Companhias aéreas cancelam voos e oferecem remarcação de passagem para o Chile

Leonardo Cassol
21/10/2019  ·  10:4621 · out · 2019  ·  10:46

Companhias aéreas cancelam voos e oferecem remarcação de passagem para o Chile

Uma onda de protestos que começou em Santiago e se espalhou para outras cidades do Chile impactou as operações aéreas no país nesse fim de semana. Centenas de voos foram cancelados porque tripulantes, funcionários e passageiros não conseguiam sair ou chegar ao aeroporto, devido ao toque de recolher imposto pelo exército e também pela instabilidade provocada por saques e pela violência durante as manifestações, que chegou a fechar o metrô e afetar os demais transportes públicos.

A Latam decidiu cancelar todos os seus voos com origem no aeroporto de Santiago entre as 19h de sábado até as 10h de amanhã desta segunda-feira, com exceção dos voos LA530, LA704 e LA2364, além de centenas de voos internos. Novos cancelamentos podem ocorrer, por isso a companhia aérea recomenda checar a situação do voo antes de ir para o aeroporto. Já a Sky também cancelou dezenas de voos, cuja lista atualizada você pode conferir aqui. A GOL informou que houve atrasos, mas que não teve nenhum cancelamento de voo.

A situação no aeroporto de Santiago ficou bastante complicada nesse domingo, com centenas de passageiros ilhados no terminal, sem poder sair de lá. Há relatos de filas para conseguir comida e muitos passageiros dormindo no chão do aeroporto.

A Latam informou que lamenta a situação pela qual estão passando seus passageiros e reforça que está fazendo o máximo esforço para minimizar os impactos em sua operação e oferecer soluções de viagem e flexibilidade.

Alternativa para passageiros com viagem marcada ao Chile

A Latam informou que está oferecendo a todos os seus passageiros que tenham viagens programadas com origem ou destino em aeroportos do Chile, entre 20 e 22 de outubro, a possibilidade de alterar suas passagens sem multa, até 20 dias após a data original do voo, por meio da seção Reprograme seu voo em latam.com.

Para os passageiros que planejam viajar entre 20 e 22 de outubro, a Latam recomenda:

  • Estar atentos às informações publicadas nos canais oficiais da LATAM (latam.com, Twitter e Facebook), que serão atualizados de forma contínua;
  • Verificar o estado de seus voos em Minha ViagensStatus do voo, ambos no site latam.com, ou no Aplicativo LATAM Airlines;
  • Realizar o check-in com 48 horas de antecedência por meio do site latam.com ou do Aplicativo LATAM Airlines.

Para os passageiros que precisam de outra solução:

No caso de um voo ter sido cancelado por esta situação, podem solicitar o reembolso por meio do site latam.com;

Para alterar a origem e/ou o destino do voo, devem fazê-lo por meio do site latam.com, considerando que esta alteração está sujeita a diferenças tarifárias.

Já a Sky está oferecendo reembolso integral ou remarcação para os próximos 30 dias para os passageiros afetados. E disponibilizou os telefones Rio de Janeiro: (21) 3958 8200 e São Paulo: (11) 4949-0900 para dúvidas e atendimento aos clientes.

A GOL informou que alguns voos podem sofrer alterações nos horários de embarque e desembarque e que está informando todos os passageiros dessas mudanças. Em caso de dúvidas os Clientes podem entrar em contato pelos canais de atendimento: site (www.voegol.com.br), aplicativo ou telefone da Central de Relacionamento pelo número 0800 704 0465.

Orientação para passageiros que estão em Santiago ou viajam com destino a cidade

Durante o toque de recolher, o Governo do Chile facilitou o seguinte salvo-conduto:

  • Para viajar ao aeroporto de Santiago, os passageiros precisam apresentar seu cartão de embarque como salvo-conduto às autoridades;
  • Ao chegar em um voo, as autoridades do aeroporto irão entregar um salvo-conduto para sua saída do terminal;
  • Familiares ou pessoas que busquem passageiros (que não sejam táxis) podem solicitar salvo-condutos nas delegacias.

E você, teve problemas por conta dos protestos no Chile? Conseguiu resolver?