logo Melhores Destinos

Justiça aprova empréstimo de R$ 11 bilhões para a Avianca Holdings

Leonardo Cassol
05/10/2020 às 18:39

Justiça aprova empréstimo de R$ 11 bilhões para a Avianca Holdings

O Tribunal de Falências de Nova York, que cuida do processo de recuperação judicial da Avianca Holdings, aprovou o pedido da companhia aérea para receber até US$ 2 bilhões (pouco mais de R$ 11 bilhões) em empréstimos para atravessar a crise financeira agravada pela pandemia de coronavírus.

Anko van der Werff, presidente da Avianca Holdings, destacou que “com a aprovação para acesso integral a este financiamento DIP a empresa possa a ter ampla liquidez para suportar suas operações, a medida que continua voando e atendendo aos clientes.”

Avianca retomou voos em outubro, inclusive para o Brasil

Com as restrições às viagens retiradas pelo governo, a Avianca retomou voos para 21 cidades na Colômbia e para 14 destinos internacionais, incluindo voos de Bogotá para São Paulo. Já os voos para o Rio de Janeiro irão retornar a partir do próximo dia 15.

A entrada de brasileiros na Colômbia está liberada, mas o país está exigindo que todos os passageiros embarcados no Brasil apresentem um teste PCR negativo de Covid-19 realizado no máximo a 96 horas antes do embarque. Além disto, entre 24 horas e 1 hora antes da partida, todos os visitantes devem preencher um cadastro no site www.migracioncolombia.gov.co. As autoridades colombianas também exigem que os passageiros informem o estado de saúde no aplicativo Coronapp antes da viagem e nos 14 dias seguintes.

Financiamento segue o mesmo modelo da Latam e da Aeroméxico

O financiamento utiliza o mecanismo DIP (Debtor-In-Possession), onde o credor participa com todos os riscos da reestruturação financeira e operacional do negócio e, em troca, tem garantias para trocar seu empréstimo por ações da empresa. É o mesmo instrumento que utilizado pela Latam e pela Aeroméxico.

Os US$ 2 bilhões serão divididos em dois blocos. Um financiamento sênior garantido da Tranche A, de US$ 1,27 bilhão, e um empréstimo subordinado garantido da Tranche B, de US$ 722 milhões. O financiamento inclui aproximadamente US$ 1,2 bilhão de novos fundos, sendo US$ 881 milhões na Tranche A e US$ 336 milhões na Tranche B.


É uma excelente notícia para a Avianca Holdings, já que esses recursos vão representar um alívio e tanto no caixa da empresa.

Veja também:

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção