logo Melhores Destinos

Como é voar na executiva do novo Boeing 787 Dreamliner da Avianca

Marcel Bruzadin
02/04/2015 às 17:59

Como é voar na executiva do novo Boeing 787 Dreamliner da Avianca

Em fevereiro deste ano, o Melhores Destinos acompanhou a apresentação da nova aeronave da companhia aérea Avianca, o novíssimo Boeing 787 Dreamliner, que passaria a operar no trecho São Paulo – Bogotá, capital da Colômbia. Essa nova aeronave veio ao mercado com grandes promessas, principalmente em ser um equipamento mais veloz, em comparação com aviões do mesmo porte, e mais econômico também. Além disso, outro grande diferencial prometido pela Avianca com o novo Boeing é em relação ao conforto dos passageiros durante os voos, principalmente para os trechos de longa duração. Segundo o vice-presidente da própria companhia aérea, a sensação de conforto é maior justamente por possuir um melhor controle do ar, que o torna menos seco que as demais aeronaves, reduzindo os efeitos do jetlag e do cansaço.

O leitor Bernard Dalla Bernardina fez o voo inaugural com a nova aeronave da Avianca até a Colômbia em classe executiva e fez uma avaliação para compartilhar com os demais viajantes. Confira o relato completo do Bernard sobre esse voo e a aeronave.

Check-in

O check-in foi realizado de forma muito rápida, além de contar com a opção da sala VIP da Pro Air no Aeroporto de Guarulhos, que apesar de nova, possui bastante variedade para alimentação e bebidas.

A aeronave

Sinceramente, não achei o Boeing 787 tudo o que estão falando dele. A configuração na classe executiva é 1-2-1, não muito positivo se você estiver viajando em casal, pois você não tem visibilidade nenhuma do outro passageiro por conta da disposição das poltronas. As televisões individuais são móveis, justamente pelas poltronas ficarem na diagonal, permitindo que as mesma fiquem mais próximas ao passageiro.

Na minha opinião, essa nova configuração não agradou muito, pois possui muitos “porta-trecos”, até mesmo para os fones de ouvido, ocupando um espaço em que não seria necessário, além do porta-sapatos. Desse modo, acredito que o conforto da cadeira ficou comprometido, apesar da poltrona reclinar 180º. Já tive a oportunidade de viajar em um A330 na configuração 2-2-2 (antiga) e achei mais confortável.

O voo

Comprei as passagens diretamente pelo site da companhia aérea, sem problemas nenhum. Já no embarque no novo Boeing 787 no voo inaugural contou com a presença do presidente da Avianca, e por ser o primeiro voo da companhia com a aeronave, as aeromoças pareciam estar um pouco “perdidas”. Talvez por isso, o serviço de bordo não foi o esperado, pois o voo partiu às 2:30 do Aeroporto de Guarulhos e a refeição principal (que foi o café-da-manhã) foi servido somente na chegada a Bogotá, na Colômbia. Após uma hora de voo é que foram servidos alguns “snacks”, nem água e champanhe foram servidos nesse voo, acredito que por conta das aeromoças ainda estarem confusas.

Sinceramente, não consegui sentir os grandes diferenciais da aeronave, principalmente pela equipe de bordo não estar tão bem preparada.

Chegando em Bogotá, a sala VIP da Avianca é espetacular, com muitas opções de bebida e comida, além de ser extremamente confortável.

Em resumo, voaria novamente pela Avianca por suas aeronaves serem muito limpas e o serviço muito bom, mas infelizmente o serviço de bordo no voo inaugural deixou a desejar.

Não perca nenhuma oportunidade!
ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
tela do app do melhores destinos
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção