logo Melhores Destinos

Nova nota de R$ 200: conheça as cédulas mais valiosas do mundo em circulação

Wendell Oliveira
Wendell Oliveira
30/07/2020 às 7:33

Nova nota de R$ 200: conheça as cédulas mais valiosas do mundo em circulação

Você sabe quais são as notas mais valiosas do mundo atualmente em circulação? Ontem (29/7) o Banco Central surpreendeu o Brasil com o anúncio da criação da nota de R$ 200. A nova cédula de real, que terá como personagem o lobo-guará, entrará em circulação a partir de agosto. Apesar do alto valor nominal, nem de longe o papel-moeda estará entre as notas mais valiosas do mundo. Há outras moedas bem mais caras (e raras!) circulando por aí.

Veja também:
Melhores maneiras de levar dinheiro em viagens ao exterior

Cédulas de alto valor têm como objetivo diminuir as transações feitas com dinheiro vivo, economizando na impressão de papel-moeda. O impacto do coronavírus também levou muita gente a manter reservas em casa, aumentando a demanda por dinheiro de papel. Apesar dos benefícios, há uma longa discussão se essas notas facilitariam as atividades ilícitas do crime organizado, como corrupção, lavagem de dinheiro e até financiamento de terrorismo.

Confira abaixo quais são as notas mais valiosas do mundo!

🇸🇬 10.000 dólares de Singapura (SGD)

(R$ 37.550, na cotação atual)

10.000 dólares de Singapura, uma das notas mais valiosas do mundo

Nota de 10.000 dólares de Singapura (R$ 37.550, na cotação atual)

Que tal carregar cerca de R$ 37.000 na carteira com uma única nota? Parece loucura (e inseguro), mas é possível em Singapura com a nota de 10.000 SGD. Embora os bancos locais não gostem de lidar com essa cédula, ela existe e ainda é válida. O governo local parou de emiti-la desde 2014 e atualmente monitora transações feitas com o valioso papel-moeda a fim de coibir práticas ilegais.

Nota de 1.000 dólares de Singapura (SGD)

Nota de 1.000 dólares de Singapura (SGD)

Aliás, Singapura entra duas vezes nessa lista, já que o país também possui a nota de 1.000 SGD, equivalentes a R$ 3.755 na cotação atual. Ao contrário de sua versão dez vezes mais valiosa, a nota de 1.000 SGD é amplamente disponível e pode ser encontrada em casas de câmbio por lá.

🇧🇳 10.000 dólares de Brunei (BND)

(R$ 37.550, na cotação atual)

Olha só que interessante: o dólar de Brunei (BND), emitido e controlado pela autoridade monetária do pequeno país do Sudeste Asiático, é pareado com o dólar de Singapura (SGD). Ou seja, mesmo que Singapura tenha parado de emitir a polêmica nota de 10.000 SGD, Brunei é livre para emitir notas de igual valor!

10.000 dólares de Brunei, uma das notas mais valiosas do mundo

Nota de 10.000 dólares de Brunei (pareada com o dólar de Singapura)

Embora não haja garantias sobre a facilidade de trocar ou obter essas notas nas casas de câmbio, Brunei é um país rico em petróleo e influente o bastante para pressionar seus principais parceiros estrangeiros (Singapura e Malásia) a aceitarem sua moeda de alto valor. O país também possui notas de 500 e 1.000 BND.

Perguntada sobre o assunto, nossa editora Bruna jurou que não tem nada a ver com isso.

🇨🇭 1.000 francos suíços (CHF)

(R$ 5.660, na cotação atual)

1.000 francos suíços (CHF), uma das notas mais valiosas do mundo

Nota de 1.000 francos suíços (CHF)

A Suíça é um país notoriamente caro, mas ainda assim, com 1.000 francos suíços (CHF) dá para comprar muito raclette e chocolate. Ao contrário da relação de outros países com suas moedas valiosas, o governo da Suíça garante que a nota não sairá tão cedo de circulação. Aliás, a cédula recentemente teve o design modernizado e mal cabe nas carteiras com seus 18 x 7,5 cm.

🇪🇺 500 euros (EUR)

(R$ 3.039, na cotação atual)

500 euros, uma das notas mais valiosas do mundo

Notas de 500 e 200 euros, as notas mais altas da Zona do Euro

O euro também possui uma das cédulas de maior valor do mundo. A nota de 500 euros (EUR), jocosamente apelidada de “Bin Laden”, por muito tempo facilitou o transporte de dinheiro sujo. A Alemanha e a Áustria encerraram a produção em 2019, e foram os últimos países da União Europeia a emiti-la. Muitos europeus nunca chegaram a ver essa nota e alguns estabelecimentos podem recusar o recebimento. Entretanto, é possível usá-la ou trocá-la nos bancos.

Não há um prazo para que as notas de 500 deixem de valer em toda a Zona do Euro. Em pouco tempo, a nota de valor mais alto circulando na Europa será a de 200 euros — ainda assim, uma das cédulas mais valorizadas do mundo.

🇦🇪 1.000 dihram dos Emirados Árabes (AED)

(R$ 1.407, na cotação atual)

Nota de 1.000 dihram dos Emirados Árabes Unidos (AED)

Nota de 1.000 dihram dos Emirados Árabes Unidos (AED)

O dinheiro em espécie ainda é muito usado nas transações comerciais dos Emirados Árabes Unidos. Por isso, o Banco Central do país não tem planos de descontinuar a nota. Vale mencionar que o dihram dos Emirados Árabes Unidos (AED) é uma moeda pareada ao dólar (1 USD = 3,67 AED), o que torna a nota de 1.000 AED uma maneira prática de carregar US$ 272.

🇦🇲 100.000 drams armênios (AMD)

(R$ 1.076, na cotação atual)

Nota de 100.000 drams armênios (AMD)

Nota de 100.000 drams armênios (AMD)

A Armênia tem uma das moedas mais valiosas em circulação atualmente. O Banco Central do país emitiu uma nova série de moedas em 2018, omitindo a de 100.000 drams armênios (AMD). Apesar disso, não há comunicado oficial de que a moeda sairá de circulação.

🇭🇰 1.000 dólares de Hong Kong (HKD)

(R$ 667, na cotação atual)

Nota de 1.000 dólares de Hong Kong (HKG)

Nota de 1.000 dólares de Hong Kong (HKD)

A nota de 1.000 dólares de Hong Kong (HKD) não é uma das notas mais valiosas se comparada ao dólar americano (1.000 HKD = US$ 129), mas oferece vantagens competitivas. Alguns investidores sugerem que, caso Hong Kong desvincule sua moeda do dólar americano, ou simplesmente a atrele futuramente ao renminbi da China, o dólar de Hong Kong poderá sofrer uma apreciação instantânea de dois dígitos.

Enquanto isso, manter dólares de Hong Kong é essencialmente o mesmo que manter dólares americanos, mas com potencial de valorização.

🇺🇸 100 dólares americanos (USD)

100 dólares americanos (USD)

100 dólares americanos (USD)

Até 1969, grandes denominações de dólares circulavam nos Estados Unidos, como notas de US$ 500, US$ 1.000, US$ 5.000 e até US$ 10.000. Há muito tempo essas notas deixaram de ser emitidas e são praticamente impossíveis de serem encontradas, mas ainda possuem valor legal.

10.000 dólares, uma das notas mais valiosas do mundo

Nota de 10.000 dólares (USD), série de 1934

Atualmente, a maior nota em circulação é a de US$ 100, que compra mais de R$ 500. Pensando por esse lado, termos uma nota de R$ 200 talvez não seja tão ruim assim.

Notas com alto valor nominal (mas não tão valiosas)

Em países de economia hiperinflacionária, como Zimbábue e Venezuela, não é incomum encontrar moedas com vários zeros, em valores nominais que giram na casa dos milhões e até trilhões! Apesar disso, o poder de compra costuma ser bem reduzido.

Nota de 100 trilhões de dólares do Zimbábue (ZWD)

Nota de 100 trilhões de dólares do Zimbábue (ZWD), cerca de R$ 1,50

Foi o caso do dólar do Zimbábue (ZWD), que durante sua maior crise em 2008 teve uma inflação de 9.000.000% ao ano (nove milhões porcento!) e chegou ao colapso em 2009, quando a inflação anual teria sido de 89 sextilhões por cento. Afinal, quantos zeros tem um sextilhão?

Uma consequência inacreditável foi a emissão da cédula de 100 trilhões de dólares zimbabuanos. Isso mesmo: cem trilhões, 100.000.000.000.000. Ela foi considerada a nota com o maior número de zeros da história: 14! No entanto, a nota não valia mais que R$ 1,50 na cotação da época. A desvalorização da moeda era tão grande que ela chegou a ser negociada por quilo!

Dinheiro pesado por quilo

Dinheiro a quilo? Soluções extremas quando o dinheiro em papel não vale mais nada

A solução só veio em 2015, quando o país foi desmonetizado e adotou outras moedas estrangeiras mais valorizadas. Sem dinheiro próprio, o Zimbábue tornou-se um destino barato para viajar gastando em dólar e euro.


Leia também:
Dólar para a viagem: saiba como garantir a melhor cotação de moedas estrangeiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *