logo Melhores Destinos

Qatar é a primeira companhia aérea a exigir uso de escudo facial em voos

João Goldmeier
02/07/2020 às 17:20

Qatar é a primeira companhia aérea a exigir uso de escudo facial em voos

Depois de lançar uma série de medidas para tornar a viagem em seus aviões mais segura, a Qatar inova mais uma vez: será a primeira companhia aérea a exigir que os passageiros usem um escudo de proteção facial durante o voo.

O aparato, nas versões adulta e infantil, será distribuído no check-in no Aeroporto de Hamad, em Doha, e na entrada do avião nos demais aeroportos. Pais voando com seus filhos deverão assegurar que os mesmos usem o escudo durante o voo, e crianças com menos de dois anos estão dispensadas do uso da máscara e do escudo.

Os equipamentos de proteção só podem ser retirados durante as refeições. Entretanto, para os passageiros da classe executiva o uso é opcional, pois segundo a companhia “estes passageiros já possuem mais espaço e privacidade”.

Também a bordo todos os passageiros irão receber um kit contendo:

  • Uma máscara facial descartável;
  • Luvas descartáveis;
  • Gel desinfetante para mãos à base de álcool.

Passageiros na classe executiva receberão ainda um tubo de tubo de gel desinfetante adicional.

Novo normal?

Desde o início da pandemia, diversas companhias estão buscando soluções para que os voos continuem ocorrendo de maneira segura. Num primeiro momento foram as máscaras, que hoje são exigidas por grande parte das companhias aéreas. Mas também houve bastante espaço pra criatividade com novas soluções de assentos que mantém o distanciamento social.

E aí, caro leitor? O que achou da novidade? Deve ser dureza dormir durante o voo com todo esse aparato, não é mesmo?

Veja também: Os filtros de ar dos aviões são capazes de deter o coronavírus? Veja o que dizem as empresas e os cientistas.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção