logo Melhores Destinos

Porto de Galinhas: passeios alternativos para conhecer o outro lado do paraíso

Redação
22/08/2020 às 11:01

Porto de Galinhas: passeios alternativos para conhecer o outro lado do paraíso

Há diversas opções de passeios em Porto de Galinhas, entre jangadas, piscinas naturais e um mar cristalino. Fuja do óbvio desbravando trilhas e vivenciando experiências genuínas neste paraíso de águas mornas a apenas 60 km do Recife. Nosso leitor Rodrigo Adrião é recifense e cresceu indo a Porto de Galinhas, desde a época que ela ainda era uma vila de pescadores. Confira todas as dicas exclusivas que ele compartilhou com a gente!

Passeios alternativos em Porto de Galinhas

Por Rodrigo Airão

Você conhece Porto de Galinhas? Se não, imagino que já ouviu falar. Ela já foi eleita várias vezes uma das praias mais bonitas do Brasil! Seu principal cartão postal é sua bancada de coral, onde desfilam jangadas coloridas em suas piscinas naturais de águas calmas e azul claro estonteante.

O lugar é um paraíso, ideal para casais e famílias que pretendem desestressar nas belezuras do litoral nordestino. Além da sua beleza o local possui todos os serviços de passeios, hotéis, bares e restaurantes e fica super perto de Recife (50 minutos de carro). Desse jeito, quem não quer conhecer?

Mar cristalino de Porto de Galinhas

No entanto, devido às comodidades e à forma como se desenvolve o turismo na região, para alguns tantos esta viagem pode se tornar em um pesadelo. Hoje o destino está abarrotado de praias lotadas, serviços de má qualidade que visam quantidade, práticas turísticas contraditórias à preservação da natureza local e vendedores que saltam em cima dos turistas para vender passeios. Atitudes que chegam a ofuscar a riqueza natural e cultural do local.

Sabe aquela história de expectativa x realidade? Pronto, é isso!

Pensando em você que ama conhecer os lugares de maneira genuína, respeitando a natureza e cultura local, resolvi escrever este artigo para o Melhores Destinos.

Que jangada bonita! 🙂

Sou recifense e cresci indo a Porto de Galinhas, lembro dela ainda vila de pescadores. Uma região de encanto natural de extrema valia, ainda intocada, preservada.  Praias vazias, banhos de mar, banhos de rio, passeios no mangue, mergulhos incríveis com grande biodiversidade marinha e lindo pôr do sol. Uma natureza pulsante, de encher a vista e espírito.

Porto de Galinhas ainda continua linda, porém tem que ter olhos para saber enxergar, tem que ir nos locais certos para vivê-la de forma encantadora e plena.

As praias de Porto de Galinhas

Porto de Galinhas é formada pelas praias de Muro Alto, Cupe, Centro e Maracaípe.

  • Muro Alto:  praia de águas calmas, possui uma imensa bancada de coral reta que forma uma grande piscina natural. Local ideal para prática da natação e stand up;
  • Cupe: praia de águas agitadas, grande baía muito boa na maré seca para caminhar. No seu pontal está uma linda bancada de coral ideal para a prática do mergulho livre.
  • Centro: a praia mais agitada. Cheia de barracas que vendem drinks e petiscos. É aí onde se encontra a vila de Porto de Galinhas e a bancada de coral mais famosa da região com suas lindas piscinas naturais. O local é ideal para o mergulho livre e autônomo.
  • Praia de Maracaípe: tradicional praia de surf, um local com um estilo mais calmo e rudimentar que Porto. Maraca, como é chamada, tem um rico e biodiverso manguezal e um lindo pontal que une o rio com o mar.

Porto de Galinhas é uma região biodiversa de extrema beleza natural. Possui grande diversidade de fauna e flora terrestre e marinha. Suas belezas vão desde um vasto, e de certo modo preservado, manguezal a praias de paisagens cênicas.

Para além de sua riqueza ambiental, o local é marco histórico cultural da Pernambuco e do Brasil. Lá moravam os primeiros e autênticos brasileiros, os índios, e chegaram os primeiros africanos e europeus. Culturas se miscigenaram, guerras se travaram e todo um legado histórico e cultural resiste por debaixo do seu turismo depredador.

O que fazer “fora da caixa” em Porto de Galinhas

Passeio Trilha Porto de GalinhasAventure-se na trilha do mangue! A trilha ocorre no manguezal da praia de Maracaípe. O ponto de encontro é no Ateliê do artista plástico Romero Marques, onde o guia passa as informações sobre a trilha e apresenta rapidamente o Ateliê com as obras do artista.

A trilha se inicia cruzando o rio Maracaípe para adentrar no mangue pela trilha histórica dos escravos. Após cruzar o rio se adentra no manguezal. O caminho segue por dentro do mangue, com os pés na lama, a depender da maré água no tornozelo ou joelho e toda a vida do mangue em seu entorno. Raízes aéreas, caranguejos, guaiamuns, xiés, peixes… Toda natureza vibrante do manguezal ao seu redor.

O guia faz várias paradas para explicar todo o ecossistema do lugar, sua fauna, flora, importância ecológica e histórica. Após cruzar o mangue, a trilha segue pela restinga, pelo resquício de floresta de Mata Atlântica, até chegar na Igreja do de Nossa Senhora do Outeiro (ponto mais alto de Porto de Galinhas, com vista do pontal de Maracaípe e Serrambi e do encontro do rio com o mar). Na frente da igreja em baixo de uma sombra ocorrerá um lanche e um relax antes da retomada.

Após a pausa, a trilha continua em direção ao rio Maracaípe, passando pela histórica casa de Farinha, local de valoração e resgate da cultura afro-brasileira.

Ao chegar no rio, o merecimento: um banho refrescante para lavar a alma e o retorno relaxante ao ponto de partida, flutuando nas águas calmas do rio em boias ou macarrões. Um retorno relaxante, quase meditativo, escutando natureza e desfrutando da paisagem.

Informações sobre a trilha do mangue

  • Trilha de 5 km (ida e volta)
  • Tempo médio/total de duração: 4h
  • Altitude parte do nível do mar e chega aos 50 metros de altitude (Igreja de Nossa Senhora do Outeiro ano de 1603).
  • Nível técnico e físico: fácil (mas requer preparo físico – idade mínima de 8 anos)
  • Temperatura média: 26 graus
  • O que levar: repelente, protetor solar, água, toalha, roupa seca e lanche, roupa de banho e remédios de costume.
  • Tipo de calçado: tênis
  • O valor com transporte é de R$ 110 por pessoa e sem transporte é de R$ 100.

Descubra a Ilha de Santo Aleixo

A Ilha de Santo Aleixo fica no município de Barra de Sirinhaém, a 50 minutos de Porto de Galinhas. Uma ilha paradisíaca, de águas calmas com um azul extremo.
A ilha não possui moradores, tem 3 km de circunferência e grande diversidade geomorfológica e biológica marinha.

Ela possui 3 praias:

  • Praia do Desembarque, onde se concentra a estrutura dos bares com cadeiras e guarda-sóis;
  • A praia da Ferradura, que é incrivelmente linda e possui a piscina natural de recife de coral;
  • Prainha das Árvores, com árvores caídas que é um charme à parte.

Você pode ser apresentado a ilha de maneira superficial, que é a maneira mais comum que ocorre, onde você ficará boa parte do tempo na estrutura dos bares e depois irá fazer uma breve trilha, junto a uma média de 30 pessoas, até a praia da Ferradura. Ou pode descobrir a ilha vivendo seus recantos de uma forma personalizada através da experiência da Mar de Selva Ecosocial Tour.

Nesta vivência você fará uma trilha por toda a circunferência da ilha (3 km de nível técnico e físico fáceis) realizando paradas para contemplar os lindos visuais e tomar muito banho de mar. O ponto de encontro será em Porto de Galinhas.

A aventura começa na travessia com a lancha rápida, é possível ver a ilha da beira da praia de Barra de Sirinhaém. São aproximadamente (com tempo de embarque e desembarque) 10 a 15 minutos de travessia.

Chegando à ilha, desembarcando na praia onde ficam os bares, serão dadas as instruções da trilha. A trilha ocorre no perímetro da Ilha, em cima das rochas, ao lado do mar. É uma trilha tranquila, não há sensação de vertigem por não ser alta ou possuir falésias. Todo o trajeto ocorre praticamente na linha do mar.

Passeio Porto de Galinhas

O lugar é realmente lindo e cada parada que o guia faz dá vontade de tirar fotos e mais fotos. Um ambiente extremamente contemplativo. O primeiro ponto de parada é na esquina entre a praia do desembarque e o inicio do mar aberto. É possível ver boa parte da bancada de coral da ilha, os pescadores de polvo e o oceano.

A segunda parada é em um pequeno morro, no coqueiro solitário. A trilha segue em direção a praia da ferradura, 10 minutos de caminhadas para chegar lá.
A quarta parada é na praia da Ferradura, ela estará praticamente vazia devido ao horário, uma beleza! Nela o grupo passa a maior parte do tempo, desfrutando do mar, de sua água tranquila e azul clara. Um pouco antes do almoço será a hora do lanche e entre 12 e 12h30 a trilha segue em direção ao mar aberto.

Praia da Ferradura - Porto de Galinhas

A quinta parada será entre a praia da Ferradura e o Mar aberto, você não sabe para onde olha (risos). De um lado a praia da Ferradura vista de cima, do outro a imensidão azul escura do oceano. Mais fotos!

Depois trilha segue toda pelo mar aberto, mais uma vez pelas rochas. É possível ver a única vegetação nativa da ilha, o Mangue Branco. Em 15 minutos mais chegará uma parte da trilha que remete a ilhas selvagens e paradisíacas de filmes.

Mais 10 minutos e pausa na penúltima parada – a Praia das Árvores caídas. Um recantinho lindo, especial. Pausa para mais banho de mar e fotos.

Por volta das 14 horas o grupo chegará na última parada: o bar da Preserve a Natureza Tour, onde será possível beber algo gelado e petiscar alguma comidinha do mar. O retorno ao continente ocorrerá entre 14h30 e 15h, e a chegada em porto de Galinhas por volta das 16h.

Informações sobre a trilha de Santo Aleixo

  • Trilha de 3 km (circuito)
  • Tempo médio/total de duração: 4h
  • Altitude: parte do nível do mar e chega aos 18 metros de altitude
  • Nível técnico e físico: fácil, mas requer atenção.
  • Temperatura média: 26 graus
  • Roupa da Trilha: Fardamento de educação física da escola, roupa de banho por baixo e tênis
  • O que levar: Mochila, protetor solar, toalha, sandália, roupas secas para a volta, água, lanche (não é servido almoço) e remédios de costume.
  • Tipo de calçado: Tênis
  • O valor com transporte é de R$ 130 por pessoa e sem transporte é de R$ 100.

Mergulho de cilindro nas piscinas naturais

Mergulho em Porto de Galinhas

Você já percebeu que Porto de Galinhas é um paraíso subaquático. Uma de suas maiores belezas é o mar e suas piscinas naturais. Então, você tem que viver essa natureza marinha!

Você pode escolher a opção de mergulho que deseja e poderá navegar de jangada até o ponto do mergulho que fica na principal bancada de coral da praia de Porto de Galinhas.

Existem 3 opções de mergulho, de iniciantes a experientes:

Batismo: Para iniciantes. Será sua iniciação no mundo subaquático. Ocorrerão 20 minutos de instrução e de adaptação  no ambiente marinho. Quando estiver pronto inicia o mergulho de 20 minutos de fundo. Em geral essa experiência serve para lhe abrir as portas e dar segurança no ambiente marinho. Como toda primeira experiência será muita informação para este momento. Mas a depender de seu desempenho você desfrutará da sensação de não ter gravidade, observará alguns peixes de recife de coral, alguns tipos de recife de coral e vivenciará toda a beleza e paz do que é mergulhar.

Ponta a Ponta: Para iniciantes e experts. Ocorrerão 10 minutos de instrução e de adaptação com o material. Neste mergulho você sentirá a beleza marinha desta bancada de coral. Você percorrerá uma coluna de água de 2 a 8 metros de profundidade indo de uma ponta a outra da bancada. Será possível ver uma boa diversidade de peixes típicos de coral e alguns tipos de recife de coral com suas belas e poderosas formações; A dificuldade é baixa e o tempo total de fundo são de 40 minutos.

Poço da Paixão: Para experientes. Ocorrerão 10 minutos de instrução e de adaptação com o material. Neste mergulho você sentirá a beleza marinha desta bancada de coral. Você percorrerá uma coluna de água de 2 a 13 metros de profundidade, percorrendo boa parte da bancada de coral de Porto de Galinhas, explorando suas cavernas.  Será possível ver uma boa diversidade de peixes típicos de coral e alguns tipos de recife de coral com suas belas e poderosas formações; A dificuldade é moderada e o tempo total de fundo são de 40 min.

Passeio de bugre

Passeio de bugre - Porto de GalinhasEste é o mais tradicional dos passeios citados aqui. No entanto, ele é válido quando feito com os profissionais certos.

Acontece que este passeio lhe apresentará todas as praias de Porto de Galinhas – Muro Alto, Cupe e Maracaípe. São 4 horas de muita praia, sol, mar e lindos visuais. E desta forma você terá uma boa noção de todas as praias.

Além do fato que você viverá essa experiência no bugre, que é um carro adaptado, por não dizer consertado, com esse ambiente. É pura vibe!

Nascimento de tartarugas marinhas

Nascimento de Tartarugas - Porto de GalinhasNo período do verão, com sorte, será possível vivenciar esta linda experiência!
Mas para isto, ao chegar em Porto de Galinhas, você terá que ficar de olho no Instagram da ONG Ecoassociados. Eles avisam quando ocorre o nascimento no dia do mesmo! Tem que ficar atento!

O evento é gratuito e de maneira geral rola no fim da tarde.

Você também pode conhecer mais do projeto visitando o museu das tartarugas que fica no centro de Porto de Galinhas. O museu é simples, paga-se uma quantia irrisória para conhece-lo, mas o projeto é incrível e vale a pena!

Ecoassociados é uma ONG que trabalha na preservação de tartarugas marinhas em Porto de Galinhas. Sem eles, do jeito que o turismo massivo de Porto de Galinhas se desenvolve, é bem provável que as tartarugas marinhas já não se sentissem tão confortáveis de viver neste ambiente.

Pôr do Sol no Pontal de Maracaípe + Cavalo marinho

Este é um passeio contemplativo e educativo, além de super baratinho. Dirija-se até a Associação de Jangadeiros no rio Maracaípe (Pontal de Maracaípe) e peça pra passear pelo rio e ir até o Pontal de Maracaípe. Prefira o fim de tarde por ser mais calmo e de quebra ainda ter a possibilidade de ver o pôr do sol. Combina com o jangadeiro para ele depois do passeio te deixar no Pontal e depois ir te buscar, é super de boa.

Cavalo marinho - Porto de GalinhasO passeio consiste em um rolê de jangada no rio Maracaípe, entre os braços de mangue. Em uma certa altura o Jangadeiro, que trabalha na conservação do cavalo marinho, irá pegar um cavalo Marinho com todo cuidado em seu copão de vidro. Ele irá falar sobre o mesmo, sobre o projeto e irá lhe mostrar para você tirar fotos e aprender um pouco deste belo e delicado animal marinho. Caso ele não fale nada, pergunte! Eles às vezes são um pouco tímidos, mas tem muita propriedade sobre o assunto.

Espero que tenha curtido esse post e desfrute destas dicas quando for a Porto de Galinhas!


Agradecemos ao leitor Rodrigo Adrião pelas dicas. E você, quer ver sua viagem aqui? Compartilhe com a gente pelo e-mail convidado@melhoresdestinos.com.br !

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção