logo Melhores Destinos

KLM celebra os 100 anos com uma grande festa

Gisela Cabral
Gisela Cabral
07/10/2019 às 20:05

KLM celebra os 100 anos com uma grande festa

Há exatos 100 anos nascia nos Países Baixos a empresa aérea Koninklijke Luchtvaart Maatschappij, ou KLM, como é popularmente conhecida. E este centenário de sucesso, marcado por ousadia, inovação e cuidado no transporte de passageiros – 34,1 milhões somente no ano passado – foi celebrado hoje com uma super festa no Hangar 10 do aeroporto de Schiphol, em Amsterdã. 

Logo pela manhã, jornalistas do mundo todo foram recebidos no hotel Renaissance para uma apresentação do CEO da empresa, Peter Elbers, que falou sobre o passado, o presente e o futuro. O primeiro voo da história,  lembrou ele, aconteceu em 1920, de Londres para Amsterdã. Já o primeiro voo transatlântico, para Nova Iorque, foi realizado logo após a Segunda Guerra Mundial. Um momento bem crítico para toda a Europa, mas que a KLM encarou como uma oportunidade de retomada.

O ministro de Finanças holandês e o CEO da KLM/Foto: Floris Heuer

“O fato de celebrarmos nosso centésimo aniversário não é apenas um testemunho de um século de uma empresa, inovação e comércio bem-sucedidos, mas também da fé que os clientes e parceiros têm na gente. É uma homenagem aos pioneiros da aviação da KLM, que literalmente colocaram a aviação civil no mapa em todo o mundo”, disse o CEO.

Os anos se passaram e a empresa foi se modernizando, acompanhando as novas tecnologias. Hoje ela está presente nas principais redes sociais, entre elas Facebook, WhatsApp, WeChat, e com um atendimento bem eficiente. Outra vantagem dos novos tempos é o passageiro poder resolver tudo – ou quase tudo – pelo aplicativo. Check-in, download de cartão de embarque, marcação de poltrona e compra de bagagem extra. Tudo ao alcance de um clique!

Lançamento do livro durante o evento

E o meio ambiente? O que a empresa fez e tem feito para reduzir impactos no meio ambiente? A KLM foi a primeira empresa aérea a usar combustível sustentável em voos regulares. O primeiro deles foi de Amsterdam para Paris, em 29 de junho de 2011, usando uma mistura de combustível sustentável e querosene convencional. Desde então, o mesmo esquema tem sido usado para voos em todo o mundo, incluindo Oslo, NY e Los Angeles.

Segundo a empresa, em 2036, quase 8 bilhões de pessoas estarão voando. A meta, portanto, é atingir a demanda tornando os voos ainda mais confortáveis, enquanto diminuem-se as emissões de CO2. “Cheios do mesmo espírito pioneiro e empreendedor, esperamos, com otimismo, enfrentar os desafios da sustentabilidade e da inovação”, completou Elbers.

Celebração

Sobre o mercado brasileiro, Elbers foi incisivo sobre a importância da parceria com a Gol. “A KLM/Airfrance desenvolveu uma excelente posição no mercado brasileiro. E a Gol desempenha um papel muito importante nas conexões dos nossos passageiros para outras cidades brasileiras, a partir de cidades como Fortaleza”.

Depois da apresentação, o espírito de festa tomou conta do hangar 10. Na ocasião, os convidados puderam experimentar jogos e simulações de realidade virtual, em meio a muita música, comes e bebes. Um dos pontos altos da celebração aconteceu durante o lançamento da nova casinha de porcelana Delft, alusiva aos 100 anos, e do livro “Bem-vindo a bordo – 100 anos de KLM”, dos autores Bram Bouwens e Frido Ogier. Lembrando que as casinhas Delft são distribuídas como cortesia a todos os passageiros da classe executiva.

Presente na celebração do centenário, o ministro de Finanças da Holanda, Wopke Hoekstra, reafirmou a importância da empresa localmente e também para o mundo. “O mundo não é mais o mesmo de cem anos atrás, mas o espírito pioneiro de Albert Plesman (o fundador da empresa) ainda está vivo. Desejo à KLM um maravilhoso centenário e um futuro bem-sucedido, no qual a empresa se una à Air France para alcançar objetivo de tornar-se a melhor companhia aérea da Europa”, finalizou.