logo Melhores Destinos

GOL e Smiles não chegam a acordo e incorporação do programa de fidelidade é suspensa!

Leonardo Cassol
19/06/2019 às 11:22

GOL e Smiles não chegam a acordo e incorporação do programa de fidelidade é suspensa!

A GOL e a Smiles encerraram sem acordo as negociações sobre a reincorporação do programa de fidelidade pela companhia aérea. O anúncio ocorre após a Latam ter conseguido retomar o controle da Multiplus.

“Após cinco meses de estudos e negociações envolvendo a Gol e o Comitê Independente da Smiles Fidelidade S.A., não foi atingido um acordo quanto aos termos para implementação da reestruturação societária proposta”, informou a GOL em comunicado ao mercado.

De acordo com a empresa, a suspensão não altera a decisão da GOL de não renovar o contrato operacional e o contrato de prestação de serviços de back office, celebrados com Smiles, além da atual data de validade, que é 2032. Ou seja, as empresas ainda têm mais de uma década para chegar a um acordo.

Para a GOL, a reorganização tinha por objetivo assegurar a competitividade de longo prazo do grupo, através do alinhamento de interesses de todos os envolvidos, reduzindo custos e despesas operacionais, administrativos e financeiros, e aumentando a liquidez para todos os acionistas do grupo.

A Smiles aproveitou a oportunidade para reforçar o seu comprometimento de buscar a entrega consistente de resultados e crescimento, independentemente da realização da reorganização societária. “Em linha com tal objetivo, a Smiles está trabalhando na revisão de seu planejamento estratégico de forma a refletir a decisão da GOL de não renovar o contrato operacional e o atual cenário competitivo da indústria em que a empresa atua. O resultado desse
trabalho será oportunamente submetido para deliberação do Conselho de Administração da Smiles e, caso qualquer alteração venha a ser aprovada, o novo plano estratégico será oportunamente comunicado ao mercado”, destacou a empresa em seu comunicado ao mercado.

No curto prazo, a rusga entre os acionistas pode afastar o risco de mudanças bruscas na Smiles, que tenham impacto negativo para os usuários, como mudanças nas regras do programa. Porém, um distanciamento das empresas pode dificultar o lançamento de novos produtos e serviços e inviabilizar ações em parceria.

Mesmo sem ter sido concluída com êxito, a decisão da GOL de tentar retomar o controle da Smiles trouxe consequências permanentes para a empresa de fidelidade. O presidente, Leonel Andrade, e boa parte da diretoria do programa deixaram a Smiles.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção