Praias de Santa Catarina: 10 dicas imperdíveis para a sua viagem

Thayana Alvarenga
20/10/2019  ·  7:07Publicado 20 · out · 2019  ·  7:07Atualizado 22 · out · 2019

Praias de Santa Catarina: 10 dicas imperdíveis para a sua viagem

As praias de Santa Catarina são maravilhosas! Com um litoral tão belo e diversificado não é uma tarefa fácil listar algumas opções diante de tanta diversidade. Ainda assim, ousamos listar quais as praias que você não pode deixar de fora do seu roteiro de férias. Confira a nossa lista a seguir!

1. Ilha do Campeche – Florianópolis

A Ilha do Campeche é daqueles lugares lindos que não dá pra esquecer de conhecer em Florianópolis! A ilha tem uma praia de águas cristalinas, tranquilas, ideais para relaxar. Além de ser conhecida por sua beleza, é também um patrimônio arqueológico, já que possui inscrições rupestres de grande valor.

Para conhecer a ilha, é preciso ir até a Praia da Armação ou Praia do Campeche, onde se pega uma pequena embarcação que faz a travessia até o local. É um passeio lindo, com duração total de 5 a 6 horas. Para quem procura tranquilidade, sugerimos ir em um dia útil, quando a ilha recebe menos visitantes!

A pequena Ilha do Campeche faz parte de uma unidade de preservação, com número de visitantes diários limitados. Para a maioria das pessoas, a maior atração do local é a sua praia, que, com areia clara e águas límpidas, oferece um cenário realmente exuberante e um refrescante mergulho.

2. Lagoinha do Leste – Florianópolis

A Lagoinha do Leste é considerada por muitos a praia mais bonita da cidade, mas é, ao mesmo tempo, das mais complicadas de se chegar. Seu acesso só pode ser feito por meio de trilhas que saem do costão da praia Matadeiro e pela trilha do Pântano do Sul ou por barcos. As trilhas são não muito fáceis, mas quem visita o lugar garante que a beleza compensa o esforço.

Muito preservada, a praia é praticamente um cenário selvagem e refúgio para quem quer escapar de dias corridos. Sem edifícios e com pouco comércio, a praia é um recanto de tranquilidade, ideal para quem procura um lugar pouco movimentado para apreciar a natureza e ficar em paz.

Dica: vale lembrar que, como o acesso principal à praia se dá pela trilha, procure não levar muito peso para o trajeto, que pode ser cansativo. Leve água para poder beber ao longo da trilha, vá com calçados confortáveis e utilize protetor solar.

3. Guarda do Embaú – Palhoça

Na cidade de Palhoça, a 46 km ao sul de Florianópolis, está a Guarda do Embaú. Para ter acesso às suas praias é necessário atravessar o rio da Madre, divisa geográfica entre os municípios de Paulo Lopes e Palhoça.

O balneário está localizado no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e conta com aproximadamente mil moradores, entre comerciantes, artesãos, pescadores e surfistas. Além do surf e do turismo como fontes de economia, tem na tradicional pesca artesanal da tainha, entre os meses de maio e julho, outra fonte de renda.

4. Praia da Sepultura – Bombinhas

Sepultura é uma praia bem pequena com uma faixa de areia também pequena, mas, apesar de seu tamanho, considerada uma das mais bonitas da região. Praticamente sem nenhuma onda no mar, famílias com crianças adoram o lugar. Dá para ver muitos peixes na água, principalmente do lado direito, junto das pedras. A infraestrutura é pouca, mas suficiente para o tamanho da praia.

Seu acesso é feito através de uma pequena trilha, ao final da praia de Bombinhas.

5. Praia Mole – Florianópolis

“A vida é dura, mas a praia é mole” – esse é o lema do lugar. A Praia Mole é uma das preferidas do surfistas e uma das mais conhecidas de Florianópolis. É linda, com restinga ao seu redor e quando o vento favorece, cenário de pessoas que pulam de parapente! Ela é também uma praia muito procurada por jovens e pelo público LGBT+.

Essa praia fica em mar aberto e tem ondas fortes, por isso, não é recomendada para quem está com crianças. Sua água é verde, limpa e muito bonita e a areia é mais grossa que a das outras praias da região. Não deixe de observar no lado direito da praia a Pedra do Dragão, que realmente tem um formato curioso e faz jus ao nome.

Ao longo da orla, barracas, pessoas alugando cadeiras e vendedores ambulantes dão suporte aos visitantes, que podem usufruir de uma boa infraestrutura. Como não há tantos quiosques quanto em outras praias, a Praia Mole ainda preserva um pouco de sua natureza e visual rústico. No local, há também áreas de estacionamento pago à beira da praia e estacionamento gratuito na rua.

6. Praia do Estaleiro – Balneário Camboriú

Cercada por pedras e restingas, a água da Praia do Estaleiro é bastante limpa e sempre com ondas. É bom ficar esperto com o mar, porque ele pode ser bem traiçoeiro nessa região. A infraestrutura da praia é pequena, mas na rua mais próxima você encontra alguns restaurantes para os serviços de que precisar.

7. Ilha de Porto Belo – Porto Belo

A Ilha de Porto Belo encanta pela beleza paradisíaca. Sua natureza preservada é um atrativo especial, em meio à infraestrutura oferecida ao visitante. Os turistas podem aproveitar as alternativas de lazer, atrativos e serviços.

O viajante embarca nos passeios de barco com animação a bordo e desfrutam as belíssimas paisagens, além de conhecer um pouco da história da baía até chegar à Ilha de Porto Belo. São permitidas no máximo 1.879 pessoas por dia, de acordo com estudo de profissionais especializados em turismo sustentável.

8. Praia da Ferrugem – Garopaba

Bastante procurada nos períodos de Carnaval e Réveillon e sempre cheia de turistas, a Praia da Ferrugem costuma receber muitos estrangeiros, principalmente argentinos.

Garopaba é uma cidade bem pequena que não chega a 20 mil habitantes. O litoral, porém, conta com praias extremamente atraentes e boas ondas. A região é ponto de migração de baleias francas e entre os meses de julho e outubro é possível vê-las por lá.

9. Praia da Lagoinha – Bombinhas

A água transparente e sem ondas, além da possibilidade de ver peixes, torna essa a praia preferida de muitas pessoas. A faixa de areia, no entanto, é muito pequena, e a infraestrutura, pouca.

Não é um lugar ideal para passar o dia, já que podem faltar serviços e o espaço pode ser tumultuado, mas é uma boa opção de praia para conhecer durante algumas horas, tirar fotos e mergulhar entre os peixes.

10. Praia de Jurerê – Florianópolis

Jurerê é uma das praias mais conhecidas em Floripa e uma das mais procuradas pelos jovens. Em suas redondezas, há diversos beach clubs, que tornam o local animado não só durante o dia como à noite também. O bairro e a praia estão divididos em Jurerê Internacional, com construções grandiosas e inovadoras, e Tradicional, com empreendimentos mais simples e discretos.

A praia tem uma ótima infraestrutura, areia clara, fina e um mar praticamente sem ondas em condições climáticas normais. Não é das praias mais bonitas da ilha, mas é aquela certa para quem quer azaração e boa estrutura. É também uma ótima praia para quem está com crianças justamente porque quase não tem ondas!

Jurerê é um lugar muito bom para quem quer se hospedar perto do mar. O local se destaca não pela proximidade com a praia, mas porque oferece hotéis de qualidade, tem diversidade de restaurantes e lojas por perto. Para quem quer ficar perto do mar e fazer algumas atividades a pé, a região é uma ótima pedida. O lado negativo é que, por conta da badalação, Jurerê pode ter preços mais altos em seus serviços, inclusive diárias de hotéis.


E você, já esteve em alguma das praias citadas? Tem mais alguma para acrescentar à lista? Comente e participe!