). A região Norte do Estado, onde está Maragogi vai avançar para a fase amarela da reabertura.

  • Em Maceió, as praias foram reabertas e o funcionamento das barracas de praia foi autorizado. Os guarda-sóis alugados precisam estar a uma distância de 3 metros. Bares, restaurantes, feiras de artesanato e passeios voltaram a funcionar.
  • As piscinas naturais de Maragogi foram reabertas, com barcos operando com 50% da capacidade. Hotéis, restaurantes e passeios em São Miguel dos Milagres também foram autorizados a reabrir.
Praia de Maragogi, Alagoas

Praia de Maragogi, Alagoas

Reabertura na Bahia

Alguns dos principais destinos turísticos da Bahia começaram a retomar suas atividades. Além da reabertura de resorts e hotéis, há a perspectiva de reabertura em outras praias da Bahia. Segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagens na Bahia (Abav-BA), a retomada será lenta, já que não é esperada uma grande demanda. A expectativa é pelo verão de 2021. A Bahia passou de 200 mil casos confirmados da doença e tem ocupação média dos leitos de UTI (62%) e enfermaria (45%). Salvador entrou na Fase 2 de abertura, de seu plano de três fases.

  • Em Salvador, o Mercado Modelo e shoppings centers foram reabertos. Bares e restaurantes estão autorizados a funcionar até as 23h, com distância de 2 metros entre as mesas. A Prefeitura ainda não autorizou a reabertura das praias.
  • Em Mata de São João, onde ficam a Praia do Forte, Imbassaí e a Costa do Sauípe, restaurantes e parques temáticos foram reabertos. Os horários e capacidade de funcionamento estão limitados.
  • Em Morro de São Paulo e Boipeba, a reabertura do turismo está prevista para 3 de setembro. Somente serão permitidos visitantes com reservas confirmadas.
Porto Seguro, Bahia

Porto Seguro, Bahia

Reabertura no Ceará

O Ceará está adotando protocolos rígidos de higiene e segurança contra o coronavírus. Hotéis e restaurantes seguem funcionando, com capacidade reduzida. Enquanto o turismo não é totalmente retomado, o governo vem realizando obras de saneamento e interligação nas praias, com a expectativa que os voos internacionais retornem em outubro. Apesar dos mais de 200 mil casos registrados, a taxa de transmissão no Ceará é a menor desde o começo da pandemia. Fortaleza segue na fase 4 do processo de reabertura, cinemas e bares ainda não têm permissão para funcionar.

  • Em Fortaleza, barracas de praia e restaurantes estão em funcionamento.
  • O Parque Nacional de Jericoacoara está reaberto para visitação. Dentre as regras, estão o uso obrigatório de máscaras durante toda a visitação e distanciamento de 2 metros entre cada pessoa. A capacidade do parque e tempo de permanência serão reduzidas.
  • Canoa Quebrada segue com as praias fechadas, com reabertura prevista para 1° de setembro. Quem desobedecer o bloqueio poderá ser multado.
Canoa Quebrada

Canoa Quebrada, litoral do Ceará

Reabertura no Maranhão

O Maranhão iniciou a retomada gradual do turismo doméstico seguindo um rígido protocolo sanitário. As principais atrações turísticas de cidades como Tutóia, Fortaleza dos Nogueiras e Riachão, estão abertas a visitação. O estado passou dos 145 mil casos registrados da Covid-19. Desde 20 de maio está em vigor o plano geral de retomada, que permite o funcionamento de shoppings, lojas, bares e outros estabelecimentos.

  • Em São Luís, os restaurantes foram autorizados a reabrir, mas os museus seguem fechados.
  • O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses foi reaberto para visitação em julho. Os veículos de passeio estão limitados a 55% da capacidade e o banho nas lagoas é permitido.
Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão

Reabertura na Paraíba

Segundo a Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), o retorno do turismo na Paraíba será pautado na segurança. Em João Pessoa, não houve decreto que proibisse os hotéis de funcionarem durante a pandemia, embora alguns tenham fechado as portas por falta de hóspedes. A Paraíba registrou mais de 100 mil casos confirmados de Covid-19. A maioria dos municípios, incluindo a capital, possuem bandeira amarela, que permite o funcionamento do comércio e transporte coletivo. Não há municípios com a bandeira vermelha, a fase mais restritiva.

  • João Pessoa reabriu comércios e restaurantes (até as 22h). As praias permanecem com acesso proibido, sendo permitido apenas caminhar no calçadão.
  • No município vizinho de Cabedelo, o banho está liberado nas praias de Intermares, Poço e Camboinha. O Parque do Jacaré também reabriu, com passeios de catamarã liberados.
João Pessoa, capital da Paraíba

João Pessoa, capital da Paraíba

Reabertura em Pernambuco

De olho na retomada do turismo, Pernambuco quer convidar turistas dos estados vizinhos e os próprios pernambucanos a conhecerem melhor o estado, que registrou mais de 120 mil casos da Covid-19. A Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata avançou para a Etapa 7 do plano de reabertura. Com isso, serviços de alimentação e shoppings centers poderão funcionar.

  • Em Recife, bares e restaurantes estão autorizados a funcionar até as 22h. As praias também foram reabertas para banho, mas aglomerações seguem proibidas.
  • As praias de Porto de Galinhas estão abertas das 4h às 16h, com uso obrigatório de máscara. Barracas e quiosques seguem fechados. Os passeios de jangada para as piscinas naturais estão autorizados. Bares e restaurantes podem abrir até as 22h.
  • A ilha de Fernando de Noronha reabriu em 1 de setembro apenas para turistas que já tenham contraído o vírus. Já o Parque Nacional de Fernando de Noronha, o oásis de piscinas naturais e trilhas ecológicas, foi reaberto em 3 de setembro para os viajantes – moradores e pesquisadores antes já tinham acesso.
Porto de Galinhas, Pernambuco

Porto de Galinhas, Pernambuco

Reabertura no Piauí

O Piauí está trabalhando com protocolos para a retomada das atividades turísticas. O objetivo é impulsionar o turismo no estado no pós-pandemia. A abertura integral das praias está prevista para setembro. Com mais de 70 mil casos da doença, o estado atualizou por decreto o Programa de Retomada Organizada das Atividades Econômicas Covid-19 – PRO Piauí, permitindo o retorno das operações de atividades comerciais em shoppings center e outras atividades de serviços pessoais.

  • ParnaíbaBarra Grande do Piauí continuam fechadas para o turismo. Um decreto do governo prevê a reabertura de hotéis em 17 de agosto e das praias no dia 8 de setembro.
Delta do Parnaíba

Delta do Parnaíba, no Piauí

Reabertura no Rio Grande do Norte

O governo do Rio Grande do Norte desenhou o plano de retorno das atividades turísticas, que passará pela capacitação de profissionais do setor. O objetivo é mostrar que o estado é um destino seguro neste momento de retomada. O estado registrou mais de 60 mil casos e iniciou a primeira e segunda fases da última etapa do Plano Estadual da Retomada Gradual das Atividades Econômicas. Bares e shoppings centers podem voltar a funcionar, cumprindo as medidas para evitar o contágio.

  • Em Natal, comércios e shoppings center foram reabertos. As barracas de praia também voltaram a funcionar; bares e restaurantes estão autorizados até as 23 horas.
  • Na Praia da Pipa, praias, comércios e restaurantes estão abertos desde 1º de julho. Bares e restaurantes estão autorizados a funcionar até as 23h, e o consumo de álcool está proibido na rua. O uso de máscara na praia é obrigatório.
  • O Cajueiro de Pirangi está aberto desde 6 de setembro com diversas medidas de segurança, entre elas a obrigatoriedade de máscaras, restrição na quantidade de visitantes e distanciamento social para circular nos espaços.
Praia da Pipa, Tibau do Sul (RN)

Praia da Pipa, Tibau do Sul (RN)

Reabertura em Sergipe

Sem previsão de reabertura das atividades turísticas no estado, o momento é de cautela e preparação para a retomada. Embora os hotéis tenham sido autorizados a reabrir, muitos ainda permanecem fechados, bem como bares, restaurantes, praias e passeios. Sergipe registrou mais de 70 mil casos da Covid-19. O estado segue um plano de reabertura de forma gradual em três etapas e está atualmente na fase da bandeira amarela, de flexibilização.

  • Em Aracaju, as praias seguem fechadas. Oficialmente, os restaurantes podem atender somente por entregas. Os shoppings foram autorizados a funcionar com 50% da ocupação, das 12h às 22h (segunda a sábado).
Aracaju, capital do Sergipe

Aracaju, capital do Sergipe

Sudeste 🇧🇷

Reabertura no Espírito Santo

A Secretaria de Turismo do Espírito Santo afirmou que a missão é construir protocolos de segurança, com o objetivo de nortear a retomada do turismo no estado. O estado registrou mais de 100 mil casos da Covid-19. Os municípios capixabas estão categorizados como de risco alto, moderado e baixo. Nos municípios classificados como “risco moderado”, como a capital Vitória, os estabelecimentos comerciais funcionam com horários limitados e a abertura de bares continua proibida.

  • Em Vitória e nas cidades de Vila Velha e Guarapari, as praias estão abertas somente para atividades físicas. O comércio reabriu, mas oficialmente os restaurantes podem atender apenas por entrega.
Praia do litoral do Espírito Santo

Praia do litoral do Espírito Santo

Reabertura em Minas Gerais

As cidades de Minas Gerais vêm se preparando para retomada do turismo, com obras de melhorias em pontos turísticos, pesquisas com turistas, além de adoção de medidas preventivas. As hospedagens trabalham com 50% da capacidade. Minas apresentou quase 200 mil casos confirmados da doença. O Plano Minas Consciente pretende adequar as regras ao momento de platô da pandemia no estado, que indica estabilidade no número de novos casos. As novas ondas do plano serão divididas em Onda 1 – Vermelha (serviços essenciais), Onda 2 – Amarela (serviços não essenciais) e Onda 3 – Verde (serviços não essenciais com alto risco de contágio).

De acordo com as novas regras, as macrorregiões do Centro, Jequitinhonha, Leste, Nordeste, Noroeste e Vale do Aço estão na Onda Vermelha. Norte, Sul, Triângulo do Norte, Triângulo do Sul, Oeste, Centro-Sul, Leste do Sul e Sudeste estão na Onda Amarela. Nenhuma macrorregião está na Onda Verde.

  • Em Tiradentes, uma barreira sanitária na entrada da cidade só autoriza a entrada de visitantes com reservas previamente confirmadas em uma das pousadas autorizadas a funcionar. Restaurantes só estão atendendo por entrega.
  • Em Capitólio, os passeios náuticos só acontecem mediante o cumprimento de uma série de protocolos sanitários definidos pelas autoridades de saúde.
  • Na Serra do Cipó, a taxa de ocupação nas hospedagens não pode passar de 50%.
Tiradentes, cidade histórica de Minas Gerais

Tiradentes, cidade histórica de Minas Gerais

Reabertura no Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ) lançou o site Turismo Consciente, com informações básicas sobre os serviços turísticos dos municípios do estado. É possível saber o que está em funcionamento em cada cidade, ter acesso aos status dos meios de hospedagens, bares, restaurantes, praias, parques, atrações, comércio e barreiras sanitárias para acesso às cidades. Os municípios têm autonomia para manter determinações e regras de reabertura gradual. Segue em vigor a multa de R$ 106,65 para pessoas que estiverem sem máscara em espaços públicos.

Com mais de 210 mil casos confirmados da Covid-19 no estado, as regiões Metropolitana I, Metropolitana II, Médio Paraíba, Centro Sul e Norte estão na bandeira de cor amarela, equivalente ao nível de risco baixo. O restante do estado está na bandeira laranja, de risco moderado. O estado fluminense também deve descentralizar o Réveillon da capital, fazendo eventos híbridos (online e presenciais).

  • No Rio de Janeiro (capital), bares e restaurantes estão funcionando. As praias estão liberadas para esportes e banho de mar (sem aglomerações), mas não para banho de sol. Um projeto da prefeitura prevê a reserva da faixa de areia via aplicativo. O Jardim Botânico já está funcionando, com hora marcada. O Cristo Redentor, Pão de Açúcar, AquaRio e a roda-gigante RioStar vão reabrir em 15 de agosto.
  • Arraial do Cabo e Cabo Frio, na Região dos Lagos, estão reabertas para turistas. Há barreira sanitária na entrada das cidades, e não será permitido passar o dia sem pernoite. As hospedagens operam com 50% da capacidade reduzida.
  • Ilha Grande, em Angra dos Reis, tem reabertura prevista para 14 de agosto. Ilha Grande receberá somente turistas com reserva antecipada, sem possibilidade de passar o dia na ilha sem pernoite. Hotéis e pousadas terão apenas 50% de ocupação.
Ilha Grande, em Angra dos Reis (RJ)

Ilha Grande, em Angra dos Reis (RJ)

  • Paraty, no litoral Sul Fluminense, exige o preenchimento de um termo de responsabilidade para passar pela barreira na entrada da cidade. Embora o centro histórico da cidade tenha reaberto, as comunidades de Trindade, Paraty Mirim e a margem esquerda do Saco de Mamanguá continuam fechadas ao turismo.
  • Em Búzios, as praias estão liberadas apenas para atividades físicas. O pernoite é obrigatório. Para passar pela barreira na entrada, é necessário apresentar confirmação de reserva.
  • Em Petrópolis, região serrana, a maior parte da rede hoteleira está aberta, mas atrações como museus e cervejarias continuam fechadas.

Reabertura em São Paulo

Alguns dos principais eventos do estado foram cancelados como consequência da pandemia, tais como a Fórmula 1, Carnaval, Réveillon, entre outros. Entretanto, a Secretaria de Turismo de São Paulo não descarta realizar alguns eventos fora de época.

O estado de São Paulo registrou mais de 750 mil casos da Covid-19, o maior número de infectados do Brasil. O plano de reabertura é dividido em cinco fases, que vão desde a restrição de atividades não essenciais (Vermelho), a etapas classificadas como controle (Laranja), flexibilização (Amarelo), abertura parcial (Verde) e normal controlado (Azul). Atualmente, 86% do estado paulista está agora na fase amarela.

  • Em São Paulo (capital), o comércio já foi autorizado a reabrir. Bares e restaurantes podem funcionar apenas durante o dia, com exceção de estabelecimentos localizados em shoppings. Atrações turísticas seguem fechadas.
  • Em Campos do Jordão, os restaurantes estão autorizados a funcionar apenas por entrega e drive-thru. O comércio não-essencial só pode abrir de segunda a quinta-feira. Aos finais de semana (de sexta a domingo), somente supermercados, padarias e farmácias estão autorizados a abrir.
  • No Litoral Norte Paulista, as praias de Ubatuba, São Sebastião e Ilhabela estão abertas para exercícios físicos de segunda a quinta.
Campos do Jordão, interior de São Paulo

Campos do Jordão, interior de São Paulo

Sul 🇧🇷

Reabertura no Paraná

O Governo do Paraná criou um incentivo para o contribuinte viajar. O Paraná Pay, programa vinculado ao Nota Paraná, vai reverter parte do recolhimento do ISS (Imposto sobre Serviços), em dobro, para ser utilizado pelos compradores em atrações turísticas. O estado registrou mais de 120 mil casos da doença e não decretou quarentena geral, mantendo apenas orientações sobre a necessidade de isolamento e distanciamento social.

  • Em Curitiba, o trem turístico que liga a capital paranaense a Morretes voltou a operar em 08 de agosto. Shoppings e comércios foram autorizados a reabrir, embora alguns parques ainda permaneçam fechados ou com restrições.
  • Foz do Iguaçu reabriu hotéis e algumas atrações, e fará teste de Covid-19 em turistas. As fronteiras com o Paraguai e a Argentina continuam fechadas.
  • Um dos cartões-postais do Paraná, o Parque Vila Velha foi reaberto dia 4 de setembro, com capacidade de público limitada a 50%.
Cataratas em Foz do Iguaçu, Paraná

Cataratas em Foz do Iguaçu, Paraná

Reabertura no Rio Grande do Sul

Para enfrentar a pandemia de Covid-19, o Rio Grande Sul criou o “Modelo de Distanciamento Controlado”. Nele, o estado foi dividido em 20 regiões, que são analisadas considerando a velocidade de propagação da Covid-19 e a capacidade de atendimento do sistema de saúde. No total, 11 indicadores (como número de novos casos, óbitos e leitos de UTI disponíveis, dentre outros) determinam a classificação das bandeiras da região. O estado registrou mais de 110 mil casos da doença.

  • Hotéis, parques, museus e algumas atrações foram reabertas em Gramado e Canela, na Serra Gaúcha. As hospedagens podem operar com até 70% da sua ocupação. Parques temáticos só podem funcionar com 50% da capacidade. Já Parques, reservas naturais, jardins botânicos e zoológicos funcionam com 25% da capacidade.
Gramado, Rio Grande do Sul

Gramado, Rio Grande do Sul

Reabertura em Santa Catarina

A Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) anunciou a criação do programa Viaje Mais Santa Catarina, que reunirá em um site informações sobre serviços e produtos de atrações turísticas do estado. Até o momento, o estado registrou mais de 130 mil casos da Covid-19 e tem ocupação média de 81,4% dos leitos de UTI do SUS. O estado mantém a regionalização, dando autonomia aos municípios em ações específicas.

  • O Parque Beto Carrero World reabriu em junho com fila virtual e túnel de desinfecção.
  • Florianópolis prorrogou a proibição de permanência de pessoas, bem como atividades físicas individuais ou coletivas, em parques, calçadões e Beira-Mar aos finais de semana. Embora o acesso às praias esteja vetado, a prefeitura estuda reservar espaço na faixa de areia via aplicativo (iniciativa similar a do Rio de Janeiro).
  • Em Balneário Camboriú, o acesso às praias é permitido apenas para exercícios.
  • Na Serra Catarinense, Bom Jardim da Serra (Serra do Rio do Rastro) reabriu alguns pontos turísticos em 30 de julho. Em Urubici, as hospedagens estão autorizadas a funcionar com 40% da capacidade e os restaurantes podem abrir até as 22h.
Parque Beto Carrero, em Santa Catarina

Parque Beto Carrero World, na cidade de Penha (SC)

Centro-Oeste 🇧🇷

Reabertura no Distrito Federal

Com o retorno gradual de diversas atividades comerciais em Brasília, um crescimento no fluxo de visitantes é esperado. De acordo com a Secretaria de Turismo do DF, a cidade está pronta para receber os visitantes e aposta no turismo interno como um grande aliado nessa retomada. O Distrito Federal registrou mais de 150 mil casos da Covid-19 e vem encontrando resistência para autorizar o retorno das aulas, embora a maioria dos estabelecimentos, incluindo academias, tenham sido autorizadas a reabrir, seguindo regras de distanciamento.

  • Em Brasília, shoppings, bares e restaurantes foram autorizados a reabrir. Um decreto também liberou a reabertura de 17 parques do DF, que poderão funcionar das 6h às 21h. O uso de máscara de proteção facial é obrigatório.
Brasília, Distrito Federal

Brasília, Distrito Federal

Reabertura em Goiás

Goiás trabalha no aprimoramento dos protocolos de saúde e segurança, pensando na retomada total das viagens. O governo pretende lançar um programa de pesca esportiva, e foi procurado por uma empresa de aviação regional para ampliar a conectividade do estado e de toda região. O estado registrou mais de 120 mil casos da Covid-19. A quarentena intermitente foi suspensa e a abertura por tempo indeterminado de todas as atividades econômicas foi prorrogada, embora a norma para proibir eventos públicos ou privados com aglomerações tenha sido mantida.

  • O Parque da Chapada dos Veadeiros reabriu no dia 18 de agosto.
  • Em Caldas Novas, o turismo foi retomado. O Hot Park e o Rio Quente Resorts já foram reabertos. Já os parques aquáticos do grupo diRoma reabrirão em 21 de agosto.
  • Em Pirenópolis, a reabertura de pousadas e atrações está prevista para 14 de agosto.
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás

Reabertura em Mato Grosso

O turismo no Mato Grosso ainda aguarda a liberação de autoridades para retomar suas atividades. Enquanto isso, entidades do turismo traçam planos para planejar o ritmo da volta, propondo roteiros que unifiquem as atrações da região. O estado registrou mais de 80 mil casos da doença. Um decreto estadual mantém regras rígidas de contenção da propagação do novo coronavírus nos municípios, principalmente aqueles classificados como “risco alto”, ou “muito alto” de contágio.

  • Chapada dos Guimarães segue fechada para o turismo.
  • Em Nobres, os pontos turísticos estão sendo gradativamente reabertos, com aferição da temperatura de turistas, distanciamento e capacidade reduzida.
Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

Reabertura em Mato Grosso do Sul

O Mato Grosso do Sul elaborou um plano de retomada para o turismo no estado, com ações efetivas registradas num documento de prestação de contas, tais como capacitação para agências de viagens e desenvolvimento de campanhas para trazer turistas de volta aos destinos. Com mais de 45 mil casos confirmados, dois municípios estão na faixa amarela (grau tolerável), 39 na laranja (grau médio), 35 na vermelha (grau alto) e três na preta (grau extremo).

  • Bonito reabriu para o turismo desde 1º de julho. Os principais passeios estão funcionando, com número limitado de participantes e protocolos de segurança.
Bonito, Mato Grosso do Sul

Bonito, Mato Grosso do Sul

Norte 🇧🇷

Reabertura no Acre

O Acre avançou para a fase de atenção e publicou um decreto com setores que poderão reabrir na pandemia, como bares, restaurantes e hotéis (com restrições). A realização de eventos religiosos em templos ou locais públicos também foi autorizada, desde que com até 20% de lotação e seguindo todas as medidas sanitárias vigentes durante a pandemia. O estado registrou mais de 23 mil casos da Covid-19, o menor número do país. Todas as regiões foram reclassificadas para o nível de atenção (bandeira amarela).

Reabertura no Amapá

Conforme o decreto da Prefeitura de Macapá, os shoppings foram reabertos em 20 de julho. A reabertura serve como ensaio para outras medidas. O decreto também estabelece a reabertura de restaurantes, bares, academias, além de lojas de móveis e eletrodomésticos, com redução na capacidade de atendimento de público em 50% e distância mínima de 1 metro entre os clientes. O Amapá registrou mais de 40 mil casos da doença.

Reabertura no Amazonas

O governo do Amazonas divulgou um plano de reabertura em fases. Foram estabelecidas regras como distanciamento mínimo de 1,5 metro, controle de aglomerações, uso obrigatório de máscara e promoção da higiene pessoal, com álcool em gel e desinfecção de locais. O estado registrou mais de 115 mil casos da Covid-19 e autorizou o quarto ciclo de reabertura de atividades não essenciais.

  • Em Manaus, a reabertura do Teatro Amazonas foi autorizada em julho. Alguns cruzeiros devem ser retomados em setembro.
Manaus, capital do Amazonas

Manaus, capital do Amazonas

Reabertura no Pará

No Pará, há orientações específicas para estabelecimentos como shoppings, que estão autorizados a funcionar com taxa de ocupação de no máximo 60%. Continuam proibidos eventos em espaços públicos, academias, teatros, cinemas, aulas e algumas atividades turísticas. O estado registrou mais de 190 mil casos da doença e autorizou a abertura de setores já permitidos nas bandeiras Vermelha e Laranja.

  • Em Belém, restaurantes e comércio estão funcionando na parte continental da cidade, mas os estabelecimentos das ilhas continuam fechados. O Mercado Ver-o-Peso, Estação das Docas, museus e o Mangal das Garças estão abertos.
  • Em Alter do Chão, as praias estão abertas, com distanciamento e uso de máscaras.
Belém, capital do Pará

Belém, capital do Pará

Reabertura em Rondônia

O governo publicou um decreto em 30 de julho, liberando atividades esportivas em vias públicas e o retorno de alguns estabelecimentos comerciais, como salões de beleza. O texto também determina que o café da manhã nos hotéis seja servido de forma individual para cada hóspede. Rondônia registrou pouco mais de 50 mil casos. Em todo o estado, 38 municípios, incluindo a capital Porto Velho, estão na fase 3 de reabertura, autorizando a volta seletiva do comércio. Consulte a fase de cada município.

Reabertura em Roraima

O governo de Roraima prorrogou o estado de calamidade pública, válido até setembro. Segundo a administração, a medida foi motivada pela necessidade de manter as medidas de combate à pandemia. Viagens terrestres intermunicipais e interestaduais estão liberadas, com regras de distanciamento e restrição de ocupação. O estado registrou mais de 40 mil casos da Covid-19.

Reabertura do Tocantins

O governo de Tocantins emitiu um decreto às prefeituras, recomendando a proibição de serviços não essenciais, tais como shoppings, galerias, bares, restaurantes e feiras. O decreto também obriga o uso de máscara no estado. Tocantins registrou até o momento mais de 45 mil casos da Covid-19.

Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins

Parque Estadual do Jalapão, no Tocantins


Com informações do portal Panrotas, Ministério do Turismo e Secretarias Estaduais de Turismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *