logo Melhores Destinos

Nova tecnologia promete escanear calçados em 2 segundos sem tirá-los do pé nos aeroportos

Thiago Ibrahim
19/05/2021 às 15:24

Nova tecnologia promete escanear calçados em 2 segundos sem tirá-los do pé nos aeroportos

Só quem já passou pela situação constrangedora de ter que tirar os sapatos durante a inspeção de segurança no aeroporto sabe o quanto isso, apesar de necessário, é irritante. Esse procedimento de segurança passou a fazer parte da vida dos viajantes a partir dos atentados de 11 de setembro. Mas parece que com um novo scanner que está em fase de testes nos Estados Unidos isso pode virar coisa do passado.

O Pacific Northwest National Laboratory, órgão ligado ao Departamento de Energia dos Estados Unidos, vem trabalhando numa tecnologia que será capaz de detectar uma ampla variedade de armas ou potenciais ameaças escondidas sob as roupas. A nova tecnologia chamada de “HD-Advanced Imaging Technology” vem sendo desenvolvida desde 2013 pela empresa Liberty Defense.

O novo HD-Advanced Imaging Technology

Os pesquisadores focaram em melhorar a experiência dos passageiros, e como resultado desenvolveram um scanner de alta definição capaz de mapear ameaças ainda menores que os modelos utilizados atualmente conseguem, diminuindo a ocorrência de alarmes falsos. Outra tecnologia desenvolvida pela empresa é capaz de analisar os calçados dos passageiros sem que eles precisem retirá-los do pé.

Inspeção de sapatos a jato

Segundo o PNNL, com a adoção dessa nova tecnologia a inspeção de sapatos levaria cerca de 2 segundos, bastando ao viajante apenas ficar parado em pé no scanner. O sistema usa ondas eletromagnéticas para gerar uma imagem do calçado, e ela é avaliada para determinar se o objeto apresenta algum tipo de ameaça à segurança do voo.

“Adicionar o scanner de calçados em um aeroporto pode substituir o ritual inconveniente de remover os sapatos no posto de inspeção antes do embarque. Isso pode acelerar o processo de triagem em 15-20 por cento”, afirma Bill Frain, CEO da Liberty Defense.

Imagem gerada em 2 segundos pelo novo scanner

Além de fornecer imagens com melhor definição, o novo equipamento é também mais barato que os utilizados atualmente em todo o mundo. O Laboratório recentemente firmou parceria com uma empresa comercial e está trabalhando para levar a nova tecnologia ao mercado. De acordo com o site KomoNews, o TSA, órgão responsável pela administração de segurança dos transportes nos Estados Unidos, está testando o novo sistema em seu laboratório.

Agora é torcer para que essas novas tecnologias passem nos testes e não demorem a chegar até os aeroportos, para que tirar os sapatos na inspeção de segurança vire mais uma coisa do passado na vida dos viajantes pelo mundo. Até porque ninguém merece sentir cheiro de chulé. Não é mesmo?

________________________________________________________________________________

E aí, o que você achou da novidade? Deixe a sua opinião nos comentários!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção