logo Melhores Destinos

Gato invade cabine e obriga piloto a retornar com Boeing 737 ao aeroporto

Wendell Oliveira
03/03/2021 às 9:36

Gato invade cabine e obriga piloto a retornar com Boeing 737 ao aeroporto

Um voo do Sudão para o Catar foi forçado a desviar a rota após a cabine ser invadida por um… gato! A situação inusitada aconteceu depois que o felino, que aparentemente entrou no avião durante a limpeza, acordou e ficou apavorado com o novo ambiente. Ele então atacou o piloto, fazendo com que o avião precisasse retornar ao aeroporto de origem — e dando muita história para contar aos passageiros.

Confira abaixo todos os detalhes sobre este incidente bizarro!

Leia também:
Inacreditável! 10 motivos bizarros que já causaram pousos de emergência
Animais de estimação em aviões: dicas e regras para o transporte de cães e gatos

Gato ataca piloto e faz avião desviar a rota

Algumas histórias de aviação são inacreditáveis, do tipo que se diz “Uau!”. Essa, no entanto, é daquelas que se diz “Miau!”. Um voo da Tarco Airlines de Cartum (KRT) para Doha (DOH) teve que retornar à sua origem depois que os pilotos encontraram um gato após a decolagem.

O Boeing 737 partiu de Cartum e estava a cerca de 30 minutos de viagem quando o felino clandestino apareceu inesperadamente na cabine de comando, para grande surpresa dos pilotos sudaneses.

De acordo com reportagens locais, o gatinho não estava feliz e começou a atacar o capitão. Embora a tripulação tenha feito várias tentativas de capturar o felino agressivo, foi impossível controlar o bicho. Incapazes de continuar a viagem, os pilotos tiveram que regressar a Cartum, para a surpresa dos passageiros a bordo.

Gato ataca piloto da Tarco Airlines

Tarco Airlines: companhia aérea do Sudão teve a cabine de comando invadida por um gato

O gato não pertencia a nenhum dos passageiros, como se poderia imaginar. Na verdade, o avião ficou parado no hangar durante a noite para limpeza. Acredita-se que o gato tenha subido a bordo e encontrado um local confortável para descansar na cabine de comando.

Não é a primeira vez

Ataques de gatos em aviões não são exatamente inéditos. Em agosto de 2004, um piloto da Brussels Airlines foi vítima de uma experiência dolorosa quando um felino fugitivo correu solto na cabine.

A aeronave estava viajando de Bruxelas para Viena, quando um gato surgiu entre meio dos passageiros. O animal aparentemente escapou de seu contêiner e começou a correr pela cabine. Um comissário abriu a porta do cockpit para servir os pilotos e o gatinho aproveitou a oportunidade.

Tentando escapar da prisão, o gato ficou muito agitado e começou a vasculhar a cabine de comando, arranhando o braço do co-piloto. Preocupados com os danos que o animal poderia causar ao equipamento sensível da cabine, os pilotos tomaram a decisão de retornar a Bruxelas cerca de 20 minutos após a decolagem. A companhia aérea descreveu a situação como um “incidente anormal”, alegando que muitas coincidências convergiram, levando à ocorrência incomum.

Gatos podem ser mestres em se infiltrar até mesmo nos espaços mais seguros. Por isso, as companhias aéreas devem intensificar a inspeção pré-voo para evitar situações parecidas no futuro. Especialmente se o voo for para Miami (MIA) ou pra Caiscais (CAT). 🙂

Com informações do Al-Sudani e Simple Flying.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção