logo Melhores Destinos

PIX: o que é, como se cadastrar grátis e aproveitar todas as vantagens

Daniel Gadelha
Daniel Gadelha
08/10/2020 às 12:57

PIX: o que é, como se cadastrar grátis e aproveitar todas as vantagens

O PIX é a nova ferramenta de pagamentos instantâneos do Brasil. Quem nunca fez uma transferência bancária através de DOC ou TED e pensou em como essas transações são burocráticas, caras e demoradas? Pois saiba que esses serviços estão com os dias contados! O Banco Central do Brasil criou o Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) e a Conta de Pagamentos Instantâneos (CPI). Juntos os sistemas integram o PIX, ferramenta de pagamentos instantâneos que deve substituir as transferências de DOC e TED.

Mas o sistema vai além: permitirá o pagamento online no comércio em segundos, substituindo cartões de débito e até dinheiro vivo. Você poderá usar o PIX para transferir dinheiro ou fazer pagamentos a qualquer pessoa

Saiba mais sobre essa ferramenta que em alguns meses deve fazer parte da sua vida e de milhões de brasileiros!

O Melhores Destinos foi indicado ao Prêmio Ibest 2020! Nos ajude com um voto! É rapidinho! 

O que é o PIX?

O PIX é uma ferramenta de pagamentos instantâneos criada pelo Banco Central. O recurso surgiu devido à demanda dos usuários em realizar transferências de valores de forma rápida, barata e segura.

Diferente dos meios de transferência atuais, o PIX permitirá que os usuários transfiram dinheiro entre contas sem limite de horário, ou seja, 24 horas por dia, 7 dias por semana e com prazo máximo de 10 segundos para liquidação, ou seja, em tempo real se comparado as modalidades de transferências que temos hoje.

Com o novo meio de pagamento será possível transferir dinheiro ou fazer pagamentos usando informações simples, como e-mail, número de telefone ou CPF/CNPJ ou uma chave aleatória (combinação de letras, números e símbolos) a escolha do usuário, ao invés de dados de agência e conta. O PIX deve oferecer também possibilidade de pagamentos através de QR Code para ser usado para o pagamento de compras e serviços.

Quais empresas oferecerão o PIX?

Até agora 677 empresas solicitaram adesão ao PIX, incluindo bancos, cooperativas, apps de pagamento e contas digitais e outras fintechs. Entre as empresas estão Bradesco, Itaú, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Santander, BS2, C6 Bank, PayPal, Banco Inter, Nubank, PicPay, Mercado Pago, Pag Seguro e Recargapay . A lista completa pode ser consultada no site do Banco Central. Além disso, instituições que tenham mais de 500 mil contas serão obrigadas a aderir. Confira o cronograma.

PIX

Quais serão as vantagens do PIX?

O PIX vai tornar as transferências de dinheiro e os pagamentos bem mais simples e rápidas! Confira as principais vantagens do novo sistema:

Benefícios PIX para pagadores

  • Transação rápida, barata e segura;
  • Pode ser usado a qualquer momento independente do horário bancário;
  • Praticidade (uso da lista de contatos do celular ou QR Code para pagamento);
  • Simplicidade (dispensa o uso cartões, cheques, cédulas e maquinetas).

Benefícios PIX para recebedores

  • Menor custo para aceitação de pagamentos do que outros meios;
  • Recursos disponibilizados instantaneamente;
  • Facilidade na automação e conciliação dos pagamentos;
  • Rapidez no processamento das vendas, sem necessidade de maquineta ou dar troco.

Quais transações posso fazer com o PIX?

O PIX poderá ser utilizado para transferir valores entre pessoas físicas, entre pessoas físicas e estabelecimentos comerciais (empresas), entre estabelecimentos comerciais e entre pessoas físicas e entidades governamentais, ou seja, será possível pagar taxas e impostos utilizando o PIX.

Quanto custará o PIX?

Pelo menos por enquanto o PIX será grátis! Os bancos serão impedidos de cobrarem pelo serviço quando a transação for realizada entre pessoas físicas e microempreendedores (MEIs). No entanto, as transações que envolvam empresas poderão ser cobradas a critério do banco.

Qual o valor máximo das transações com PIX?

O Banco Central não estabeleceu nenhum limite máximo, mas a tendência é de que os bancos sigam valores similares aos praticados atualmente nas operações de DOC e TED. O limite pode variar de acordo com o perfil do usuário e será uma forma dos bancos de diminuir o risco de fraudes.

Quais as desvantagens do PIX?

O principal ponto negativo do PIX é que, assim como as compras com cartões de débito, o cliente precisa ter o valor total da compra disponível em sua conta corrente ou carteira digital. Não será possível comprar “a prazo” com o PIX. Além disso, a compra não poderá ser parcelada.

Como o PIX é uma transação de baixo custo para o recebedor, existe uma grande possibilidade dos bancos oferecerem pouco ou nenhum benefício de incentivo para os clientes o que utilizem como pontos, milhas ou cashback. Ou seja, má notícia para os viciados em programas de fidelidade.

pix

Como se cadastrar no PIX?

Desde o dia 5 de outubro de 2020, os bancos a carteiras digitais começaram a cadastrar a Chave PIX de seus clientes. Quem tem conta em uma dessas instituições já deve ter recebido alertas no celular estimulando o cadastro. Em alguns casos, as empresas estão oferecendo pontos ou participação em sorteios para que o cliente faça o registro. Para se cadastrar, basta acessar sua conta e procurar a opção “Cadastrar Chave PIX“. O cadastro é gratuito e descomplicado.

Preciso ter uma conta corrente para usar o PIX?

De acordo com o Banco Central, não será preciso. O usuário poderá depositar valores em sua carteira digital do PIX, uma espécie de conta digital, de onde poderá fazer pagamentos e transferências. Mas o mais comum serão usuários de instituições financeiras como bancos, cooperativas e fintechs façam adesão à ferramenta.

Posso ter mais de uma Chave PIX?

Sim! O Bacen informou que cada usuário pessoa física poderá ter até 5 Chaves PIX para cada conta em que for o titular. Ou seja, se você tiver quatro contas, poderá ter até 20 Chaves PIX. No entanto, uma mesma Chave PIX não poderá ser utilizada em mais de uma conta. Já usuários pessoas jurídica poderão cadastrar até 20 Chaves PIX por conta.

Como pagar com o PIX?

A função PIX deverá aparecer no site ou aplicativo da empresa onde você tem conta. Muito provavelmente na seção de “Transferências” ao lado das opções de TED e DOC. No exemplo abaixo, o aplicativo do Banco do Brasil já apresenta as opções de ler QR Code, fazer pagamento e solicitar pagamento através do PIX para os seus clientes. No entanto, as opções ainda não estão habilitadas.

pix

O pagamento com PIX poderá ser feito utilizando não apenas a Chave PIX do recebedor, mas também os tradicionais dados de agência e conta, instituição e CPF do destinatário.

Já para pagamentos com PIX por QR Code, haverão dois modelos: estático e dinâmico. O primeiro poderá ser usado em mais de uma transação e permitirá que o valor seja estabelecido pelo pagador. Essa será a opção mais comum para transferências entre pessoas. Já o QR Code dinâmico, será mais comum em compras em estabelecimentos comerciais, já que apresenta valores e informações distintas em cada transação.

Quando o PIX poderá ser usado?

O PIX entrará em funcionamento a partir de 16 de novembro de 2020. Mas desde 5 de outubro os clientes já podem cadastrar sua Chave PIX nos bancos ou fintechs de sua preferência.

PIX x Cartões de crédito

Com tantos benefícios, o PIX tem tudo para cair no gosto dos brasileiros que há muito tempo esperavam por um meio de pagamento simples e prático. Mas como fica o mercado dos cartões de crédito? Atualmente, pagar com o cartão é uma das formas de pagamento mais aceitas e mais utilizadas. O produto foi se reinventando ao longo dos anos e hoje permite o pagamento apenas por aproximação. Alguns bancos foram ainda mais ousados e criaram até acessórios que substituem o cartão físico.

Santander Pass: Pulseira que substitui o cartão do banco

Sabemos que o cartão de crédito é um produto que não está acessível a toda a população e que solicitar um pode ser burocrático. O PIX pode ser um desafio às administradoras de cartões, principalmente as que cobram anuidade pelo serviço. A tendência é que com um sistema novo e eficiente como concorrente elas tenham que oferecer mais vantagens, seja através de recompensas como pontos ou milhas, ou através de descontos ou cashback com o intuito de manter seus clientes atuais e prospectar novos, especialmente os mais jovens que aderem mais facilmente a novas tecnologias.

Saiba mais sobre o PIX no site do Bacen.


Quem curtiu a novidade? Será que a novidade vai substituir as formas de pagamento que conhecemos hoje? Comente e participe.