logo Melhores Destinos

Proibido! 12 coisas que você nunca deve fazer numa viagem de avião

Leonardo Cassol
23/05/2021 às 6:00

Proibido! 12 coisas que você nunca deve fazer numa viagem de avião

Diariamente, milhões de pessoas viajam de avião. Mas, apesar de ter se tornado um meio de transporte muito popular, a aviação mantém cuidados e procedimentos bastante rigorosos de segurança. Nesse post você confere 12 coisas proibidas que você não pode fazer numa viagem de avião, sob o risco de ser expulso, multado ou até mesmo preso.

12 coisas proibidas que podem fazer você ser expulso do avião

1. Mudar de assento sem solicitar à tripulação

O peso dentro do avião precisa ser bem distribuído para evitar desequilíbrios que levem a interferências aerodinâmicas no voo. Portanto, mesmo após o embarque ser encerrado, consulte um dos comissários antes de mudar de assento. Além disso, cada vez mais as tripulação são rigorosamente cobradas pelo controle dos assentos e das cabines premium, inclusive com informações detalhadas sobre o ocupante de cada poltrona. Dessa forma, ainda que você veja algum desses lugares vazio, não ache que você tem direito ou que ninguém vai notar que você apareceu ali. Evite o constrangimento de ser convidado a se retirar.

 

 

2. Beber muito ou embarcar alcoolizado

Está comprovado cientificamente que a pressurização da cabine do avião potencializa os efeitos do álcool em nosso organismo. Durante o voo temos um menor nível de oxigênio no sangue, por conta da altitude, o que aumenta a sensação de embriaguez. Além disso, o ar seco favorece uma desidratação mais rápida. A recomendação é pegar mais leve no álcool quando for voar, preferencialmente intercalando com água ou alguma outra bebida hidrante. Afinal, ninguém quer ser aquele passageiro mala que atrasa a viagem de todo mundo porque começou a ficar alterado por causa da bebida!

3. Tomar um medicamento pela primeira vez

Eu já vi esse filme algumas vezes. Seja por medo de avião, ou por receio de ficar acordado durante uma longa viagem, algumas pessoas recorrem a medicamentos para “relaxar” durante o voo. Acontece que remédios podem ter efeitos colaterais ou causar reações alérgicas, com resultados que variam de acordo com cada organismo. Você não vai querer passar mal e ter um tremelique justamente quando o avião estiver cruzando o oceano, não é? Portanto, se quiser tomar mesmo algum remédio na sua próxima vigem, procure um médico e faça um teste antes do dia do voo.

4. Agredir física ou verbalmente comissários ou pilotos

Comissários e pilotos têm como missão principal garantir a segurança do voo. Por conta disso, na maioria dos países existe uma legislação específica para resguardar e proteger esses profissionais no exercício do seu dever. Portanto, agredir um tripulante, ainda que verbalmente, pode ter consequências graves, como a interrupção da viagem, contenção física, expulsão e até prisão do agressor. Uma péssima ideia! Sem contar que nos Estados Unidos, por exemplo, você pode ser incluído numa lista de passageiros proibidos de voar por vários anos, ou até pelo resto da vida!

5. Remover itens não permitidos do avião

Os passageiros adoram guardar lembranças da viagem. Mas nem tudo que é utilizado no voo pode ser retirado da aeronave. É permitido levar para casa a revista de bordo, fones de ouvido descartáveis, sobras do que foi servido nas refeições, garrafa de água e necessaire, por exemplo. Não pode levar o colete salva-vidas, o folheto de segurança, máscara de oxigênio, talheres de metal e louças, além de mantas e travesseiros. Na dúvida, consulte um dos comissários para evitar constrangimentos.

6. Portar armas, drogas ou objetos cortantes

Esse item parece óbvio, mas basta passar nos raios-x de qualquer aeroporto para ver a enorme quantidade de tesouras, agulhas, canivetes, facas, ferramentas e outros objetivos pontiagudos removidos dos passageiros durante a revista. Às vezes, simplesmente esquecemos de que estamos com algo não permitido dentro de nossa mochila ou mala de mão. Lembre-se de colocar esses itens na bagagem a ser despachada, ou deixe em casa. Com relação a drogas ilícitas, ou mesmo medicamentos de uso controlado, vale atenção redobrada com a legislação de cada país, já que isso pode levar a prisão ou até a pena de morte, como já aconteceu com brasileiros em alguns países, como a Indonésia.

7. Portar produtos inflamáveis ou que produzam fogo ou faísca

Não é permitido transportar em aviões produtos inflamáveis, como álcool líquido, fogos de artifício ou qualquer produto que contenha pólvora, como aqueles “inocentes” confetes que explodem em aniversários, além de alguns tipos de aerossóis. Já isqueiros e álcool em gel são sujeitos a limitação de volume. Consulte o site da Anac ou a empresa aérea em caso de dúvidas. Lembre-se que essas restrições se aplicam para malas de mão ou despachadas. Afinal, você não quer o bagageiro do seu avião pegando fogo durante o voo, não é?

8. Tentar fumar no banheiro ou em qualquer outra área do avião

Cigarro e avião não combinam! O risco para a segurança do voo é enorme, já que o fogo pode se alastrar rapidamente na cabine. Além disso, os banheiros dos aviões são equipados com detectores de fumaça. Os comissários são obrigados a notificar os pilotos e as autoridades em caso de incidentes e o passageiro estará sujeito a multas pesadas e até a processos judiciais. Cigarros eletrônicos, cachimbos e outros tipos de fumo também não são permitidos.

9. Entrar na cabine de comando sem autorização

Quando eu era criança e viajava desacompanhado, por várias vezes eu visitei a cabine de comando durante o voo. Era uma visão incrível! Mas, infelizmente, desde os atentados de 11 de setembro, essa virou uma área proibida para os passageiros. Durante o voo não é permitido entrar, espiar ou conversar com os pilotos, por razões de segurança. No entanto, se tiver interesse em conhecer a cabine, fale com os comissários. Com a aeronave em solo e com as portas abertas eles terão prazer em recebê-lo.

10. Ter relações íntimas durante o voo

Existem pessoas que têm fetiche ou fantasia de ter relações sexuais durante o voo. É algo que permanece no imaginário de homens e mulheres há muitos anos. Acontece que os aviões hoje vivem lotados. Os banheiros, locais geralmente escolhidos para esse tipo de prática, são cada vez mais apertados e próximos das poltronas de passageiros. E, os aviões, cada vez mais controlados e monitorados. Portanto, não é uma boa ideia. Além do constrangimento de ser repreendido pela tripulação ou por algum passageiro, você correrá o risco de ser gravado por outras pessoas e de ver o vídeo se espalhar pela internet.

11. Abrir as saídas de emergência

As saídas de emergência do avião só devem ser acionadas em caso de acidentes ou quando orientado pelos comissários. Isso porque o mecanismo não foi criado para ser aberto em qualquer ocasião, demandando que o avião siga para uma manutenção após a utilização. Felizmente, mesmo que algum doido tente acionar a saída durante o voo ele não vai conseguir. Agora, se quando a aeronave estiver em solo um passageiro usar indevidamente o dispositivo, certamente ele será detido e processado por perdas e danos provocados à companhia aérea.

12. Desrespeitar as normas de segurança da aviação

Deixar de utilizar o cinto de segurança quando solicitado, não usar máscara, se recusar a retornar ao assento quando o respectivo aviso estiver aceso, utilizar equipamentos não permitidos, ou ter comportamento agressivo ou que coloque em risco qualquer passageiro são apenas algumas violações das normas de segurança da aviação que podem ter consequências graves no Brasil e demais países do mundo. É sempre melhor manter a calma e obedecer às regras de segurança.

E você, já viveu alguma experiência diferente numa viagem de avião que queira compartilhar? Comente a participe!

Não perca nenhuma oportunidade!
ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
tela do app do melhores destinos
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção