logo Melhores Destinos

Má notícia! Voos para os Estados Unidos terão sobretaxa de R$ 210 por pessoa

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
12/01/2021 às 9:00

Má notícia! Voos para os Estados Unidos terão sobretaxa de R$ 210 por pessoa

O governo norte-americano passou a cobrar uma “taxa de transporte” sobre passagens aéreas com origem e destino aos Estados Unidos em voos a partir de 1º de janeiro de 2021 . É um valor fixo de US$ 19,10 por trecho (US$ 38,20 numa viagem de ida e volta), equivalente a R$ 209,98 por pessoa no câmbio de hoje. A tarifa já está sendo repassada por todas as companhias aéreas junto com as taxas de embarque e de segurança, conforme mostramos a seguir na American Airlines e Azul (primeira linha) e na United e Delta (segunda linha).

Cobrança foi repassada pelas companhias aéreas 

Infelizmente, é algo que encarece as viagens para os Estados Unidos, num momento que o dólar volta a subir a patamares históricos. Por outro lado, em 2021 também tivemos a redução de 18 dólares (quase R$ 100) da taxa de embarque no Brasil para todos os voos internacionais, o que compensa em parte esse aumento.

Consultada pelo Melhores Destinos, a Azul informou que apenas repassa as cobranças estabelecidas pelos governos dos países onde opera e que a referida taxa tinha sido isentada em 2020 pelo governo dos Estados Unidos. Mas que o período de isenção se encerrou para voos a partir de 1º de janeiro de 2021. Ou seja, parece que essa cobrança veio para ficar!

De acordo com o site Airlines For America, em 2021 houve a criação de uma nova taxa de chegada de voos internacionais no valor de US$ 19,10, bem como o aumento expressivo de uma taxa de partida de voos internacionais que já existia, de US$ 6,00 para US$ 19,10, totalizando US$ 38,20 numa viagem de ida e volta. Além disso, segundo a associação também foram criadas novas taxas para voos domésticos nos Estados Unidos e para conexões domésticas.

Nada muda para quem já tem passagem comprada. Mas quem for remarcar ou emitir novos bilhetes, infelizmente, vai ter que encarar a nova taxa…

Vale lembrar que continua proibida a entrada de passageiros com origem no Brasil, ou que tenham estado no País nos últimos 14 dias antes da admissão nos Estados Unidos. A exceção é apenas para cidadãos dos Estados Unidos, residentes permanentes, cônjuges, filhos e irmãos de americanos e de residentes permanentes. Infelizmente, ainda não há uma definição de quando será possível viajar novamente para os Estados Unidos sem restrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *