logo Melhores Destinos

Latam obtém novo aporte de R$ 7 bilhões de um fundo de investimentos e avança na parceria com a Delta

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
10/07/2020 às 14:38

Latam obtém novo aporte de R$ 7 bilhões de um fundo de investimentos e avança na parceria com a Delta

Em processo de recuperação judicial nos Estados Unidos desde 26 de maio, o grupo Latam Airlines conseguiu um novo aporte de US$ 1,3 bilhão (aproximadamente R$ 7 bilhões) do fundo de investimentos global Oaktree Capital Management. Essa quantia se soma aos quase R$ 5 bilhões obtidos recentemente junto aos acionistas Qatar Airways e famílias Cueto e Amaro.

Esses empréstimos são no modelo DIP (debtor-in-possession, em inglês), que permite aos credores prioridade para quitar dívidas no processo de recuperação judicial do grupo.

A empresa aguarda que a proposta seja aprovada pelo tribunal de Nova York para finalizar o acordo, o que é esperado nos próximos dias.

“O grupo Latam deu um grande passo para garantir sua continuidade operacional. O apoio de dois de nossos principais acionistas foi essencial, pois despertou o interesse e o comprometimento dos investidores que não tínhamos há um mês. Esse sinal de confiança no futuro do grupo permitiu capturar todos os recursos necessários para operar durante a crise, até a recuperação da demanda, concluindo com êxito o processo de recuperação judicial”, afirmou o CEO do grupo, Roberto Alvo.

A filial da Latam no Brasil, que foi recentemente incluída no processo de recuperação judicial do grupo, informou que a medida vai permitir à subsidiária brasileira ter acesso aos recursos do empréstimo DIP e a novas fontes de financiamento.

“Estamos seguros de que estamos nos movendo de forma responsável e adequada, pois temos o desafio de transformar a empresa para que ela se adapte à nova realidade pós-pandemia e garanta a sua sustentabilidade no longo prazo”, afirmou o CEO da Latam Brasil, Jerome Cadier, no comunicado oficial.

Confira o comunicado oficial da Latam (em inglês) sobre o novo aporte.

Latam avança na parceria com a Delta

A Latam e a Delta Airlines apresentaram esta semana ao Departamento de Transporte dos Estados Unidos (DOT) um pedido de imunidade antitruste para sua Joint Venture. A autorização vai permitir que as duas empresas planejem conjuntamente rotas, serviços e tarifas em voos entre alguns países da América do Sul e os Estados Unidos e o Canadá.

“A Joint Venture criará um concorrente mais eficaz para a American Airlines, United Airlines e seus parceiros aéreos da América Latina, gerando benefícios competitivos na forma de serviço novo e aprimorado, conexões mais convenientes e ofertas de produtos superiores que fluirão diretamente para os consumidores”, disseram as empresas no pedido.

As empresas ressaltaram que com a parceria a Delta vai transformar o Aeroporto Internacional de Miami em um novo centro de operações entre Estados Unidos e a América do Sul, em concorrência direta com a American Airlines. “A proposta da Delta é acrescentar mais de 20 voos domésticos a partir de Miami, incluindo os principais destinos de viagens corporativas, à medida que a demanda se recupere do impacto do Covid-19.

Para concluir a formação de Uma Joint Venture plena, as empresas precisaram de aprovação não apenas do DOT, mas também de autoridades sul-americanas nos países onde atuam.

Com informações do Valor Econômico e do Business Travel News

Veja também: