logo Melhores Destinos

Governo federal vai convidar Jetblue, Ryanair e Volaris a operar voos nacionais no Brasil

Rafael Castilho
Rafael Castilho
28/10/2019 às 18:28

Governo federal vai convidar Jetblue, Ryanair e Volaris a operar voos nacionais no Brasil

O governo brasileiro busca atrair empresas aéreas low cost para operar voos domésticos e internacionais no país. A informação foi confirmada pelo secretário de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann. Ele e representantes de empresas, como norte-americana Jetblue e a mexicana Volaris, participam do fórum de líderes da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (Alta), em Brasília. Representantes do governo também devem se reunir em novembro com a low cost irlandesa Ryanair, em Dublin.

Mesmo com a abertura do mercado da aviação brasileiro a empresas estrangeira, o movimento de interesse internacional tem sido tímido. Até o momento apenas a espanhola Globalia, proprietária da AirEuropa, se mostrou interessada e já conseguiu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar no país.

“Estamos trabalhando primeiro com rotas internacionais, mas já estamos trabalhando para que tais operações se tornem domésticas no mercado brasileiro”, disse Glanzmann.

A ideia das reuniões é apresentar as oportunidades no mercado brasileiro. Mas o governo também tem que trabalhar para minimizar os efeitos e as dificuldades empresárias e burocráticas de qualquer operação no Brasil.

A meta do governo é aumentar o número de passageiros transportados no país para mais de 120 milhões neste ano e chegar a 200 milhões em 2025. Em 2018 foram 103 milhões. Outro objetivo é ampliar de 130 para 200 cidades atendidas pelo transporte aéreo nos próximos 5 anos.

Leia também:
Empresas low cost europeias: um guia para você viajar pagando pouco sem dores de cabeça!
Companhias aéreas low cost: como funcionam, onde encontrar tarifas super baratas e dicas para não cair em furada!