logo Melhores Destinos

Pastel de Belém ou de nata em Lisboa: nossas cinco pastelarias preferidas!

Bruna Scirea
Bruna Scirea
22/04/2021 às 9:13

Pastel de Belém ou de nata em Lisboa: nossas cinco pastelarias preferidas!

O famoso pastel de Belém, também conhecido como pastel de nata, é um dos cartões de visita de Portugal. Uma vez em terras portuguesas, você será irremediavelmente exposto a este maravilhoso doce – e até o fim da viagem, tenha certeza, estará viciado nesta panelinha de massa folhada recheada com um delicado creme de ovos. Falo isso por experiência própria.

O pastel de Belém ou os pastéis de nata são um dos grandes atrativos gastronômicos de Lisboa. E, para a nossa sorte, estão por todos os cantos. Neste post, contamos brevemente da história do pastel de Belém e listamos nossas cinco pastelarias preferidas na capital portuguesa.

O que é o pastel de nata?

O mais conhecido doce da culinária portuguesa, o Pastel de Nata é uma panelinha de massa folhada recheada com um creme feito à base de leite, ovos, canela e raspinha de limão – cujo sabor é quase imperceptível. É o grande campeão de sucesso entre os doces portugueses e pode ser encontrado em padarias e confeitarias em qualquer esquina de Portugal (sobretudo em Lisboa!), por valores próximos a 1 euro.

E o pastel de Belém?

Ah, pois bem… qual é a diferença entre o pastel de natal e o pastel de Belém? Em termos de receita: praticamente nenhuma. Acontece que somente pode ser chamado de Pastel de Belém o pastel de nata feito na Casa do Pastel de Belém, no bairro Belém (leia mais sobre os bairros de Lisboa).

Isso porque este seria o único lugar que manteria a receita original dos pastéis, aquela inventada pelos monges do Mosteiros dos Jerónimos no início do século 19 – e mantida a sete chaves até hoje. Na época, a fabricação e venda do doce conventual era uma forma de se arrecadar fundos para o mosteiro, que acabou sendo fechado em 1834, em consequência da Revolução Liberal.

Após o fechamento do mosteiro, alguém que conhecia a receita original do doce seguiu produzindo os pastéis de nata e os colocou à venda na loja anexa a uma refinaria de açúcar, bem ao lado do mosteiro. Este local é o mesmo em que hoje funciona a Casa do Pastel de Belém, que passou a produzir a iguaria em 1937.

pastel de belem lisboa

Melhor pastel de Belém ou nata em Lisboa

Agora lançamos a polêmica questão: qual o melhor pastel de nata de Lisboa? Não tem unanimidade. Isso porque um doce tão simples e saboroso como é o pastel de nata (ou pastel de Belém) não chega a ter graaaandes diferenças de uma padaria para outra.

É somente provando um, provando outro, e aumentando o seu repertório de pastéis de nata experimentados que você vai começar a identificar pequenas nuances que podem brilhar no seu paladar: o pastel menos doce, o com a massinha mais crocante, o que vem mais quentinho, o com o creme mais consistente, ou mais derretido, e por aí vai.

Em mais de cinco viagens a Lisboa, já provei muitos pastéis de nata e também o autêntico pastel de Belém. E tenho o meu preferido: o da Manteigaria. Mas como disse, é questão de gosto.

Então deixo a seguir uma lista com a seleção dos melhores locais onde já provamos pastel de nata em Lisboa. Não é um ranking, mas um compilado de todas as confeitarias em que você deve chegar ao balcão e pedir pelo doce, polvilhar mais um pouco de canela por cima e saborear, de olhos fechados, junto com um cafezinho.

1. Manteigaria

Próxima à Praça Luís de Camões, no bairro Alto, está uma portinha com um estreito corredor e um balcão onde tudo o que se vê são formas e formas de pastéis de nata. Logo ao lado, está a cozinha toda envidraçada e é possível acompanhar de perto todas as etapas da produção. Na Manteigaria, os clientes comem junto ao (quase sempre) disputado balcão. Uma polvilhada final de canela e pronto!

O pastel de nata da Manteigaria costuma ser um pouco menos doce do que o de outras confeitarias. A massinha folhada é crocante sem ser gordurosa e o creme é pra lá de suave. A produção é completamente artesanal e a matéria-prima selecionada – dizem ser esse o segredo sucesso. A cada nova fornada, que sai quentinha direto para os pratos dos lisboetas e turistas, um sino é tocado. Quando estiver no Bairro Alto, fique de ouvidos atentos!

2. Casa do Pastel de Belém

Uma vez em Belém, vá até a Antiga Confeitaria Belém, mais conhecida como Pastéis de Belém, e prove o tradicional pastel de Belém – o único que pode ser chamado assim, todos os outros, embora semelhantes, são pastéis de nata. Aberta desde 1837, a pastelaria guarda à sete chaves a receita da iguaria tal qual era produzida pelos monges do Mosteiro dos Jerónimos.

Para provar os autênticos doces, dependendo do horário do dia e da época do ano, você provavelmente terá de enfrentar fila, ainda mais se optar por se sentar em uma das mesas da confeitaria, fazendo pausa para um café e um pastel de Belém, sempre quentinho. Costuma ser mais rápido comprar os pastéis para levar, ao custo de 1,10 euro cada. Saborear esse clássico em um passeio pela orla do Tejo também é uma boa pedida.

pastel de belém

Fila para entrar na Casa do Pastel de Belém, ao lado do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa

3. Pastelaria Santo António

Vencedora do concurso do melhor pastel de nata de Lisboa em 2019, promovido pelo festival gastronômico Peixe em Lisboa, a Pastelaria Santo António fica localizada bem pertinho do Castelo São Jorge, no bairro Alfama. Assim como em outras pastelarias, a cozinha da Santo António é toda envidraçada. Com isso, lisboetas e turistas que passam por lá podem conferir uma das mais interessantes partes do “fabrico” dos pastéis: quando os confeiteiros abrem a massa folhada.

4. Alcôa

Com sede em Alcobaça, a Alcôa é uma das mais famosas lojas de doces conventuais de Portugal. Recentemente, a confeitaria abriu uma filial em uma bela loja no bairro Chiado em Lisboa, para onde todos os dias são encaminhados, diretamente dos fornos de Alcobaça, doces como as cornucópias, os mimos de freira, pudins de São Bernardo, castanhas de ovos e outras delícias. Apenas um único doce é fabricado na própria pastelaria Alcôa, em Lisboa: justamente os pastéis de nata, que saem do forno praticamente de hora em hora, ao som de um sino.

pastel de belém

5. Fábrica da Nata

Para quem deseja apreciar um (ou mais) pastel de nata sem pressa e de forma bastante confortável, a Fábrica da Nata é uma boa opção. A qualidade dos pastéis se soma ao ambiente aconchegante, instalado na Praça dos Restauradores, na região central de Lisboa. O espaço conta também com uma esplanada com mesas na rua, ideal para dias agradáveis de meia estação. Ainda na Baixa Lisboeta há outra loja da Fábrica de Nata, que fica na Rua Augusta.


Distante de Lisboa e dos pastéis de nata ou do autêntico pastel de Belém, confesso que foi bem difícil escrever este post. Não tem como não dar água na boca a cada palavra digitada. Aposto que você também ficou pensando nesta delícia! Aliás, você já provou o pastel de Belém? Qual é na sua opinião o melhor pastel de nata de Portugal?