logo Melhores Destinos

Parque aquático Magic City: uma opção para curtir o verão perto de São Paulo

Thayana Alvarenga
12/01/2022 às 16:24

Parque aquático Magic City: uma opção para curtir o verão perto de São Paulo

O verão chegou e nesta época do ano muita gente procura maneiras de se refrescar. Uma opção interessante para quem mora em São Paulo e arredores pode ser visitar o Magic City, parque aquático de Suzano a apenas 60 km da capital paulista. Com 300 mil metros quadrados, o espaço reúne diversas atrações para todas as idades, entre piscinas climatizadas e aquecidas, toboáguas radicais, parque de diversões, fazendinha, e muito mais. Nós estivemos por lá e contamos a seguir como aproveitar ao máximo a estrutura do complexo de lazer. Confira!

Magic City

O Magic City é um parque aquático de Suzano, na Grande São Paulo, e fica bem pertinho da capital paulista. É um prato cheio para quem quer aproveitar os dias de calor sem dirigir para algum lugar mais longe como à praia, por exemplo. Sua estrutura foi construída em meio à Mata Atlântica, portanto a área verde é predominante e compõe o cenário de piscinas e muito céu azul.

Além da área aquática, o Magic City oferece aos visitantes restaurantes, lanchonetes, loja de conveniência e pousadas que permitem dormir por lá e aproveitar a estrutura para relaxar com menos pressa. Hoje em dia o complexo figura entre os principais parques aquáticos de São Paulo, ao lado do Wet’n Wild e o Thermas dos Laranjais, que são os gigantes do setor.

Como é passar o dia no Magic City

A entrada do parque fica em uma estrada no meio do nada, portanto ao chegar neste primeiro momento você ainda não sente tanto que está em um parque aquático. Nenhuma piscina à vista, mas muita música alta e animada contagiando as famílias que passam pelas revistas após o estacionamento.

Devido à pandemia da Covid-19 diversos protocolos foram adotados para que o parque pudesse reabrir, como o uso obrigatório de máscaras em áreas secas por todos. Além disso, logo na entrada medem a sua temperatura e há também álcool em gel disponível para quem quiser higienizar as mãos.

Aqui o cenário já muda e as primeiras piscinas começam a ser encontradas. O céu azul e o calor logo pela manhã já dizem muito sobre o que esperar do nosso dia de diversão. O Magic City tem atrações para todos os estilos desde espaço kids a toboáguas radicais para os mais corajosos.

Eu aproveitei bastante a piscina de ondas, chamada por aqui de Wave Point. O visual é paradisíaco e dá até para sentir um gostinho de praia, com sete tipos de ondas diferentes.

Um pouco mais à frente está o que eu mais curti: o Nitro X. É um brinquedo com seis pistas em que você se deita sobre uma espécie de “tapete” e vai escorregando na água. Ao todo são 20 metros de altura e mais de 100 metros de comprimento, sendo que uma descida turbinada pode chegar aos 40 km/h.

Há também a Piscina do Milhão, que tem esse nome por ter cerca de 1 milhão de litros de água. É a mesma carinhosamente chamada por alguns de Piscina da Baleia, já que uma réplica de baleia enorme compõe a estrutura.

Se você é dos mais ousados, então vai adorar o Maverik. É um brinquedo em que você senta numa espécie de boia (dá para ir de dupla) e escorrega por uma rampa que te dá a sensação de levitar! São imponentes 18 metros de altura, curva em 360 graus e a descida principal com 12 metros de altura. Ali na parte de baixo se escutam vários gritos… rs

Dá para curtir também o Woohu, uma área com três toboáguas de diferentes níveis e formatos. Nesse vi tanto crianças como adultos – e é realmente bem tranquilo para brincar.

Outras duas atrações que estão lado a lado no parque são o Kamikah e o Route 88, dois toboáguas para quem tem coragem! Eles não são intercalados, embora tenham a mesma altura, com estilos de descida diferentes.

Entre uma atração e outra, ao todo são mais de 5 milhões de litros de água distribuídos em dezenas de piscinas!

Outra atração muito legal em uma das piscinas é o baldão na área kids. Ele vai enchendo até somar 60 mil litros de água, quando vira e cai e molha quem está ali. Os pequenos adoram! Ainda pensando neles, há espaços especiais para as crianças com mini-toboágua, baldinhos e escorregadores. Reparei também em vários guarda-vidas e bombeiros espalhados pelo parque, portanto dá para curtir tranquilamente.

O parque está localizado em região de mata, então mais pro final da tarde é perceptível como o clima muda ficando bem mais friozinho. Com isso, as piscinas não ficam mais tão atrativas, porém há a opção de curtir a área das aquecidas, com ofurôs e águas com temperaturas variando entre os 36ºC e 40ºC.

O espaço é uma delícia para relaxar e a estrutura remete a cavernas, com ofurôs que proporcionam diversos efeitos terapêuticos, entre eles a melhora da circulação sanguínea e estimula a atividade das células, além de aliviar dores musculares, renovar e equilibrar a energia do corpo.

Parque de diversões e fazendinha

O Magic City tem o seu próprio parque de diversões, com atrações tanto para crianças como para adultos. Para os menores há o Minhocão e o Balãozinho, enquanto os que tiverem mais de 1,20m podem curtir o Barco Viking e o Twistter para se divertir com adrenalina.

Há também uma mini fazendinha com animais do campo para uma interação  maior com a natureza. Ambas as atrações seguem fechadas devido à pandemia do novo coronavírus, mas devem reabrir em breve.

Todas as atrações estão inclusas no valor do ingresso.

Pousada do Magic City

Se o plano é curtir sem tanta pressa, pode ser uma boa dormir ali mesmo no parque aquático. O complexo de lazer oferece três opções de hospedagem: a Pousada Magic City e a Pousada Up Ville.

A Pousada Magic City fica dentro do parque aquático e tem 64 suítes com capacidade para receber até 5 pessoas. Cada quarto é equipado com cama de casal, beliche, mesa, frigobar, TV a cabo (Claro TV) e ventilador de parede. A pousada também conta com uma sala de jogos com sinuca, tênis de mesa e carteado, auditório para até 120 pessoas, sala de TV e loja de conveniência.

Já a Pousada Up Ville está em meio à Mata Atlântica e proporciona um contato ainda mais intenso com a natureza. A Up Ville também dá acesso ao parque aquático, localizada a 1.500 metros do Magic City. São apenas 8 quartos com capacidade para receber até 5 pessoas, com cozinha e sala compartilhadas, piscina e uma quadra de tênis disponível para jogar – não esqueça de levar seu equipamento.

A Eko Suítes é outra opção com conceito totalmente ecológico mas sem perder as comodidades de um hotel convencional. São suítes construídas em contêineres com design bem diferente, além do conceito sustentável: toda energia usada para aquecimento e funcionamento dos aparelhos eletrônicos é proveniente de energia solar.

Mais informações e reservas no site do Magic City!

Sinal de celular no Magic City

Hoje em dia todo mundo gosta de dar aquela olhadinha na internet, porém por estar localizado em uma região de mata, o sinal no parque não é bom. O meu celular por exemplo ficou todo o tempo sem sinal algum, inclusive para ligações.

Isso é um problema na hora de ir embora, por exemplo, pois não consegui abrir o GPS para traçar a rota até minha casa. Por sorte gravei “mais ou menos” o caminho na ida, mas dependendo do caso isso pode te colocar em apuros – principalmente se já estiver anoitecendo.

O ponto positivo é que agora o parque conta com internet Wi-Fi para os visitantes, o que ajuda bastante quem quer se manter conectado. Durante todo o tempo que utilizei o serviço funcionou muito bem, sendo que a conexão não caiu nenhuma vez. Uma boa para quem precisa do GPS para ir embora e também ficou sem sinal é aproveitar a internet e baixar a rota no Google Maps para ser aberta no celular antes de sair.

Como chegar ao Magic City

O Magic City fica na Estrada do Pavoeiro, 8.870, Clube dos Oficiais, na cidade de Suzano. O acesso é bem fácil e colocando no GPS não tem erro, marcando cerca de 60 km da capital paulista. A principal rodovia que dá acesso ao parque é a Índio Tibiriçá, no Km 58,5. Lembre-se também de adquirir antecipadamente o estacionamento pelo site que é sempre mais barato.

Dá para ir também de transporte público, porém aí você terá de ter paciência considerando os horários de partidas, principalmente aos finais de semana. Há um terminal rodoviário bem ao lado da estação Suzano da CPTM de onde saem os ônibus linhas 12 ou 15 e vai te deixar em frente ao parque. Confirme essa informação com o motorista antes de embarcar para não ter erro.

Entrada do parque aquático Magic City em Suzano no meio “do nada”

Há também uma empresa de ônibus fretado que não tem vínculo com o Magic City mas realiza viagens até o parque aquático. A empresa Vans Top leva os visitantes ao complexo com partidas de Diadema, São Bernardo do Campo, São Paulo, Santo André, Mauá e Ribeirão Pires.

Outra opção, bem mais cara, é ir usar aplicativos de transporte como Uber e 99. A comodidade é grande, porém esteja disposto a investir uma boa grana para ter seu motorista particular. Dependendo de onde você vem, em alguns casos até pode compensar alugar um carro.

O parque aquático funciona todos os dias das 10h às 17h. Sempre consulte o calendário de funcionamento, pois a programação está sujeita a alterações.

Ingressos do Magic City

Os ingressos para o parque aquático Magic City custam a partir de R$ 39,90, valor promocional inclusive para algumas datas do verão. Eu fiz a compra pelo site oficial e reservei uma opção combo com almoço e bebida inclusa por R$ 77,80. Aproveitei para comprar o estacionamento antecipado, que também tem desconto. Achei que valeu tudo bastante a pena considerando o espaço oferecido aos visitantes que é bem bacana.

As entradas podem ser adquiridas pelo site ou pelo telefone. Em tempos de pandemia você precisa concordar com as regras antes de prosseguir com a reserva, entre elas o uso de máscara em áreas secas, inclusive na fila dos brinquedos. É apenas dentro das piscinas que você pode ficar sem ela.

Após realizar a compra você recebe todos os vouchers por e-mail, sendo que não é necessário imprimir bastando apresentar no celular o documento em PDF tanto para entrar no parque como para trocar serviços como almoço e estacionamento.

Parques aquáticos em Suzano

O Magic City é o principal parque aquático de Suzano. Além dele, há ainda na cidade o Blue Beach Thermas Park, não tão grande como o concorrente mas também com uma área bacana para se refrescar. Esse fica mais perto do centro e também é cercado por área verde. São diversas atrações para curtir no calor, entre praias artificiais, piscinas aquecidas, cascatas, rio bravo, toboáguas e muito mais. Pode ser mais uma opção para quem mora em São Paulo e arredores.

Blue Beach Thermas Park: outro parque aquático em Suzano

Dicas gerais

  • Parques aquáticos combinam com dias de sol, portanto alguns cuidados são necessários para evitar surpresinhas desagradáveis no dia do passeio. Não é aconselhável a utilização de produtos como perfumes ou descolorantes durante o banho de sol, já que podem provocar queimaduras ou alergias, além de não protegerem contra os efeitos das radiações.
  • Não esqueça que áreas mais sensíveis como rosto, lábios e cabeça pedem um cuidado maior, portanto utilize o produto adequado;
  • Uma das vantagens do Magic City é que você pode comprar tudo antecipado, assim evitando filas de compra no dia do passeio. O melhor disso é que comprando antes pelo site você paga mais barato – o estacionamento por exemplo custa R$ 40 no dia e R$ 28 antecipado pelo site;
  • O Magic City oferece a opção de armário aos visitantes. O tamanho médio custa R$ 25 e nele cabem duas mochilas, pode ser uma boa para quem quer curtir e andar de um lado para o outro sem ter de carregar muitas coisas, ou até mesmo para quem quiser dividir com um amigo;
  • Depois de entrar no parque você não poderá voltar ao carro para pegar qualquer item, portanto leve tudo o que for precisar de uma única vez. O parque aquático permite a entrada com salgadinhos, água e coisas assim;
  • É importante ter cuidado também com os alimentos expostos à temperatura ambiente, pois dependendo do que for pode causar intoxicação e até mal-estar;
  • Por último, e não menos importante: beba bastante água! Dentro do parque ela é sinônimo de diversão e dentro do seu corpo também, afinal, temperaturas elevadas pedem uma hidratação maior no corpo. Um ponto negativo é que o Magic City não oferece bebedouro aos visitantes, algo comum em outros parques, mas você ao menos pode entrar com a sua própria garrafinha. Caso prefira, dá para comprar também nos quiosques perto das piscinas.

E você, já esteve no Magic City? O que achou? Comente abaixo e ajude outros leitores!

Não perca nenhuma oportunidade!
ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
tela do app do melhores destinos
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção