Brasil negocia voos com a companhia árabe Gulf Air

Thayana Alvarenga
Thayana Alvarenga
17/07/2019 às 18:06

Brasil negocia voos com a companhia árabe Gulf Air

O Ministério do Turismo anunciou nesta quarta-feira a intenção de promover a vinda da companhia aérea árabe Gulf Air ao Brasil. A novidade surgiu durante reunião realizada entre representantes brasileiros e o Sheikh Khalid Bin Hamad em Manama, capital do Bahrein. Na ocasião, também foi apontado que os dois países terão uma Câmara de Comércio e Turismo para discutir a atração de investimentos para o setor no país.

A base principal da Gulf Air é no Aeroporto Internacional do Bahrein, que fica em Muharraq, uma ilha no extremo norte do país a sete quilômetros do centro da capital Manama. A companhia possui voos para mais de 50 destinos em 28 países na África, Ásia e Europa. Se as operações forem realmente firmadas no Brasil, o passageiro terá a possibilidade de se conectar no aeroporto árabe em voos para lugares como Baku, Bangladesh, Cairo, Atenas, Bagdá, Amã, Bangkok, Istambul, Abu Dhabi, Dubai, entre muitas outros. Recentemente também foi anunciada uma nova rota direta para as Ilhas Maldivas a partir de outubro.

Bahrein está localizado perto do Catar

De acordo com a Skytrax, empresa de consultoria do Reino Unido que analisa o mercado da aviação, a Gulf Air aparece em 71º lugar entre as 100 principais companhias do mundo em 2019, na frente até mesmo de aéreas como Alitalia, American Airlines, TAP, Copa e Royal Air Maroc.

A frota da companhia atualmente é composta por 37 aeronaves, sendo 16 Airbus A320-200, 6 Airbus A321-200, 6 Airbus A330-200, 3 Airbus A320neo e mais 6 Boeing 787-9 Dreamliner. Estão encomendadas outras 17 aeronaves Airbus A321neo, com início da entrega previsto para 2020. No momento, a Gulf Air possui acordos de codeshare (compartilhamento de voos) com as seguintes companhias: Aegean Airlines, American Airlines, EgyptAir, Ethiopian Airlines, Etihad Airways, Oman Air, Philippine Airlines, Royal Jordanian, Thai Airways e Turkish Airlines.

A empresa árabe patrocina diversos eventos, dos quais o mais prestigioso é o Grand Prix do Bahrein, um dos mais recentes GPs de Fórmula 1. A Gulf Air também foi a primeira patrocinadora de camisetas do Chelsea F.C. em 1983 e 1984. Mais recentemente, entre 2008 e 2011, patrocinou as camisas do também inglês Queens Park Rangers.

Não deixe de conferir a nossa avaliação completa sobre como é voar com a Gulf Air!


Ainda não sabemos como e se efetivamente a negociação vai se concretizar, mas seria ótimo ter mais uma opção de voos para a região do Golfo Pérsico. Vamos aguardar mais novidades! E você, animado com a notícia? Comente e participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *